SkyscraperCity banner
1 - 1 of 1 Posts

·
Moderator
Joined
·
182,023 Posts
Discussion Starter · #1 ·

João Teixeira, presidente da Empresa Pública de Urbanização de Lisboa, acompanhou uma visita a vários empreendimentos da EPUL.

Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL) prepara-se para lançar duas novas marcas com o seu nome EPUL Sénior e EPUL Residências Universitárias, anunciou ontem o presidente da empresa municipal, João Pereira Teixeira. O anúncio foi feito no decorrer de um visita a vários empreendimentos da responsabilidade da EPUL e o responsável adiantou que estas são componentes dos novos programas da empresa, que constam do Plano de Actividades .

A EPUL Sénior, cujo projecto deverá estar concluído até ao final do ano, contempla a criação de residências para idosos. O primeiro edifício a colher as primeiras instalações (a empresa pretende a criação de mais equipamentos deste género noutros locais da cidade) é o antigo convento de Nossa Senhora da Porta do Céu, em Telheiras, pertença da EPUL, que vai ser recuperado.

"Será um mercado que abrange duas partes a terceira idade com vida independente e aquela que já não tem essa possibilidade, que necessita de assistência médica", explicou João Teixeira. "Consideramos que há carências nestes dois campos e poderemos oferecer preços mais reduzidos", garantiu, adiantando que a EPUL "não tem vocação para a parte da assistência e encetou contactos para possíveis interessados" nessa área. Sendo este um projecto recente ainda não há ideias sobre como será realizado a atribuição de residências aos idosos.

Quanto às residências universitárias - 300 camas - serão localizadas no empreendimento da Praça de Entrecampos. A EPUL vai basear-se em modelos já existentes noutros países (com visitas in loco), para depois apresentar aos arquitectos o que é pretendido para Lisboa.O Vale de Santo António, em Chelas, foi o último empreendimento a ser visitado. Sendo uma zona de difícil construção (devido à inclinação do terreno) a previsão de conclusão da urbanização é apontada para 2016.

Aqui está prevista mais uma construção EPUL Sénior e também habitações da EPUL Jovem. O projecto prevê, para 44 hectares, dois mil novos fogos e seis mil novos residentes. Para além de habitação a zona vai contar com um complexo lúdico-desportivo, centro cívico, biblioteca e arquivo municipais.

Fonte: JN
 
1 - 1 of 1 Posts
Top