SkyscraperCity banner

1 - 20 of 2285 Posts

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Trazendo pra cá...

Radisson Maceió passa a ser gerido pela Best Western

03/03/2016 12:27:00 - Hotelaria

Rafael Faustino

O novo investimento da Best Western, Premier Maceió, é um cinco estrelas de frente para a praia na capital alagoana.

Imediatamente após deixar de ser administrado pela Atlântica Hotels, o hotel cinco estrelas Radisson Maceió foi incorporado pela rede Best Western e agora passa a se chamar Best Western Premier Maceió. A novidade foi anunciada pela Incortel, empresa desenvolvedora parceira da nova administradora do hotel no Brasil.

A transação envolveu investimento de R$ 1,5 milhão da Best Western no hotel, que continua sendo dirigido por André e Eduardo Tavares. Segundo a Incortel, em seu comunicado, a principal meta é “manter a competitividade do empreendimento após o seu desligamento da rede Atlantica Hotels”.

Com a mudança, o Premier Maceió passa a estar integrado a uma central global de reservas da Best Western e à sua plataforma de vendas on-line, que recebe mais de sete milhões de visitas mensais, segundo a Incortel. O empreendimento será adequado aos padrões de produtos e serviços da rede e passará a contar com apoio institucional, operacional e comercial da nova administradora.

Eduardo Tavares destaca que o antigo Radisson e agora Premier – bandeira que designa os hotéis upscale da Best Western – continuará com autonomia em sua atuação. “Continuaremos independentes, mesmo sendo afiliados a uma rede de hotéis mundialmente conhecida. E o segmento Premier nos deixou confortáveis quanto à padronização e percepção de qualidade pelos clientes”, afirmou.

A operação do hotel será mantida normalmente enquanto a conversão ocorre de forma gradual, segundo a Incortel.

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/hotelaria/2016/03/radisson-maceio-passa-a-ser-gerido-pela-best-western_123888.html?lista
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
^^
Boa notícia! Mais uma rede hoteleira internacional na cidade. E realmente já aparece na página internacional da rede Best Western:

http://book.bestwestern.com/bestwestern/BR/Maceio-hotels/BEST-WESTERN-PREMIER-Maceio/Hotel-Overview.do?propertyCode=77119&group=false&srcPage=SelectHotel&isMapOpen=false&selectedHotels=

Vale lembrar que a Atlantica Hotels voltará a operar em breve em Maceió, já que inaugura proximamente um novo hotel na cidade, com a bandeira Comfort.

Por falar nisso, Luiz e Hugo, será que não seria esse o hotel da Avenida Jatiúca sobre o qual vocês estariam falando? Nessa matéria aqui eles informam que a Atlantica Hotels iria ocupar e qualificar um edifício que estava abandonado:

http://www.maceio.al.gov.br/semptur/noticias/prefeito-assina-autorizacao-para-novo-empreendimento-hoteleiro/
 

·
Registered
Joined
·
1,902 Posts
^^ Não, O Hotel Comfort ficará na Ponta Verde, em um prédio que estava abandonado em frente ao Hotel Costamar.
 

·
Registered
Joined
·
2,588 Posts
A faculdade Maurício de Nassau de Ponta Verde que está em Maceió há mais de 10 anos, com lindo prédio arquitetônico!!!
 

·
Registered
Joined
·
1,902 Posts
Segue a lista Wilison!

wilison - 1,319
abrandao - 485
Carllos - 410
Toni Cavalcante - 287
DiAgra - 279
Terra Alagoana - 249
Luiz alberto - 231
Galouco - 204
Ventura2003 - 122
MMaceio - 99
 

·
Registered
Joined
·
1,902 Posts
Jaraguá ganha ainda este mês city tour noturno com museus abertos, food trucks e até Jazz





Nem só de sol e mar vive o turista.

Em uma capital onde turistas têm poucas programações culturais para além da orla, a secretaria municipal de turismo da capital promove ainda este mês o primeiro city tour noturno (inicialmente às terças) pelo bairro do Jaraguá com direito à visitas guiadas pelos prédios históricos e museus (que terão horários extendidos), food trucks e apresentações de Jazz do Rex Bar.

A promoção, viabilizada pelos empresários do setor e pelo Governo do Estado (responsável por alguns dos museus do bairro), deve se tornar uma programação fixa, iniciando sempre às 19h. Para os turistas, será cobrada uma taxa cujo valor ainda não foi definido que inclui, além do passeio guiado, transfers de ida e volta partindo do Hotel Enseada, na Pajuçara. Já os maceioenses que quiserem aproveitar o novo horário de abertura dos espaços culturais pagarão apenas a taxa cobrada por cada museu (se houver) e terão acesso livre aos food trucks e apresentações. (...)

fonte: http://agendaa.tnh1.com.br/negocios/turismo/5164/2016/03/03/jaragua-ganha-ainda-este-mes-city-tour-noturno-com-museus-abertos-food-trucks-e-ate-jazz
 

·
No Caribe Brasileiro
Joined
·
601 Posts
Mais um Guerreiros de Alagoas se inicia, esse ano prometo boas novidades para Maceió e todo o Estado de Alagoas
 

·
Registered
Joined
·
2,588 Posts
EÓLICA.Empresa tem 150 funcionários, entrega duas peças por dia e não consegue atender a demanda

Estado desponta no setor de energia


28.02.2016

Por: MAURÍCIO GONÇALVES - REPÓRTER

FABRICAÇÃO

O diretor industrial da Phoenix Energy, Gustavo Fernandes, revela que fabrica 1.040 pares de peças por dia (sendo uma nacelle e um spinner), mas precisa dobrar esta produção o mais rápido possível. O mercado é promissor, mas foi preciso visão, coragem e investimento financeiro para chegar ao ponto que está. Segundo Gustavo, até agora, foram R$ 15 milhões de recursos próprios, cerca de 40% no primeiro ano.

Para a nova fábrica, serão mais R$ 19 milhões. A chamada “bala na agulha” para o capital inicial vem de décadas em atividade em outra empresa, a conceituada Phoenix Boat, que tem o maior estaleiro de lanchas e embarcações de luxo da América Latina e é integrante do grupo administrado por Gustavo e seus dois cunhados, os sócios Edward Moraes e Edvan Moraes Junior.

Para estes jovens empresários, estar com a mente nas nuvens ou ser chamado cabeça de vento não é nenhum problema. Pelo contrário, antes um elogio para quem mira o céu como limite, trabalha de vento em popa e planeja alçar voo aos ares do futuro. A ampliação deve estar concluída em março de 2017, com a geração de mais 550 empregos.

Crise econômica? Inflação? Juros altos? Recessão? Para este setor que deve implantar uma nova cadeia produtiva em Alagoas, tudo isto parece ser algo fora da curva. “Essa crise não afeta em nada a energia eólica; o aumento da demanda é assustador; o nosso problema não é vender, é fabricar”, afirma o diretor da Phoenix. Nem mesmo a alta do dólar? “Eu compro 60% do que preciso no Brasil; pode atrapalhar um pouco, mas também ajuda porque está surgindo outra opção que é a exportação”, sinaliza Gustavo.

Fonte: http://www.gazetaweb.com
 

·
Registered
Joined
·
2,588 Posts
28.02.2016

Próximo passo da companhia alagoana será produzir pás eólicas

Por: MAIKEL MARQUES - REPÓRTER

Com ventos favoráveis, o próximo passo (ou voo) da empresa genuinamente alagoana é inaugurar a produção de pás eólicas no Brasil. O avanço prevê um investimento da ordem de R$ 200 milhões que vai exigir uma engenharia financeira ainda em processo de elaboração. Desta vez, a Phoenix Energy vai buscar um financiamento, que ainda não está definido, pode ser público, privado ou por meio de uma sociedade.

“A gente trabalha com múltiplas fontes de receita, mas este momento precisa de cautela, de pensar muito, inclusive sobre a situação em que está o Brasil”, pondera Gustavo. Para se ter uma ideia da dimensão das carenagens, um spinner tem 4 metros de comprimento e as nacelles, 11 metros. Cada uma das três pás de um aerogerador tem 70 metros. As peças são fabricadas à parte e levadas para montagem em grandes fábricas multinacionais. Unidas, a carenagem fica com as dimensões de 15m x 4m x 4m. “Eu fabrico duas dessas por dia”, lembra Gustavo. A nacelle é o compartimento onde fica o gerador eólico. O spinner é a parte que segura as pás e faz girar os ímãs, como um tipo de rotor.

O que fez o grupo alagoano, já bem estabelecido com a fabricação de lanchas a enveredar pelo mercado de energia eólica? A expertise com a matéria-prima de fibra de vidro pode ter ajudado a dar o primeiro estalo, mas ainda era preciso investir alto para dominar a tecnologia. A mobilização mundial em defesa da energia renovável e do meio ambiente é importante. Mas, para o mercado, o que faz a energia eólica decolar como um bom negócio mesmo são as contas.

“O segredo desse crescimento todo é o custo, ninguém faz isso tudo só pelo meio ambiente”, admite Gustavo Fernandes. Segundo o empresário, o custo de uma usina térmica é R$ 600 por megawatt/hora. Num parque eólico, é R$ 120, um pouco mais que os R$ 100 de uma hidráulica, mas com uma capacidade de produção incomparável.

Grande parte das hidrelétricas do Brasil opera bem abaixo da capacidade que foram projetadas porque os rios estão definhando. Um exemplo é o Rio São Francisco, onde a vazão mínima de 1.300 metros cúbicos por segundo já foi reduzida para 800 e continua sem dar conta da geração de energia necessária. Por outro lado, a capacidade de expansão da energia eólica é praticamente incalculável. “O Brasil tem um potencial eólico absurdo, nós não usamos nem 1 por cento”.

Gustavo frisa que o País teve uma vida inteira quase que exclusivamente vinculada à energia hidráulica, mas o consumo de energia vem aumentando numa proporção que o modelo energético não consegue acompanhar. Com o apagão, surgiu a opção emergencial pelas termelétricas, um modelo caro e terrível para o meio ambiente.

Fonte: http://www.gazetaweb.com
 

·
Banned
Joined
·
2,551 Posts
Jeanine Pires deixa Secretaria de Turismo de Alagoas



Jeanine Pires pediu exoneração da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas, pasta que comandava desde janeiro do ano passado. “Não há nenhum fato político que me levou a tomar esta decisão. Partiu de uma vontade minha de me dedicar aos projetos da minhas empresa, a Pires Associados. Recebi um chamado da família para ajudar nos projetos que temos em vista”, disse ela.
De acordo com Jeanine, que segue como blogueira do Portal PANROTAS, o pedido da exoneração partiu dela. “O governador Renan Filho iria fazer algumas mudanças na estrutura do Estado e eu aproveitei para conversar com ele e pedir essa troca”, afirmou. No lugar dela assume Helder Lima, secretário especial da Receita Estadual e advogado tributarista.

"Deixo o meu cargo com a sensação de dever cumprido e com grandes conquistas para Alagoas. Entre elas, a chegada do primeiro voo internacional regular do Estado, conquistado após a redução do ICMS no QAV. Também traçamos e colocamos em prática toda a estratégia de marketing digital de Alagoas, conquistando grandes resultados para a região”, afirmou.

A transmissão de cargo ocorre na próxima segunda-feira (7).

Fonte:http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/politica/2016/03/jeanine-pires-deixa-secretaria-de-turismo-de-alagoas_123957.html?lista
 

·
12.12.2012
Joined
·
2,947 Posts
Pontos de Wi-Fi na orla de Maceió serão inaugurados nesta quarta

Por Gazetaweb

O Projeto Praia Digital já está em pleno funcionamento em Maceió. Nesta quarta-feira (9), a prefeitura vai inaugurar nove pontos de acesso à internet banda larga gratuita na orla da capital, entre as praias de Pajuçara e Ponta Verde. A iniciativa é uma parceria entre o Município e a operadora Vivo.

Matéria na íntegra em: http://gazetaweb.globo.com/portal/noticia.php?c=5619
 

·
Registered
Joined
·
1,902 Posts
Duplicação da AL-101: MP pede explicações à Secretaria de Transporte





O Ministério Público Estadual de Alagoas publicou em Diário Oficial desta terça-feira (08), um procedimento preparatório para apurar a duplicação e restauração da AL-101 Norte, autorizada em janeiro deste ano. O trecho a ser investigado compreende a via localizada entre a Avenida Josefa de Mello, no bairro de Cruz das Almas, e a Rua São Pedro, em Garça Torta.

A Portaria nº 001/2016 pede explicações à Secretaria de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano de Alagoas, responsável pelas obras de ampliação da rodovia, e está justificada sob o argumento de que a Prefeitura de Maceió não recebeu o projeto executivo da referida reforma, mas, tão somente, um outro projeto que não contempla as informações necessárias para o devido exame.

O procedimento é da 66ª Promotoria de Justiça da Capital - Promotoria de Urbanismo - e está sendo presidido pelo promotor de Justiça Antônio Jorge Sodré Valentim de Souza. Segundo ele, vários órgãos municipais, que deveriam ter tido acesso ao projeto executivo, não receberam tal documento, o que inviabilizou um estudo mais aprofundado sobre os impactos que serão causados naquela região em função da duplicação da estrada.

“O arquivo enviado pelo Estado para análise, numa mídia digital, é superficial e, por isso, não foi suficiente para que os órgãos do Município pudessem fazer um estudo de viabilidade. Isso foi o que nos disse o próprio Executivo Municipal", relatou o promotor Antônio Sodré.

“Para que tudo ocorra dentro da legalidade, resolvemos instaurar esse procedimento e pedir explicações à Secretaria de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano”, completou o titular da 66ª Promotoria de Justiça. (...)

fonte: http://www.tnh1.com.br/noticias/noticias-detalhe/justica/mp-instaura-procedimento-para-apurar-duplicacao-da-al-101-norte/?cHash=ffcbd668709d3536dc87aa4cb9e35ced
 
1 - 20 of 2285 Posts
Top