SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 4 of 4 Posts

·
MA meu tesouro,meu torrão
Joined
·
4,445 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Governador assina protocolo para implantação de indústria de aço
Por: Elizete Silvia - Secom
Data de Publicação: 21 de maio de 2008

Jackson Lago e Ricardo Carvalho assinam protocolo de intenções - Alta ResoluçãoO governador Jackson Lago assinou nesta quarta-feira (21), um protocolo de intenções com a empresa Gusa Nordeste S/A para implantação de uma acearia (usina que transforma ferro gusa em aço) no município de Açailândia. Um investimento de quase R$ 500 milhões que vai gerar cerca de 1.800 empregos. A primeira indústria de aço do Maranhão está prevista para entrar em operação em 2010.


“É mais geração de trabalho, renda e emprego. Esperamos que nos próximos dois anos, a empresa atinja excelentes níveis de exportação”, disse o governador durante a assinatura do protocolo que contou com as presenças do diretor da Gusa Nordeste, Ricardo Carvalho Nascimento, dos secretários Júlio Noronha (Indústria e Comércio), Aziz Santos (Planejamento) e do presidente do Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Estado do Maranhão (Sifema), Cláudio Azevedo.


“O Maranhão tem recebido muitos investimentos, propostas e consultas para novas instalações de indústrias no Estado. O Maranhão tem boas terras, tem infra-estrutura, um porto numa situação privilegiada, e o governo tem estimulado e mostrado que o Maranhão está aberto para os investidores que realmente desejam trabalhar e gerar emprego e renda para a população maranhense”, completou Jackson Lago.


Ricardo Carvalho contou que a empresa está fazendo um investimento em verticalizar sua produção, transformado um produto de menor valor agregado, que é o ferro gusa, em aço, que futuramente poderá ser acabado no Maranhão, gerando ainda mais divisas e empregos.


“A expectativa é que haja, na fase de construção da acearia, em torno de 1.500 empregos e na fase de operação, mais 300 empregos”, revelou Ricardo.
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
E assim nasce a siderurgia maranhense. De acearia para siderúrgica é um passo.
Agora quero ver a desculpa dos que não constroem com aço alegando ser mais caro. Com uma fábrica dessa até o trilhos de ferrovias tornam-se mais barato. Resta continuar incrementando a cadeia produtiva e atingir a meta de não esportar mais uma tonelada de ferro bruto. Ou ainda em forma de gusa, mas somente prdutos acabados de ferramentas a navios.
 
1 - 4 of 4 Posts
Status
Not open for further replies.
Top