SkyscraperCity banner
1 - 5 of 5 Posts

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Delícias levam pitadas de especiarias, geléia de manga e até flor
O café divide com o petróleo a metáfora ouro negro. E não por acaso. Já no século 19, o grão era nosso principal produto de comercialização. Por quase um século, foi a grande riqueza nacional, e as divisas geradas pela economia cafeeira aceleraram o desenvolvimento do país e o inseriram nas relações internacionais de comércio. Durante décadas, o Brasil cresceu movido pelo hábito do cafezinho diário, ao despertar, após as refeições, para espantar o sono, acompanhar um bolo caseiro… Pretextos não faltam para justificar a paixão brasileira pela bebida. Um consumo em evolução. Cada brasileiro bebe em média 74 litros de café por ano, o que corresponde a 5,53kg em grão cru ou 4,42kg de café torrado, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). Neste final de semana, haverá um motivo a mais para celebrar o costume: o Dia Nacional do Café, comemorado em 24 de maio.

No La Parra – inaugurado há oito meses no Alameda Shopping, em Taguatinga – haverá programação especial nesse dia. Das 14h às 16h, a barista e sócia-proprietária da casa, Nadja Parra criará novas receitas na hora. Também será a estréia do drinque vencedor do último Campeonato Regional de Baristas (DF), o Alegria, que entrará para o cardápio da loja. Criada pela barista Aline Coelho, leva manga, ganache de café com geléia de manga e especiarias, espresso gelado, creme do leite batido (leite integral batido até ficar em ponto de chantilly) e flor comestível. Essa será a primeira vez que o drinque será servido ao público, a R$ 8. Destaque também para outras bebidas da casa, como o La Parra (drinque quente feito com café, doce de leite, paçoca e leite cremoso, a R$ 6) e o delícia com castanha (preparo gelado com sorvete de creme, leite condensado, café e castanha, a R$ 6).

No Saborella Caffè, brilha o café Illy, de Trieste, no Norte da Itália. Embora a marca seja italiana, a cafeteria trabalha com um blend único que mistura grãos de oitos países: Brasil, Colômbia, Jamaica, Costa Rica, Quênia, Zimbábue, Vietnã e Guatemala. Com ele são preparados vários drinques quentes e gelados como o café nutela – nutela coberta com leite vaporizado espresso (R$ 6) ou o café portenho – doce de leite argentino coberto com leite vaporizado e espresso (R$ 7,90).

Outra boa dica são as lojas do Fran’s Café. Em comemoração à data, no sábado, os clientes receberão como cortesia um espresso. “Brasília é um excelente mercado. Em 90 dias abriremos a nossa terceira loja no Setor Hospitalar Norte. E acredito que, em breve, teremos outras novidades. O Distrito Federal ainda tem capacidade para, pelo menos, mais oito lojas”, avalia o diretor da rede, José Henrique Ribeiro.

http://www.revistacafeicultura.com.br/index.php?tipo=ler&mat=15877
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #2 ·
^^ Eu acho que essa cafeteria vai ser no edificio Dr Crispin que fica em frente do HRAN, e se for mesmo, vai ser 24 horas, pois o lugar merece mesmo, pois ninguem merece ir no hospital e não ter um lugar decente para comer.
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
Pfffffffff, as comidinhas do Franc Café são tenebrosas de ruins! Parece daquela Casa-do-pão-de-queijo....... eu detesto!
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #4 ·
^^ Que isso rapaz, até que eu gosto dos salgadinhos do Frans Café, e pelo visto, eles vão expandir bastante, abrir mais 8 lojas, então aqui no minimo vai ter 12 lojas, tudo isso será o medo da vinda do Starbucks para cá?
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
Prefiro um zillão de vezes as cafeterias da cidade, do que essa Frans Café! Por mim, não haveria nenhum deles aqui pra contar história!
 
1 - 5 of 5 Posts
Top