SkyscraperCity banner

1 - 20 of 162 Posts

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Especial Eixo Anhanguera​
[Goiânia - Goiás]


Conheça e Saiba Tudo Sobre um dos Primeiros BRT´s Instalados no Brasil...
Problemas e Deficiências e Projetos Propostos para a Melhoria do Sistema...​

Bom pessoal, estou concluindo meus dois cursos esse semestre (Superior de Tecnologia e Especialização) e com o término vem estágio, provas finais, provas de conclusão de curso e os CHATOS, mas NECESSÁRIOS, TCC´s...

Um dos meus TCC´s é justamente sobre o Eixo Anhanguera em Goiânia/GO...

Vejam partes do Pré-Projeto, já aprovado, e saibam um pouco sobre essa importante e histórica via de Goiânia.​

BREVE HISTÓRICO E INFORMAÇÕES GERAIS


Goiânia é uma cidade que vem se consolidando como importante pólo comercial, industrial e de serviços do país. Nesta última década superou a marca de 1,2 milhões de habitantes e em sua região metropolitana passando a marca dos 2,1 milhões de habitantes, segundo as estimativas recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE.

Todo esse crescimento populacional e econômico dos últimos anos fez com que problemas já enfrentados no município se tornassem maiores e ainda mais precários, como é o caso do transporte público e trânsito.

Goiânia foi uma das pioneiras na implantação do sistema de transporte público conhecido como Bus Rapid Transit – BRT (apelidado na região como Eixão) com a instalação deste na principal via da cidade, a Avenida Anhanguera. Porém, diferentemente do que ocorreu em outras cidades, como em Curitiba/PR, não advieram ajustes e ampliações que foram sendo necessários com o passar dos anos, e hoje, quase quarenta anos pós sua implantação, sofre com precariedade dos serviços oferecidos pelo transporte público ali instalado, além de ser um dos pontos conflitantes do trânsito na capital goiana, MPE-GO/2010.

A Avenida Anhanguera, ou Eixo Anhanguera, é uma via de 13,5 km, aproximadamente, que cruza Goiânia desde o bairro Jardim Novo Mundo (a leste) até a Região do Bairro Capuava (a oeste) e por ela são transportados mais de 180 mil passageiros por dia através do BRT e circulam, em média, 300 mil veículos por dia em sua extensão, AMT e METROBUS/2009.

Com toda essa carga viária existente no Eixo Anhanguera, faz com que ocorra a deterioração de sua estrutura através dos anos, como a escassez de faixas de rolamento para a fluidez do tráfego e o sistema de transporte público existente na via já não é o mais indicado e adequado por questões de fluxo, tempo e sinalização conforme várias notícias de fontes jornalísticas da cidade e profissionais do meio de transportes e trânsito. Além desses fatores, segundo o Ministério Público de Goiás, existem questões como insuficiência em número de ônibus na linha do Eixo Anhanguera para atender com qualidade os usuários do transporte público da Região Metropolitana de Goiânia, assim como as estações e terminais de integração existentes.

Contudo, estudos e propostas sobre melhorias para a Avenida Anhanguera e o sistema de transporte público ali implantado são de profunda necessidade e urgência, tanto para o conhecimento dos que se interessam pelo tema assim como base à futuros estudos.


REFERENCIAL TEÓRICO

A necessidade de locomoção é inerte à vida urbana, porém, se for realizada de forma inadequada, a custos sociais elevados, consumindo parcela ponderável da renda disponível e do tempo das pessoas acaba por provocar danos a qualidade de vida (RODRIGUES, 2010).

Ainda segundo Rodrigues, cabe ao estado, responsável indireto, a permissão para que se faça cumprir as leis orgânicas e de uso e ocupação do solo, que são de competência dos municípios, como meio de definir sua aplicação política urbana e regional.

No mesmo ano de implantação do Eixo Anhanguera (1976) deu-se a criação da Empresa de Transporte Urbano de Goiânia – TRANSURB (extinta duas décadas depois, em 1997). Uma empresa estatal responsável pela gestão do transporte urbano de Goiânia e aglomerado urbano, substituída em 1997 pela então Transporte Coletivo S/A – METROBUS, empresa de economia mista, privado e estatal, incumbida, exclusivamente, pela operação, estruturação e manutenção do Eixo Anhanguera (METROBUS/2010).

De acordo com o Ministério Público do Estado de Goiás, o transporte público da cidade de Goiânia (e região metropolitana) vem perdendo sua principal característica que era o deslocamento espacial de seus usuários de forma segura e eficaz.


“As demandas crescentes de novas linhas não atendidas, o desconforto dos automóveis (ônibus), a diversificação de classes sociais dos usuários, a insegurança provocada por esta diversificação social, induz às crescentes reclamações por parte dos usuários e trabalhadores, visivelmente constatado nos principais corredores de transporte público de Goiânia, como no Eixo Anhanguera.”
(MPE/GO – Fevereiro de 2010, Transtornos e Controversas no Transporte Público de Goiás)

Em questão disto a classe média passa a não ser mais utilitária do transporte público urbano, sobrecarregando ainda mais o trânsito da cidade com seus veículos, alegando como causa da não utilização do transporte urbano a questão do tempo de espera e de locomoção, o preconceito social, o desconforto e a insegurança, resultado este de uma recente pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas – FGV, solicitada pelo MPE/GO em Fevereiro de 2010.

O principal desafio do poder público nesta área, atualmente, é tornar atrativo, novamente, o transporte público para a classe média, especialmente nos horários de pico. Somente ofertando um transporte de qualidade, seguro, eficaz e que obedeçam rigidamente os horários e escalas nos pontos de parada ofertando a agilidade ao se locomover que o transporte público voltará ser atrativo para essa classe que deixou de se transportar coletivamente e passou a optar pelo transporte próprio, segundo a CBTU.

Segundo a ALSTOM Brasil, por usar energia limpa e por sua capacidade de transporte, o VLT é considerado, hoje, uma solução moderna contra a poluição e o congestionamento nos principais corredores viários e centros comerciais e empresariais de nossas cidades.


“Os projetos de VLT também oferecem às comunidades a oportunidade de transformar sua cidade ou município e melhorar o meio ambiente. Eles desempenham um papel estrutural no desenvolvimento urbano, abrindo áreas da cidade, acrescentando verde com gramados e canteiros, substituindo equipamentos nas ruas e protegendo a arquitetura local. A qualidade do ambiente local e do sistema de transporte são fatores importantes na capacidade de as cidades competirem em âmbito nacional e internacional e ajudam a atrair novos negócios, trabalhadores e a população, impulsionando, assim, a atividade social e econômica.”
(ALSTOM Brasil – 2010, www.br.alstom.com – VLT, O Conceito)


Em Goiânia, essas necessidades de melhorias, modificações e modernização são claramente percebidas, especialmente no Eixo Anhanguera, principal eixo de transporte público da cidade, cujo qual não está atendendo com qualidade a população que o utiliza, como cita recente pesquisa do MPE/GO.

Na cidade, atualmente, apenas o Eixo Anhanguera possui a viabilidade econômica e sustentável de implantação do VLT.


........

Mapa do Trecho Total do Eixo Anhanguera


Total de 13,5 km
5 Terminais de Integração


Logotipo da Operadora do Sistema

Primeiro Trecho
Terminal Novo Mundo - Terminal Praça da Bíblia​



01. Terminal de Integração Novo Mundo
Bairro: Jardim Novo Mundo
Linhas Integradas: 16
Passageiros por Dia: 139 mil
Plataformas do Eixo Anhanguera: 2

02. Bilheteria Sul


03. Plataforma de Desembarque - Eixo Anhanguera


04. Falta de Canalização para Escoamento de Águas Pluviais


05. Sanitários


06. Falta de Sinalização Adequada na Aste das Plataformas


07.


08. Sinalização Inapropriada e Ultrapassada


09.


10. Largo Espaço entre Plataforma e Ônibus, o que pode acarretar em acidentes no Embarque e Desembarque


11.


12.


13.Embarque Desorganizado


14.


15. Embarque Solidário sem Fiscalização e Pequeno


16. Ônibus saindo para iniciar a operação


17. Catracas para a Cobrança da Integração com Outros Municípios da RMG


18. Plataforma de Desembarque


19. Comércio Desorganizado dentro do Terminal


20. Falta de Passarela e Botoeira (sinalização horizontal e vertical) para o Acesso ao Terminal


21. Avenida Anhanguera - Com a Segregação do Eixo Anhanguera


22. Chegando a Estação Anhanguera


23. Chegando a Estação Palmito


24.


25. Chegando a Estação Vila Morais


26.


27. Chegando a Estação Vila Bandeirante


28.

29. Terminal de Integração Praça da Bíblia
Bairro: Setor Leste - Universitário / Setor Leste - Vila Nova
Linhas Integradas: 15
Passageiros por Dia: 142 mil
Plataformas do Eixo Anhanguera: 2

30. Plataforma de Embarque / Desembarque A


31. Plataforma E - Linhas Alimentadoras - Falta de Sinalização Horizontal


32. Bilheteria Sul - Catracas de Saída e Entrada do Terminal


33. Plataforma D - Linhas Alimentadoras - Falta de Sinalização Horizontal


34.


35. Plataforma C - Linhas Alimentadoras - Falta de Sinalização Horizontal


36.


37. Plataforma C - Catracas para Linhas Metropolitanas


Segundo Trecho
Terminal Praça da Bíblia - Setor Central (Cruzamento com a Av. Goiás)​



38. Chegando a Estação Universitária


39.


40. Um dos Ônibus estragou bem na entrada dessa estação, vejam o transtorno gerado... Pois os passageiros que faziam a linha Centro-Praça da Bíblia não podiam descer, já q os ônibus possuem apenas portas do lado esquerdo.


41.


42.


43. Ônibus trafegando pelo lado contrário da via


44.


45. Chegando a Estação Botafogo


46.


47.


48.


49. Chegando a Estação Rua 20


50.


51. Trecho da Av. Anhanguera na Região Central


52. Chegando a Estação Bandeirante Oeste


53.


54.


55. Entroncamento dos Eixos Norte/Sul e Leste/Oeste - Praça dos Bandeirantes - Setor Central

Terceiro Trecho
Setor Central (Cruzamento com a Av. Goiás) - Terminal Praça A​



56. Chegando a Estação Bandeirante Leste


57. Articulado no Eixo Anhanguera


58. Articulado com Ar Condicionado (*Novo*)


59. Chegando a Estação Joquei Clube


60.


61. Chegando a Estação HGG


62.


63. Pedestres arriscando a Travessia em locais inadequados


64. Chegando a Estação Lago das Rosas


65.


66. Chegando a Estação Hemocentro


67.


68. Terminal de Integração Praça A
Bairro: Setor Campinas // Setor Coimbra
Linhas Integradas: 09
Passageiros por Dia: 102 mil
Plataformas do Eixo Anhanguera: 2


69. Desembarque/Embarque Solidário


70. Plataforma C - Alimentadoras - Falta de Espaço, Sinalização e Conforto


71.


72.


73. Sanitários


74. Canal Viário do Eixo Anhanguera


75. Plataforma A


76. Bilheteria Leste


77. Baia em Ângulo com Avanço da Plataforma - Inadequado para esse tipo de Terminal


78.


79. Falta de Sinalização Física para a travessia de Pedestres/Usuários


80. Plataforma B


81.


Quarto Trecho
Terminal Praça A - Terminal Dergo​



82. Novamente o Novo Ônibus em Circulação


83. Chegando a Estação Campinas


84.


85.


86. Chegando a Estação José Hermano


87.


88. Av. Anhanguera antes do Terminal DERGO


89. Carro de Fiscalização e Apoio da METROBUS


90.


91. Chegando a Estação Cascavel


92. Terminal de Integração DERGO
Bairro: Setor Rodoviário // Setor Aeroviário
Linhas Integradas: 09
Passageiros por Dia: 54 mil
Plataformas do Eixo Anhanguera: 1


93. Bilheteria Leste e Acesso ao Terminal


94. Espaço Apertado para a passagem e acesso dos Usuários


95. Placa de Sinalização Mal Posicionada


96. Plataformas C e D - Linhas Alimentadoras - Falta de Estrutura, Sinalização e Conforto


97.


98.


99.


100. Plataformas A e B - Eixo Anhanguera


101.


102.


103.


Quinto Trecho
Terminal Dergo - Terminal Padre Pelágio​



104. Chegando a Estação Anicuns


105.


106.


107.


108. Chegando a Estação Capuava


109.


110. Chegando a Estação IQUEGO


111. Terminal de Integração Padre Pelágio
Bairro: Ipiranga
Linhas Integradas: 33
Passageiros por Dia: 237 mil
Plataformas do Eixo Anhanguera: 4


112. Bilheteria Leste


113. Rampa de Entrada


114. Túnel de Acesso às Plataformas - (Tem um Cheiro Fortíssimo de Urina)


115. Dentro do Túnel


116.


117. Rampa de Acesso Plataforma/Túnel


118. Baias tipo: Dente de Serra - Ideal para esses tipos de Terminais - Mas sem sinalização


119.


120. Uma das 6 Entradas dos Ônibus


121. Sinalização Horizontal Inexistente


122. Plataformas Centrais


123. Catracas para as Plataformas Metropolitanas


124.


125. Comércio Interno dentro dos Terminais... Obstruem a Passagem além de Gerar outros Transtornos


126.


127.


128.


129. Plataformas do Eixo Anhanguera


130.


131.


132.


133.


134. Embarque Congestionado


Por Dentro de um dos Ônibus do Eixo
É o Modelo de Maior Quantidade​

135. Canal para o Escapamento do Ônibus
Passa por Dentro do Ônibus e é Quente Pra Caramba


136. Aspecto Interno


137.


138. Pedintes e Vendedores dentro dos Ônibus


139.


140.

..................

Bom, por enquanto é isso.. na segunda ou terceira página quero colocar os projetos q estou fazendo (como parte do TCC) para a melhoria do Eixo Anhanguera e Implantação do VLT neste... Assim como Projetos de Reformulação dos 5 Terminais de Integração e um Modelo das Estações...

Enfim.. espero q este thread tenha ajudado a conhecer mais um pouquinho sobre a Capital Goiana...

Agradeço a visita desde já... Comentem!!!

:D:D:D

...​
 

·
sul-mato-grossense
Joined
·
4,186 Posts
A situação no Eixo Anhanguera parece estar bem ruim em! Não só pela situação das estações, mas principalmente dos ônibus. A maioria parece ser jurássica, já passou da hora de substituirem esses Caio Alpha de mais de 10 anos de uso. Mas parabéns pelo thread, está bem completo!

*Só senti falta de uma coisa: CADE OS BIARTICULADOS?
 

·
Registered
Joined
·
19 Posts
Já utilizei essa linha várias vezes e ela sempre foi bastante eficiente;
A despeito disso, porém, está bem degradada. Cada dia que passa e tentam melhorar o aspecto dela, fazem é piorar. Olha só o carnaval que fizeram com as estações e plataformas...
 

·
Registered
Joined
·
19 Posts
Já utilizei essa linha várias vezes e ela sempre foi bastante eficiente;
A despeito disso, porém, está bem degradada. Cada dia que passa e tentam melhorar o aspecto dela, fazem é piorar. Olha só o carnaval que fizeram com as estações e plataformas...
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #5 ·
A situação no Eixo Anhanguera parece estar bem ruim em! Não só pela situação das estações, mas principalmente dos ônibus. A maioria parece ser jurássica, já passou da hora de substituirem esses Caio Alpha de mais de 10 anos de uso. Mas parabéns pelo thread, está bem completo!

*Só senti falta de uma coisa: CADE OS BIARTICULADOS?
Então.. como eu tirei essa fotos hoje (entre as 9hrs e 11hrs) os bi-articulados não estavam circulando.. eles circulam apenas nos horários de pico... e são, numa totalidade, de 9 carros, sendo 34 articulados e apenas 2 daqueles da foto 58...

Ah.. um ponto q não mencionei.. o Eixo Anhanguera passou por uma recente reforma, ou seja, a situação está beeeemmmm melhor hj perto do que era... pois acredite.. era beeeeeemmmm pior!!!

Valeu a visita aê

:eek:kay:

Já utilizei essa linha várias vezes e ela sempre foi bastante eficiente;
A despeito disso, porém, está bem degradada. Cada dia que passa e tentam melhorar o aspecto dela, fazem é piorar. Olha só o carnaval que fizeram com as estações e plataformas...
Já utilizei essa linha várias vezes e ela sempre foi bastante eficiente;
A despeito disso, porém, está bem degradada. Cada dia que passa e tentam melhorar o aspecto dela, fazem é piorar. Olha só o carnaval que fizeram com as estações e plataformas...
Dependendo do horário é eficiente sim... mas nos horários de pico e em certos eventos o Eixo já não suporta mais a quantidade de passageiros (a demanda)...

Eu terei q fazer medições de CO² e Decibel nos três terminais mais movimentados (Pde. Pelágio, Praça da Bíblia e Novo Mundo - e talvez na praça A) em horário de pico.. e irei tirar novas fotos... tu verás como a situação (a demanda) é completamente maior q essa encontrada hj...

Ah... abaixo de cada terminal mostrado (num sei se notou) coloquei a demanda de passageiros q passam por cada terminal... todos eles, sem exceção de nenhum, já ultrapassaram a marca dos 100% de saturação... ou seja, estão atendendo o dobro de passageiros q suportam...

Ah... valeu a visita aê piá!!!

...
 

·
Registered
Joined
·
10,053 Posts
Ficou excelente o retrato que você fez do corredor e os problemas que ele apresenta, parabéns! Você conhece o BRTzinho :)D) de Uberlândia?
 

·
Registered
Joined
·
22,320 Posts
Ainda bem que minha familia nao depende desse moderno metrobus... Eh bem fraco mesmo!

Se a cidade fosse rica de verdade, na minha opiniao, a melhor opcao seria um metro subterraneo, seria otimo ter a avenida Anhanguera de volta para os carros, calcadas para pedestres e canteiros verdejantes...

Mas, um VLT ja seria uma solucao temporaria, quem sabe o Marconi nao cumpre dessa vez a promessa que fez na segunda campanha para seu governo? So que acho que os poucos vagoes de um bonde nao resolveria o problema, eh muita gente para poucos carros, com certeza um metro seria a melhor opcao. No entanto, qualquer um dos dois seria melhor do que o sistema atual...

Bom trabalho, gostei do thread! :eek:kay:
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #9 ·
Parece a visão do inferno.

Pergunta: Se já tem as estações, vias segregadas e vá lá, demanda, nao seria viavel uma subsituição dos onibus por VLT's?
Essa é a minha proposta para o TCC...

Semana passada, o Engenheiro que implantou esse sistema em GYN (esqueci o nome dele, depois irei me informar) deu uma palestra pro pessoal da minha faculdade justamente sobre isso.. e defendeu com unhas e dentes q esse sistema ainda é o ideal para GYN... Mas a verdade é que, em GYn o único eixo q comportaria um VLT/Monotrilho é o EIXO ANHANGUERA.. mas como acontece pelo país a fora, as questões políticas ainda imperam...

Tanto q, em 2007, com a aprovação do "novo" Plano Diretor de GYN, o então prefeito Iris Rezende vetou todas os artigos q fazia referencia a substituição e implantação de meios de transporte público por trilho na cidade... e isso estará em vigor durante 15 anos, prorrogáveis por mais 15...

A verdade é que o Eixo Anhanguera é ganhador de votos, na capital... as pessoas e alguns meios de comunicação da cidade chamam esse tipo de transporte de MODELO...

A situação de outros terminais da cidade (e RM) é praticamente a mesma que a do Eixo... o transporte público em Goiânia, está FALIDO E DEFICITÁRIO a muito tempo... muito mesmo... Apesar dos ônibus serem "novos" o sistema é arcaico e ineficaz...

Valeu a visita Ericowwww

Ficou excelente o retrato que você fez do corredor e os problemas que ele apresenta, parabéns! Você conhece o BRTzinho :)D) de Uberlândia?
Conheço não Valter... aliás, acho q já vi umas fotos em algum trédi... mas não me recordo muito bem... se puder por o link aí... isso ajudará muito, ainda mais com informações sobre.. pois nessa época de elaboração de TCC toda e qquer informação ajuda...

:D:D:D:D

Ah... valeu a visita aê

AOS DOIS:

Nas próximas páginas irei colocar os MEUS PROJETOS (q estou fazendo em CAD e alguns mapas.. nada muito rebuscado) para a melhoria do sistema do Eixo Anhanguera e tbém com a reforma e reformulação das estações.. com estudos de viabilidade e tudo mais... gostaria muito da opinião de vcs...

Valeu a visita aê piazada!!!

:eek:kay:
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #10 ·
Ainda bem que minha familia nao depende desse moderno metrobus... Eh bem fraco mesmo!

Se a cidade fosse rica de verdade, na minha opiniao, a melhor opcao seria um metro subterraneo, seria otimo ter a avenida Anhanguera de volta para os carros, calcadas para pedestres e canteiros verdejantes...

Mas, um VLT ja seria uma solucao temporaria, quem sabe o Marconi nao cumpre dessa vez a promessa que fez na segunda campanha para seu governo? So que acho que os poucos vagoes de um bonde nao resolveria o problema, eh muita gente para poucos carros, com certeza um metro seria a melhor opcao. No entanto, qualquer um dos dois seria melhor do que o sistema atual...

Bom trabalho, gostei do thread! :eek:kay:
Então Enzo... o estudo q estou fazendo é justamente sobre o melhor sistema para a adequação da via Anhanguera...

Segundo outros estudos já levantados, GYn não tem demanda para metrô... ainda mais um sistema de metrô sustentável... o que mais se aproxima é a demanda do Eixo Anhanguera para um VLT...

A minha proposta (verá nas páginas seguintes) é implantar o sistema Elevado entre a Estação Vila Bandeirantes até o Terminal do Dergo e os outros trecho em Valeta/Canais abertos (como é o metrô de Brasília em certas partes... e ter um comboio de 3 vagões, para cerca de 350 passageiros...

Dessa forma, e com a passagem do mesmo igualada a todo o sistema (acabando com o subsídio) o sistema seria auto sustentável pós seu pagamento de implantação.. q pelas contas q fiz até o momento (com tudo: VLT em Valeta e Elevado, Reforma e Adequações de Terminais, Ampliação de duas faixas da Av. Anhanguera, mais 6 Viadutos) ficaria num total de R$ 1,3 bi.

Caro, em uma primeira olhada, mas sustentável e viável...

Outro eixo desses em GYN só seria possível em um trecho de 32 Km (em se tratando de Demanda), iniciando no Campus II da UFG, passando pelo Aeroporto, Praça Universitária, Centro, Eixo 90 e seguindo pela Rio Verde até o Terminal do Cruzeiro do Sul... só q por um valor q seria o triplo e os custos de manutenção o dobro...

...
 

·
Brasiliense da Bahia!
Joined
·
2,750 Posts
A situação das estações não são das melhores. Algumas lembram atá Rodoviária do Plano Piloto. O embarque solidário... parece uma gaiola :eek:hno:. É uma pena que o número de linhas não aumentou com o crescimento da cidade, se isso acontecesse a cidade teria um sistema de transporte modelo, assim como Curitiba tem.
No mais, valeu pela iniciativa Roberto!
:eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
10,053 Posts
Conheço não Valter... aliás, acho q já vi umas fotos em algum trédi... mas não me recordo muito bem... se puder por o link aí... isso ajudará muito, ainda mais com informações sobre.. pois nessa época de elaboração de TCC toda e qquer informação ajuda...

:D:D:D:D

Ah... valeu a visita aê

AOS DOIS:

Nas próximas páginas irei colocar os MEUS PROJETOS (q estou fazendo em CAD e alguns mapas.. nada muito rebuscado) para a melhoria do sistema do Eixo Anhanguera e tbém com a reforma e reformulação das estações.. com estudos de viabilidade e tudo mais... gostaria muito da opinião de vcs...

Valeu a visita aê piazada!!!

:eek:kay:
Vai te render um bom TCC e também aguardo os seus projetos. Com o tempo, a medida que for lembrando, posso ir te sugerindo materiais, vou postar os que lembro de cara.



http://www3.uberlandia.mg.gov.br/midia/documentos/transporte/revista_cnt_172.pdf

http://www3.uberlandia.mg.gov.br/midia/documentos/transporte/term_integracao_estacoes.pdf

http://www.seer.ufu.br/index.php/horizontecientifico/article/viewFile/4227/3167


Qualquer coisa que precisar, pode me mandar uma PM. :eek:kay:
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #14 ·
Vai te render um bom TCC e também aguardo os seus projetos. Com o tempo, a medida que for lembrando, posso ir te sugerindo materiais, vou postar os que lembro de cara.



http://www3.uberlandia.mg.gov.br/midia/documentos/transporte/revista_cnt_172.pdf

http://www3.uberlandia.mg.gov.br/midia/documentos/transporte/term_integracao_estacoes.pdf

http://www.seer.ufu.br/index.php/horizontecientifico/article/viewFile/4227/3167


Qualquer coisa que precisar, pode me mandar uma PM. :eek:kay:
Adorei o vídeo...

Exemplo q um sistema de BRT barato, eficiente e de qualidade... isso q digo sempre, qdo as coisas são feitas baseadas na realidade e com envolvimento técnico-científico fica perfeito... agora qdo impera a politicagem dá no q deu o Eixo Anhanguera!!!

Ah.. valeu pelo material aí... irei dar uma olhada com mais atenção e tempo... e qquer coisa entro em contato contigo...

:eek:kay:

.
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #15 ·
Não conhecia esse sistema. Não gostei do aspecto dos ônibus e da sujeira presente nas estações e interior dos ônibus.
Sério mesmo q não conhecia o BRT/VLP???

mas enfim.. valeu a visita aê piá!!!

:eek:aky:
 

·
Registered
Joined
·
19 Posts
Esqueci de mencionar que sempre usei fora dos horários de pico!
Se for para colocar VLT, que seja implantado em nível diferente do da rua, senão é trocar 6 por meia dúzia.
Alguém sabe qual é a demanda da linha 5 do metrô de SP? Não acredito que destoe muito dessa do Eixo Anhanguera não... Metrô DF também...
Se fosse o caso de implantá-lo, haveria de ter menos estações que as plataformas existentes, no entanto.
Com relação a um Eixo Norte-Sul, acho que se passasse pela 85 teria mais demanda que a 90. A vantagem da 90 é a de já dispor de corredor exclusivo para ônibus.
De um modo geral, a cidade inteira está mal cuidada. Goiânia precisa urgentemente de uma operação cidade-limpa. Retirar todas aquelas comunicações visuais transversais do comércio, que são excessivas, melhorar a limpeza das ruas (apesar de isso já envolver bastante da educação das pessoas), revitalização de alguns locais de grande fluxo, só para começo... Sem falar nas pichações, nunca vi tantas como há hoje.
 

·
Registered
Joined
·
7,681 Posts
o eixo anhangüera sofre com a forte interferência política,com a falta de investimentos a ma administração,a metrobus e usada apenas para promover alguns políticos que viram presidente e depois deputado.

um exemplo do que e a metrobus hoje:

será que não daria para fazer um trabalho melhor não,sem contar que a metrobus possui onibus com tres pinturas diferentes,e aqueles onibus usados que a metrobus comprou e disse que eram novos.
eu vi uma entrevista de um funcionário da metrobus,que ocupava um cargo que eu nunca sonhei que pudesse existir,ou seja virou cabide de empregos no governo estadual.
mais eu tenho sugestões para melhorar o eixo se não der para implantar o vlt,que renovem toda a frota,modifiquem os trajetos das linhas alimentadoras de forma a possibilitar o fim dos terminais praça a e dergo,façam uma reforma decente nos terminais e nas plataformas,acabem com as conversões a esquerda na avenida anhangüera,acabem com aquelas grades horríveis na avenida e coloquem tachões,e façam um canteiro central e plantem arvores, proíbam o estacionamento na avenida, alem disso a avenida anhangüera possui um excesso de postes de iluminação o que deixa a avenida ainda mais feia,e muitas outras coisas poderiam ser feitas.
interessantes e que o grupo odilon santos tem uma participação de cerca de 1% na metrobus ,por eu não sei,eu não acho que a metrobus deveria ser privatizada mais deveriam abrir o capital da empresa e permitir uma maior participação dos investidores privados, eles não permitiriam que a metrobus fosse usada politicamente desse jeito.
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #18 ·
Esqueci de mencionar que sempre usei fora dos horários de pico!
Se for para colocar VLT, que seja implantado em nível diferente do da rua, senão é trocar 6 por meia dúzia.
Nem sempre... tudo depende da sinalização adotada e das intervenções nos cruzamentos de vias de grande tráfego... o VLT não necessita ser elevado em toda sua extensão, ainda mais no Eixo Anhaguera...

No caso do meu projeto será elevado e em valeta/trincheira por conta dos custos operacionais... pra esse tipo de sistema tem-se um custo médio de US$ 25 mi/km (elevado) e US$ 15 mi/km (trincheira)... é caro, mas o que se economizará na não necessidade de construção de intervenções em desnível nos cruzamentos já o torna viável...


Alguém sabe qual é a demanda da linha 5 do metrô de SP? Não acredito que destoe muito dessa do Eixo Anhanguera não... Metrô DF também...
Se fosse o caso de implantá-lo, haveria de ter menos estações que as plataformas existentes, no entanto.
A demanda do Eixo Anhanguera, como coloquei neste trédi, é de 180 a 200 mil passageiros por dia (o eixo de maior demanda da cidade), ainda é um volume mais baixo q o metrô do DF (por exemplo) que é o dobro disso...

Realmente o número de estações será menor... pelo meu projeto serão entre 14 a 10 estações e mantendo os terminais.. num total de 15 a 19 estações... pois o VLT pois o ideal são estações de 400-800 m de dist. entre elas. E a capacidade média de passageiros é de 10-25 mil pasx/hora (enquanto ônibus articulado e bi-articulado é de 5-10 mil pasx/hora - do eixo especificamente, hoje é de 7,5 mil pasx/hora.

Ah.. a velocidade média entre os sistema é praticamente o dobro tbém...

Ônibus -> 10-20 km/h // VLT -> 20-40 km/h

Com relação a um Eixo Norte-Sul, acho que se passasse pela 85 teria mais demanda que a 90. A vantagem da 90 é a de já dispor de corredor exclusivo para ônibus.
O fato é que o trecho "norte/sul" não atinge o mínimo necessário de demanda em todo seu percurso nem passando pela 85... a média mínima é de 170 mil paxs/dia (para ser vantajoso e auto-sustentável)... hj, a demanda desse eixo, passando pela 90 + PUC/UFG + Aeroporto + UFG II + Isidoria + Cruzeiro do Sul é de aproximadamente de 165 mil pasx/dia... já no eixo de estudo já existente de implantação (O Eixo Norte/Sul) - Atacadão Perimetral Norte + Av. Goiás + 90 + Isidoria + Cruzeiro do Sul - é de 95 mil pasx/dia... e substituindo a 90 pela 85 esse número cai mais ainda (pois não passaria pelo Isidória)..


De um modo geral, a cidade inteira está mal cuidada. Goiânia precisa urgentemente de uma operação cidade-limpa. Retirar todas aquelas comunicações visuais transversais do comércio, que são excessivas, melhorar a limpeza das ruas (apesar de isso já envolver bastante da educação das pessoas), revitalização de alguns locais de grande fluxo, só para começo... Sem falar nas pichações, nunca vi tantas como há hoje.
Olha, eu sempre fui um dos que defende a limpeza urbana de GYN... tipo, o povo é mal educado mesmo.. FATO.. mas as ações da prefeitura (juntamente com a COMURG) é sempre efetiva e rápida... sei lá, pra mim, a cidade é limpa e bem cuidada qto a limpeza urbana...

Agora q GYN tem problemas em regulamentação e fiscalização sobre a Poluição Visual, isso é verdade mesmo... Campinas é um exemplo do descaso... assim como no Setor Centro-Oeste / Marechal Rondon (FAMA), Centro e outros pontos da city...

E pichação tá demais mesmo... se não começarem a aplicar penas duras pra quem comete esse crime não irá se findar nunca, tão pouco diminuir... o incrível q sabe-se de onde saem esses malandros (bandidos)...

...
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #19 ·
o eixo anhangüera sofre com a forte interferência política,com a falta de investimentos a ma administração,a metrobus e usada apenas para promover alguns políticos que viram presidente e depois deputado.

um exemplo do que e a metrobus hoje:

será que não daria para fazer um trabalho melhor não,sem contar que a metrobus possui onibus com tres pinturas diferentes,e aqueles onibus usados que a metrobus comprou e disse que eram novos.
eu vi uma entrevista de um funcionário da metrobus,que ocupava um cargo que eu nunca sonhei que pudesse existir,ou seja virou cabide de empregos no governo estadual.
mais eu tenho sugestões para melhorar o eixo se não der para implantar o vlt,que renovem toda a frota,modifiquem os trajetos das linhas alimentadoras de forma a possibilitar o fim dos terminais praça a e dergo,façam uma reforma decente nos terminais e nas plataformas,acabem com as conversões a esquerda na avenida anhangüera,acabem com aquelas grades horríveis na avenida e coloquem tachões,e façam um canteiro central e plantem arvores, proíbam o estacionamento na avenida, alem disso a avenida anhangüera possui um excesso de postes de iluminação o que deixa a avenida ainda mais feia,e muitas outras coisas poderiam ser feitas.
interessantes e que o grupo odilon santos tem uma participação de cerca de 1% na metrobus ,por eu não sei,eu não acho que a metrobus deveria ser privatizada mais deveriam abrir o capital da empresa e permitir uma maior participação dos investidores privados, eles não permitiriam que a metrobus fosse usada politicamente desse jeito.
É que eram NOVOS mesmo.... NOVOS EM GOIÂNIA.. mas já haviam rodado anos em outras cidades.. :lol::lol::lol::lol:

O que eu acho mais interessante nessa história de "ônibus novos" foi q qdo a mídia da cidade (tendenciosa pra caramba e mega rabo preso da politicagem) noticiou sobre eles, e lançaram notícias do tipo: GOIÂNIA, MELHOR TRANSPORTE PÚBLICO DO PAÍS... alguns, poucos, foristas de GYN enchiam a boca pra afirmar isso e postava essas NOTICIOLAS em praticamente todo o SSC... mas é aquela coisa né... contra fatos e fotos não há argumentos... :bash::bash::bash:

Mas enfim.. this is past!!!

Então.. as medidas que vc mencionou funcionariam mesmo... já resolveriam 70% dos problemas do eixo anhanguera... o único problema seria qto a demanda... o sistema de BRT já não suporta mais a demanda do Eixo Anhaguera...
 

·
Registered
Joined
·
7,681 Posts
sobre o brt não suportar a demanda e verdade, os ônibus estão se amontoando no corredor,vamos ver o que vai fazer o novo governador(que ja foi governador e nunca fez nada) quem sabe o metro ou o vlt não sai dessa vez,mais pode se fazer um eixo paralelo ao eixo anhangüera utilizando a avenida leste oeste.
tem um vlt em portugal chamado metro sul do tejo que os veículos circulam sempre na superfície,com total prioridade nos semaforos isso funcionaria bem no eixo.
 
1 - 20 of 162 Posts
Top