SkyscraperCity banner

2261 - 2280 of 2285 Posts

·
Registered
Joined
·
544 Posts
Praia do Francês ganhará Beach Club com mais de 2000 metros quadrados

O movimento de “renascimento” da Praia do Francês continua. Após a praia ter passado por um ordenamento urbano com atração de novos hotéis, pousadas, restaurantes e bares, será sede agora do maior Beach Club da região em terreno de mais de 2000 metros quadrados de frente ao mar (logo na entrada da praia, onde ficava um estacionamento). Trata-se do Kanoa Beach Club, projeto dos empresários à frente da barraca de praia Kanoa que pretende não apenas atrair alagoanos e turistas, como eventos e até pequenos shows para o local.
De acordo com os sócios, as obras do novo Beach Club devem começar em fevereiro e a expectativa de inauguração é para o início do segundo semestre do ano.

Leia mais em: Agenda A
Interessante que demoliram as barracas, gerando mais desemprego para a população local, porque não podiam construir, já esse empreendimento pode, realmente como um cara falou nesse site da reportagem: É o prefeito dos ricos
 

·
Maceió
Joined
·
165 Posts
TAP planeja volta ao Brasil a partir deste mês; Maceió é novidade

A TAP Air Portugal planeja retomar suas operações no Brasil já a partir deste mês. Quatro cidades devem ter seus voos de volta nos dias 21 e 22 de maio: São Paulo/GRU, Rio de Janeiro/GIG, Belo Horizonte e Recife. Outras capitais que recebem as operações da companhia portuguesa, como Belém, Fortaleza, Maceió (novidade), Salvador, Brasília, terão suas operações regulares retomadas a partir de junho. Já Natal volta a receber voos em julho. Confira abaixo:
  • Lisboa – São Paulo/GRU a partir de 21 de maio (dois voos semanais; diário em 1° de junho; 10 voos em 1° de julho);
  • Lisboa – Rio de Janeiro/GIG a partir de 21 de maio (um voo semanal; três em 2 de junho; cinco em 1° de julho);
  • Lisboa – Recife a partir de 21 de maio (um voo semanal; três em 1° de junho; quatro em 3 de julho);
  • Lisboa – Belo Horizonte a partir de 22 de maio (um voo semanal; dois em 1° de junho; três em 2° de julho);
  • Lisboa – Brasília a partir de 2 de junho (dois voos semanais; três a partir de 1° de julho);
  • Lisboa – Salvador a partir de 4 de junho (dois voos semanais; três a partir de 1° de julho);
  • Lisboa – Belém a partir de 4 de junho (dois voos semanais);
  • Lisboa – Fortaleza a partir de 5 de junho (dois voos semanais; três a partir de 1° de julho);
  • Lisboa – Maceió a partir de 26 de junho (dois voos semanais);
  • Lisboa – Natal a partir de 4 de julho (dois voos semanais).
A grande novidade são os novos voos regulares para Maceió, que já começariam no dia 12 de junho e agora têm data de início marcada para o dia 26 de junho. As reservas já estão disponíveis para a rota. Com relação às aeronaves que serão operadas no Brasil, o A330-900neo estará em Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Em Recife, quem opera a rota é o A321neo, bem como acontece com os voos para Belém, Maceió e Natal.

 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Foram entregues ontem (15/05) as obras do Hospital Metropolitano de Alagoas. Construído na parte alta da cidade, o hospital já passa a atender hoje mesmo, para casos de COVID-19, nessa primeira com 160 leitos, sendo 30 de UTI.
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Sociedade de Infectologia recomenda lockdown na Região Metropolitana de Maceió
Em um documento de seis páginas (ver link no final do post), com tabelas, análises detalhadas da situação do estado, ocupação de leitos para a covid-19, ressalvas de toda ordem, entre outras informações técnicas importantes, a Sociedade Alagoana de Infectologia recomenda a adoção do lockdown na região Metropolitana de Maceió.
O texto é, na verdade, uma resposta a uma consulta feita pela Defensoria Pública Estadual, que tem se destacado nas ações que visam a prevenção e o tratamento da covid-19.
Mas a medida – reconhecida como a mais radical no que se refere ao isolamento social e a mais difícil de ser efetivada – deve vir acompanhada de várias outras, necessárias e indispensáveis, que busquem: a melhoria do fluxo e do atendimento dos pacientes em potencial; a otimização das ações de biossegurança para os profissionais de saúde que atuam no sistema; além da transparência nas informações dos órgãos estaduais e municipais envolvidos com aquele que é o maior problema de Saúde Pública enfrentado pelo mundo nos últimos cem anos.
Eis a conclusão do documento assinado pelo presidente da Sociedade Alagoana de Infectologia, Fernando Maia:
“concluímos a partir das análises acima descritas, que há um possível benefício da aplicação de lockdow na região Metropolitana de Maceió, que compreende 13 municípios. Mas que este seja aplicado pelo menor tempo possível, e que neste intervalo todas as medidas para ajustes de protocolos e fluxos de assistência sejam adotadas, conforme recomendações anteriores desta sociedade. Que sejam ajustados disponibilidade de transporte (ambulâncias), ambulatórios especializados para atendimento inicial, unidades para pronto atendimento (UPAs e pelo menos dois prontoatendimentos em hospitais com leitos para covid-19), ampliação de leitos de enfermaria e UTI, emissão diária de relatórios fidedignos de ocupação de leitos, tanto contratualizados pelo SUS quanto privados, que se aperfeiçoe a regulação dos leitos, que se faça diuturna e ininterruptamente o monitoramento in loco da ocupação dos leitos pelas secretarias municipais de saúde. Que se intensifique as medidas de biossegurança para profissionais de saúde e que se aplique medidas de triagem sorológica destes profissionais, com a melhor técnica disponível, para detectar aqueles que já foram infectados previamente, e assim se reduza a ociosidade de leitos e déficits de atendimento por falta de recursos humanos, além de escalas de substitutos nos setores essenciais para caso de adoecimento (pronto-atendimentos, UPAs, enfermarias e UTIs, ambulatórios especializados/sentinela de síndrome gripal.
Outro aspecto de grande relevância, especialmente durante a adoção de medidas mais duras de mitigação da epidemia é a comunicação de risco público clara, ampla e eficaz, para permitir que a população-alvo tome decisões baseada em informações pertinentes à sua comunidade e do ponto de vista pessoal. A comunicação eficaz de riscos inclui o compartilhamento oportuno e transparente de todas as informações relevantes, em linguagem clara e acessível à todos, por meio de campanhas publicitárias específicas, além de comunicação rotineira institucional realizada por técnicos, especialistas e gestores, primando pela da construção de confiança e empatia com a população”.

O documento já foi encaminhado pelo defensor-geral Ricardo Melro ao secretário Estadual de Saúde, Alexandre Ayres, e o titular da pasta na capital, José Thomaz Nonô, para que eles se manifestem sobre o seu teor até a próxima-terça-feira.
Documento da Sociedade Alagoana de Infectologia
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Em estudo, Sociedade Alagoana de Infectologia conclui que ‘lockdown’ na Região Metropolitana de Maceió pode ser benéfico

Por Mara Santos* 16/05/2020 às 14:14 Maceió



Foto: Reprodução / Internet
Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true
Maceió
Em resposta a uma consulta feita pela Defensoria Pública Estadual (DPE/AL), a Sociedade Alagoana de Infectologia (SAI) elaborou um documento onde concluí que a decretação de ‘lockdown’ na Região Metropolitana de Maceió, que compreende a 13 municípios, poderia ser benéfica no combate ao avanço do novo coronavírus.
Segundo o estudo, em Alagoas, a Região Metropolitana de Maceió teria a mais alta incidência de caos de Covi-19 do Estado, classificada de acordo com os parâmetros do Ministério da Saúde em incidência Média (40-60% em relação à média nacional). O relatório aponta ainda que, avaliando os últimos Boletins Epidemiológicos divulgados pela Secretária Estadual de Saúde (Sesau), mesmo com medidas mais rígidas, como as aplicadas nos decretos, o número de óbitos e casos continuam a aumentar e cita o exemplo da semana de 26/04 a 02/05, quando ocorreram 26 mortes em decorrência da doença.

Composta por 13 municípios (Atalaia, Barra de Santo Antônio, Barra de São Miguel, Coqueiro Seco, Maceió, Marechal Deodoro, Messias, Murici, Paripueira, Pilar, Rio Largo, Santa Luzia do Norte e Satuba), possui 1,4 milhão de pessoas, pouco mais de 40% da população de Alagoas, que é de mais de 3,322 milhões de habitantes, mas que tem Maceió como epicentro da Covid-19 no estado.

A SAI também avaliou que para os demais municípios alagoanos ‘lockdown’ seria indicado caso a doença agisse de forma mais agressiva, com número de 2 óbitos/ 100 mil pessoas.
No documento, a entidade afirma que o ‘lockdown’ levaria a uma redução de 75% da circulação de pessoas nas cidades e a medida poderia ser ativada toda vez que o número de mortes atingisse um certo patamar semanal, até que o número de mortes semanais caísse, o que levaria em torno de um mês, e depende fortemente da capacidade de reorganização dos sistemas de saúde neste período. “A liberação de uma circulação irrestrita após este período, no entanto, levaria a um rebote do surto, fazendo com que o gatilho fosse disparado diversas vezes ao longo da epidemia”, diz trecho do estudo.
Apesar de concluir que o modelo de medida mais restritiva seria benéfico, a SAI recomendou também que outros setores e especialistas também sejam ouvidos e destacou fatores que devem ser observados como: a disponibilidades de ambulatórios e locais especializados para atendimento, ampliação de leitos no setor privados e no SUS (tanto de UTIs quanto de enfermarias) e o monitoramento diário e ininterrupto, in loco, da ocupação dos leitos pelas secretarias municipais de saúde.
Entre as outras ressalvas apresentadas no documento, está a intensificação das medidas de segurança para os profissionais da saúde e a comunicação de detalhada de ações e resultados, de forma clara e mais fiel possível para a população, “primando pela da construção de confiança e empatia”
Segundo a SAI, o estudo é baseando em recomendações do Ministério da Saúde do Brasil e do Imperial College de Londres. O modelo já foi adotado por vários países da Europa e pelos Estados Unidos da América.
O documento foi publicado no blog do Jornalista Ricardo Mota, que afirma que o defensor-geral Ricardo Melro, já teria encaminhado o mesmo para secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres, assim como para o secretário municipal, José Thomaz Nonô.
Durante coletiva online, nesta sexta-feira (16), Ayres falou, que junto com o governador, Renan Filho, tem conversado diariamente com infectologistas para ver as medidas a serem adotadas no combate ao coronavírus no estado, devido ao crescente número de casos.
As medidas do último Decreto Estadual seguem até a próxima quarta-feira (20) e apesar de todas as determinações de restrição, como uso de máscara, isolamento social e suspensão de serviços não essenciais, o número de casos de Covid-19 tem aumentado em Alagoas.

*Sob supervisão da editoria
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Governo Federal entrega viaduto e seis novos quilômetros duplicados na BR-101/AL - Geral

www.cadaminuto.com.br
Governo Federal entrega viaduto e seis novos quilômetros duplicados na BR-101/AL

Por Redação* 08/06/2020 às 15:13 Geral


Foto: MINFRA
Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true


Segundo o Ministério da Infraestrutura, rodovia é uma das mais importantes do Nordeste.

O Governo Federal realizará a entrega de mais um trecho de duplicação de seis quilômetros na BR-101/AL, entre os municípios de São Miguel dos Campos e o acesso à Boca da Mata, além do viaduto na interseção com a AL-220, que dá acesso à Arapiraca, no Agreste alagoano.

A pista integra o Lote 4 das obras de duplicação em Alagoas, que abrangem 249 km ao todo. Com a entrega, a rodovia chega a quase 200 quilômetros duplicados e em operação no estado. O lote 4, localizado entre os municípios de Rio Largo e São Miguel dos Campos, é um dos últimos em obras da rodovia no estado. São, ao todo, 44 quilômetros totais do trecho, dos quais seis estão sendo inaugurados nesta segunda-feira (8).

Segundo o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes Freitas, a rodovia BR-101/AL é a mais relevante economicamente para Alagoas e para todo o Nordeste. “É uma via importante para o abastecimento e escoamento da produção agroindustrial, além de ter forte apelo social e turístico”, completou o ministro.

Com R$ 1,8 bilhão de investimentos, as obras de duplicação na BR-101 de Alagoas foram divididas em seis lotes, todos feitos em concreto. Já foram praticamente concluídos os Lotes 2, 3, 5, 6 e 7. A última entrega do Governo Federal foi em março de 2019, de 34 quilômetros do lote 5, localizado entre o município e Teotônio Vilela.

Em todo o Nordeste, as obras de duplicação da BR-101 vão de Natal (RN) até Feira de Santana (BA). São 1.047,7 quilômetros, interligando 69 municípios, incluindo seis capitais, beneficiando diretamente mais de 15 milhões de pessoas.

*Com MINFRA
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Novas medidas do Governo do Estado para o controle da pandemia vão dar maior atenção à Região Metropolitana de Arapiraca (RM do Agreste), que vem aumentando bastante o número de casos.

199912
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
INTERIOR
Governo abre Central de Triagem em Arapiraca e anuncia Hospital Metropolitano do Agreste
Agência Alagoas | 13/06/20 - 14h50 - Atualizado em 13/06/20 - 14h56
COMPARTILHARTWEETARWHATSAPP



Foto: Márcio Ferreira / Agência Alagoas
O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, entregaram, na manhã deste sábado (13), a Unidade de Urgência para Síndromes Gripais Iza Castro, em Arapiraca. Instalada no Ginásio João Paulo II, no centro da cidade, a Central de Triagem iniciou, logo em seguida, o atendimento à população. O funcionamento será diário, oferecendo avaliação médica e realizando o teste rápido para detecção da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Na entrega, Renan Filho detalhou o cronograma de abertura dos equipamentos de saúde que estão em fase de conclusão no estado e anunciou mais investimentos na área, a exemplo da construção do Hospital Metropolitano do Agreste, do Hospital da Criança, em Maceió, e de quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) na capital e no interior.
A Central de Triagem recebeu o nome de Iza Castro, uma homenagem à assistente social que morreu no dia 4 de junho em consequência das complicações provocadas pela Covid-19. Ela era administradora no Hospital Memorial Djaci Barbosa (antigo Afra), em Arapiraca, uma das unidades contratualizadas pelo Governo do Estado para expandir a rede de saúde no enfrentamento à pandemia.
“Minha irmã estava na linha de frente, porque administrava o Hospital Djaci Barbosa, que se tornou referência no tratamento da Covid. Infelizmente, ela acabou contraindo o vírus e faleceu. Essa homenagem deixa a família muito feliz”, disse o jornalista Igor Castro, irmão da homenageada.
Renan Filho lembrou que, com a entrega de hoje, o Governo do Estado já instalou três Centrais de Triagem em Alagoas, duas em Maceió e a de Arapiraca, a primeira do interior. “Essa unidade terá capacidade para atender de 200 a 300 pessoas por dia e vai facilitar a realização de testes, o diagnóstico precoce e o início do tratamento para que as pessoas tenham um atendimento mais ágil e eficaz”, afirmou.

O secretário da Saúde informou que, dentro de uma semana, o Governo do Estado inicia a construção do Hospital de Campanha de Arapiraca, que vai atuar integradamente com a Central de Triagem, oferecendo 60 leitos clínicos exclusivos para Covid-19. Na próxima segunda-feira (15), o Estado abre, em Santana do Ipanema, mais uma Unidade para Síndromes Gripais, a quarta em Alagoas.
“Essa estrutura que estamos montando no entorno, nos grandes municípios, desafoga a rede hospitalar de Arapiraca, que por muitos anos foi o polo da Segunda Macro Região de Saúde e todas as necessidades de assistência eram direcionadas pra cá. Então, nossa ideia é fortalecer o entorno, a exemplo do que estamos fazendo com a abertura de novos leitos em Santana do Ipanema, Palmeira dos Índios, Penedo, Campo Alegre e em Girau do Ponciano”, citou Ayres.

Hospital Metropolitano do Agreste
Durante a entrega da Central de Triagem, Renan Filho anunciou que espera, dentro de cem dias, iniciar a construção do Hospital Metropolitano do Agreste, em Arapiraca, que será erguido nos moldes do equipamento entregue em Maceió no dia 15 de maio.

“O Governo do Estado enfrenta o maior desafio da nossa história: construir um novo parque de saúde pública. Nós estivemos, ao longo dos últimos anos, construindo cinco hospitais; já entregamos o Hospital da Mulher e o Metropolitano, ambos em Maceió. Vamos, no dia 30 deste mês, entregar o Hospital Regional do Norte, em Porto Calvo; até agosto, entregaremos o Hospital Regional da Mata, em União dos Palmares; e, depois, vamos entregar o Hospital Regional do Alto Sertão, em Delmiro Gouveia”, disse Renan Filho.
Ainda em Arapiraca, o Governo do Estado vai construir uma Unidade de Pronto Atendimento de nível 3, mais completa, além das três novas UPAS já anunciadas para Maceió, nos bairros de Chã da Jaqueira, Jaraguá e Cidade Universitária.
“Isso vai ajudar a estruturar toda a rede de saúde da região metropolitana de Maceió e de Arapiraca”, destacou o governador, lembrando que construirá, ainda, o Hospital da Criança, na capital alagoana.
Após a entrega da Central de Triagem, Renan Filho, o vice-governador Luciano Barbosa Alexandre Ayres inspecionaram os terrenos onde se pretende erguer a UPA de Arapiraca e o Hospital Metropolitano do Agreste. Antes, visitaram o Hospital Nossa Senhora de Fátima, onde serão abertos 40 leitos de enfermaria destinados exclusivamente para atender casos da Covid-19 e que vão entrar em funcionamento já na próxima segunda-feira (15).
“A Sesau já enviou equipamentos, macas, monitores, medicamentos e, a partir de segunda-feira, o Hospital Nossa Senhora de Fátima estará funcionando com uma equipe de 250 profissionais, inicialmente. Será um centro especializado no tratamento da Covid-19”, detalhou Renan Filho.

 

·
Moderator
Recife | Brasil
Joined
·
42,588 Posts
Hospital Regional do Norte será inaugurado nesta segunda-feira (6)

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Foto: Márcio Ferreira

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, inauguram o Hospital Regional do Norte, em Porto Calvo, nesta segunda-feira, 6 de julho, às 10h. A unidade hospitalar conta com a capacidade de 123 leitos e pretende gerar mais de 500 empregos. A abertura do hospital foi antecipada para atender, inicialmente, apenas pacientes diagnosticados ou com suspeita de Covid-19.

Construído em uma área de 11.320 m², o novo hospital recebeu investimentos do Tesouro Estadual da ordem de R$ 30,7 milhões. Conforme o projeto elaborado pela equipe técnica da Superintendência de Atenção à Saúde (SUAS), o a unidade irá contemplar uma população estimada em 166 mil habitantes. Com isso, além de Porto Calvo, serão beneficiados os moradores de São Luís do Quitunde, Jacuípe, Jundiá, Matriz do Camaragibe, Passo do Camaragibe, São Miguel dos Milagres, Japaratinga, Porto de Pedras e Maragogi.

Renan Filho explicou que o Hospital Regional do Norte vai funcionar como centro especializado para tratamento de casos da Covid-19. Inicialmente, serão disponibilizados 60 leitos, 50 de enfermaria (clínicos) e 10 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).
...

 

·
Moderator
Recife | Brasil
Joined
·
42,588 Posts
Presidente da TAP confirma manutenção do voo Lisboa – Maceió


Agência Alagoas

Em videoconferência realizada nesta quinta-feira (02), o presidente-executivo da TAP Linhas Aéreas, Antonoaldo Neves, confirmou ao governador Renan Filho e ao secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, a manutenção do voo Lisboa (PT) – Maceió (AL). Com três frequências semanais, a operação estava prevista para começar em junho deste ano, mas teve que ser cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus.

“Nós trabalhamos duro e hoje o presidente da TAP confirmou que o voo está garantido. A única pendência, no momento, é que seja suspensa essa barreira para a entrada de turistas brasileiros na Europa. A gente espera que, com a redução da pandemia, nos próximos meses isso ocorra. Esse voo vai garantir uma retomada mais robusta do turismo, assim que a pandemia do novo coronavírus se dissipar”, disse Renan Filho.
...

 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Após cobranças, governo decide liberar parcialmente o transporte intermunicipal

Retomada deve acontecer a partir do próximo dia 20 de julho; classe reivindicou a volta após três meses de atividades paralisadas

 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
Maceió confirma apenas dois óbitos por Covid-19 em 24 horas

Interior de Alagoas somou 17 novas vítimas em um dia; ao todo, o Estado tem 1.172 mortes em decorrência do vírus COMENTE

Por Yasmin Evangelista | Portal Gazetaweb.com 06/07/2020 19h17 - Atualizada às 06/07/2020 22h04

http://www.facebook.com/


 

·
Paris, France.
Joined
·
15,360 Posts
VÍDEO: Projeto "Alagoanidades" resgata histórias da cidade de Piranhas

Iniciativa da Academia Alagoana de Letras cita a passagem de Dom Pedro II pelo município do Estado COMENTE
Por Maylson Honorato | Portal Gazetaweb.com 06/07/2020 18h39




FACEBOOK

https://twitter.com/share?url=https%3A%2F%2Fgazetaweb.globo.com%2Fportal%2Fnoticia%2F2020%2F07%2Fvideo-projeto-alagoanidades-resgata-historias-da-cidade-de-piranhas_109577.php%3F%3Futm_source%3Dtwitter%26utm_medium%3Dshare-bar-desktop%26utm_campaign%3Dshare-bar&text=V%C3%8DDEO%3A%20Projeto%20%20%23gazetaweb

Comunicar erro


 
2261 - 2280 of 2285 Posts
Top