Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 24 Posts

·
Banned
Joined
·
3,149 Posts
Discussion Starter · #1 ·
apesar de não ser um mega crescimento, nos numeros gerais ta muito bem :)

http://www.cide.rj.gov.br/cide/noticias_eventos.php?cod_noticia=69

A primeira estimativa do Produto Interno Bruto – PIB de 2007, do Estado do Rio de Janeiro, realizada pela Fundação CIDE, ainda em caráter preliminar e com base nos setores que representam cerca de 80% da economia, indica que o mesmo alcançou o valor total de R$ 338,2 bilhões, com crescimento de 3,3% em relação ao ano anterior, um pouco inferior ao observado em 2006 (3,5%).

Essa redução da taxa tem como uma das principais causas o desempenho da Indústria Extrativa Mineral (Petróleo e Gás Natural), setor dos mais importantes da economia estadual (quase um quarto do Valor Adicionado total), e que apresentou queda de 2,4%. Tal fato, conforme a Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física – Regional, do IBGE, foi resultado das paralisações técnicas em plataformas de exploração.

Os setores com melhores desempenhos foram a construção civil (+13,7%), o transporte ferroviário (+11,3%), o transporte rodoviário (+7,8%) e o comércio (+6,1%). Em relação à Indústria de Transformação, cujo conjunto apresentou uma evolução de 3,2%, podem ser destacadas as atividades de veículos automotores (+23,8%), borracha e plástico (+13,9%), metalurgia básica (+12,7%), perfumaria, sabões, detergentes e produtos de limpeza (+10,7%) e outros produtos químicos (+8,9%). Já os de piores resultados foram os das atividades farmacêutica (-15,2%), têxtil (-10,4%) e alimentos (-6,6%).

No tocante ao PIB “per capita”, observou-se uma evolução de R$ 19,1 mil em 2006 para R$ 21,4 mil:cheers: em 2007, o que representou um crescimento real de 2,0%.

Cabe registrar que as primeiras estimativas do IBGE para o PIB brasileiro, a preços de mercado, apontam um crescimento de 5,4%, em 2007, alcançando um valor total de R$ 2,7 trilhões. Em termos de valor adicionado, a preços básicos, a agropecuária foi a atividade de maior crescimento no ano, com taxa de 5,3%. O Pib “per capita” brasileiro atingiu R$ 13,5 mil em 2007, com crescimento real de 4,0% em relação a 2006.

No mesmo período, o emprego formal no estado cresceu 11,3%, expressos na criação de 118.525 novos empregos com carteira assinada, considerando-se apenas o universo das empresas privadas. Os setores que contribuíram para este expressivo desempenho foram a construção civil (+13,4%), os serviços (13,0%) e a indústria (+11,2%).

O comércio exterior fluminense também apresentou notável resultado. No ano de 2007, a balança comercial do estado registrou saldo de US 4,7 bilhões, com destaque para as exportações, que continuaram em expansão, com taxa de 24,8% em comparação com 2006.

Merecem ainda registro os grandes empreendimentos industriais, que já estão em fase efetiva de implantação no estado, e que deverão produzir impactos expressivos no setor da indústria de transformação. Entre eles, pode-se mencionar o denominado COMPERJ – Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro, da Petrobrás, no município de Itaboraí, com investimentos de R$ 15 bilhões e geração de 1.700 empregos, com entrada em operação prevista para 2012, e a CSA – Companhia Siderúrgica do Atlântico, no município do Rio de Janeiro, com investimento de R$ 6 bilhões e geração de 3.500 empregos, com início da produção previsto para 2009.
 

·
Piu Forte, porra!
Joined
·
7,278 Posts
Cresceu bem pouco,mas como o estado sai de um patamar maior do que o do restante do país,não é um número muito ruim.
E acredito que já pra 2008,visto que neste ano que iniciam-se várias das obras dos investimentos mais vultuosos para o Rio de Janeiro,o número do crescimento do PIB deverá ser superior ao conferido em 2007.
 

·
Piu Forte, porra!
Joined
·
7,278 Posts
Primeiro que esses dados estão muito malucos e divergem dos do IBGE. Não é posível o PIB sair de 246 bi em 2005 para quase 340 bi em 2007. A renda per capita do Rio é de R$ 16 mil.
Não estou questionando fontes, as vezes essa metodologia é mais correta que a do IBGE, mas acontece que para efeito de comparação com o restante do país, temos que considerar uma mesma base e metodologia até mesmo para comparar o crescimento.

Sobre o Rio crescer menos pois esta numa base maior, é uma idéia FALSA!
São Paulo e Minas estão crescendo BEM ACIMA da média nacional ha alguns anos já e o crescimento mineiro pra 2007 ta batendo na casa dos 6%

O Brasil não funciona como países não. É errado dizer que O Rio não possa crescer tanto quanto o Acre assim como dizem que a Suiça não pode crescer como a China.

SP e Minas mostram o contrário e no Brasil TODOS os estados TEM MUITO A crescer.

Só acho que o estado do Rio tinha que tomar um cuidado. A abundância em royalty de petróleo, muitas cidades se acomodam e acabam não investindo em meios de produção.
Li uma resportagem na Exame mostrando que quando mais o município arrecadava com royalty, menos base ele tinha para cobrar impostos de outros meios, ou seja a cidade ficava dependente desses royaltys do petróleo.
Não há loucura nos dados.São metologias diferentes.A fundação CIDE já utiliza a nova metologia também utilizada para o cálculo do PIB nacional.Daí essa distorção entre os dados da fundação CIDE e do IBGE.E,caso vc não tenha reparado(ou não tenha lido a reportagem),não há nenhuma comparação entre o Rio e as demais regiões ou estados,justamente pelo instituto limitar-se a pesquisar o Rio.
E nem muito menos há falsidade em dizer que o Rio sai de uma base maior.Ele sai sim,pois detém um dos maiores PIBs per capitas do Brasil.São Paulo não é parâmetro de comparação,pois é o maior e mais dinâmico estado do país;sempre estará um passo à frente dos demais estados.E Minas,me perdoe,ainda tem que andar bastante para alcançar o patamar médio econômico do Rio de Janeiro.A diferença de pibs per capita,seguindo os dados do IBGE(já que vc o julga mais fidedigno),é de cerca de 6 mil reais,distância bem considerável.
Evidente que se pode selecionar regiões econômicas para estudos distintos.Caso contrário,o estudo macroeconômico poderia ser apenas limitado à nação,o que é de uma estupidez atroz,pois cada região econômica,embora submetidas às mesmas leis e regulamentações,dispõem de dinâmicas diferenciadas,ou seja,mercados consumidores heterogêneos,disponibilidade de mão-de-obra qualificada...
Agora,diga-me onde vc leu que Minas cresceu 6% ano passado que será de grande interesse.
Quanto à gastança que se faz com os royaltis,realmente trata-se de um problema.Problema este ainda mais alardeado pela possibilidade desses royaltis se multiplicarem muito devido às recentes descobertas no litoral fluminense,o que desperta,naturalmente,a cobiça de outros estados.
A idéia que se passa é a de que os municípios que dependem de royalties são meramente ilhas de marasmo econômico sustentadas pelo dinheiro do petróleo o que é,isto sim,uma rotunda mentira.Há,evidentemente,casos de mal uso do dinheiro,seja em gastos inúteis,seja em corrupção.Coisa que não as diferenciam muito das demais cidades pequenas e médias.Porém,o que não se ressalta é o vigor industrial dessa região;basta dizer que Campos dos Goytacazes,hoje,tem um parque industrial maior do que o da cidade do Rio de Janeiro.E que Rio das Ostras e Cabo Frio conseguiram superar em número a arrecadação acima dos royalties.
Já em relação ao governo do Cabral,vejamos,é apenas o primeiro ano.Dúvido que Minas,no primeiro ano do Aécio,tenha crescido mais do que o Rio cresceu agora.Portanto,que se dê tempo ao tempo para as devidas soluções sejam tomadas.
Até pq,estão previstos investimentos superiores à 100 bilhões de reais até 2012 para todo estado do Rio de Janeiro.Investimentos estes que começaram a ser implementados apenas agora,como as obras do PAC,o Comperj,as novas siderúrgicas,o novo Cenpes...O momento é de catalisar os ganhos reais na vida do fluminense com esses novos investimentos.
 

·
Banned
Joined
·
224 Posts
Fernando Brasil: vc n sabe de NADA! Vc veio agressivo sem necessidade! Não vou discutir NADA com vc! Nao volto aqui nem pra ler mais! Com gente ignorante (no sentido literal, de não ter conhecimento) eu não discuto.
 

·
A volta do malandro
Joined
·
8,633 Posts
O crescimento ainda é baixo sim, mas é apenas o início da retomada do crescimento do estado. As principais obras ou estão começando ou ainda nem saíram do papel. O Rio é o estado que mais receberá investimentos públicos e privados nos próximos 3 anos. Só o arco rodoviário já mudará toda logística do estado e ajudará a atrair ainda mais investimentos e encontrar vocações até hoje não exploradas no Rio. São investimentos em diversas áreas, o que contribuirá para diversificar nossa economia... apesar dos fortes investimentos da petrobrás, não dependeremos mais tanto do petróleo quanto atualmente. Não vamos nos precipitar... aguardaremos os próximos anos, quando veremos os frutos desses investimentos se refletirem em números. Abraços e não briguem.
 

·
Piu Forte, porra!
Joined
·
7,278 Posts
Fernando Brasil: vc n sabe de NADA! Vc veio agressivo sem necessidade! Não vou discutir NADA com vc! Nao volto aqui nem pra ler mais! Com gente ignorante (no sentido literal, de não ter conhecimento) eu não discuto.
Nossa,que recalcada. :lol:
Então estamos combinados.Vc não discute com os ignorantes e não discuto com os iletrados.
Ah,IDH do Rio também é bem maior do que o de Minas,só pra fechar.
 

·
#ELENÃO!
Joined
·
3,912 Posts
POR FAVOR me poupe neh! VC ne entende NADA de economia, só pq a renda per capita do Rio é maior do que MInas significa que tem uma economia MAIS FORTE????????????????????????? ALEM DE TUDO o pib e RENDA per capita do RIo são INFLACIIONADOS PELO petróleo!!!!! SIM, não refletem a REAL renda do estado, uma vez que a renda eh contabilizada no estado , mas n permenece la. prova viva é que estados com renda per capita inferiores ao Rio tem uma melhor classificação no IDH.

Outra: Minas pssui o segunod maior e mais diversificado parque industrial do país desde de 1999. Agropecuária nem discuto. O que carrega economia fluminense é o petróleo!!!! e a capital, pois a cidade do Rio é um polo de serviços muito dinâmico... o resto, a economia de MInas da de mil...
dados do crescimento FUNDAÇÂO JOAO PINHEIRO E IBGE!!!!]

Os valores per capita são menore devido à pobreza extrema do norte do estado. Mas os 14/15 milhões de mineiros da metade sul tem indicadores per capita mais altos do que a média de MInas e renda superior ao Paraná e RS. SEM PETROLEO!
Ja parou e viu a renda per capita da Venezuela??? É maior do que a do Brasil (realemnte acha que a econoomia da Venezuela é mais possante do que a do Brasil???) Idem para Arabia Saudita e outros lugares onde há petroleo..
há uma inflação da sua renda per capita.

outa que: em arrecadação de ICMS (imposto que mede a capacidade econômica dos estados, depois vc procura saber como é o imposto) Minas é o segundo maior arrecadador. Pois Rio fica só com petroleo mesmo

Fonte? Adora quando as pessoas escrevem oq querem sem a minima noção...
 

·
Registered
Joined
·
12,235 Posts
Vou falar igual a moça que trabalha aqui em casa, a Odete:
-Num guento moço, num guento.
Num guento quando falam que o forte do Rio é o petróleo. Duhhhhh que papo velho, então o forte de Goiás é o que? o Tomate? O de Minas é o minério? Falta do que argumentar, me desculpem. Petróleo é petróleo...o que diferencia o petróleo de qualquer outra fonte de dinheiro?! Toda uma estrutura é montada aqui pra extrair o petróleo, assim como toda uma estrutura é montada pra qualquer outra grande arrecadação em qualquer outro lugar. O Rio deveria sair distribuindo petróleo pra todo mundo: -Olha Roraima, essa parte do petróleo que estava em litoral fluminense é seu, tá bom? -Amapá, essa aqui é a sua parte do petróleo da costa fluminense!
 

·
A volta do malandro
Joined
·
8,633 Posts
^^
:lol:
Genial ela! Deveria fazer uma palestra pros foristas daqui pra ver se aprendem alguma coisa!
 

·
A volta do malandro
Joined
·
8,633 Posts
^^
Olha, as últimas estatísticas que tenho sobre PIB per capita são essas, de 2005:

IBGE: PIB per capita de São Paulo é o 2º maior do País

JACQUELINE FARID - Agencia Estado

RIO - O Estado de São Paulo ultrapassou o Rio de Janeiro e passou a apresentar o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita (divisão da soma das riquezas pela população do País) do Brasil, segundo divulgou o IBGE. Em 2005, o Estado de São Paulo tinha PIB per capital de R$ 17.977,00, acima do Rio de Janeiro, com R$ 16.052,00 - mas bem abaixo do Distrito Federal R$ 34.510,00.

A mudança da posição de São Paulo no ranking se deve à introdução da nova base de dados referente a 2002, para o cálculo do PIB dos Estados. A base anterior era referente a 1985 e colocava, até 2004, São Paulo na terceira posição no ranking. O último lugar no ranking do PIB per capita nacional ficou com o Estado do Piauí, com R$ 3.700,00 em 2005. Na média nacional, o PIB per capita em 2005 era de R$ 11.658,00.
 

·
A volta do malandro
Joined
·
8,633 Posts
^^
Detalhe: em 2005 nosso PIB per capita era de R$ 16.052,00. Em 2007 passou pra R$ 21,4 mil, ou seja, está subindo consideravelmente nos últimos anos.
 

·
Banned
Joined
·
2,419 Posts
^^ Com certeza! Só espero que o resto do Brasil esteja acompanhando (o Centro Sul deve estar, com certeza...).

Será que em 2010 chegamos a R$ 25.000,00? Com tanto investimento assim...
 

·
A volta do malandro
Joined
·
8,633 Posts
^^
Acredito que sim, pois é justamente nesse período de 2008 a 2010 que os maiores investimentos no estado começarão a sair do papel!
 
1 - 20 of 24 Posts
Top