SkyscraperCity banner

1 - 20 of 21522 Posts

·
Moderator
Joined
·
29,574 Posts
Discussion Starter #1
NOTÍCIAS DE CURITIBA, REGIÃO METROPOLITANA E LITORAL

Thread para discussões e notícias sobre Curitiba, cidades da Região Metropolitana e litoral do Paraná.



Regras:

- A notícia ou post deve estar relacionado total ou parcialmente com a região.

- A participação não é exclusiva dos foristas dessa região, todo forista, de qualquer cidade, pode e deve participar.
Exclusão ou boicotes de qualquer natureza serão penalizados.

- Comentários que incitarem conflitos ou rivalidades com outras regiões serão passíveis de punição.

- Todas as outras regras vigentes no fórum SSC Brasil se aplicam a esse espaço.
 

·
Dando um tempo.
Joined
·
15,925 Posts
First!
m))
 

·
Moderator
Joined
·
29,574 Posts
Discussion Starter #4
Dando início aos trabalhos do novo thread então ...

Pontos turísticos serão revitalizados para a Copa



A partir de dezembro, 17 pontos de Curitiba, entre espaços turísticos, praças e estações-tubo, começarão a ser repaginados para receber os turistas da Copa de 2014. As intervenções, que incluem ainda a construção de uma nova Central de Atendimento ao Turista (CAT) no Jardim Botânico, devem ser concluídas até maio de 2013. No total, a capital receberá R$ 7,7 milhões do Ministério do Turismo – outro R$ 1,4 milhão será repassado pelo governo federal para a implantação de postos de informações turísticas em Foz do Iguaçu e no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais.

Entre as obras previstas está a revitalização da Praça da Espanha, no Batel, ao custo de R$ 3,2 milhões. A Praça Carlos Gomes, no Centro, também ganhará novos equipamentos urbanos, como um Posto de Informação Turística (PIT), sanitários e um espaço para uma linha de ônibus direto para a Fan Fest da Fifa, no Parque Barigui.

Matéria Completa

------------------------------------
O que vai chamar mais atenção será a reforma da Praça da Espanha.
Tá ficando uma região muito bonita na cidade.
 

·
Registered
Joined
·
9,464 Posts
Dando início aos trabalhos do novo thread então ...

Pontos turísticos serão revitalizados para a Copa



A partir de dezembro, 17 pontos de Curitiba, entre espaços turísticos, praças e estações-tubo, começarão a ser repaginados para receber os turistas da Copa de 2014. As intervenções, que incluem ainda a construção de uma nova Central de Atendimento ao Turista (CAT) no Jardim Botânico, devem ser concluídas até maio de 2013. No total, a capital receberá R$ 7,7 milhões do Ministério do Turismo – outro R$ 1,4 milhão será repassado pelo governo federal para a implantação de postos de informações turísticas em Foz do Iguaçu e no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais.

Entre as obras previstas está a revitalização da Praça da Espanha, no Batel, ao custo de R$ 3,2 milhões. A Praça Carlos Gomes, no Centro, também ganhará novos equipamentos urbanos, como um Posto de Informação Turística (PIT), sanitários e um espaço para uma linha de ônibus direto para a Fan Fest da Fifa, no Parque Barigui.

Matéria Completa

------------------------------------
O que vai chamar mais atenção será a reforma da Praça da Espanha.
Tá ficando uma região muito bonita na cidade.
E os trabalhadores do PSTU vão a loucura "Os impostos dos trabalhadores do Capão Raso vão para reformar as calçadas do Batel" :lol:
 

·
o melhor está por vir
Joined
·
17,703 Posts
Dando início aos trabalhos do novo thread então ...

Pontos turísticos serão revitalizados para a Copa



A partir de dezembro, 17 pontos de Curitiba, entre espaços turísticos, praças e estações-tubo, começarão a ser repaginados para receber os turistas da Copa de 2014. As intervenções, que incluem ainda a construção de uma nova Central de Atendimento ao Turista (CAT) no Jardim Botânico, devem ser concluídas até maio de 2013. No total, a capital receberá R$ 7,7 milhões do Ministério do Turismo – outro R$ 1,4 milhão será repassado pelo governo federal para a implantação de postos de informações turísticas em Foz do Iguaçu e no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais.

Entre as obras previstas está a revitalização da Praça da Espanha, no Batel, ao custo de R$ 3,2 milhões. A Praça Carlos Gomes, no Centro, também ganhará novos equipamentos urbanos, como um Posto de Informação Turística (PIT), sanitários e um espaço para uma linha de ônibus direto para a Fan Fest da Fifa, no Parque Barigui.

Matéria Completa

------------------------------------
O que vai chamar mais atenção será a reforma da Praça da Espanha.
Tá ficando uma região muito bonita na cidade.
Gostei que irão reformar a Praça Carlos Gomes, acho ela muito feia hoje em dia.
 

·
Moderator
Joined
·
29,574 Posts
Discussion Starter #9
E os trabalhadores do PSTU vão a loucura "Os impostos dos trabalhadores do Capão Raso vão para reformar as calçadas do Batel" :lol:
Mas veja pelo lado capitalista.
Turista não viria pra Curitiba visitar o Capão Raso.
Então investe primeiro na Praça da Espanha, trazendo turistas, restaurantes e eventos, e eles então injetam grana no orçamento da cidade, sobrando pra investir depois mais ainda no Capão Raso. :)
Todos ficam felizes.
 

·
₪₪₪₪₪₪₪&
Joined
·
8,897 Posts
^^ Mas se for ver, o Batel arrecada mais impostos que o Capão Raso... :D
 

·
Registered
Joined
·
18,210 Posts
Pq a candidata Beti Pavin (PMDB) teve a candidatura indeferida. Os votos nela viraram nulos.
 

·
Registered
Joined
·
9,464 Posts
Mas veja pelo lado capitalista.
Turista não viria pra Curitiba visitar o Capão Raso.
Então investe primeiro na Praça da Espanha, trazendo turistas, restaurantes e eventos, e eles então injetam grana no orçamento da cidade, sobrando pra investir depois mais ainda no Capão Raso. :)
Todos ficam felizes.
Eu sou do lado capitalista, apenas estava lembrando essa célebre frase do Avanílson, grande lutador das classes, morador do Sítio Cercado, PSTU Vote 16! hahahaha

É só uma falácia para tentar jogar a população contra, do tipo "rico contra os pobres".

Atá, entendi, tinha estranhado tantos votos nulos...

Então a cidade terá segunda eleição? :)
Tem que ver se os votos dela, sozinhos, representam 50% dos votos nulos. Daí acho que tem que ter outra eleição. Mas não parece ter sido o caso...
 

·
Registered
Joined
·
574 Posts
Atá, entendi, tinha estranhado tantos votos nulos...

Então a cidade terá segunda eleição? :)
É que nem aqui em Criciúma que tiveram 75% dos votos nulos porque o principal candidato estava enrolado na lei da ficha limpa.
 

·
Humildade
Joined
·
1,390 Posts
Paraná tem sete empresas públicas estaduais entre as 500 maiores do Sul

Paraná - O Paraná tem sete empresas públicas estaduais entre as 500 maiores empresas da região Sul, segundo levantamento elaborado pela revista Amanhã, em parceria com a consultoria PwC (PricewaterhouseCoopers), consultoria especializada em serviços de auditoria e de assessoria tributária e empresarial. Quatro delas estão entre as 100 primeiras do Sul: Copel (6.º lugar), Sanepar (27.º), Agência de Fomento do Paraná (64.º) e Cohapar (92.º).
Também constam da relação a Ferroeste (na posição número 251), a Celepar – Companhia de Informática do Paraná (318) e a Centrais de Abastecimento do Paraná S.A. – Ceasa (441). O Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec), centro de pesquisa ao qual o governo estadual é associado, por meio da Copel, aparece no ranking na posição de número 493.
O ranking será lançado em Curitiba nesta quinta-feira (04), a partir das 19 horas, no Business School – Shopping Estação – Piso Tarsila. A publicação apresenta um panorama completo do ambiente empresarial da região Sul do Brasil. A relação é elaborada com base na análise dos balanços das empresas.
A revista Amanhã criou um índice próprio de avaliação, que é chamado de Valor Ponderado de Grandeza (VPG). Neste critério de avaliação, 50% é atribuído ao patrimônio líquido, 40% à receita bruta e 10% ao resultado (lucro ou prejuízo). Outros índices considerados na avaliação são a receita líquida, o endividamento geral, o crescimento da receita, a liquidez corrente, o capital de giro, o lucro líquido, a rentabilidade sobre a receita e a rentabilidade do patrimônio.

COPEL
Segundo o ranking da revista Amanhã, a Copel é a maior empresa do setor de energia do Sul do País, com receita bruta de R$ 11,9 milhões em 2011, a terceira maior do ranking. A companhia está presente em nove Estados brasileiros e encerrou o ano passado com um patrimônio liquido avaliado em mais de R$ 12 bilhões, o maior entre todas as empresas do setor de energia do Sul do Brasil.
O presidente da Copel, Lindolfo Zimmer, diz que a posição no ranking é resultado da constante busca por novos investimentos como forma de ampliar cada vez mais as oportunidades fora do estado do Paraná. “O nosso maior acionista, que é o governo do Estado do Paraná, nos liberou para atuar em todo o território nacional, desde que as oportunidades sejam atraentes e fiquem dentro das nossas possibilidades” afirmou o presidente.
Zimmer disse que apesar dos investimentos em outras regiões, a empresa se mantém firme no seu propósito de ser a grande provedora de eletricidade dos paranaenses. “Uma das diretrizes que norteiam o planejamento da Copel é garantir energia de qualidade aos investimentos que são atraídos para o Paraná”, afirma Zimmer.
Entre os novos projetos da Copel estão a Usina de Mauá com capacidade para gerar 350 megawatts no Paraná, a Usina de Colíder no Mato Grosso, as linhas de transmissão que vão de Santa Catarina até Minas Gerais, e um parque eólico com capacidade para gerar 97 megawatts no Rio Grande do Norte.

SANEPAR
O momento positivo que vive a Companhia de Saneamento do Paraná, com a valorização de 162% das suas ações na Bolsa de Valores, refletiu na receita bruta de 2011 da empresa, que foi de R$ 1,9 bilhão, 18% a mais que em 2010. Esses dados mantiveram a empresa paranaense como a maior do setor de serviços públicos da região Sul, segundo o ranking da revista Amanhã.
A empresa é controlada pelo governo do Paraná, que detém 52,5% das ações seguido pela sócia minoritária, Dominó Holding, com 34%, e o restante dos papéis circulam livremente no mercado de capitais.
A Sanepar conta com 176 estações de tratamento e tem concessão para atender 345 dos 399 municípios paranaenses. No ano passado a companhia instalou 85 mil ligações de água e 86,5 mil ligações de esgoto nas cidades em que atua. Segundo levantamento da ONG Trata Brasil, nos três estados do Sul apenas 34% da população tem coleta de esgoto, no Paraná, o índice sobe para 53%.
Segundo o diretor administrativo e financeiro da empresa, Antonio Hallage, atualmente no exercício da presidência, a companhia está investindo na qualidade do serviço e mantendo as tarifas sociais de água e esgoto. “O projeto de desenvolvimento do sistema da Sanepar envolve a implantação de novas estações de captação. Isto é feito com base em estudos que miram um horizonte de 30 anos. A Sanepar trabalha para conquistar novas concessões, o que exige diálogo com as prefeituras de cada município onde a empresa não atua”, disse o diretor.

Fomento Paraná
O ranking Grandes & Líderes/500 Maiores do Sul coloca a Fomento Paraná como a empresa mais rentável entre as instituições financeiras do Sul do País, primeira no ranking em liquidez e empresa com menor endividamento.
A instituição financeira paranaense ocupa o 26.º lugar no ranking entre as maiores empresas do Paraná, duas posições acima da ocupada no ano anterior. Também está na 64.ª posição entre as 500 maiores empresas do Sul do País.
A receita operacional da instituição subiu 21% em 2011, atingido R$ 148 milhões. O lucro líquido aumentou 30%, passando de R$ 67,5 milhões em 2010 para R$ 88 milhões em 2011.
Segundo a diretoria da Fomento Paraná, entre os fatores responsáveis pelos avanços estão o atendimento especial às empresas privadas de pequeno e médio porte, os financiamentos para obras estruturais em municípios do Estado e a oferta de linhas de crédito em condições especiais aos microempreendedores do Paraná.

CELEPAR
A Companhia de Informática do Paraná (Celepar) é destacada no ranking da revista Amanhã como a companhia mais eficiente do Sul do país no setor de informática e automação.
Segundo o presidente da companhia, Jacson Carvalho Leite, a primeira empresa pública de informática do país fundada há 47 anos passou por uma grande reestruturação operacional e estratégica, e que a liderança no ranking é o reconhecimento do trabalho que está sendo feito. “Reorganizamos todo o sistema de governança, mas sempre com a preocupação de continuar tocando os projetos que já estavam sendo desenvolvidos”.
Entre os projetos criados pela atual gestão está o Centro Integrado de Informações Estratégicas (CIIE), que vai usar tecnologia da informação para disponibilizar indicadores estratégicos para a administração estadual. “Com as nossas ferramentas de inteligência, podemos saber agora se o serviço está sendo prestado de maneira correta e onde está falhando, disponibilizando aos gestores públicos resultados para possíveis tomadas de decisão”, disse Jacson.

Ranking Geral
Considerando todas as 500 empresas incluídas no ranking, 202 são do Rio Grande do Sul, 179 do Paraná e 119 de Santa Catarina. Apesar da desvantagem numérica, o Paraná é destaque por liderar a maioria dos indicativos do ranking, entre eles o de maior valor consolidado, receita bruta, lucro líquido, índice de rentabilidade e liquidez, além das menores taxas de endividamento.
As 179 companhias do estado que figuram no levantamento somaram R$ 170 bilhões em receita bruta no ano passado – 38% do total da região. No lucro líquido o Paraná somou R$ 13,0 bilhões, contra R$ 9,1 bilhões do Rio Grande do Sul.
O resultado mais expressivo do Paraná apareceu nos índices de produção industrial com um crescimento acumulado de 7%. No mesmo período a produção das indústrias do Rio Grande do Sul foi de 2% e o de Santa Catarina 5,1%, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
Somente o Programa Paraná Competitivo, lançado pelo governo estadual para atrair novos projetos industriais, atraiu nos últimos 17 meses mais de R$ 19 bilhões em investimentos, com a criação de 90 mil postos de trabalho com carteira assinada.
http://www.hojecentrosul.com.br/cid...blicas-estaduais-entre-as-500-maiores-do-sul/
 

·
happy nation
Joined
·
256 Posts

·
freiheit über alles
Joined
·
19,422 Posts
Nove de 14 regiões tiveram alta na produção industrial em agosto

DE SÃO PAULO

Nove da 14 regiões brasileiras registraram alta da produção industrial no mês de agosto, ante julho, segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional, divulgada nesta terça-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A média nacional registrou alta de 1,5%.

Na relação com o mesmo mês de 2011, houve recuo de 2% na produção regional.

Na semana passada, o IBGE divulgou que a produção industrial nacional também cresceu 1,5% em agosto. O enfoque do levantamento nacional são os setores de produção, ao passo que a divulgação regional apresenta um retrato de como as regiões participam dentro da indústria brasileira.

Em queda também o indicador que aponta a produção no acumulado do ano, recuo de 3,4%, enquanto a queda registrada nos últimos 12 meses é de 2,9%.

Goiás foi a região com o maior crescimento, de 10,3%, o que compensou parte da queda de 13,3% verificada em julho.

Os demais locais que registraram expansão na produção acima da média nacional foram: Amazonas (7,6%), Rio Grande do Sul (4,8%), Minas Gerais (3,3%), Paraná (3,0%) e São Paulo (2,7%)

Com altas menos expressivas, figuraram o Rio de Janeiro (0,6%), Santa Catarina (0,5%) e Bahia (0,1%) completaram o conjunto de locais com taxas positivas.

Em sentido contrário, com recuo da produção industrial mensal, estão o Espírito Santo (queda de 2,4%) e Ceará (decréscimo de 1,5%); Pará e Pernambuco registraram recuos de 0,7%.

A região Nordeste ficou estável, repetindo o patamar do mês anterior e interrompendo as duas expansões nos meses de julho e junho.

ACUMULADO

No acumulado do ano (janeiro-agosto), ainda é registrada redução de 3,4% na média nacional, com queda em nove dos 14 locais pesquisados.

Nesta comparação, os piores resultados ocorreram no Amazonas (-7,2%), Rio de Janeiro (-6,5%), Espírito Santo (-6,2%) e São Paulo (-5,6%), todos com recuos acima da média nacional (-3,4%).

Santa Catarina (-2,8%), Rio Grande do Sul (-2,7%), Ceará (-1,5%), Pará (-0,8%) e Minas Gerais (-0,4%) completaram o conjunto de locais com taxas negativas no fechamento dos oito primeiros meses do ano.

Segundo o IBGE, nesses locais, o menor dinamismo foi particularmente influenciado pelos setores relacionados à redução na fabricação de bens de consumo duráveis (automóveis, motos, aparelhos de ar-condicionado, telefones celulares e relógios) e de bens de capital (especialmente para equipamentos de transporte e para construção).

Além desse dinamismo, a menor produção vinda dos setores extrativos (minérios de ferro), têxtil, vestuário, farmacêutica e metalurgia básica, também influencia as quedas regionais.

Em alta no ano figuram Goiás (5,3%), Pernambuco (3,8%), Bahia (3,1%), região Nordeste (2,2%) e Paraná (0,2%). .
http://www1.folha.uol.com.br/mercad...m-alta-na-producao-industrial-em-agosto.shtml
===============

Tá bom né? Q dizer, bom, bom não, mas diante da conjuntura, Paraná é o único estado plenamente industrializado pra cima da linha d`água.
 

·
Registered
Joined
·
9,464 Posts
E Goiás só consegue um resultado positivo devido à estrutura tributária do ICMS, que vai cair por terra na virada do ano. Junto com ES e SC é o estado que mais vai tomar nabo quando acabar a guerra fiscal...
 

·
Registered
Joined
·
6,602 Posts
^^ Apesar do PR ainda estar acima da média, eu percebi uma queda considerável nesses números. Se não me engano, no começo do ano o PR estava bem próximo de Goiás. Ainda sim é notável que dentre os estados "peso pesados" da indústria nacional, o PR se destaca.
 
1 - 20 of 21522 Posts
Top