Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 95 Posts

·
Registered
Joined
·
2,537 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Venho aqui falar de um problema que pensava que só iria acontecer daqui a 5 anos, mas para grande tristeza minha, já se esta a começar a espalhar tipo cancro em metastasis.

A massificação do turismo em Lisboa e Porto esta a começar a destruir estas duas belas cidades tal qual como as conhecemos.
Se nada for feito, daqui por uns anos estas duas cidades irão ser uma autentica cidade museu feitas para turista passear.

Para ter uma melhor ideia do problema leiam estas duas reportagens:

http://www.publico.pt/portugal/noticia/a-turistificacao-de-lisboa-e-porto-ainda-pode-crescer-1668034

http://www.publico.pt/portugal/noticia/ha-um-buzz-a-volta-do-porto-1668022

O que mais me enerva é perceber que a nossa luta de mostrar as nossas cidades em fotos aqui no forum e a mostrar as belezas que ninguém conhecia, vai ser a raiz que vai acabar por matar estas duas cidades e criar cidades zombies cheias de turistas, tipo Veneza e Barcelona.

Quem quiser ter uma ideia do que vai acontecer em Lisboa e Porto, veja este excelente documentário (Bye Bye Barcelona) sobre o que está a acontecer neste momento em Barcelona:

https://www.youtube.com/watch?v=mSAPqGijeiY

E em Veneza:

https://www.youtube.com/watch?v=K9obLAdWmSw

O engraçado é lembrar velhas discussões que tinha com o Daniel Portugal, onde pensávamos que a solução para a recuperação das nossas cidades era o aumento do turismo e o aumento de passageiros nos aeroportos...

Soluções?
 

·
Registered
Joined
·
3,848 Posts
Sim Sim tudo muito bonito.....quem dera ao Porto ou Lisboa ter metade dos turistas de Barcelona :bash: quem dera a Portugal ter metade dos turistas que tem a Espanha....agora andamos armados em finórios? Temos é que atrair mais turistas, se está a resultar qual é o problema? Até parece que temos por aqui muitos atrativos. Não temos as praias do mediterrâneo, os palácios do centro da europa, nem as montanhas e parques temáticos de Espanha. Pah nem sequer um grande museu internacional. Aquilo que nos distingue são os preços competitivos, sol, boas ligações e infraestruturas, hospitalidade, campanhas de promoção.....

Sempre a dizer mal quando até lá fora nos distiinguem com tantos prémios, fogo somos mesmo esquisitos, numa das únicas coisas que se faz bem neste país até isso há que criticar.
 

·
Registered
Joined
·
2,537 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Em Veneza percebe-se porque acontece, já que é uma cidade isolada...

Agora em Barcelona? o que se passa?
Ve o video que meti ali em cima sobre Barcelona, e já vais ver em que sarilho estão metidos as pessoas que vivem em Barcelona.

Barcelona já esta num estado muito mais avançado, mas Lisboa e Porto irão lá chegar um dia se nada for feito.
 

·
Registered
Joined
·
2,537 Posts
Discussion Starter · #5 · (Edited)
Temos é que atrair mais turistas, se está a resultar qual é o problema?
O problema é que não esta a resultar... Vais a Alfama e ve as ruas cheias de turistas dia e noite, tuk tuks a passar de 5 em 5 minutos, as lojas todas iguais a venderem a camisola do ronaldo, galo de barcelos e o íman da torre de belem...

Isto só esta a resultar pro dono do restaurante, taxistas, tuk tuks, hoteis e pessoal que mete 20 casas a alugar.

As pessoas que moram na cidade não tem muito a ganhar com isso. Os preços das rendas sobem, o mesmo se passa nos restaurantes, as lojas normais do dia a dia fecham para dar lugar a loja para turista. Os vizinhos vendem as casas, e tu quando das conta vives num prédio que todas as semanas tens pessoas diferentes a entrar e a sair.

Até parece que temos por aqui muitos atrativos. Não temos as praias do mediterrâneo, os palácios do centro da europa, nem as montanhas e parques temáticos de Espanha. Pah nem sequer um grande museu internacional. Aquilo que nos distingue são os preços competitivos, sol, boas ligações e infraestruturas, hospitalidade, campanhas de promoção.....
Tinhamos uma coisa que não encontravas no resto da europa... autenticidade.

É por isso que os turistas iam a Barcelona nos anos 90, depois dos jogos olímpicos, autenticidade.

Se perderem isso, podes ter a certeza que perdemos, o melhor que tínhamos para atrair os turistas.
 

·
Banned
Joined
·
20,874 Posts
O problema é que não esta a resultar... Vais a Alfama e ve as ruas cheias de turistas dia e noite, tuk tuks a passar de 5 em 5 minutos, as lojas todas iguais a venderem a camisola do ronaldo, galo de barcelos e o íman da torre de belem...

Isto só esta a resultar pro dono do restaurante, taxistas, tuk tuks, hoteis e pessoal que mete 20 casas a alugar.

As pessoas que moram na cidade não tem muito a ganhar com isso. Os preços das rendas sobem, o mesmo se passa nos restaurantes, as lojas normais do dia a dia fecham para dar lugar a loja para turista. Os vizinhos vendem as casas, e tu quando das conta vives num prédio que todas as semanas tens pessoas diferentes a entrar e a sair.



Tinhamos uma coisa que não encontravas no resto da europa... autenticidade.

É por isso que os turistas iam a Barcelona nos anos 90, depois dos jogos olímpicos, autenticidade.

Se perderem isso, podes ter a certeza que perdemos, o melhor que tínhamos para atrair os turistas.
Porque agora já ninguém vai a Barcelona. Tu lês o que escreves?
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Eu entendo e penso nisso a curto-médio prazo. Como tudo, o turismo passa muito por ondas, modas. Tal como Berlim esteve na moda até há algum tempo, agora a moda vai para Praga, Cracóvia e etc, o Porto também, Lisboa, como já foi o Algarve... ou o sudeste asiático...
As cidades não devem viver para o turismo, mas devem conviver com ele e melhorar com ele. Mas não mudar tudo para hotéis, senão sim, fica uma disneyland com coisas para inglês ver. Tipo no Porto há as caves e outros que não são caves mas que se publicitam como tal, quando têm aí uma pipa para mostrar.... por vezes nas caves, em pleno verão, temos grupos tão grandes que muitos turistas não gostam de ir no rebanho como depois falam no tripadvisor ou connosco. Há dias de loucos com gente para atender de forma contínua, por exemplo. As pessoas neste momento, nota-se que estão contidas na carteira, independentemente de origem e poder económico. Muitos vão mais para provar e conhecer.

É preciso manter o turismo em níveis sustentáveis.
Vejam as Cardosas... remodelações... mas está vazio porque os apartamentos são caríssimos, T1's a 160.000€ (como querem atrair juventude para o centro assim?).

Veneza é caso extremo, tornou-se uma disneilândia de turismo, é caríssima, está degradada e o custo de vida e pressão afastaram os locais para fora dali.
 

·
Registered
Joined
·
2,599 Posts
Isto nesta altura é que era bom, até gado havia na rua, querem mais autenticidade do que isto? Qualquer turista quer ir a uma capital europeia onde o gado anda pelas ruas a borrar tudo, tal e qual como nas aldeias atrasadas dos países deles. Eu sou a favor de se voltar a este tempo:


Agora mais a sério, isso da "autenticidade" é um eufemismo para defender o status quo de miserabilismo e atraso de um sítio, como se essas fossem qualidades. Também eu no Brasil ouvi essa argumento da "autenticidade" em defesa de favelas e crianças a andar descalças na rua, quando se falava em demolir tudo e construir prédios, lojas e escritórios. Mas se falarem na "autenticidade" de Londres ou Paris se calhar aí já se referem à organização, limpeza, beleza arquitectónica e urbana, modernidade, riqueza, ambiente cosmopolita, etc, mas nós temos que continuar a levar com a autenticidade miserável.

Graças a deus que há cada vez mais turismo, onde é que este país iria parar sem essa actividade económica... E o que seria de Lisboa sem a renovação a que o turismo obriga.
 

·
Banned
Joined
·
20,874 Posts
Como em tudo ha um meio termo, lojas de lembranças umas seguidas de outras nao é o que se quer, mas restaurantes com homenagem ao bairro, clientes à porta e valorização do património é exactamente o que se quer.

Lino, deixa-me só dizer-te que ainda acho os números de dormidas a norte do pais abaixo do que tinham obrigação de ser.Porto incluído.Isto no contexto do total dos números nacionais.

E que mesmo fora de moda, como dizes, o Algarve teve o melhor ano de sempre em 2013.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Mas enquanto que há anos o Algarve era O destino de férias agora já não o é tanto. O Algarve tem muitos espanhóis, ingleses, os tugas de férias, é claro, mas não tanto. Além disso há mais para fazer lá agora do que ir à praia e jogar golfe.

O turismo, além disso, vive muito do trabalho sazonal, temporário e mal pago.
 

·
Registered
Joined
·
2,425 Posts
Agora mais a sério, isso da "autenticidade" é um eufemismo para defender o status quo de miserabilismo e atraso de um sítio, como se essas fossem qualidades. Também eu no Brasil ouvi essa argumento da "autenticidade" em defesa de favelas e crianças a andar descalças na rua, quando se falava em demolir tudo e construir prédios, lojas e escritórios. Mas se falarem na "autenticidade" de Londres ou Paris se calhar aí já se referem à organização, limpeza, beleza arquitectónica e urbana, modernidade, riqueza, ambiente cosmopolita, etc, mas nós temos que continuar a levar com a autenticidade miserável.

Graças a deus que há cada vez mais turismo, onde é que este país iria parar sem essa actividade económica... E o que seria de Lisboa sem a renovação a que o turismo obriga.
:applause:
 

·
Luis M P A N Pereira
Joined
·
11,658 Posts
Temos de fazer uma petição para a AR passar a Lei MarcoSousa:
Quotas contra a massificação do turismo de forma a preservar a cólidade tradicional das nossas urbes.

Entretanto, como forma de pressão, todas as janelas com uma bandeira e a tarja:
"Go Home Turista da porra"!
:lol:
 
  • Like
Reactions: Europeu

·
Paulo -JP
Joined
·
1,834 Posts
Quem me dera ver Lisboa e Porto a serem macificadas por turistas como Barcelona! A cidade era obrigada a renovar TUDO quer quiesse quer não! As casas seriam todas reabilitadas para conseguir receber a procura! E que num futuro que isso aconteca também a Évora, Braga, Coimbra e Guimarães para ver se acordavam para a vida. O saudosismo tem de passar de vez da mente dos portugueses! Já se perdeu demasiado tempo a esperar o D. Sebastião! O passado já passou, e não se deve passar a vida a viver a pensar e esperar o regresso dele! A historia tem que ser usada como uma arma do futuro. O Fado irá destruir Portugal caso não queiram acordar para o dia de HOJE!
 

·
Paulo -JP
Joined
·
1,834 Posts
Tas todo oriental Europeu..

Guimarães e Évora não precisam de acordar para a valorização do património e turismo.

Pecam por serem casos excepcionais em Portugal.
Eu refiro-me a atrair turistas em grande escala. Para estas cidades crescerem de uma vez por todas sem medos. Uma vez um lisboeta, não foi ninguém daqui do forum, disse-me directamente que viver em Guimarães deve ser uma grande seca pois não acontece nada. Eu desatei logo a defender Guimarães a dizer que não é nada assim! Que tem de ir ao largo da Oliveira de noite para ver a vida na cidade. Mas no fundo a critica é verdadeira. A cidade poderia ser muito mais viva e dinamica se quisesse. É apenas uma questão de vontade. Essas cidades valorizam em demasia o passado e isso não é nada saudavel. Asfixia o futuro.
 

·
Banned
Joined
·
20,874 Posts
Essa foi confusa.

O passado é o futuro. Não cuidar do passado é não cuidar do futuro.

As pessoas vão a Évora e a Guimarães pelo cuidado com o passado.É assim que estas garantem o futuro.

Como é que Guimarães pode ser mais viva e dinâmica? É uma pequena cidade, tem feito pela vida melhor que as outras, mas continua pequena.
 

·
Paulo -JP
Joined
·
1,834 Posts
Eu gostava de ver Guimarães a crescer em direcção ás suas vizinhas Braga e Famalicão. Duas pequenas cidades juntas e temos uma media cidade, e se forem as tres temos uma pequena metropole. E com mais gente, haveria mais escolhas e oportunidades para poder se tornar uma cidade mais dinamica. A cidade passou muitos anos a cuidar do seu centro historico, mas ignorou imenso o que estava fora das muralhas. Por algum motivo o centro historico tem a qualidade elevada que possui.
Eu falei em cidades como Évora e Guimarães pois são cidades que vivem de e para apenas a sua historia. Vivem nas historias e feitos do passado sem escreverem actualmente novas paginas do presente. Uma cidade não consegue evoluir quando está presa ao passado sem ser capaz de viver no presente e nem ser ambiciosa quanto ao futuro. Estas duas cidades cuidam muito bem do seu passado, mas uma cidade não é feita apenas pelo seu centro historico. Uma cidade é feita para as pessoas que a habitam. As cidades devem cuidar do passado, mas também devem saber criar o futuro.
 
1 - 20 of 95 Posts
Top