Skyscraper City Forum banner
1 - 2 of 2 Posts

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #1 ·
21-Jun-2008

A empresa trabalha com a possibilidade de trazer a produção de elevadores e escada rolante ainda este ano para o Pólo Industrial de Manaus.



A produção de elevadores e escada rolante de última tecnologia é a nova aposta da fabricante japonesa Hitachi Ar Condicionado do Brasil para o Pólo Industrial de Manaus (PIM). A revelação foi feita esta semana, quando o diretor presidente da empresa, Takashi Tajima e o diretor-geral Akira Inouse visitaram o pólo para escolher o terreno onde será instalada a planta que vai produzir ar-condicionado split em Manaus. As atividades da Hitachi no Amazonas estão previstas para iniciar no segundo semestre deste ano.
A empresa trabalha com a possibilidade de trazer a produção desses dois novos produtos para este ano. Caso, isso não aconteça por algum motivo, de 2009 não passa, segundo assegurou o gerente de contas da Hitachi, Valter Matos.
Outros dois produtos da marca também serão fabricados na planta que será instalada no PIM, mas o diretor presidente, Takashi Tajima, preferiu não revelar quais são eles. Com a tradução do diretor-geral da empresa no Brasil, Akira Inouse, Tajima justificou o motivo do sigilo com a fase da negociação. “Por enquanto estamos conversando sobre essa possibilidade. Não é o momento para revelar, o que podemos adiantar é que são produtos de alta tecnologia desenvolvida no Japão. Esses projetos futuros são para, no máximo, dois anos”, garantiu Tajima. Até o fim de 2009 a Hitachi, segundo revelou Valter Matos, quer trazer cinco produtos de sua marca para serem fabricados no pólo. “A nossa intenção é trazer linhas de escada rolante e elevadores”, frisou.

Investimento
milionário no PIM

A planta da Hitachi para a produção de split em Manaus custou investimento de R$ 70 milhões. A escolha do local para funcionamento da fábrica é um dos principais passos após aprovação do projeto de instalação nas reuniões do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam) e do Conselho Administrativo da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS).
E, a visita da direção da Hitachi, além de ter sido uma espécie de apresentação aos representantes da empresa no PIM, ainda reforçou a idéia de comprar um local com estrutura pronta para iniciar as atividades da empresa no Amazonas.
Conforme salientou Akira Inouse, a proposta da direção maior é a compra de um galpão de 5 mil metros quadrados. Com a compra do galpão, que ainda não está definido, a produção dos splits, cuja capacidade é de até 24 mil Btus, se tornará mais fácil e menos dispendiosa.
Somente com a produção do condicionador de ar tipo split, a Hitachi vai oferecer 650 novos postos de emprego no pólo, destes 250 serão diretos e 400 indiretos.
A empresa quer começar pequeno expandir o mercado. Prova disso é a visão futurísticas de exportar os produtos para o México, que fica próximo aos Estados Unidos da América. “Estamos de olho no Caribe, em especial o México porque é uma vitrine para os nossos produtos nos Estados Unidos”, disse Inouse.
O diretor-presidente Takashi Tajima completou dizendo que em Manaus, três pontos precisam ser feitos: aumentar a qualidade dos produtos Hitachi, reduzir o tempo de produção para atender em menor espaço de tempo possível os clientes e trazer a produção mais nova do Japão.
“Vamos nos tornar mais competitivos, aumentar o volume da produção e oferecer produtos novos”, disse. Hoje os principais clientes da Hitachi Condicionado do Brasil são a Moto Honda, Yamaha, Pionneer, Sony, Gilete, Studio 5 e TVLândia Mall.


:cheers:
 
1 - 2 of 2 Posts
Top