SkyscraperCity banner

141 - 160 of 205 Posts

·
Registered
Joined
·
4,279 Posts
essa é nova... Oliveira é norte, sub-região de Entre Douro e Vouga
 

·
Registered
Joined
·
709 Posts
Boas

alguém me sabe dizer se as obras já começaram?
Sim, já começaram.
há quem diga que vai ser mais outra universidade independente, o que, aliás, é melhor.
Aquela região não tem qualquer afinidade com Aveiro, é uma área muito industrializada, em muitos sectores, predominante, o industrial pesado.
 

·
Registered
Joined
·
19,867 Posts
Marnoto:

Aquela região não tem qualquer afinidade com Aveiro, é uma área muito industrializada, em muitos sectores, predominante, o industrial pesado.
Se o Sesnando reaparece por aqui, trucida-te...:lol: Ainda para mais dito por alguém de Aveiro...

E quando é que finalmente mudam este tópico para o "Porto"?
 

·
Moderator
Joined
·
71,549 Posts
Afinal, não haverá piscina de Souto de Moura em São João da Madeira

Oposição socialista e independente chumba obra avaliada em 5,7 milhões de euros por uma questão de números e prioridades


A piscina desenhada pelo arquitecto Eduardo Souto de Moura para São João da Madeira ficará apenas no papel. A oposição, em maioria na câmara, chumbou o avanço da obra avaliada em 5,7 milhões de euros.

Numa reunião extraordinária, os três vereadores do PS e o eleito do Movimento Independente SJM Sempre votaram contra a construção do equipamento, ficando os três eleitos do PSD em minoria. A infra-estrutura vai por água abaixo depois de Souto de Moura ter apresentado publicamente o seu projecto na Casa da Criatividade, em Setembro, após a aprovação de uma moção da assembleia municipal que recomendava ao executivo a realização da obra. Mais recentemente foi divulgado um manifesto a favor da construção da piscina assinado por mais de 110 pessoas – entre as quais, o designer de moda Miguel Vieira e o arquitecto paisagista Sidónio Pardal.

A decisão era política e os políticos espremeram os seus argumentos. O PSD fez contas e garantiu que a nova piscina não representaria um custo anual superior ao da actual piscina. O PS elaborou outros cálculos, somou mais parcelas, e avisou que a obra ficaria um milhão de euros mais cara do que os 5,7 milhões anunciados. O movimento independente avisou que a autarquia não teria capacidade financeira para suportar uma obra desta dimensão. A primeira piscina coberta de Souto de Moura não passará assim dos esboços apresentados nos últimos meses.

Na hora da decisão, o PSD voltou a lembrar que a actual piscina, com 27 anos, é “comprovadamente insuficiente para a procura” e que os custos de exploração representam uma factura de 208 mil euros por ano. “Consciente da desactualização da piscina, da baixa eficiência energética, dos elevados custos de funcionamento e dos pesados custos de manutenção, desenvolveu o município estudos técnicos arquitectónicos e orçamentais para a reabilitação e ampliação da piscina, tendo a conclusão apontado claramente em favor da construção de novas piscinas, não só pelo menor custo de investimento inicial, como também pela muito melhor eficiência energética e eficiência de operação”, defendeu o PSD, pela voz do presidente da câmara, Ricardo Figueiredo.

O autarca lembrou que o projecto obteve três milhões de fundos comunitários, o parecer favorável da Federação Portuguesa de Natação e uma declaração formal, quanto à afirmação do interesse supramunicipal da piscina, assinada pelos cinco presidentes de câmara da região de Entre Douro e Vouga.

O PS olha para a questão por outro prisma e questiona números e prioridades. “A piscina custa 5,7 milhões, mas a este valor é preciso acrescentar um conjunto de parcelas”, refere ao PÚBLICO Luís Ferreira, vereador socialista. Ou seja, especifica, 150 mil euros para acessos e taludes, 400 mil euros de juros para o empréstimo a pedir pela câmara, 150 mil euros para a transferência dos courts de ténis, e outra quantia para transformar as actuais piscinas num pavilhão desportivo.

O socialista considera ainda que a comparticipação dos fundos comunitários é baixa e que os cofres do município não têm capacidade para aguentar o investimento. “O retorno desta operação apenas se verificaria num período de tempo superior a cinco mandatos autárquicos, hipotecando a capacidade das próximas gerações em orientar os recursos municipais”, escreveu o PS na sua declaração de voto.

Luís Ferreira fala também em prioridades. “Onde se poderia aplicar este dinheiro em vez de se gastar numa piscina?”, pergunta, munido de várias respostas. Na sua opinião, essa verba poderia ser canalizada para a área social ou para a manutenção de vários espaços e equipamentos municipais. O socialista imputa responsabilidades ao PSD por, nos últimos anos, não ter feito qualquer “intervenção de manutenção nas actuais piscinas”.

Jorge Lima, o único eleito pelo SJM Sempre, votou igualmente contra por várias razões. Por a piscina de Souto de Moura não ser olímpica, por a câmara não ter condições financeiras para suportar a obra, e pelas dúvidas que mantém por, como refere numa nota enviada à imprensa, o “maior volume de construção” do equipamento estar “sobre o traçado da ribeira da Buciqueira, entubada, e à cota das garagens previstas nesta proposta de empreendimento, com as consequentes implicações técnicas e financeiras daí decorrentes e imprevisíveis”.

Piscina chumbada, o presidente da câmara reagiu. “Há quem se mova por interesses próprios ou corporativos e há quem se mova por causas. Prevaleceu o primeiro. O interesse dos são-joanenses foi preterido”, disse Ricardo Figueiredo na sua declaração de voto.

Fonte: http://www.publico.pt/local/noticia/afinal-nao-havera-piscina-de-souto-de-moura-em-sao-joao-da-madeira-1675913
 

·
Moderator
Joined
·
71,549 Posts


Projectos para São João da Madeira: piscinas de Souto Moura, parque de contos infantis, museu do calçado

Depois das eleições intercalares, tomada de posse acontece sábado. Ricardo Figueiredo, reeleito presidente de câmara, não se recandidata

Domingo passado, Ricardo Figueiredo foi reeleito presidente da Câmara de São João da Madeira com 46,3% dos votos, com maioria absoluta e quatro elementos. Depois da renúncia ao cargo, da marcação de eleições intercalares, e da vitória da coligação PSD/CDS-PP, o autarca quer cumprir o seu programa que fez questão de afixar na parede no primeiro dia após as intercalares. Nesse dia, reuniu com chefes de divisão e responsáveis pelos departamentos da autarquia, deu indicações aos técnicos da área social para que a ajuda na compra de medicamentos aos idosos carenciados passe de 75 para 100% e para que nos cálculos das rendas sociais haja um factor de dedução de 10% - assuntos que levará à primeira reunião de câmara depois das intercalares, a 4 de Fevereiro. A câmara toma posse sábado no salão nobre do Fórum Municipal, pelas 17h30. Ricardo Figueiredo cumprirá o mandato e depois sairá de cena. Não se recandidatará nas autárquicas de 2017. “Dedico quatro anos da minha vida, de corpo e alma, à minha cidade, depois será tempo de outras pessoas darem o corpo ao manifesto”, revela.

O presidente de câmara retomou o trabalho e já marcou a data de inauguração do núcleo museológico do calçado, no edifício da Torre da Oliva, para 15 de Outubro deste ano. A 11 de Outubro, o município comemora o 90.º aniversário do estatuto de cidade, dias depois abre ao público um espaço dedicado a uma das nobres indústrias sanjoanenses. Entretanto, há mais um desafio pelo caminho e já comunicado à responsável pela área cultural. A câmara quer criar um parque temático dedicado à ilustração e aos contos infantis na Quinta do Rei da Farinha. “É um edifício de conto de fadas”, descreve o autarca. “Queremos criar um parque temático com uma componente pedagógica muito acentuada”, acrescenta. Há várias ideias: aproveitar o 'know-how' que a junta de freguesia tem no mundo da ilustração, como organizadora de vários encontros ligados ao tema; construir casinhas dedicadas aos contos infantis; privilegiar o público escolar nas visitas durante a semana e as famílias aos fins-de-semana; e tornar o parque economicamente sustentável com a receita da bilheteira, não contabilizando o investimento inicial.

As piscinas cobertas desenhadas pelo arquitecto Souto Moura vão voltar à mesa da câmara, depois da concretização do projecto ter sido chumbada pela oposição, depois do equipamento ter obtido um apoio comunitário de cerca de três milhões de euros a fundo perdido que não serão recuperáveis. A obra, avaliada em 5,7 milhões de euros, tem quase tudo pronto para avançar, falta resolver a parte financeira. “Temos de encontrar outro modelo de financiamento”, diz Ricardo Figueiredo. A reabilitação dos prédios de habitação social, a construção de um campo de futebol para os escalões jovens da Academia dos Campeões Sanjoanenses, a criação de mais lugares de estacionamento no centro da cidade, avançar com a terceira fase de investimento no Parque Urbano do Rio Ul, também fazem parte do programa eleitoral da maioria eleita. Ricardo Figueiredo garante que está a rever todos os projectos que “estavam bloqueados” de forma a colocá-los no terreno. “Os sanjoanenses resolveram um problema, mostraram que estão do lado da solução”, refere o autarca que sente agora uma “capacidade de concretização muito eficaz”.

A coligação PSD/CDS-PP tem agora maioria na câmara, o movimento independente perdeu o único eleito, o PS mantém os três elementos. Nestas intercalares, o PS ficou em segundo lugar com 39% dos votos, mais 4% do que nas autárquicas de 2013. Luís Ferreira, cabeça-de-lista nas duas eleições, foi reeleito. “É tempo de trabalho, a tempo inteiro, por São João da Madeira e pelos sanjoanenses”, refere o PS em comunicado. Os socialistas agradecem a todos os que acreditaram e votaram no projecto “rosa”, destacam que o recente resultado do partido é o melhor de sempre nas autárquicas sanjoanenses desde o 25 de Abril, e felicitam os vencedores. “Desejamos que o novo executivo consiga levar por diante o progresso do concelho, com respeito pela oposição e pelos compromissos assumidos com a população”. E deixa um aviso: “Há muito a fazer pela efectiva vivência e pluralidade democrática na nossa cidade”.

Fonte: http://p3.publico.pt/cultura/arquitectura/19523/projectos-para-sao-joao-da-madeira-piscinas-de-souto-moura-parque-de-cont
 

·
Moderator
Joined
·
17,769 Posts
Belga VGP vai investir 20 milhões em Santa Maria da Feira

A promotora belga de parques industriais e logísticos VGP, que fez recentemente uma "joint venture" com a seguradora alemã Allianz, detém 61 parques industriais e logísticos em 11 países europeus e escolheu Santa Maria da Feira para realizar o seu primeiro investimento em Portugal.

Na freguesia de Nogueira da Regedoura, nuns terrenos com uma área de 73.500 metros quadrados, o futuro VGP Park irá ter mais de 30 mil metros quadrados de área coberta para a instalação de diferentes tipos de atividades industriais e logísticas.

"Trata-se de um investimento do grupo VGP da ordem dos 20 milhões de euros e deverá criar cerca de 200 empregos qualificados", garantiu, ao Negócios, o presidente da Câmara da Feira, Emídio Sousa.

"A obra já arrancou e deverá estar concluída em dezembro do próximo ano", adiantou o autarca, que recebeu esta terça-feira, 26 de novembro, o CEO da multinacional belga, para a apresentação público do projeto.

O VGP Park da Feira irá oferecer áreas que podem ir dos 2.500 metros quadrados até à totalidade do parque.

O grupo belga, que tem como clientes a Volkswagen, a BMW, a Amazon, ou a DHL, entre muitos outros gigantes, estabeleceu, no verão passado, uma parceria com a seguradora alemã Allianz para a compra de 50% de cada parque após a sua construção, ao preço de mercado no momento da sua conclusão.

Esta "joint venture" abrange os mercados de Portugal, Espanha, Áustria, Itália, Holanda e Roménia.
 

·
Moderator
Joined
·
17,769 Posts
Oliveira de Azeméis: ‘Fórum Municipal’ lançado a concurso público por 3,4 milhões de euros

O município de Oliveira de Azeméis lançou a concurso público a empreitada de reabilitação da ‘Casa Sequeira Monterroso – Fórum Municipal’.

O investimento no imóvel localizado na zona histórica da cidade consiste “nos trabalhos necessários à remodelação total do edifício para o transformar em Fórum Municipal, albergando os vários serviços.”

O preço base do procedimento é de 3,4 milhões de euros e o prazo de execução previsto de 720 dias. O anúncio de abertura de concurso público foi publicado no Diário da República de hoje.

A transformação do imóvel para acolher serviços municipais é assumida como uma aposta “na qualificação” do espaço urbano de Oliveira de Azeméis. A expetativa é que a obra tenha início ainda este ano.

A Casa Sequeira Monterroso (edifício da antiga Mercantil) está inserida no centro da cidade sendo um imóvel de arquitetura popular, de planta regular, destacado pela pedra de armas. O imóvel é constituído por dois pisos, um térreo, e um piso superior com quatro janelões quadrangulares.
 

·
Registered
Joined
·
211 Posts
^^

Ficará aqui: https://www.google.com/maps/@40.9248736,-8.5506187,212m/data=!3m1!1e3

O Hilgarden, que entrou em obra em novembro passado e deverá ficar concluído no verão de 2021, está a ser construído num terreno com mais de 10 mil metros quadrados, no centro da cidade da Feira, integrando 1.300 do mesmo em domínio público, com o surgimento de uma nova praça em frente à capela de Nossa Senhora de Campos.


A desenvolver em condomínio fechado, com uma área bruta de construção acima do solo de aproximadamente 10 mil metros quadrados e pouco mais de cinco mil abaixo do solo, o Hilgarden será constituído por 64 habitações, com tipologias T4 (16 unidades), T3 (24) e T2 (24). Os preços de venda começam em 195 mil euros.


Formado por três edifícios habitacionais, com todo o perímetro exterior do empreendimento em varanda, o condomínio será, também, dotado de uma piscina descoberta com 140 metros quadrados, com apoio de balneários, uma zona infantil, uma sala multiusos e um jardim envolvente.
http://www.portugalglobal.pt/PT/PortugalNews/Paginas/NewDetail.aspx?newId=%7B0D0BE56C-50BA-42C0-B3C8-C2814E5CB686%7D
 

·
Moderator
Joined
·
165,857 Posts

·
Registered
Joined
·
19,867 Posts
E ainda se espera a mudança deste tópico para a AMP, Barragon...
 
141 - 160 of 205 Posts
Top