SkyscraperCity banner
1 - 3 of 3 Posts

·
Moderator
Joined
·
181,470 Posts
Discussion Starter · #1 ·
O presidente da Junta de Freguesia da Costa de Caparica (PSD), António Neves, anunciou ontem que desistiu de interpor uma providência cautelar para impedir a construção de habitação social na Mata de Santo António, prevista no programa Polis. Há cerca de dois anos, o autarca admitiu avançar com este recurso jurídico, advogando que esta zona verde - ocupada durante largos anos por barracas - devia ser recuperada para receber equipamentos de lazer.

Ontem, António Neves justificou a decisão de desistir de recorrer à justiça com a garantia de contrapartidas que beneficiam a freguesia, como a posse de terrenos e instalações. "Como cidadão, continuo a opôr-me à construção de habitação social, mas como presidente tive de negociar a salvaguarda do património da Junta antes que ficasse sem nada", justificou.

O programa Polis prevê, além de um amplo jardim com vários equipamentos de recreio e lazer, a construção de 144 fogos sociais em apenas um hectare dos mais de dez que a Mata de Santo António possui. Há duas semanas, a Câmara iniciou a demolição das barracas clandestinas para que no Verão possam arrancar as obras do Polis. Até à conclusão dos trabalhos, prevista para 2008, as 301 famílias ficarão realojadas provisoriamente em bairros sociais do concelho.

Fonte: JN

hm hm :|
 
1 - 3 of 3 Posts
Top