SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 20 of 20 Posts

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Nova projeção para o desempenho da economia local aponta crescimento de 2% neste ano. No Brasil, previsão mais otimista fala em 1%. Soma de todas as riquezas produzidas na capital deve atingir R$ 103 bilhões em 2009

A turbulência econômica internacional não deve frear o crescimento da capital do Brasil. Pelo menos não como esperavam as projeções oficiais no início deste ano. Com base nos indicadores da economia do primeiro semestre, a Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) elevou a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2009. A expectativa é de que a soma de todas as riquezas produzidas aqui atinjam R$ 103 bilhões este ano.

A previsão é mais otimista que a de abril, mas continua abaixo da de dezembro. No fim de 2008, o órgão estimava que a economia brasiliense iria crescer 3,5%. Em abril deste ano, o índice foi revisto para uma faixa entre 1,5% e 2,9%, em função dos impactos da crise econômica — arrecadação 13% inferior à esperada para 2009 e um corte de R$ 238 milhões no volume de repasses do governo federal para o GDF.

O otimismo foi recuperado, ao menos em parte: a estimativa é que a soma das riquezas cresça pelo menos 2% — um terço acima da previsão anterior. O teto para o crescimento do PIB foi mantido em 2,9%. O volume de crescimento projetado pela Codeplan é inferior ao registrado nos últimos seis anos (veja quadro), mas bem superior ao esperado para a economia nacional. Na semana passada, a estimativa dos analistas ouvidos para compor o Boletim Focus, do Banco Central (BC), era de retração de 0,50% no PIB nacional. Mais otimista, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, estima uma alta de 1% no PIB nacional.

Professor da Universidade de Brasília (UnB), o economista Roberto Piscitelli é um pouco mais pessimista: “É difícil que o DF tenha um desempenho tão descolado do restante do país. A cidade tem particularidades que fazem com que o impacto da crise não seja tão forte, mas acho essa previsão muito otimista”, afirma. Mas o crescimento mínimo de 2% em relação ao desempenho de 2008 é viável e deve ocorrer, defende o presidente da Codeplan, Rogério Rosso.

A favor do crescimento econômico, segundo ele, estão o aumento da massa de rendimentos, que resultou em maior consumo, e uma frustração de arrecadação menos intensa que a verificada no início do ano. “Nossa economia sofrerá os efeitos da crise, mas não será como esperávamos. A economia do DF é centrada no segmento terciário, que, além de reagir mais rapidamente à queda dos juros, é o setor que menos sofreu os impactos da crise. Por outro lado, a indústria e a agropecuária, os setores mais prejudicados no país, não têm peso grande aqui”, explica Rosso.

“A economia brasiliense é sustentada pelo consumo, e a renda elevada dos funcionários públicos faz com que tenhamos uma rotina dos gastos. As pessoas podem assumir compromissos, fazendo girar a economia”, completa o gerente de análise da Codeplan, Carlos Alberto Reis. Com reajustes salariais no setor público e a recuperação do nível de emprego, o volume de dinheiro em circulação na economia local chegou a R$ 148,6 milhões por mês, volume 10,5% maior que há um ano, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Já a arrecadação continua decepcionando, mas em menor intensidade do que o projetado. Em abril, o GDF amargava uma redução de 13% no volume de receita esperado para este ano. Agora, a redução caiu para 11%, segundo o secretário de Planejamento, Ricardo Penna. “Ainda estamos numa situação difícil em termos de receita, mas a crise melhorou. Agora, estamos monitorando de perto, mas este déficit pode se reverter no segundo semestre”, afirma o secretário.


Projeção da Codeplan

A metodologia do órgão servirá de modelo para outras unidades da federação. A convite do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável por calcular o PIB brasileiro, a Codeplan vai apresentar o método de fazer estimativa para a evolução do PIB em seminário para os governantes dos 26 estados brasileiros que será realizado em agosto.

Boletim Focus

Divulgado semanalmente, o boletim é elaborado pelo Banco Central com base em projeções de analistas de mercado sobre os principais indicadores da economia, como, por exemplo, inflação e PIB.

CARA A CARA

Roberto Piscitelli,
economista, professor da UnB

“É um índice muito descolado do nacional. É difícil que tenha uma diferença tão elevada. Brasília deve ter um crescimento mais elevado porque está reagindo melhor à crise que o restante do país, mas não tão melhor. Acho que prever um crescimento acima de 1% neste ano já é uma perspectiva otimista demais.”


Rogério Rosso,
presidente da Codeplan

“A crise foi real e ainda há reflexos dela, mas é perceptível que está melhorando a perspectiva de confiança do consumidor. A economia do DF sofrerá os efeitos da crise, mas não será como esperávamos. Nossa economia é centrada no segmento terciário, que reage mais rapidamente. Além disso, contamos com a queda da taxa de juros e o aumento de dinheiro em circulação.”



Fonte: Jornal Correio Braziliense - edição: 12.07.09
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #2 ·
^^ Querem apostar que vai aparecer alguém questionando os valores?
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #4 ·
^^ Eu acho que a orelha da pessoa está esquentando e as mãos coçando para colocar dados para por em xeque os dados, querem apostar?:nuts:
 

·
trinta zero zero
Joined
·
3,835 Posts
^^ Vão dizer que em alguma cidade média do sul do país ou na RM num-sei-de-onde se emplacou mais carros/habitante do que no DF, e que os dados da Codeplan não incluem a RIDE etc etc etc
ZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #8 · (Edited)
O Pesquisador é uma figura haha.
^^ Você é uma pessoa inteligente, tem bastante massa cinzenta para saber que não somos os maiores e nem os piores. Você é uma pessoa sensata e tal. Agora, tem pessoas que se sente incomodadas com a pujança econômica brasiliense.

Não adianta falar que é dependente da máquina estatal e tal, e ai vem a pergunta que não quer calar. "E daí" se vem do GF, GDF e ONU. É economia. Mas tem pessoas míopes que ainda não aceitam isso.

Parece birra, eu não sei, o SSC virou mesmo um Orkut, pois de um tempo para cá, a qualidade dos debates se deteriorou, pois essa birra de cidade vs cidade é coisa de Orkut, lá as pessoas tem várias comunidades, "Eu Odeio Brasília", as maiores cidades e os famosos "Rankings".

Então eu admiro muito quando colocamos no forum dados Oficiais, de empresas de renome e tal, e tem pessoas que vem com argumentos contrários, parece que os dados ferem as pessoas, e pior, começam a levantar duvidas nos dados, falando que a cidade é isso ou aquilo ou pior, que a riqueza da cidade provem da Corrupção.

Acho que as pessoas não sabem, desconhecem ou ignoraram que os politicos somente TRABALHAM em Brasília, eles não HABITAM aqui, é igual aquele que construiu um Castelo em Minas. Então vamos usar de bom senso nas criticas e não levarem para o lado pessoal, ideológico e até mesmo religioso.

:cheers::cheers::cheers:
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #10 ·
^^ Olha de tanto pegarem no meu pé, eu vou começar a filosofar, dá mais lucro.
 

·
Goldfinger
Joined
·
2,208 Posts
^^palavras sinceras as suas :D

faço delas, as minhas.
 

·
Registered
Joined
·
18,253 Posts
O Pesquisador é uma figura haha.
Concordo com você. O Pesquisador é uma figura! m))

Ele abre um thread sobre Brasília e passa três, quatro, cinco posts me "convidando" a dar a minha opinião. Aí, quando eu apareço para deixar meu comentário, é aquela confusão de sempre: ele ameaça trancar o thread, convocar a moderação e me chama de "bairrista" e "anti-Brasília". :eek:hno:

Bom, sobre a reportagem:

Levando-se em conta que trata-se de uma estimativa; levando-se em conta que a maioria dos especialistas citados na reportagem não acreditam que o DF crescerá acima da média nacional; levando-se em conta que o crescimento demográfico do DF é mais que o dobro da média nacional (24,7% do DF ante 11,6% do Brasil - 2000/2008); não entendi qual o motivo da euforia. Surpreendente seria se o PIB do DF crescesse abaixo ou mesmo na média nacional. :)
 

·
Annoying ex-moderator
Joined
·
17,643 Posts
Acho que as pessoas não sabem, desconhecem ou ignoraram que os politicos somente TRABALHAM em Brasília, eles não HABITAM aqui, é igual aquele que construiu um Castelho em Minas. Então vamos usar de bom senso nas criticas e não levarem para o lado pessoal, ideológico e até mesmo religioso.

:cheers::cheers::cheers:
Os contruidores de castelhos são conhecidos como castelhanos.
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #14 ·
Os contruidores de castelhos são conhecidos como castelhanos.
:lol::lol::lol::lol::lol: Andou sumido Erico, quanto tempo...:nuts::nuts::nuts::nuts:
 

·
Registered
Joined
·
6,607 Posts
Uma coisa que eu nunca entendi:

Vocês devem saber daquele estudo, das cidades mais influentes do IBGE;

Uma coisa que eu não entendo:

Por que se, Curitiba influencia 7 milhões de pessoas a mais que Brasília, e tem um PIB, (Curitiba+rede) R$ 60 bilhões a mais que Brasília+rede, Curitiba não é metrópole nacional como Brasília????????????????????????????
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #16 · (Edited)
Uma coisa que eu nunca entendi:

Vocês devem saber daquele estudo, das cidades mais influentes do IBGE;

Uma coisa que eu não entendo:

Por que se, Curitiba influencia 7 milhões de pessoas a mais que Brasília, e tem um PIB, (Curitiba+rede) R$ 60 bilhões a mais que Brasília+rede, Curitiba não é metrópole nacional como Brasília????????????????????????????
^^ Aí que está, deveríamos ler com atenção, pois existe uma capital nacional da Politica (Brasília), uma capital nacional da Cultural (Rio de Janeiro) e uma capital nacional da industria e comércio (São Paulo).

Então as pessoas estão confundido RM com rede de hierarquia urbana, que é algo que transcede as fronteiras dos estados. Então no caso de Curitiba não tem como polarizar outras regiões, pelo simples fato de existir São Paulo ao lado.

Então dificilmente Curitiba irá polarizar São Paulo e tão pouco Porto Alegre. Enquanto isso, Brasília polarizar vários municipios de vários estados diferentes, e não é apenas polarizar, mas simplesmente esses mais de 200 municipios, dependende de Brasília quase para tudo.

No caso de Curitiba não existe isso, pois se pegarem a hierarquia das cidades paranaenses, a dependência entre elas é muito menor do que as cidades que orbitam ao redor de Brasília.

Detalhe, tem municipios mineiros, aonde as pessoas preferem estudar, cuidar da saúde e até mesmo ter seu lazer em Brasília, pois Belo Horizonte está longe e Brasília mais perto, o mesmo ocorre com cidades goianas e baianas.

E outra, as pessoas confudem hierarquia urbana com regiões metropolitanas, ultimamente os empresários não ligam mais para regiões metropolitanas e sim para hierarquia urbana, então para o IBGE o que vale para classificar uma cidade na hierarquia não é tamanho de região metropolitana e sim, a dependência das cidades com o núcleo central de uma determinada região e nesse caso.



Agora não acredito que irão questionar também o estudo do IBGE, aí é demais né.
 

·
Registered
Joined
·
6,607 Posts
^^ Aí que está, deveríamos ler com atenção, pois existe uma capital nacional da Politica (Brasília), uma capital nacional da Cultural (Rio de Janeiro) e uma capital nacional da industria e comércio (São Paulo).

Então as pessoas estão confundido RM com rede de hierarquia urbana, que é algo que transcede as fronteiras dos estados. Então no caso de Curitiba não tem como polarizar outras regiões, pelo simples fato de existir São Paulo ao lado.

Então dificilmente Curitiba irá polarizar São Paulo e tão pouco Porto Alegre. Enquanto isso, Brasília polarizar vários municipios de vários estados diferentes, e não é apenas polarizar, mas simplesmente esses mais de 200 municipios, dependende de Brasília quase para tudo.

No caso de Curitiba não existe isso, pois se pegarem a hierarquia das cidades paranaenses, a dependência entre elas é muito menor do que as cidades que orbitam ao redor de Brasília.

Detalhe, tem municipios mineiros, aonde as pessoas preferem estudar, cuidar da saúde e até mesmo ter seu lazer em Brasília, pois Belo Horizonte está longe e Brasília mais perto, o mesmo ocorre com cidades goianas e baianas.
Então o que acontece é que SP e POA anulam a influência de Curitiba e como Brasília fica em uma região longe de cidades verdadeiramente importantes (SP e BH), acaba influenciando uma região bem maior.... acho que é por aí
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #19 ·
^^ Exatamente, ela tem uma influencia, para você ter idéia, a alguns anos, Brasília sequer era considerada uma metropole, nos livros que consultava do IBGE, falava que era uma metropole em formação, e que estava subordinada a Goiânia.

Mas nos ultimos 10 anos, isso mudou totalmente de figura. Eu acredito que a influencia das cidades tem mais a ver com a infra-estrutura de estradas, ferrovias, hidrovias do que importância econômica. Posso estar falando besteira, mas no caso de Brasília, como as cidades ficam bem distantes das capitais estaduais, a cidade se tornou ponto de referência para toda essa região, quer para educação, saúde, lazer e até emprego.
 

·
Registered
Joined
·
5,480 Posts
Então o que acontece é que SP e POA anulam a influência de Curitiba e como Brasília fica em uma região longe de cidades verdadeiramente importantes (SP e BH), acaba influenciando uma região bem maior.... acho que é por aí
È por aí mesmo... Qualquer cidade colada com São Paulo acaba perdendo área de influência para a mega cidade... O critério do IBGE foi geográfico também... BH é uma baita metrópole, mas como está espremida entre as áreas de influência de São Paulo, Rio, Brasília e Vitória acaba tendo sua área de influência limitada apenas ao Estado de Minas.. Mesmo assim algumas cidades mineiras (pela proximidade) estão mais ligadas às outras metrópoles do que BH. O caso de Curitiba deve ser a mesma coisa... Não tem como avançar em direção às cidades paulistas e ainda divide sua área de influência com Porto Alegre.
 
1 - 20 of 20 Posts
Status
Not open for further replies.
Top