SkyscraperCity Forum banner

Igrejas Coloniais Demolidas ou Descaraterizadas

23394 Views 70 Replies 25 Participants Last post by  zeh
Proponho que coloquemos aqui fotografias ou gravuras de igrejas coloniais que tenham sido demolidas ou descaracterizadas (reformadas).

Começo com alguns exemplares de várias cidades do país:


Igreja Matriz de Porto Alegre - Demolida











Igreja Matriz de Florianópolis - Descaracterizada





Atualmente:



Igreja Matriz de Curitiba - Demolida





Igreja Matriz de Santos - Demolida







Sé de São Paulo - Demolida





Igreja de São Pedro dos Clérigos - Demolida



Rio de Janeiro

Igreja dos Jesuítas - Demolida



Igreja dos Capuchinhos - Demolida



Vitória

Igreja dos Jesuítas - Descaracterizada/ Demolida







Atualmente, Palácio Anchieta:




Sé de Salvador - Demolida













Reconstrução feita pelo forista Peixoto:



Link para mais imagens: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1425200


Igreja da Matriz de Cuiabá - Demolida





Antiga Matriz de Fortaleza - Demolida

1 - 15 of 15 Posts
Igreja da Ajuda, de Salvador, demolida em 1912. Primeira Sé da cidade. Feição de 1579


Fonte: Diogenes Rebouças


Igreja de São Pedro Velho, de Salvador, demolida em 1913. Construção setecentista


Fonte: Diogenes Rebouças
Capela do Rosário (à direita), Salvador, demolida nos anos 20.


Fonte: Marc Ferrez


Igreja do Rosário, de Porto Alegre, demolida na década de 1940, e substituída por outra




Igreja de São Pedro dos Clérigos, do Rio de Janeiro, demolida na década de 1940


Fonte: Bazin
  • Like
Reactions: One Sky
A Catedral de Florianopolis não foi demolida. Apenas a fachada foi reformada.
Isso. Era considerada uma das mais importantes igrejas coloniais brasileiras, por suas formas curvas. Pena terem demolido. O Rio, da mesma forma que Salvador, teve muitas igrejas demolidas para abertura de novas ruas.

Em Salvador, alem dessas postadas acima, foram demolidas a Igreja das Mercês e a fachada colonial da Igreja do Rosário, ambas para a abertura da Av. 7 de Setembro, em 1912, alem da Igreja de Sta. Barbara e de São Gonçalo, essas demolidas no século XIX. Não tenho imgs de nenhuma delas.
esta foi uma das vááárias demolidas quando da abertura da Presidente Vargas, certo? :eek:hno: :eek:hno:
São Paulo era quase uma Ouro Preto. Da cidade colonial não sobrou quase nada. Demoliram tudo pra fazer uma cidade nova no lugar, que hoje é obsoleta.
Desconhecia as 3 ultimas. Que horror que fizeram com a ultima. Um paredão atras. E ainda com decoração japonesa na rua, que não tem nada a ver com a igreja. Deve ser na Liberdade, não? Este pessimo urbanismo brasileiro. Bom saber que SP preservou algumas igrejas. Uma pena que do casario colonial não sobrou quase nada.
O arquiteto paulista Eduardo Verderame lançou em 2010 um livro com croquis de diversas igrejas coloniais brasileiras demolidas. No blog dele ha vários delas. Interessante ver:

http://everderame.wordpress.com/igrejas-demolidas-destruidas-e-arrasadas/
As igrejas coloniais são hoje muito mais obras de arte do que locais de culto religioso ou social, em quase todo o ocidente. Há 2 anos atras estive em Lisboa e num domingo pela manha entrei numa igreja, linda, toda restaurada e tinha um padre sozinho, esperando um fiel pra rezar a missa dominical. Qdo entrei ele começou a ler o sermão. Fiquei tão constrangido que permaneci um pouco ali pra não decepcioná-lo :).

Este carater "depressivo" não era exclusivo dos portugueses. Todas as cidades coloniais ibericas (espanholas tb) são entupidas de igrejas. Já os anglos e franceses pouco importancia davam a templos suntuosos nas suas colonias. Napoles, na Italia tem mais de 400 igrejas antigas. È uma caracteristica católica latina, talvez (O francês é latino apenas na lingua).

Dificil saber quem perdeu mais acervo colonial. Ate a independencia Salvador, Recife e o Rio tinha populações quase equivalentes (~100 mil ha). O atual centro histórico de Salvador corresponde apenas a cerca de 20% da área da cidade colonial original. E por lei, no período colonial, toda construção tinha de ser em estilo portugues. Portanto, se parecia uma cidade africana era pela quantidade de negros nas ruas, pelo comercio ambulante e pela falta de higiene nas ruas (que não era privilegio da cidade). Fisicamente, era uma cidade portuguesa.

Desenhos, esboços e posteriormente fotos, não negam.
Muito bom o thread, Bent! :)

Eu acho que o Rio foi o que perdeu mais o conjunto...



Foi uma catástrofe de guerra. Mas, por outro lado, o que vou falar tem muito a ver com o tema do thread...

Fico pensando que serventia teriam tantas igrejas coloniais numa cidade contemporânea. Os portugueses eram um povo muito depressivo, toda sua socialibilidade era feita dentro do templo religioso, havia poucos outros locais de encontros. Cada camada social tinha sua própria igreja específica.

Com o tempo tudo perdeu a razão de ser e mais a arquitetura e o valor histórico que a função religiosa mantém essas igrejas de pé atualmente...
  • Like
Reactions: One Sky
Os incêndios resultaram na perda parcial a total de muitas igrejas antigas do Brasil.

Aqui em Salvador a Igreja da Barroquinha sofreu um grande incendio em 1984, com perda total do seu interior barroco. Decidiram restaurá-la por fora e manter o interior cru. Hoje não tem mais função religiosa. É um centro cultural, com apresentação de shows, teatro, local de palestras e eventos diversos. No lugar do altar mor há um palco.

Fotos de antes e depois da restauração

Igreja da Barroquinha, Salvador, agora (restaurada)


Igreja de Nossa Senhora da Barroquinha por Célia Cerqueira, no Flickr

Interior antes do incêndio de 1984


Fonte: IPAC

Interior agora (Centro cultural)


Espaço Cultural Igreja da Barroquinha por mauriciomusikal, no Flickr
  • Like
Reactions: One Sky
Não tenho esse dado preciso, mas há 63 igrejas dos séculos XVI ao XIX em Salvador, das quais "apenas" 34 são tombadas pelo IPHAN.
Não considero que o grande número de igrejas nas Colônias esteve um dia ligado a religão em sí. Já foi comprovado por inúmeros autores que, ná época, a construção de igrejas era uma das poucas formas de se conseguir "investir" no novo mundo, pois os colonos, principalmente Portugal, restringia qualquer investimento que não fosse gerar mais renda a eles a curto prazo. Toda verba era limitada e ia direto para a metrópole. E como era uma coisa "sagrada", construir igrejas era "permitido" então tornou-se a forma perfeita de lavagem de dinheiro, corrupção, desvios... Por isso as grandes cidades da época (Principalmente Salvador e Rio) possuem tantas igrejas, e o Brasil lidera o ranking em todo o continente. Nenhuma cidade sulamericana possiu tantas igrejas coloniais quanto Salvador.

Enfim, adorei o Thread, tentarei colaborar!
A igreja tinha sido restaurada ha pouco tempo, qdo sofreu o incendio, dizem causado por ladrões. A propria diocese achou que não valia a pena restaurar os altares apesar de haver ampla documentação. Ficou então assim, como centro cultural. Podiam fazer o mesmo com a Santissima Trindade, na cidade baixa, que tb foi destruida internamente por um incendio na primeira metade do seculo XX. Hoje, abandonada como templo, é abrigo organizado de moradores de rua, administrado por um padre.
^^
Isso é pura lenda, criada por Caymmi, pra compor a sua música. Mas, pelo menos, dá pra assistir, em cada domingo do ano uma missa numa igreja antiga diferente, e ainda sobrar algumas pra ir nos meios das semanas :) .
  • Like
Reactions: One Sky
^^
Muito interessante. Não sabia da existencia dessa igreja. Ainda assim é bonita. Uma igreja que acho linda no Rio é a de Sta Cruz dos Militares, na rua 1 de Março, que tem o interior rococó, belíssimo. Aliás ha igrejas para todos os gostos no Rio. Desde o puro barroco de São Bento e de São francisco da Penitencia, ao Rococó (raro na Bahia) e neoclássico (muitas e lindas). Sinto que o Rio vem agora dando mais importância ao seu patrimonio histórico, que é imenso. Mas há muita coisa pra ssr restaurada ainda, como é regra no Brasil.
Conheço. O aspecto despojado lhe dá grande beleza. Lembra uma igreja romanica, medieval!
Um pouco antes dos holandeses incendiarem Olinda, a população tentou salvar os altares da Igreja da Sé. Os altares laterais chegaram intactos até os dias de hoje:


Foto de Aureliano Nóbrega/Flick
http://farm4.staticflickr.com/3158/3057753950_04d5a39dec_z.jpg?zz=1

Visão geral do interior da igreja. Boa parte dos detalhes em pedra de cantaria foi descoberto durante a restauração da década de 1970:

Foto de nosso colega Bob Omena
1 - 15 of 15 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top