Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 45 Posts

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Estou criando este thread para todos discutirem e postarem notícias relacionadas a infra-estrutura de Florianópolis, que almeja uma das vagas para sede da Copa do mundo Brasil 2014

Florianópolis:





Mapa:


Alguns dados:

Habitantes: 396.723 (IBGE – 2007)
PIB per capita: R$ 15.576,00 (IBGE – 2005)
IDH: 0,875 (elevado)
PIB per capita: R$ 15.576,00 (IBGE – 2005)
42 praias
Area: 436,5 km².
Temperatura no inverno (mês da Copa): 7°C a 12°C.

Florianópolis tem ligação aérea com vários estados do brasil, por rodovia, está a 300km de Curitiba, 476km de Porto Alegre e 705km de São Paulo.

Principais projetos de infra-estrutura:

Estadio do Figueirense



O Figueirense possui um projeto de uma nova arena que começa muito bem. Nem tanto pelo andamento das negociações e obras propriamente ditas, mas pelos conceitos que norteiam o empreendimento orçado em R$ 400 milhões.

Inicialmente, a direção do clube avisa que a construção da arena que substituirá o estádio Orlando Scarpelli não está vinculada à escolha do estádio como uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, por mais que esse seja um importante fator de atratividade para os investidores e de motivação para o clube e seus torcedores. As obras devem ser iniciadas em 2010, com previsão de conclusão em três anos.

A escolha das dez ou doze cidades-sede do mundial deve ocorrer apenas no início do ano que vem. Mas considerando a independência da construção da arena em relação à escolha de Florianópolis como uma das sedes, o Figueirense já vem mantendo contatos com duas empresas privadas de São Paulo: uma delas se encarrega da captação de recursos e investidores para o projeto, enquanto a outra prepara um desenho de negócio que torne viável financeira e comercialmente a execução do empreendimento.

Do valor total do orçamento, R$ 150 milhões devem ser investidos na estrutura do estádio, e o restante na construção de toda a estrutura adjacente que permitirá a implementação de negócios complementares e proporcionará um grande aumento nos serviços oferecidos aos torcedores-clientes, com os aumentos de receita correspondentes para o clube e para os investidores.

Muito importante: não está previsto qualquer investimento público no empreendimento; todo o financiamento das obras ficará a cargo de investidores privados, que obterão seu retorno explorando os diversos negócios que a nova arena disponibilizará para o público.

A estrutura da nova arena será composta, segundo o projeto inicial, de elementos como:

◦ 40.000 lugares para os torcedores, sendo quase 15.000 desses assentos em áreas VIP
◦ 50 camarotes
◦ Shopping center com mais de cem lojas e praça de alimentação
◦ Dois centros de convenções
◦ Estacionamento com 1000 vagas dentro do complexo, e outro estacionamento com 1500 vagas na torre anexa, que terá mais um centro comercial
◦ Cinemas

Uma nova arena precisa ter seu potencial de mercado devidamente estudado e analisado para que se possa comprovar a viabilidade do negócio, além de definir diversos parâmetros que podem orientar o projeto em diferentes fatores que vão do número de assentos para os espectadores à estruturação dos negócios complementares que comporão o caráter multifuncional do empreendimento, como shopping centers, restaurantes, cinemas e assim por diante.

No quesito “potencial de negócios” a capital catarinense apresenta dados interessantes, que a princípio configuram aspectos positivos para o estabelecimento de uma arena multifuncional, como se pode ver abaixo:



O IDH – Ìndice de Desenvolvimento Humano – do estado de Santa Catarina em 2007 era de 0,882, o segundo mais alto dentre os estados brasileiros, sendo superado apenas pelo Distrito Federal. Este índice é resultado de uma combinação de vários fatores, dentre os quais se destacam riqueza, alfabetização, educação e esperança média de vida (longevidade), variando entre 0 e 1, sendo este último o índice que reflete o total desenvolvimento humano.

Florianópolis tem como alicerces de sua economia as atividades do comércio, prestação de serviços públicos, indústria de transformação e turismo. Especialmente por seu potencial turístico, pode ser uma boa aposta para se classificar como uma das sedes da Copa 2014.

Portanto três dos fatores mais importantes, já estão presentes no projeto divulgado pelo Figueirense: o não emprego de dinheiro público (que deve levar a um correto e cuidadoso projeto de viabilidade do negócio para que gere retorno aos investidores), os positivos índices econômico-sociais da cidade, e por fim a não dependência da escolha de Florianópolis como sede da Copa 2014, já que este é um fator de muito orgulho para dirigentes e torcedores, mas que não necessariamente garante a viabilidade do negócio, especialmente após a realização do evento.


Aeroporto Hercílio Luz





Últimas notícias relacionadas:

A Empresa de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) informou que a previsão de obras no aeroporto internacional Hercílio Luz inclui a construção do novo terminal de passageiros, novo pátio de manobras para aeronaves, estacionamento para veículos, pista de táxi para aeronaves paralela à pista principal e novo prédio para a seção contra incêndio. A licitação para o aeroporto está prevista para sair em dezembro deste ano.

Segundo o superintendente da Infraero, Valdeci Arcanjo Novaes, o novo terminal de passageiros será construído dentro do conceito moderno de aeroshopping, que disponibiliza aos passageiros e usuários diversas opções de serviços como bancários (agências e caixas eletrônicos), praça de alimentação e uma maior diversidade de lojas. A estimativa é que as obras gerem cerca de 4 mil empregos, sendo 1,1 mil diretos e 3, 3 mil indiretos. O valor do investimento é de R$ 295 milhões e a previsão é que elas terminem dentro de quatro anos.

Características do projeto:
Área do terminal de passageiros: de 8.440 m² para 33.800 m²
Balcões de Check-in: 36
Pontes de embarque: de zero para 04
Novo pátio de aeronaves: de 20.187 m² para 141.700 m²
Capacidade de aeronaves: de 05 para 12
Novo estacionamento de veículos: de 500 vagas para 1.850 vagas - 4.900 m²
Capacidade prevista do terminal de passageiros: 2.700.000 passageiros por ano


Porto turístico internacional de SC pronto até 2014 (Região Metropolitana)



Últimas notícias:

...A nomeação do Brasil como país-sede da Copa do Mundo de 2014 vai trazer para a América do Sul milhões de torcedores e atrairá os olhares do mundo para o País. Por isso, os projetos de novos estádios, além de melhorias em transportes, aeroportos e portos começam a aparecer por todos os cantos. Santa Catarina está saindo na frente nessa corrida, com a oficialização da intenção de tirar do papel, nos próximos três anos, o Porto Turístico Internacional de Santa Catarina.

O futuro porto servirá para a atracação de navios de passageiros, que até hoje não têm um local moderno em território catarinense. O estado conta com quatro portos de médio e grande porte, mas todos voltados para a operação de cargas.

Como as pessoas ligadas à área apostam em um boom de cruzeiros no Brasil entre junho e julho de 2014, por causa do segundo maior evento esportivo do mundo - atrás apenas dos Jogos Olímpicos –, o projeto surge no momento oportuno. E é nisso que aposta um dos responsáveis pelo projeto, Ernesto São Thiago, que conversou com o PortoGente.

“Assinamos um importantíssimo acordo de cooperação com a Prefeitura de São José e o governo do estado. Eles vão nos ajudar a tornar realidade este projeto viável, porém complexo. Desde o começo, nossa intenção é obedecer de forma rigorosa o mesmo cronograma a ser imposto pela Fifa (Federação Internacional do Futebol) ao Brasil sobre a Copa do Mundo. E o diferencial e que traz sustentabilidade ao futuro Porto Turístico é que não queremos ele só para a Copa. Antes e depois dela, ele atrairá muita gente para Santa Catarina”.

PortoGente teve acesso às primeiras projeções em 3D que mostram como ficará o Porto Turístico Internacional de Santa Catarina depois de pronto. O custo da obra deverá ficar entre 90 e 180 milhões de euros, já contando com os serviços de integração entre o complexo e a cidade de São José, escolhida para tal obra por ficar próxima à Grande Florianópolis e reunir as melhores condições naturais para a execução dos trabalhos. Além disso, São José fica próxima à rodovia BR-101.

“É o local adequado, perto de Florianópolis, mas com espaço disponível para obras de grande porte. Até porque, depois de pronto, o porto terá mais de 150 veículos circulando por lá, entre ônibus, automóveis e caminhões pequenos. Chegar e sair rapidamente serão essenciais para qualquer passageiro de navio. E a BR-101 nos ajudará nisso, pois ligará o porto a Balneário Camboriú, Blumenau, parque Beto Carrero World e às praias de Florianópolis”, explica Ernesto São Thiago.

Os investimentos serão totalmente privados e a geração de empregos está estimada entre 2,5 e 5 mil postos diretos e indiretos. Está prevista a instalação de um centro gastronômico e de eventos, além de cinema, museu da maricultura, galeria de arte, centro náutico para recepção de veleiros, hotelaria, escola de vela, central de abastecimento e estaleiro de manutenção de navios, iates e o terminal de passageiros.

“O capital será privado, mas nacional. Tiraremos o status de deserto náutico de nossa baía, que é belíssima. Se você parar para pensar, todos os eventos esportivos realizados em cidades à beira do mar foram benéficos para quem soube trabalhar direito. Os Jogos Olímpicos de Sidney e Barcelona são os exemplos mais claros de um fenômeno que pode acontecer também no Brasil e, em especial, em Santa Catarina. A batimetria está em andamento e tenho certeza de que o porto mudará a cara do Estado e do País”, arremata Thiago.


Construção da Beira-mar Continental de Florianópolis



10/06/08
Dia 23 de março de 2004, aniversário da cidade, foi assinado à ordem de serviço que autorizava o início da construção da Beira-mar Continental de Florianópolis. As obras começaram em agosto desse ano. Em seguida foi embargada, a pedido do Ministério Público. Os trabalhos recomeçaram em março de 2005. E de lá para cá continua no processo de adensamento (Acomodação do solo).

Nesta sexta-feira, 6 de junho, alguns moradores da região falaram sobre o assunto. Eles criticaram a falta de atendimento, por parte da prefeitura, sobre as reivindicações feitas pela comunidade.

Ismael Costa trabalha há 2 anos, numa loja de tintas, situada na Rua Heitor Brum, 7, próximo ao local. Costa afirmou que por causa da obra o local ficou suscetível a enchentes. Mostrou várias rachaduras nas paredes da loja, que segundo ele também ocorrem por causa da construção. “No local também passa uma galeria com esgoto, trazendo mau cheiro para a região, disse.

Fábio Silveira, proprietário da autopeça Estrela, mostrou as rachaduras no edifício, segundo ele, a obra foi responsável pelos problemas estruturais no edifício, inclusive a laje do prédio cedeu, acontecendo o rebaixamento da laje do imóvel. “Esses drenos colocados na areia para adensar o terreno podem ter colocado em risco essas edificações”, diz Silveira.

O Presidente da Associação dos Pescadores Artesanais da Ponta do Leal, Elder Mangrich Ferreira concordou que a obra vai trazer benefícios à comunidade, mas ficou preocupado com a situação dos pescadores que dependem da atividade para sobreviver.

“Por várias vezes visitamos a prefeitura, nos prometeram construir um canal para os barcos saírem para pescar, e já aguardamos isso há dois anos. Existiam também os barracões para guardar nossos barcos, que foram retirados para a construção desta obra e continuamos aguardando a reconstrução. Eles não têm dinheiro para construir isso, mas neste final de semana vão patrocinar o evento Arena Cross”, comentou o pescador.

O engenheiro Fiscal da prefeitura de Florianópolis Maurício Santos Largura informou que a obra continua em fase de conclusão do adensamento (Acomodação do solo). Já está no cronograma das obras a construção de 22 barracões para os pescadores. Sobre a construção de um canal para a passagem de barcos, segundo ele como eram embarcações pequenas não foi viável a realização deste projeto. “Sobre as rachaduras comentadas pelos entrevistados, até hoje ninguém entrou com pedidos de indenização junto à prefeitura. Talvez esses moradores não efetuaram estas reclamações na justiça porque não pagam IPTU e outros ainda têm construções ilegais”, disse o engenheiro fiscal. Santos Largura afirmou que não há nenhum problema com o solo, como afirmaram outros entrevistados.

O projeto da Beira-mar Continental de Florianópolis inclui o aterro de 180 mil metros quadrados. A construção de duas pistas asfaltadas de duplo sentido, numa extensão de 1, 6 quilômetro e 11,4 metros de largura, ligando a Ponte Colombo Salles à Rua Machado de Assis. Em única direção e com duas pistas, o outro trecho unirá a Rua Machado de Assis à Ponta do Leal, com 2, 4 quilômetros de extensão e igualmente 11,4 metros de largura.

Será construído 1 quilômetro de acesso às vias perpendiculares na região. Outra projeção prevista é uma ciclovia de 2 quilômetros de extensão e com largura de 2,8 metros. Além disso, haverá cerca de 10.200 metros quadrados de estacionamento público em diversos pontos do Estreito, proporcionando vagas para 500 veículos. O custo da obra é de R$ 43 milhões 157 mil com recursos garantidos através de financiamento internacional via Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata – Fonplata, que vai emprestar 80% do montante, enquanto que os outros 20% representam contrapartida da Prefeitura Municipal de Florianópolis. O empreendimento estava previsto, em 2005, para será finalizado em 36 meses.

No mês de setembro próximo termina o contrato com consórcio Sul Catarinense e Ster Engenharia Ltda. A informação foi repassada pela assessoria da secretaria de obras do município.

Reabilitação da Ponte Hercilio luz e Metro de Superfície



Ponte: previsão para julho de 2010.
Metro: final de 2010

O metrô de superfície utilizará a ponte Hercílio Luz, deixando espaço para pedestres e ciclistas e se integrará aos sistemas de ônibus da Ilha e do Continente. O primeiro trecho, de cerca de oito quilômetros, deverá unir Barreiros ao centro de Florianópolis até a UFSC e não vai exigir obras extras na ponte, que em seu projeto original previa um corredor ferroviário.


Seleção Argentina em Floripa


hehehehehehe, não pude deixar passar essa em branco!

Informação vinda direto de Buenos Aires, através da vereadora Angela Albino (PC do B), dá conta do desejo da Associação de Futebol da Argentina (AFA) de instalar a seleção argentina em Florianópolis na Copa 2014. Não seria um fato novo devido à indentidade que os hermanos tem com a Ilha de Santa Catarina. Mas as palavras proferidas pelo presidente da AFA, Julio Grondona, à parlamentar, durante o Congresso de Mobilidade Urbana na capital platina, denotam o amor dos argentinos por Santa Catarina e pela capital dos catarinenses.

Basta saber se haverá o cumprimento do caderno de encargos da Fifa, que prevê pelo menos 10 obras importantes em Florianópolis, e se a Fifa vai optar por 12 cidades e não 10.
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #2 ·
O post acima está em construção, assim que forem encontradas eu postarei novas informações e fotos dos projetos.
 

·
Banned
Joined
·
2,377 Posts
A construção do novo aeroporto de Florianópolis já virou novela.

Torço para que Florianópolis seja sede, mesmo disputando a título de reserva, mas acho difícil diante da limitação de cidades, bem como o poder de barganha, frente a cidades como Goiânia e Natal.
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #4 ·
A construção do novo aeroporto de Florianópolis já virou novela.

Torço para que Florianópolis seja sede, mesmo disputando a título de reserva, mas acho difícil diante da limitação de cidades, bem como o poder de barganha, frente a cidades como Goiânia e Natal.
Sim, porém se forem 12 cidades concerteza ela estará dentro, porém ser for só 10 daí ja era

Eu acho que 8 já estão garantidas, mais duas podem ser: Manaus e Goiânia, e se for doze todas as outras tem chances iguais!

Eu acho que não vai fugir disso:

1 Rio
2 SP
3 BH
4 Brasília
5 POA
6 Curitiba
7 Recife
8 Salvador
----------
9 Manaus
10 Goiania ou Natal
----------
 

·
Location:Canoas - RS - Br
Joined
·
5,253 Posts
Torço para que Floripa tbm seja uma das sedes...Ah! E o aeroporto realmente é muito necessário!
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #6 ·
Torço para que Floripa tbm seja uma das sedes...Ah! E o aeroporto realmente é muito necessário!
É verdade, é só comparar a capacidade do aeroporto de Florianópolis com o crescimento da movimentação de passageiros e ver que passou do limite.
 

·
15°48′S 47°54′W
Joined
·
200 Posts
Muito boa a iniciativa do thread! Depois de Brasília e Porto Alegre.
Acho que os forenses poderiam fazer threads do tipo pra divulgar o que as suas cidades estão fazendo pra sediar a copa!!!

Quanto às que eu acho que estão garantidas, incluo Fortaleza.
E acho sim que terão 12 sedes. Se Alemanha teve pq não poderíamos, não é?!

Boa sorte, Floripa!
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Muito boa a iniciativa do thread! Depois de Brasília e Porto Alegre.
Acho que os forenses poderiam fazer threads do tipo pra divulgar o que as suas cidades estão fazendo pra sediar a copa!!!

Quanto às que eu acho que estão garantidas, incluo Fortaleza.
E acho sim que terão 12 sedes. Se Alemanha teve pq não poderíamos, não é?!

Boa sorte, Floripa!
Porque a Alemanha é um país pequeno e de primeiro mundo. Como que você vai comparar com o Brasil, um país de dimensões continentais, seria muito difícil encontrar 12 cidades com capacidade de sediar a Copa, no mais 10!
 

·
Sirvam nossas façanhas
Joined
·
932 Posts
Tb torço pra Floripa entrar, mas acho que devido ao frio do Julho, eles vão escolher alguma cidade do nordeste como Maceió ou Natal ...
Acho que será assim:
SE: SP, Rio, BH
Sul: POA, CWB
NE: SSA, Rec/Olinda, Fortaleza,
Norte: Manaus ou Belém
CO: BSB
e se houver 12:
NE: Natal ou Maceió
Sul: Floripa
 

·
Registered
Joined
·
2,078 Posts
Essa foto da seleção argentina é folclórica! :)

Parabéns pelo tópico, eu gosto em especial do projeto do Porto Turístico Internacional. Ele deve contribuir muito com o projeto em uma possível escolha.
 

·
Registered
Joined
·
12,776 Posts
Quero que o Porto turístico internacional saia do papel, assim como a total reabilitação da ponte Hercílio Luz.
Ótimo thread!
 

·
Registered
Joined
·
2,783 Posts
Ótimo thread mesmo.

Se São José ganhar um porto, ficarei feliz! A cidade merece :D.

Mas fico intrigado de saber onde será este porto, pois fizeram a reforma da Beira-Mar há poucos anos.

Tomara que Floripa seja cidade da Copa também :D
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #15 ·
Florianópolis terá Cidade do Samba e Arena Multiuso


Uma parceria entre a Prefeitura da Capital e o Governo do Estado vai tornar realidade um antigo sonho das agremiações carnavalescas de Florianópolis. Nesta sexta-feira (27/06), no Teatro Álvaro de Carvalho, foi assinada a autorização para início do processo licitatório da Cidade do Samba. No evento, que teve a presença do governador Luiz Henrique da Silveira, além de autoridades estaduais e municipais, também foi apresentado o projeto da Arena Multiuso, no Norte da Ilha, e entregues os troféus aos vencedores dos quesitos nota 10 do carnaval de 2008.


Ao mostrar o projeto da Cidade do Samba, no auditório lotado por integrantes de blocos e escolas de samba, o Secretário de Habitação e Saneamento Ambiental, Átila Rocha dos Santos, explicou que a obra vai ocupar 12.240 metros quadrados de área construída na via Expressa Sul. “O espaço foi pensado para reduzir o custo das agremiações e possibilitar que elas se tornem auto-sustentáveis”, ressaltou Átila Santos.


Segundo ele, cada um dos cinco galpões do complexo deverá ter em média 1.950 metros quadrados e quatro andares. No térreo, o prédio vai contar com recepção, sanitários, vestiário, almoxarifado e área livre de 870 metros quadrados para acomodar os carros alegóricos. No primeiro pavimento o projeto prevê espaço para escritórios, sala de reunião, diretoria e copa, enquanto que os demais andares contarão com mezaninos para realização de oficinas. Cada galpão terá acesso independente e será equipado com elevadores de carga.


Além dos espaços individuais, a Cidade do Samba terá ainda um espaço de convivência, com 2.200 metros quadrados. Nesse local, está prevista uma praça de alimentação, cozinha, bares, sanitários, camarins, camarotes e palco para shows, permitindo a realização de espetáculos para até 3mil pessoas. Haverá ainda uma área para estacionamento com vagas para 140 veículos. O custo total do projeto é de R$ 14 milhões. “Com essa obra, as escolas de samba terão um espaço à altura de Florianópolis, e com características mais modernas que a própria Cidade do Samba do Rio de Janeiro”, conclui o secretário.

Arena Multiuso

Instalada num terreno junto ao Sapiens Park, em Canasvieiras, a Arena Multiuso de Florianópolis prevê uma área de 1,5 mil metros quadrados para eventos, além de um palco reversível de 405 metros quadrados para a realização de shows internos e externos. O espaço terá ainda uma quadra poliesportiva com capacidade para 5 mil pessoas, dois auditórios com capacidade individual para 240 participantes e uma outra área com 2,6 mil metros quadrados para exposições e feiras. O projeto prevê ainda estacionamento para mil veículos.


Considerada uma importante ferramenta para a quebra da sazonalidade, o equipamento deve contar com investimentos de R$ 22 milhões, de acordo com o Secretário de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, Valter Gallina. “Essas obras (Arena Multiuso e Cidade do Samba) são de extrema importância para o desenvolvimento da Capital”, destacou.


Durante o evento de apresentação dos projetos foram entregues também os troféus de campeã e vice-campeã, respectivamente, à Copa Lord e Consulado, além dos troféus para cada um dos nove quesitos avaliados pelos jurados e que obtiveram a nota 10. Os três blocos carnavalescos classificados no desfile de domingo, na passarela Nego Quirido, também receberam os troféus pelo primeiro, segundo e terceiro lugares.
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Discussion Starter · #16 ·
Ahhh, saiu uma notícia de que a parte que ainda não foi duplicada (na Bahia Sul até o aeroporto) será duplicada, resta saber se deixarão fazer uma ponte sobre o mangue!

Assim, toda aquele caminho, desde a ponte que liga a ilha ao Continente até o aeroporto (veja a primeira foto do Google Earth no item aeroporto Hercilio Luz) será percorrida em pista dupla/tripla
 

·
Registered
Joined
·
12,654 Posts
É verdade mesmo que SC já está em 0,882 de IDH? Quando vi no wikipedia não acreditei, tinha certeza de que estava errada a informação.

Torço por Floripa, que está a duas horas de carro daqui, mas se não der, espero que esses investimentos não morram. Porque Curitiba também fica a duas horas de mim e não perderei a chance de ver a copa.
 

·
Registered
Joined
·
1,132 Posts
Tb torço pra Floripa entrar, mas acho que devido ao frio do Julho, eles vão escolher alguma cidade do nordeste como Maceió ou Natal ...
Acho que será assim:
SE: SP, Rio, BH
Sul: POA, CWB
NE: SSA, Rec/Olinda, Fortaleza,
Norte: Manaus ou Belém
CO: BSB
e se houver 12:
NE: Natal ou Maceió
Sul: Floripa





Fala sério... todas as capitais do sul como sedes...bem difícil viu...mas não custa tentar.

Floripa foi pré escolhida pelo menos??
 
1 - 20 of 45 Posts
Top