Skyscraper City Forum banner
1 - 8 of 8 Posts

·
UNICAMP
Joined
·
1,195 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Estratégia: Brasil será base de exportação da empresa, que ainda não definiu o local e o valor do investimento

Vanessa Dezem | Do Rio
11/11/2010


Simonelli, da GE Transportation, espera concluir a expansão da atual fábrica e a construção da nova unidade até 2012

Leo Pinheiro/Valor

Simonelli, da GE Transportation, espera concluir a expansão da atual fábrica e a construção da nova unidade até 2012
Enquanto amplia a fábrica de locomotivas que tem em Contagem (MG), a GE já estuda a construção de nova unidade no país, ainda sem local e valor do investimento definidos. A multinacional pretende diversificar seu portfólio e atingir o mercado externo.
Segundo afirmaram ontem os executivos da GE Transportation ao Valor, os recursos iniciais para a ampliação totalizarão US$ 50 milhões até 2012. "Os investimentos começaram em setembro. Logo vamos dobrar nossa produção de locomotivas (no Brasil)", afirmou o presidente mundial da GE Transportes, Lorenzo Simonelli.

O projeto de expansão envolve três fases. A primeira, a ser finalizada em março, será voltada para a ampliação da unidade produtiva atual. A segunda fase, que deverá ser concluída no fim do ano que vem, envolverá a construção de um novo prédio e de duas novas linhas de produção na área já existente. Essas duas fases devem consumir os US$ 50 milhões previstos.

A terceira fase do projeto será a construção da nova fábrica. "Esperamos concluir as três fases até o fim de 2012", disse Simonelli.

Segundo o presidente da GE Transportation para América Latina e África, Guilherme Segalla, a fábrica de Contagem já está operando na capacidade máxima, cuja produção atende bem à demanda do mercado brasileiro. A ideia da multinacional é expandir a produção para dar conta também do mercado externo, tornando o Brasil um centro exportador.

Com a expansão, está prevista a contratação de 200 funcionários no ano que vem. Durante a crise, a GE Transportation demitiu cerca de 100 funcionários no país, mas as vagas já foram repostas e hoje a unidade de Contagem conta com 500 funcionários, incluindo os parceiros.

Os investimentos na área de locomotivas fazem parte do total de US$ 500 milhões anunciados ontem pela GE. Segundo informou a multinacional, US$ 200 milhões serão destinados ao aumento de capacidade das fábricas e no desenvolvimento de produtos para os negócios de energia, óleo e gás no Brasil. Outros US$ 200 milhões serão direcionados à expansão da capacidade e à construção de novas linhas de produção das unidades da GE Healthcare, GE Transportation, GE Aviation. Segundo apurou o Valor, dentro desse montante estão incluídos US$ 20 milhões para a construção de uma fábrica na área de iluminação, cuja localização ainda não foi definida.

Os restantes US$ 100 milhões vão para o novo centro de pesquisas. A cidade do Rio de Janeiro foi a escolhida para abrigar o centro, cujo foco será o desenvolvimento de tecnologias para as indústrias de óleo e gás, energias renováveis, mineração, transporte ferroviário e aviação.

Hoje, a GE é a única fabricante de locomotivas no Brasil. A Caterpillar anunciou que pretende aproveitar o potencial de crescimento da infraestrutura do país para montar uma fábrica de locomotivas de grande porte no país. A GE diz não se abalar. "Customizamos nossos produtos regionalmente. Já temos uma longa história no país", disse o presidente da GE International, Nani Becalli.

Os executivos da empresa afirmam suas intenções de irem às compras no setor de transportes. "Estamos em um momento de aquisições. Mas aquisições estratégicas, não grandes, para complementar o portfólio", afirmou Becalli.

Fonte:http://www.valoronline.com.br/impresso/caterpillar/2142/335035/ge-tera-nova-fabrica-de-locomotiva-no-pais
 

·
Rômulo
Joined
·
3,593 Posts
Hum... Alguém arrisca um palpite, onde será a nova fábrica?
As regiões da grande BH, de Campinas e Bauru em SP, assim como em Barra Mansa no RJ tem as duas bitolas, fácil para entregar aos clientes internos e são relativamente próximas dos Porto de Santos e do Rio para exportar.

Quanto a cidade escolhida vai depender do trabalho do governador e do prefeito que souberem seduzir a empresa com benefícios fiscais.
 

·
Rômulo
Joined
·
3,593 Posts
Provavelmente São Luiz no Maranhão, a GE daqui de Contagem atende todo o sudeste, Sul e parte do Nordeste, exceto, lógico, a EFC e Norte Sul.
Com a conclusão da primeira parte da Ferrovia Norte-Sul entre Anápolis e Açailândia prevista para até o final desse ano ela poderá atender também a EF Carajás, apesar de que por enquanto há quebra de bitola no trecho de Anápolis (metrica) e a EF Carajás (larga). Mas nada que uns truques falsos não resolvam.
 

·
®½! ½Ø
Joined
·
4,945 Posts
Não dá, o peso máximo na métrica é de 25ton/eixo, a dash e evolution(ES58ACi) tem peso superior a 195 toneladas, mesmo com truque falso de 3 eixos o peso distribuido é de 32,5 ton/eixo. A saída é levar as locos até o porto do RJ e embarcar até São Luiz.
Mas o problema não é esse, é que a GE faz revisão a cada 2 anos em suas locomotivas , não dá pra fazer esse "leva-e-traz", perde-se muito tempo, por isso a estratégia de se construir mais uma fábrica.
 

·
∂αη
Joined
·
2,970 Posts
^^
Na minha opinião,seria legal ter uma fábrica pelo nordeste,más os argumetos mostrados de bitola e proximidade de portos vale...
pensando bem,GE,Venha para Rio Grande!:banana::banana::banana:
Temos porto,más só temos um tipo de bitola...
 
1 - 8 of 8 Posts
Top