SkyscraperCity banner
1 - 20 of 57 Posts

·
Banned
Joined
·
8,524 Posts
Discussion Starter · #1 ·
"Grupos sociais mais vulneráveis têm sido os mais atingidos" pela austeridade em Portugal
10 Julho 2012 | 13:38
Rita Dias Baltazar - [email protected]

Os direitos humanos das crianças, idosos e ciganos são os mais ameaçados pela crise e pelas medidas de austeridade aplicadas em Portugal, segundo as conclusões do Conselho Europeu para os Direitos Humanos.
O Comissário do Conselho Europeu para os Direitos Humanos, Nils Mui nieks, deu a conhecer o relatório sobre a visita a Portugal efectuada em Maio de 2012. Em causa estava perceber o impacto da crise financeira e das medidas de austeridade nos direitos humanos e, particularmente, nos direitos sociais e económicos.

conclui que “os grupos sociais mais vulneráveis têm sido os mais atingidos pelas medidas de austeridade implementadas em Portugal”, pelo que “o governo deve reforçar os esforços para mitigar o impacto negativo da crise financeira, em particular nas crianças, idosos e ciganos”. É nestes grupos que o relatório do comissário se foca.

A pobreza infantil está a crescer em Portugal, como resultado de um aumento do desemprego e dos impostos e dos cortes nos apoios sociais às crianças em 2010 e 2012 que tiveram um impacto significativo no rendimento dos agregados familiares. O despejo das famílias, por falta de pagamento das hipotecas, tem também posto em causa os direitos das crianças, segundo o relatório divulgado hoje. Ao nível da educação, a redução do número de bolsas no ensino superior originou desistências.

Mui nieks afirma ainda que “o sistema de educação português continua a confrontar-se com o desafio de uma elevada percentagem de alunos que abandonam a escola demasiado cedo”.

O relatório alerta que o risco de ressurgimento de trabalho infantil está a crescer, principalmente no sector económico informal e na agricultura. Por isso“ as autoridades devem estar particularmente vigilantes e assegurar que os programas que visam prevenir o trabalho infantil são continuados”, refere o comissário.

Em 2010 estimava-se que 23% das crianças em Portugal e 18% do total da população estavam em risco de pobreza, comprovando a vulnerabilidade deste grupo social. O relatório do comissário salienta que embora tenha havido um decréscimo no risco de pobreza durante a última década, este tem aumentado desde 2007.

As queixas de violência doméstica contra crianças diminuíram entre 2011 e 2012.

Em Portugal, 18 % da população tem 65 ou mais anos, constituindo os idosos um dos grupos sociais mais vulneráveis. Viram os seus rendimentos afectados quer pelo congelamento das pensões, quer pelos cortes em benefícios sociais. O aumento dos preços dos cuidados de saúde, gás e electricidade e bens alimentares, repercute-se nas condições de vida dos idosos, com baixos rendimentos, principalmente nas daqueles que vivem em zonas rurais isoladas.

A violação dos direitos humanos deste grupo social está aumentar em Portugal. As queixas de violência doméstica e outras formas de violência contra os idosos estão a crescer rapidamente, lê-se no documento.

Mui nieks refere que “deveria ser feito mais para proteger os idosos e para lhes providenciar as oportunidades adequadas para levarem uma vida decente e desempenharem um papel activo na sociedade”

Estima-se que em Portugal existam entre 40 mil e 60 mil ciganos, outro grupo de risco. Porém, a comunidade continua a ser alvo de discriminação racial em todos os sectores. Em Janeiro de 2012 foi adoptada uma Estratégia Nacional para a Integração de Comunidades Ciganas.

As organizações que trabalham para a protecção e promoção dos direitos humanos foram também objecto de análise. As organizações não-governamentais são as mais susceptíveis, enfrentando dificuldades crescentes, e tendo um número cada vez maior de indivíduos para apoiar. O comissário europeu teme que a isenção de impostos não seja uma medida suficiente para garantir a prestação de um serviço de qualidade, por parte destas organizações.
 

·
Banned
Joined
·
5,203 Posts
"Grupos sociais mais vulneráveis têm sido os mais atingidos" pela austeridade em Portugal


A sério?! :smug:
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
É urgente sermos mais isso: humanos

É a partir dos detalhes que se constrói a grandeza e é por nos termos esquecido do nosso valor individual que deixámos que se instalasse um esmagador egoísmo e desinteresse pela vida humana
Texto de Catarina Sanches • 17/01/2014 - 17:31
Distribuir
Share on facebook Share on email More Sharing Services
Imprimir // A A
Desde pequenina que o faço. Talvez porque a minha infância se repartiu entre o campo e a cidade e, nas aldeias, nos são oferecidos sorrisos apenas porque “sai mesmo à mãe”. Ou talvez tenha herdado esta faceta da minha avó que sempre me ensinou que há coisas que só existem quando são partilhadas. De facto, o olá, o boa tarde e os sorrisos só existem quando são dirigidos a alguém. E, seja lá pelo motivo que for, a mim sempre me fez sentido partilhá-los com aqueles que se penduram do lado de lá janelas que dão para a minha rua.

Alguns fitam-me com um olhar desconfiado e há também aqueles que fingem não me ouvir, mas a estes desculpo-os já que ninguém os avisou que este “olá” não lhes vai ser deduzido no valor da reforma. Com alguma persistência, algures à terceira ou quarta tentativa, já lhes vejo um sorriso desenhado no olhar e, de entre muitas histórias, há uma velhinha que guardo com especial carinho.

O seu nome era Maria José e respondeu-me com um generoso sorriso logo na primeira vez que nos cruzámos. Logo ali eu soube que tinha feito uma amiga. Contou-me que era de Portimão e que gostava de viver em Lisboa embora lhe fizesse falta o mar. Às vezes ia de comboio até Cascais para enganar a saudade e quando tinha as sobrinhas de visita lá em casa dizia-se feliz, “enchem-me a casa, são uma alegria”. Quando eu gostava mesmo de me cruzar com ela era com a roupa de sexta-feira. Tinha sempre uma brincadeira na ponta da língua, porque “quando uma menina se veste assim é porque vai ter com o namorado, quem é ele, conte lá!”. Nesses dias relembrava que “antes não era nada como é agora” e que se um rapaz lhe piscava o olho tinham de namorar em segredo, embora assim até soubesse melhor. Com o tempo comecei a vê-la menos, utilizo mais o carro e passo menos tempo na zona. Mas de quando a quando ainda me cruzava com o seu sorriso à janela e nunca deixei de parar para saber como estava.

Um dia encontrei uma rapariga mais nova à janela. Pensei que fosse uma das sobrinhas de quem tanto gostava a senhora e perguntei-lhe pela Maria José. Ela não sabia a quem eu me referia. Angustiou-me constatar que perdemos mesmo o interesse nas pessoas. Deixámos de valorizar a existência dos outros e de ter em conta os detalhes das histórias de cada um. Estamos sempre prontos para apontar o dedo à falta de humanidade do vizinho mas quando a história é connosco respondemos prontamente que somos apenas um e que, portanto, estamos indubitavelmente condenados a não fazer a diferença. Mentira. Os pequenos gestos contam. É a partir dos detalhes que se constrói a grandeza e é por nos termos esquecido do nosso valor individual que deixámos que se instalasse um esmagador egoísmo e desinteresse pela vida humana.

Afinal, a rapariga era a nova inquilina da casa. Respondeu-me que a Maria José faleceu. “Lamento. Era da família?” Respondi-lhe que sim. Tudo o que fazemos conta. É urgente darmos mais valor aos seres humanos. É urgente sermos mais isso: humanos.
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
"Grupos sociais mais vulneráveis têm sido os mais atingidos" pela austeridade em Portugal


A sério?! :smug:
Qual é mesmo o significado de "vulnerabilidade"? Se calhar era bom entender primeiro a palavra antes de poder comentar :dunno:
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
classe média, jovens, desempregados, idosos, doentes, cidadãos com deficiências....
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
Oh Lino, só tu :lol:
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
Oh Lino, eu duvido mto q tenhas mtos motivos para rir em comparaçoes cmg, mas como n sou invejoso, ri-te à vontade:D
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
Foi baixo, admito...
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Albergaria-a-Velha. Homem mata-se em frente à autarquia por desespero

Homem dormia em frente à câmara, há mais de dois meses, a suplicar por uma casa
José Augusto Oliveira, de 45 anos, dormia em fente à Câmara de Albergaria-a-Velha, há mais de dois meses, onde vinha a reclamar pelo direito a uma casa. Devido à ausência de uma resposta o ex-camionista enforcou-se na madrugada desta terça-feira. Divorciado e pai de três filhos, foi-lhe diagnosticado diabetes de tipo I, seguido de uma cegueira provocada pela doença. O seu estado de saúde obrigou-o a ficar dependente de uma pensão de invalidez de 303 euros por mês.

Como refere o "Jornal de Notícias", terão sido os problemas psiquiátricos de que José Agusto Oliveira admitia sofrer que o terão levado a este acto de desespero.

Depois de meses de espera, a autarquia resolveu atribuir-lhe um quarto e assegurar-lhe todos os cuidados de saúde, mas tarde demais.

http://www.ionline.pt/artigos/portugal/albergaria-velha-homem-mata-se-frente-autarquia-desespero
 

·
Banned
Joined
·
2,465 Posts
^^
Para os liberais é só mais um encostado que queria pendurar no Estado, completamente inútil à sociedade.
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
Esses mauzoes sem coração... Em países onde n há liberais, como na Coreia do Norte, n acontece nada disto, toda a gente é feliz.
 

·
Banned
Joined
·
2,465 Posts
E o que é que o que eu disse tem a ver com a Coreia do Norte? :lol:
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
E o que é que o que eu disse tem a ver com a Coreia do Norte? :lol:
A mesma coisa que os liberais têm a ver com o suicídio do homem. :lol:
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
têm a ver com as condições humanas em que a sociedade está e que levam a estes suicídios, emigrações, depressões...
 

·
Registered
Joined
·
10,851 Posts
Descobriram q existe isso tudo agora, foi?
 
1 - 20 of 57 Posts
Top