SkyscraperCity banner

1 - 20 of 60 Posts

·
Crucismogiensis
Joined
·
8,353 Posts
Discussion Starter #1 (Edited)
Reportagem da Revista Veja São Paulo, da semana de 25 de abril de 2007

COMO SALVAR ESTA JÓIA

O primeiro arranha-céu de São Paulo sofre com a falta de reformas



Sandra Soares

Quando foi inaugurado em 1924, o edifício Sampaio Moreira, no número 346 da Rua Líbero Badaró, no centro, tornou-se uma atração da cidade. Com doze andares e 50 metros altura, recebeu o título de primeiro arranha-céu de São Paulo. Até então os prédios tinham, no máximo, quatro pavimentos. Sua altura seria superada em 1929, com a construção do Martinelli (130 metro), na Avenida São João. Conta-se que, ao ver o ambicioso projeto do arquiteto Christiano Stockler das Neves, responsável pelo desenho da Estação Júlio Prestes e do Museu de Zoologia, o banqueiro José Sampaio Moreira quase desistiu de investir na obra. Mas o prédio acabaria ficando pronto, e o proprietário presenteou cada um de seus seis filhos com dois andares. Ainda hoje seus descendentes são donos do imóvel. È muita gente. “Há três anos, contabilizamos 132 pessoas”, afirma Guilherme Luiz Figueiredo, bisneto de Sampaio Moreira.

Apesar do grande número de proprietários, os cuidados com a manutenção dessa jóia da arquitetura paulistana são poucos. A fachada foi restaurada dezessete anos atrás, mas os fundos e o interior encontram-se em frangalhos. Pedaços de viga de sustentação brotam das paredes. Em alguns pavimentos, janelas e portas quebradas deixam entrar a água da chuva. Só 53 das 180 salas do prédio estão ocupadas e apenas dois proprietários pagam com regularidade as taxas condominiais (80 reais por sala). Dos 14.000 reais gastos mensalmente com o salário dos quatro funcionários e com os serviços de manutenção, 10.000 reais vêm do aluguel das duas lojas que ocupam o térreo. Uma delas abriga um estacionamento. Na outra funciona a tradicional Mercearia Godinho, instalada ali desde a inauguração do edifício. “Muitos dos herdeiros preferem manter suas áreas fechadas à alugá-las”, diz Dario de Abreu Pereira Junior, sócio da Serplan, construtora que pertence a um dos braços da família e usa seu espaço no Sampaio Moreira como depósito de arquivos. “O aluguel, de 150 a 200 reais por sala, é muito baixo”.

O síndico João Roberto de Arruda Sampaio Moreira, bisneto do fundador, afirma estar em entendimento com os primos para resolver o problema da inadimplência. “Brigo pela reforma do prédio”. Diz ele. “Com a revitalização do centro, ele tende a ser valorizado”. Atraídos pelo charme do imóvel, cinco arquitetos, há dois meses, resolveram adotá-lo. Além de ocuparem sete salas com um escritório no 11º andar, recuperaram o piso e parte da pintura original, para dar uma idéia de como era a construção. O próximo passo será organizar uma agenda de eventos culturais no local. “Vamos promover exposições de arte e peças de teatro para chamar a atenção das pessoas”, promete o arquiteto Alexandre Cafcalas.
 

·
Curitibano
Joined
·
3,927 Posts
nossa edificio super cara de NY da década de 20 hehehehe

muito lindo! eu adorei!!

=]

e realmente é uma pena ele estar em um estado não muito bom porque simplismente é o 1º arranha ceu da cidade mais importante do país!! :bash:
 

·
Crucismogiensis
Joined
·
8,353 Posts
Discussion Starter #5
Lindo prédio! Só não entendi o preço baixo do aluguel. A região é degradada?
Também achei o preço do aluguel muito baixo, mas acho que isso se deve à degradação do próprio imóvel, já que a região passa por uma revitalizão.
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Ah... se tivesse um prédio desse do lado de cá do Rio Paraná...
 

·
22°52'S 47°03'W
Joined
·
19,959 Posts
Pena que a esse prédio se aplique o velho provérbio:

"por fora, bela viola; por dentro, pão bolorento"..:(
 

·
Registered
Joined
·
4,586 Posts
Trabalho quase do lado dele, se olhar na janela agora vejo ele.
Pera ai.
Pronto vi.
É que hoje não trouxe a camera, porque ela tá quebrada ai ia me dar dor de cabeça tirar fotos, mas ele tá aqui do lado bem bonitinho, ah e por R$6.000.000 você compra o prédio todo.
 

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Com certeza se fosse em Recife ele ainda seria top...
 

·
Avatar: Juca Pato
Joined
·
4,575 Posts
^^ Será mesmo?

Eu acho que em matéria de conservação do Patrimônio Histórico, nenhuma capital dá exemplo, exemplo positivo, porque negativo, todas dão.
 

·
Avatar: Juca Pato
Joined
·
4,575 Posts
Condomínio... Inclui a água e a taxa de manutenção, e em alguns edifícios, o gás.

Luz, e IPTU são cobrados em separado.

Geralmente funciona assim.
 

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
^^ Será mesmo?

Eu acho que em matéria de conservação do Patrimônio Histórico, nenhuma capital dá exemplo, exemplo positivo, porque negativo, todas dão.
Com certeza. O nosso primeiro espigão está de pé e muito bem conservado. Não é alto como o Edf. Sampaio Moreira, mas mostra o respeito à história. Tem somente 6 andares e sobre-loja. Aí embaixo coloco a foto do Arranha-Céu da Pracinha (o nome é esse mesmo), totalmente construído em alvenaria, sem o emprego de aço e concreto. Continua sendo o mais alto de Recife com essa técnica.

 

·
Na Suíça Sertaneja
Joined
·
22,703 Posts

·
Picture's Lover
Joined
·
8,121 Posts
Com certeza. O nosso primeiro espigão está de pé e muito bem conservado. Não é alto como o Edf. Sampaio Moreira, mas mostra o respeito à história. Tem somente 6 andares e sobre-loja. Aí embaixo coloco a foto do Arranha-Céu da Pracinha (o nome é esse mesmo), totalmente construído em alvenaria, sem o emprego de aço e concreto. Continua sendo o mais alto de Recife com essa técnica.

Espetacular! :drool: :drool: :drool: :drool: :drool:
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Um charme esse prédio de Recife! Que bom que está assim inteiro.

Eu sei que em Curitiba e em Fortaleza, seus respectivos primeiros arranha-céus estão muito bem cuidados e bem integrados ao comércio da cidade. O de Curitiba é o Ed. Garcez, de 1925, e o de Fortaleza se não me engano é de 1929, não lembro o nome dele. Ambos tem 9 andares.
 

·
Taking On The World
Joined
·
26,331 Posts
bom, sabe-se lá o tamanho dessas salas que custam $200 de aluguel. Era um residencial e teve os apartamentos transformados em salas de escritório?

Provavelmente transformaram os quartos em salas de escritório.
 

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Sem querer roubar o thread, mas já roubando. Encontrei essas 2 fotos dos tempos áureos do Arranha-Céu da Pracinha.

Aqui ele é soberano.


Aqui ele já perdeu o status de mais alto, mas não havia sido humilhado pelo prédio vizinho.


Tentei achar a data que ele foi erguido, mas não encontrei na web.
 
1 - 20 of 60 Posts
Top