Skyscraper City Forum banner
1 - 4 of 4 Posts

·
Ééééééguuuuaaaa
Joined
·
6,072 Posts
Discussion Starter · #1 ·
O encontro de governadores de Roraima e de Bolívar, realizado no último sábado, discutiu, dentre outros assuntos, a abertura da fronteira, autorização para o comércio fronteiriço, a formação de capital intelectual e a oferta de internet banda larga para Roraima.

Participaram do encontro o governador do estado Bolivar, general Rangel Goméz e a primeira dama Nidia Escobar de Rangel, a consul da Venezuela em Boa Vista Lésbia Marina Rodrigues, além do governador Anchieta Júnior.

Segundo o secretário Extraordinário para Assuntos Internacionais, Sérgio Pillon, o encontro serviu de subsídio para a reunião entre os presidentes da Venezuela e Brasil, agendado para o dia 27, onde será entregue a ambos um documento com todos os assuntos discutidos nos sete encontros de governadores realizados em Boa Vista e em cidades e venezuelanas.

Os temas serão expostos em escala de importância, ficando como um dos primeiros itens a instalação de fibra ótica em Boa Vista vinda da Venezuela, o que segundo o governador de Bolívar é possível.

Pillon disse que a regularização do trânsito de turistas entre os dois países, a dispensa de uso de passaporte e a melhoria no atendimento na fronteira também estão inseridos no documento como prioridade.

“Hoje muitas agências reclamam que não podem enviar um ônibus, exceto os de linha, para fazer uma excursão pela Venezuela, porque não é regulamentado o trânsito de turista entre os dois países”, disse. Ele lembrou ainda que hoje poucos venezuelanos têm passaporte e que com a dispensa de apresentação do documento e com essa regulamentação de livre turismo, Boa Vista passaria a receber mais pessoas do país vizinho.

“Ficou decidido também a construção de um símbolo da integração entre os dois países, que seria um grande centro cultural bem na linha de fronteira, onde hoje é realizado o Micaraima”, informou.

O governo de Roraima entregou o levantamento topográfico da área e o governo de Bolívar ficou responsável por apresentar o projeto arquitetônico do centro cultural.

No campo econômico, existe a proposta para que a moeda brasileira seja aceita na Venezuela e vice-versa. “Com a efetivação da Venezuela no Mercosul, que deve acontecer em breve, fica mais fácil viabilizar essa proposta que já é trabalhada há três anos’, disse Pillon.


Fonte: Folha de Boa Vista
 

·
Ééééééguuuuaaaa
Joined
·
6,072 Posts
Discussion Starter · #3 ·
É horrível ficar dependendo do Satélite da Embratel. Só espero que não demorem anos pra assinarem esse tratado.


Gostei tb da abertura da fronteira entre os dois estados, assim vamos poder ir mais pra dentro da venezuela sem o passaporte.
 
1 - 4 of 4 Posts
Top