SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 14 of 14 Posts

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #6 ·
03/07/2009 23:51

Inaugurado novo João Lúcio e assinam pacto pela redução da mortalidade infantil​

O governador Eduardo Braga assina o pacto observado pelo ministro José Gomes Temporão

MANAUS [ABN NEWS] - O governador do Amazonas, Eduardo Braga, acompanhado do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, inauguraram nesta quinta-feira, dia 02 de julho, as novas instalações do Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio, localizado na zona Leste de Manaus e assinaram um Pacto de Redução da Mortalidade Infantil, com o apoio de 12 municípios do interior do Estado.

A unidade de saúde, referência para urgência e emergência de alta complexidade foi ampliada e modernizada, dobrando a capacidade de atendimento em setores essenciais como UTI, Centro Cirúrgico, Politrauma e Neurologia, além de ter recebido 75 novos leitos e serviços avançados de diagnóstico e tratamento, como um equipamento de Hemodinâmica, o primeiro na região norte do país, que permite angiografias e cirurgias de embolização e máquina de hemodiálise.

“Independente de questões políticas nós estamos preparando a saúde pública para atender cada vez melhor a população” disse Braga, pontuando os investimentos realizados pelo governo na rede estadual.

No novo João Lúcio, por exemplo, em obras e equipamentos, o Governo do Estado investiu mais de R$ 22 milhões. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que antes contava com 11 leitos, foi ampliada em mais de 100% e agora oferece 30 leitos para os pacientes em estado grave ou submetidos a procedimentos cirúrgicos que exigem acompanhamento intensivo.

Duas novas salas foram criadas no Centro Cirúrgico, que agora conta com seis leitos para procedimentos simultâneos. Os outros leitos de um total de 75 implantados a partir da reforma estão distribuídos na Recuperação Pós-Anestésica (4), nas novas enfermarias de Clínica Cirúrgica (12) e de Clínica Médica (24), na Reanimação (1), no Politrauma (6) e Neurologia (7). Com a nova configuração, o João Lúcio passa a contar com 210 leitos.

Todas as ações atendem a orientação do Conselho de Desenvolvimento Humano (CDH), que coordena as ações de humanização nas unidades ambulatoriais e hospitalares da rede estadual de saúde, por meio de programas como o “Amigos da Saúde” para promoção de orientação, informação e acolhimento aos usuários e familiares.

Um Centro de Convivência foi construído na área externa do hospital. O local conta com lanchonete e espaço para atividades de integração e leitura.

Para dar suporte à ampliação do João Lúcio, o Governo do Estado reforçou o quadro de pessoal e promoveu capacitação focada na qualidade e humanização do atendimento. Foram contratados 147 servidores aprovados no concurso público da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), elevando para 772 o total de funcionários que atuam na unidade, onde também prestam serviços 12 cooperativas médicas e de enfermagem de áreas especializadas.

O Hospital João Lúcio é referência em cirurgia para o trauma em 14 especialidades médicas, incluindo neurologia, cabeça e pescoço, e cirurgia vascular. Em média, são atendidos todos os dias 680 pacientes. A ampliação e modernização do Pronto Socorro João Lúcio faz parte do programa de reestruturação da rede de saúde, do qual fazem parte atualmente mais de 30 unidades.

Somente em Manaus 16 unidades estão em obras e outras 12 se encontram em fase de projeto. Entre as obras já em construção estão 10 Caics, a Policlínica Centro, o Complexo 28 de Agosto, o Instituto da Criança do Amazonas, o SPA Coroado, a maternidade Balbina Mestrinho e o Pronto-Socorro Platão Araújo. A reforma da Central de Medicamentos do Amazonas e a construção de cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), além de um novo SPA na zona Norte estão em fase de projeto.

Pacto de Redução da Mortalidade Infantil

A assinatura de acordo do Pacto de Redução da Mortalidade Infantil foi realizada entre Ministério da Saúde, Governo do Amazonas e 12 prefeituras do interior do Estado.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Amazonas registrou 11.878 óbitos infantis (crianças com menos de um ano de idade) entre 2000 e 2007. No ranking estadual, o maior número de mortes ocorreu nos municípios de Manaus (6.390), Parintins (399), Manacapuru (335), São Gabriel da Cachoeira (330) e Coari (294).

Por isso, o Pacto Pela Redução da Mortalidade Infantil busca reduzir, no mínimo, em 5% ao ano o número de mortes de crianças menores de um ano de idade, principalmente nos neonatos (bebês com até 27 dias de vida). Entre as ações previstas no Amazonas, estão a implantação de 22 equipes de saúde da família (ESF), de 25 Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) e de 29 leitos de UTI Neonatal.

Os municípios prioritários nesta ação são: Manaus, Boca do Acre, Borba, Coari, Itacoatiara, Manacapuru, Maués, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga, Tapauá e Tefé.

O que ganha o Amazonas: Equipes de Saúde da Família – passa de 175 para 197 equipes, Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) - ganha 25, Leitos de UTI Neonatal - passa de 40 para 69, Leitos de UCI - passa de 47 para 113 e Bancos de Leite Humano – passa de 1 para 2.

Conforme Braga, “O Estado está estruturando políticas públicas nas unidades básicas dos municípios para melhorar e avançar”.

Para o ministro Temporão, a redução da mortalidade infantil exige um trabalho conjunto dos governos federal, estaduais e municipais e também da sociedade, à qual cabe apoiar, monitorar, avaliar e sugerir melhoras ao sistema público de saúde do país.

“Esse esforço dos governos contribui para o cumprimento da meta número 4 das oito previstas nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, acordo assinado, em 2000, por 191 países, que prevê a redução da mortalidade infantil em 75% até 2015, com base nos índices de 1990”, lembrou.

A maioria das mortes de recém-nascidos ocorre por causas evitáveis, entre elas, falta de atenção adequada à mulher durante a gestão, no parto e também ao bebê. Além desses fatores, a mortalidade infantil também está associada à educação, ao padrão de renda familiar, ao acesso aos serviços de saúde, à oferta água tratada e esgoto e ao grau de informação das mães. Essa constatação orientou toda a estratégia do Ministério da Saúde, construída em parceria com as secretarias estaduais de saúde no início de março.

http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=49923
 

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #7 ·
Saúde terá R$ 3 milhões para pesquisas no Amazonas​


07 de julho de 2009

Fonte: Por Ulysses Varela - Agência Fapeam



MANAUS - Edital aberto a pesquisadores na área de saúde foi lançado no Amazonas na última segunda-feira, (6), pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Pesquisadores interessados em apresentar projetos de pesquisas no âmbito do Programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS) podem concorrer.

O projeto tem o objetivo de apoiar atividades de pesquisa, com o aporte de recursos financeiros da ordem de R$ 3 milhões, que visem promover o desenvolvimento científico, tecnológico ou de inovação da área da saúde.

Doenças prioritárias

O edital abrange três áreas da saúde: (i) doenças negligenciadas (tuberculose, prioritariamente, doença de Chagas, hanseníase, leishmanioses, filarioses, doenças febris agudas, doenças oportunistas em imunocomprometidos e doenças diarréicas agudas); (ii) vigilância em saúde e (iii) outras doenças e agravos, que incluem, entre outras atividades, estudos dos aspectos epidemiológicos e de diagnóstico de infecções fúngicas, bacterianas e virais (meningites, gastroenterites, doenças respiratórias e encefalites virais).

Recursos financeiros

Do total de recursos destinados ao financiamento das propostas, R$ 2 milhões são do Ministério da Saúde e R$ 1 milhão são provenientes do Tesouro do Estado do Amazonas.

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos de capital, de custeio e bolsa, na proporção de 40% e 60% (no que se refere ao recurso federal) e, recursos de custeio e bolsa (no que se refere ao recurso estadual).

Cada projeto aprovado terá o valor máximo de até R$ 130 mil (cento e trinta mil reais) para gastos com custeio, capital e bolsas destinados ao cumprimento exclusivo de suas atividades.

O edital pode ser acessado no Portal Fapeam, www.fapeam.am.gov.br.

As propostas devem ser submetidas no formato digital à Fapeam até o dia 20 de agosto de 2009. O resultado final do processo de seleção deverá ser divulgado a partir de 16 de novembro de 2009.

Para o diretor presidente da Fapeam, Odenildo Sena, o Edital PPSUS é de extrema importância para a região, pois, além de apoio financeiro a pesquisas, preenche uma lacuna voltada ao estudo das doenças negligenciadas.

- Estas doenças são muitas vezes deixadas de lado pelos grandes laboratórios e centros de pesquisas, pois atingem uma pequena parcela da população mundial. Aqui, no Amazonas, vemos a necessidade de investir também em pesquisas nessa área, ressalta Sena.

Resultados do PPSUS

Entre os resultados de pesquisas já concluídas na primeira edição do edital, o combate à tuberculose recebeu a contribuição de três grupos de pesquisadores amazonenses que desenvolveram projetos sobre a doença.

Alto índice de Tuberculose

De acordo com as pesquisas, o Amazonas é o segundo do Brasil em incidência da tuberculose, perdendo apenas para o Rio de Janeiro. Em 2006, foram registrados 2.165 casos no Estado, número que vem se mantendo desde 2004, segundo dados do Ministério da Saúde.

No Brasil, são registrados, em média, 85 mil casos da doença por ano. O Rio de Janeiro concentra 20% das incidências do país. Além de Manaus, que reúne 70% dos casos, mais cinco municípios apresentam altos índices da doença: Itacoatiara, Parintins, Tefé, Tabatinga e São Gabriel da Cachoeira.

http://portalamazonia.globo.com/pscript/noticias/noticias.php?pag=old&idN=87814

:):banana::banana::banana::)
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Poderosos investimentos na Saúde Pública

Demonstra claramente o respeito que o Governo do Amazonas tem pelo seu povo !

João Lúcio ampliado e com 200 novos leitos e mais equipamentos

Reflete claramente que é forte a ação governamental no sentido de atender os anseios da sociedade

Já era esperado essa ação enérgica de um governo audaz


uma boa notícia para todo o Amazonas
 

·
Amazônico
Joined
·
7,391 Posts
Quesito saúde : A Capital amazonense está fazendo a sua parte
prevalece é claro investimentos cada vez mais emergentes em cada setor da saúde pública
SPA , Hospital João Lúcio , 28 de agosto

E fora muitos outros já citados por todos esses thereads que denotam toda preocupação do governo do amazonas
 

·
Amazônico
Joined
·
7,391 Posts
Somente em Manaus 16 unidades estão em obras e outras 12 se encontram em fase de projeto. Entre as obras já em construção estão 10 Caics, a Policlínica Centro, o Complexo 28 de Agosto, o Instituto da Criança do Amazonas, o SPA Coroado, a maternidade Balbina Mestrinho e o Pronto-Socorro Platão Araújo. A reforma da Central de Medicamentos do Amazonas e a construção de cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), além de um novo SPA na zona Norte estão em fase de projeto.



Uma prévia do que é investido na Metrópole da Amazônia , e das ações reais e concretas para conseguir atender a realidade local e regional ..
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Não é querer dizer falar do Governo não

Mas o Governador mostra que é audaz e que verdadeiramente busca melhorar o padrão de atendimento nos pronto -socorros de Manaus ...

Novos investimento e pesados .. O Amazonas dá um salto enorme e consegue atender aos que buscam o bom atendimento ...

Nota 10 para o Governo ...Um Hospital Bem equipado e fora o outro Hospital que estã em Obras ...exemplo para o Brasil
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Em o Hospital 28 de Agosto será inaugurado , passei em frente um dia desses e ví o quanto mudou totalmente a fachada do PS ...
 
1 - 14 of 14 Posts
Status
Not open for further replies.
Top