SkyscraperCity banner
1 - 3 of 3 Posts

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Da Índia via Manaus
Modelos da Mahindra chegam com preço competitivo



Os veículos Mahindra chegaram a Porto Alegre. Felipe Laitano, diretor da Daisul, concessionária exclusiva no Estado, pretende vender 20 unidades por mês até abril. A partir daí, as vendas deverão acompanhar o aumento da capacidade de produção da fábrica, prevista para 300 unidades mensais até o final do ano. Com o começo da montagem brasileira dos veículos indianos foram inauguradas 14 concessionárias no país e a rede deverá crescer acompanhando o avanço da produção. Os veículos chegam com índice de nacionalização de 65%, que deverá atingir 80% em um ano. Os preços vão de R$ 72 mil, da picape cabine simples, a R$ 88 mil no utilitário esportivo.

Montados pela Bramont, em Manaus, com tecnologia da marca indiana, as picapes, cabine simples e dupla, e o utilitário esportivo médio são equipados com motor turbodiesel de quatro cilindros 2.6, sistema de injeção common rail e 112 cavalos de potência, transmissão mecânica de cinco marchas e tração 4x2 e 4x4, acionadas por comando eletrônico. Também são equipados com direção hidráulica, ar-condicionado, comandos elétricos de retrovisores externos, vidros e travas das portas. A carroceria é produzida pela Usiparts, do grupo Usiminas, enquanto o chassi, as suspensões e o conjunto propulsor são montados pela Bramont, num processo que segue os padrões técnicos e de engenharia desenvolvidos pela Mahindra.

:cheers:
 

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #2 ·
Montadoras
Indiana incomoda

Instalada em Manaus desde 2007, Mahindra faz projeções ousadas.


A Mahindra Govesa, concessionária da montadora indiana de veículos utilitários, instalada no país desde o ano passado, fechou os dois primeiros meses do ano com 12 unidades comercializadas em janeiro e fevereiro. Segundo dados da Renavan Brasil, a marca ocupa o quarto lugar em números de emplacamentos no ranking da entidade.


“O crescimento do número de veículos emplacados se dá porque os utilitários Mahindra estão caindo no gosto da população. E nossa expectativa é que, até o fim do ano, o número de vendas cresça ainda mais”, afirma Estenio Tibério Pereira da Costa, diretor da Govesa. Para aumentar as vendas, a concessionária irá investir em ações de marketing e na qualidade do serviço. Em fevereiro, a marca registrou crescimento de 11,11% sobre as vendas do mês anterior.

O ponto escolhido para a instalação do amortecedor foi no Km 112,5, em uma curva com alto risco de acidentes, próximo ao pilar da passarela de pedestres. “A montagem é simples e a manutenção em caso de impacto do veículo errante é extremamente simples e rápida. Basta puxar o amortecedor à sua posição original e substituir os elementos de absorção de energia”, explica Eugênio Brunheroto, diretor da BSI para a América do Sul.

O amortecedor não é exatamente uma novidade no Brasil, já que existem algumas unidades instaladas, da marca Energy, em frente das cabines de pedágio da Ponte Rio-Niterói, importados entre 1992 e 1995. “Na época um grupo de pessoas relacionadas com segurança viária tentou introduzir os produtos no Brasil, mas o custo era proibitivo e não navia nenhum fabricante nacional”, lembra Brunheroto. Atualmente, a Lindsay (empresa que adquiriu a BSI), sediada em Mogi Mirim (SP), é a única fabricante nacional do produto. A Energy ainda conta com um representante no país, mas trabalha apenas com importação.


Projeções – A produção nacional deverá chegar a 300 veículos/mês até o final do ano. Do total, a concessionária Mahindra Govesa, sediada no Distrito Federal, projeta que poderá chegar a algo em torno de 40 unidades negociadas por mês em 2008. Ainda neste ano, a marca irá lançar o Mahindra Full, uma versão mais completa do modelo Scorpio SUV. O modelo terá airbag duplo, câmbio automático e direção hidráulica como itens de série.

Para 2008, mais 23 concessionárias Mahindra deverão ser instaladas pelo Brasil, sendo seis no Estado de São Paulo, nas cidades de Campinas, Sorocaba, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Marília e Guarulhos. Além das paulistas, também receberão revendedores da marca as cidades de Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro e Niterói (RJ), Vitória (ES), Fortaleza (CE), Florianópolis, Blumenau e Joinville (SC), Natal (RN), Maceió (AL), Recife (PE), Teresina (PI), Palmas (TO), Manaus (AM), João Pessoa e Campina Grande (PB). Atualmente, a montadora conta com concessionárias em Brasília (DF), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), São Luis (MA), Aracaju (SE), Cuiabá (MT), Belém (PA), Curitiba (PR), Marabá (AP), e São Paulo (SP).
 

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #3 · (Edited)
Gente e a montadora de veículos de 4 rodas Cross Lander, já nao produz automoveis em Manaus, alguém tem informaçoes.

o site da mesma http://www.crosslanderbr.com.br
 
1 - 3 of 3 Posts
Top