SkyscraperCity banner
1 - 20 of 26 Posts

·
Banned
Joined
·
19,231 Posts
Discussion Starter · #1 ·
No início dos anos 60, o governo de São Paulo ainda investia na eletrificação de suas ferrovias. Mas apesar dos investimentos ainda faltavam locomotivas, sendo essas na maioria das vezes importadas, com alto custo.

Em 19 de fevereiro de 1963 o então governador do estado de São Paulo, Adhemar de Barros, assinou decreto autorizando o fornecimento de novas locomotivas elétricas para a E.F. Sorocabana. Essa resolução também incluía a fabricação de novas unidades para a Companhia Paulista de Estadas de Ferro. Em 10 de novembro de 1964 foi assinado o contrato de fornecimento com a General Electric do Brasil. O Brasil estava fabricando sua primeira locomotiva elétrica com indíce de nacionalização de 100% desde o projeto até a pintura. Um marco para a então engenharia ferroviária brasileira.



A primeira unidade foi entregue para a Companhia Paulista de Estradas de Ferro em 19 de maio de 1967 nas instalações da G.E. em Boa Vista, sendo que as demais foram entregues até 1968.


Inauguração solene das locomotivas elétricas série 2100, fabricadas no Brasil pela General Electric em Campinas, cerimônia que contou com a presença do então Governador Abreu Sodré (notem o homem atrás do governador Abreu Sodré. Seria Claúdio Lembo?).


Na Estação da Luz


Nos 100 anos da Companhia Paulista


No famoso Trem Azul da Companhia Paulista


Série 350 (Companhia Paulista de Estradas de Ferro)
Série 6350 (Ferrovia Paulista S/A FEPASA)


6350 (350)






6351 (351)





6352 (352)



6353 (353)




6354(354)

6355(355)


6356(356)



6357(357)


6358(358)

6359 (359)







Série 2100 (Estrada de Ferro Sorocabana)
Série 2100 (Ferrovia Paulista S/A FEPASA)



2101


2102




2103

2104

2105

2106



2107

2108



2109




2110

2111



2112



2113




2114

2115



2116



2117



2118

2119



2120



2121



2122


2123



2124

2125

2126



2127



2128

2129



2130






GE Vanderléia em comercial do Chevrolet Opala

http://br.youtube.com/watch?v=Or3YB_DPoko


Fontes

http://www.pell.portland.or.us/~efbrazil/electrobras.html
http://www.geocities.com/trens_efs/
http://fotolog.terra.com.br/ferrovias_paulista
http://fotolog.terra.com.br/adrianoferrovias
 

·
Registered
Joined
·
4,518 Posts
Bacaninha esse ai também...

A CAF vai abrir uma fábrica no Brasil pra construir esses 40 trens novos?
 

·
cives totius mundi
Joined
·
5,002 Posts
Adorável esta locomotiva !
Mais uma que foi engolida pelo buraco negro do descaso de nossas ferrovias...
Ramos, vc sabe se ainda é possível ver algumas destas em algum lugar ?
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Eu acho que ainda tem algumas delas em circulação por aí... ^^
 

·
Sou do eixo, sou do mal!
Joined
·
4,595 Posts
^^
Sério que ainda circulam? Se for verdade eu vou ficar muito surpreso. Adorei elas, mas acho que a maioria se perdeu no tempo, pra ver como o governo tem patrimônio perdido que poderia estar sendo usado pra manter linhas de longa distância entre cidades do estado de São Paulo ativas.
 

·
Banned
Joined
·
19,231 Posts
Discussion Starter · #6 ·
Adorável esta locomotiva !
Mais uma que foi engolida pelo buraco negro do descaso de nossas ferrovias...
Ramos, vc sabe se ainda é possível ver algumas destas em algum lugar ?
^^
Sério que ainda circulam? Se for verdade eu vou ficar muito surpreso. Adorei elas, mas acho que a maioria se perdeu no tempo, pra ver como o governo tem patrimônio perdido que poderia estar sendo usado pra manter linhas de longa distância entre cidades do estado de São Paulo ativas.
Infelizmente nenhuma está circulando. A tração elétrica foi suprimida entre 1999 e 2000 e as 40 locomotivas (30 de bitola métrica e 10 de bitola de 1,60m) foram encostadas em Sorocaba e Assis (métricas), Bauru Triagem Paulista e Jundiaí (1,60m) e lá estão até hoje.


Pátio de Triagem Paulista em 1998

As locomotivas métricas não tem quase onde circular em SP, mas partre das 30 máquinas poderiam ser doadas para a CBTU do Nordeste que poderia eletrificar Maceió, João Pessoa e Natal de uma forma mais barata.

As 10 locomotivas de bitola 1,60 m deveriam estar servindo á CPTM como trens de manobras, ou até mesmo expressos entre Jundiaí-São Paulo.
 

·
Sou do eixo, sou do mal!
Joined
·
4,595 Posts
^^
Cara isso é tão revoltante, é dinheiro público jogado no lixo! Mesmo que para a nossa realidade elas naõ sejam mais uteis, mas talvez para outras cidades elas seriam uma mão na roda. O que mais me deixa intrigado é o fato de a locomotica existir, com certeza no dia que pararam ela no pátio pela ultima vez ela estava funcionando, pq derrepente não usá-las mais? Isso é muito estranho, algo que está bom e que tem utilidade ser deixado para trás. Hoje com certeza não resta mais nada. Patrimonio carríssimo ralo abaixo.
 

·
Banned
Joined
·
19,231 Posts
Discussion Starter · #8 · (Edited)
^^
Cara isso é tão revoltante, é dinheiro público jogado no lixo! Mesmo que para a nossa realidade elas naõ sejam mais uteis, mas talvez para outras cidades elas seriam uma mão na roda. O que mais me deixa intrigado é o fato de a locomotica existir, com certeza no dia que pararam ela no pátio pela ultima vez ela estava funcionando, pq derrepente não usá-las mais? Isso é muito estranho, algo que está bom e que tem utilidade ser deixado para trás. Hoje com certeza não resta mais nada. Patrimonio carríssimo ralo abaixo.
Não há subsídio para o transporte ferroviário de tração elétrica brasileiro. Hoje em dia é muito caro operar um trem de tração elétrica no país. O governo deveria subsidiar a tarifa elétrica para o transporte de tração elétrica, facilitando sua operação e não ao contrário.

Nos anos 80, o preço da eletricidade era tão caro que a Fepasa e a Unicamp estudaram uma locomotiva à Metanol, que infelizmente nunca deu certo.


Esqueci de dizer que essa locomotiva recebeu 3 apelidos:

Vanderléia também chamada de Vandeca (por causa da então jovem cantora da jovem guarda)


Mini- Saia e Toco por causa do pequeno tamanho da locomotiva comparada com a EP-4 (V-8) e com a Russa da antiga CPEF e da GE 2000 (Loba) da EFS.
 

·
Sou do eixo, sou do mal!
Joined
·
4,595 Posts
^^
hehehehehe
Muito legal, valeu mesmo por essa aula Ramos! :eek:kay:
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Não cheguei a ver as Vandecas, mas eu vi direto as Mini-Saias paradas na estação de Alumínio. Inclusive, já viajei num trem especial da FEPASA tracionado por duas Mini-Saias entre Ipanema (Iperó) e Alumínio.

Hoje, algumas Mini-Saias[/i] estão abandonadas no pátio de Sorocaba, ao lado de vagões da ALL reformados e novinhos em folha. A ALL bem que poderia usar um ou dois pares delas para tracionar trens de carga na atual Linha B da CPTM.

Uma sugestão, Ramos: tem como fazer um thread em homenagem à locomotiva GE Série 2000 Loba da Sorocabana? Elas foram produzidas na mesma época da V8 (mas, não sofreram com as restrições da guerra) e uma delas ainda se encontra em operação, nas cores da ALL, na Linha B da CPTM.
 

·
Tem que ver isso ai
Joined
·
525 Posts
é triste o que fizeram com as nossas locomotivas, V8, essa.... Descaso total.
O Patio de Triagem Paulista é um cemiterio e tanto.
 

·
Banned
Joined
·
19,231 Posts
Discussion Starter · #12 ·
Não cheguei a ver as Vandecas, mas eu vi direto as Mini-Saias paradas na estação de Alumínio. Inclusive, já viajei num trem especial da FEPASA tracionado por duas Mini-Saias entre Ipanema (Iperó) e Alumínio.

Hoje, algumas Mini-Saias[/i] estão abandonadas no pátio de Sorocaba, ao lado de vagões da ALL reformados e novinhos em folha. A ALL bem que poderia usar um ou dois pares delas para tracionar trens de carga na atual Linha B da CPTM.

Uma sugestão, Ramos: tem como fazer um thread em homenagem à locomotiva GE Série 2000 Loba da Sorocabana? Elas foram produzidas na mesma época da V8 (mas, não sofreram com as restrições da guerra) e uma delas ainda se encontra em operação, nas cores da ALL, na Linha B da CPTM.

Já estou trabalhando nele, pretendo lançar ainda hoje sobre a GE série 2000.
 

·
cives totius mundi
Joined
·
5,002 Posts
Valeu Ramos, este thread esta um espetáculo e arrisco dizer aqui que você é uma das pessoas senão a pessoa que mais entende de trens e ferrovias neste fórum ! Parabéns por seus excelentes threads e posts que são verdadeiras aulas ! :eek:kay:
 

·
Sou do eixo, sou do mal!
Joined
·
4,595 Posts
Valeu Ramos, este thread esta um espetáculo e arrisco dizer aqui que você é uma das pessoas senão a pessoa que mais entende de trens e ferrovias neste fórum ! Parabéns por seus excelentes threads e posts que são verdadeiras aulas ! :eek:kay:

O Ramos consegue até trazer o Dott de volta! hahahahahahahaha
 

·
Viagem Interna
Joined
·
5,476 Posts
Nossa, essa viagem ao passado nos threads do Ramos está interessantíssima. Hora de colocar esses tópicos no catalogo do infra-estrutura.
 

·
Registered
Joined
·
449 Posts
Sobre a eletrificação concomitante com o sucateamento das ferrovias brasileiras a partir dos anos 50, veja-se a excelente reportagem da Veja de 1974 postada pelo cartunista e ferreofã Latuff na última postagem de seu também ótimo blog:

http://ferroviasdobrasil.blogspot.com/

Estão lá algumas primas da Wanderléa em condições já naquela época abomináveis.
 

·
Rômulo
Joined
·
3,593 Posts
Parabéns pelo resgate da história Ramos! Sempre gostei da Vandeca. Se não me engano ela e a Russa são as locomotivas mais potentes (diesels e elétricas) que já rodaram no Brasil certo? E parece que serão superadas pelas elétricas que a MRS esta comprando para aposentar as Hitachis da cremalheira, confere?
 
1 - 20 of 26 Posts
Top