SkyscraperCity banner

121 - 140 of 208 Posts

·
Registered
Joined
·
19,882 Posts
^^

Explicação simples. Ligações económicas, sociais, de trabalho, estudo, etc são em Oliveira de Azeméis muito mais fortes com os vizinhos concelhos de SJM, Vale de Cambra ou Feira do que com Estarreja, Albergaria ou Aveiro.
 

·
Registered
Joined
·
1,397 Posts
^^

Explicação simples. Ligações económicas, sociais, de trabalho, estudo, etc são em Oliveira de Azeméis muito mais fortes com os vizinhos concelhos de SJM, Vale de Cambra ou Feira do que com Estarreja, Albergaria ou Aveiro.
Ligações empresariais sim, são mais fortes para norte do que para a sua própria região, uma vez que o concelho de Oliveira de Azeméis está encostado ao norte, que é mais populoso, as oportunidades de negócio são maiores a norte, naturalmente.

Mas as ligações sociais, afectivas, ou mesmo paisagísticas colocam o concelho imediatamente no seu lugar, que é Aveiro. O próprio interesse estratégico de Oliveira de Azeméis assim o diria, uma vez que permanecendo a sul o concelho tem um peso muito maior do que rematando a periferia sul da AMP.

A inclusão de Oliveira de Azeméis em qualquer circunscrição a norte, é um feito que interessa apenas a Feira e Gaia, porque com isso estes ganham uma maior centralidade, e atenuam a sua posição periférica, nomeadamente no caso da Feira. Continuo à espera que alguém me refira um factor que seja, que me ajudaria a compreender porquê poderá ser do interesse de Oliveira de Azeméis integrar a AMP ou mesmo a região norte. Porque eu não o vislumbro.
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Nao concordo minimamente com a tua analise Sesnando.

Tenho familia e' na zona de Feira/SJM e conheco bem essa zona. Feira/SJM/Oliveira de Azemeis funcionam como uma unidade muito forte, funcionam em conjunto em praticamente todos os aspectos e, na verdade, sao um polo mais forte do que a propria Aveiro/Ilhavo/Estarreja.

A unica atractividade de Aveiro em relacao 'as "Terras de Santa Maria" e' a Universidade, e mesmo assim secundarizada em relacao ao Porto.

Os meus primos que vivem nessa zona nao tem qualquer ligacao a Aveiro, a referencia deles para estudar, passear, sair 'a noite, ir ver futebol, etc, e' o Porto, foi la' que estudam/estudaram, e' la' que tem os amigos, e' la' que tem os cavalos de desporto, etc. Acho que se vao duas ou tres vezes por ano a Aveiro deve ser muito.

O mesmo e' verdade para Vale de Cambra e Arouca.
 

·
Registered
Joined
·
1,397 Posts
Mais uma vez, Fernão, estás a partir do princípio que o teu conhecimento familiar em relação às "terras de santa maria" é aplicável e extensível a uma área mais abrangente.
 

·
Registered
Joined
·
19,882 Posts
^^

Se tens dados que mostrem o contrário, coloca-os aqui...
 

·
Registered
Joined
·
1,397 Posts
Repara Viriatuus, que este nosso diferendo em relação a Oliveira de Azeméis (e não em relação à Feira, como crê o Fernão) já se repetiu várias vezes. E é um facto que tu ainda não me conseguiste demonstrar porquê poderá ser do interesse específico do concelho de Oliveira de Azeméis uma integração a norte, em comparação com a possibilidade de reforço dos laços institucionais com o sul.

É-me literalmente indiferente se o número de estudantes oriundos de Oliveira de Azeméis é maior na U. Porto do que na UA, ou se o hipismo encontra melhores condições de prática nas grandes cidades do que nas pequenas. A integração de Oliveira de Azeméis e de Vale de Cambra no norte é não só um erro, como uma verdadeira aberração que tem de, e irá ser corrigida na próxima oportunidade que lhes for dada. Queres uma aposta?
 

·
não sei. não sabe ninguém
Joined
·
2,007 Posts
mas aquilo é um centro de artes... as pessoas vao la pelas artes de rua e do espetaculo..... nao pela arquitectura, embora apele ao convite claro, mas nao vejo o problema do projecto... minimalista e simples...e com um palco aquatico, que é inovador.... gostei da ideia de criarem um centro de artes, se é alto ou baixo ou em caracol... nao é isso o importante!
 

·
Registered
Joined
·
57 Posts


Eduardo Souto Moura, distinguido este ano com o maior galardão mundial da arquitectura (prémio Pritzker), é o vencedor do concurso público internacional lançado pela Câmara Municipal de S. João da Madeira para a elaboração do projecto da nova piscina da cidade.

Ao todo, foram recebidas pela Câmara Municipal de S. João da Madeira 46 propostas, num processo que, além da escolha do vencedor, atribui ainda prémios monetários (entre 5000 e 1500 euros) aos concorrentes colocados entre o 2.º e o 5.º lugar, de acordo com documento disponibilizado no final deste texto.

Na escolha efectuada pesou (95%) a qualidade da solução construtiva e arquitectónica e a eficiência energética projectada, assim como o valor dos honorários (5%). Só depois as propostas foram associadas aos seus projectistas, ficando então a saber-se que a ideia vencedora, no valor de 250 mil euros, tinha a assinatura de Souto Moura.

Vencedor do “Nobel” da arquitectura

Aquele que é um dos nomes maiores da arquitectura portuguesa tem já outros trabalhos realizados para o município sanjoanense: os planos de pormenor do Largo do Souto e da Zona das Corgas e os arranjos exteriores do parque de estacionamento subterrâneo do Mercado Municipal. Vai agora projectar para S. João da Madeira aquela que será a primeira piscina da sua autoria a ser construída.

Souto Moura é um dos arquitectos portugueses mais reconhecidos internacionalmente. O Prémio Pritzker – uma espécie de “Nobel” da Arquitectura – com que foi distinguido este ano nos Estados Unidos coloca-o numa lista restrita onde estão nomes como Oscar Niemeyer, Frank Gehry, Zaha Hadid e o também português Siza Vieira.

Mais barato do que intervir na velha piscina

O presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira revelou-se “imensamente satisfeito” com a escolha. “Pela quarta vez nos últimos seis anos, S. João da Madeira irá contar com trabalhos do mais recente ‘nobel’ da arquitectura, o que é verdadeiramente uma aposta na qualidade”, declara Castro Almeida, adiantando: “Mesmo em tempos de austeridade e de contenção não se deve perder de vista o objectivo da qualidade. Pelo contrário”.

Antes de a obra ser concretizada, Souto Moura vai desenvolver a solução que apresentou a concurso e que será futuramente implantada no Complexo Desportivo Paulo Pinto, na zona onde actualmente se localizam os campos de ténis, que serão transferidos para a Zona Desportiva das Travessas.

A nova piscina coberta – um investimento estimado em cerca de 4,5 milhões de euros – substituirá a actual, em funcionamento há cerca de três décadas e que já não tem capacidade de resposta face ao aumento da procura, além de estar ultrapassada ao nível da eficiência energética. Um estudo feito pela Câmara Municipal permitiu concluir que fica mais barato fazer uma nova estrutura do que ampliar e renovar a velha piscina.

Ginásio e “health club”

O edifício idealizado por Souto Moura é formado por dois volumes. O de maiores dimensões acolhe as piscinas, ginásio e “health club”, possibilitando a utilização parcial da cobertura como solário natural. O segundo volume integra os espaços complementares das valências do complexo desportivo, nomeadamente balneários, áreas administrativas e arrumos, sobrepondo-se à área de aparcamento coberto, implantada em cave.

A nível de eficiência energética a solução formalizada preconiza a instalação de sistemas diversos destinados ao controlo optimizado de todas as instalações técnicas do edifício e o recurso a energias renováveis, assim como a implementação de processos de gestão eficiente de água entre outros recursos que consubstanciam um elevado nível de desempenho.

http://www.cm-sjm.pt/index.php?oid=16518&op=all
 

·
Registered
Joined
·
57 Posts


arranjei mais uma imagem do interior

http://www.oregional.pt/Ficheiros/Imagens/E3387/piscina.jpg

Mais parece um SPA de Luxo que um complexo de piscinas...
acho isto um desperdicio de dinheiro.
ja existe no complexo uma piscina coberta de 25 mts mas que tem problemas estruturais. Se nao serve... é demolir a estrutura e construir uma nova mas que seja multifuncional, ou seja, que na maioria do tempo seja usada para diversos fins estando subdividida mas que possa estar apta para competiçao em pavilhao.
ha que aproveitar o espaço do complexo... a ser construido este mono que o façam no espaço da actual piscina e nao dando cabo da maior parte do relvado que é onde as pessoas apanham sol no verao.
 

·
Registered
Joined
·
4,279 Posts
continua mal colocado o thread...
 
121 - 140 of 208 Posts
Top