SkyscraperCity Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 7 of 7 Posts

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
43,283 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
14/05/2008




A empresa de economia mista Indústrias Nucleares do Brasil (INB) embarca amanhã 175 toneladas de concentrado de urânio (U3O8) para o Canadá. A carga, que saiu ontem da unidade de mineração da cidade de Caetité, a 757km da capital baiana, chega hoje no Porto de Salvador, local de onde será exportada. O assessor da presidência da INB, Luiz Felipe da Silva, explica que o produto radioativo segue para o Canadá para uma conversão, ou seja, para ser transformado de sólido para gás. Do Canadá, o gás segue para os Estados Unidos, onde acontece o enriquecimento, e em seguida retorna para Resende, no Rio de Janeiro, e só então pode ser utilizado nas usinas de Angra 1 e 2 como combustível.


“Em meados do ano que vem muito provavelmente vamos realizar as etapas de conversão e enriquecimento aqui no Brasil, pois estamos preparando as fábricas de Rezende para realizar estes procedimentos”, pontua Silva. Ele informa que as duas usinas nucleares do Brasil hoje respondem pelo abastecimento equivalente a 40% das necessidades de energia elétrica do estado do Rio. “Em nível nacional, ela representa apenas 2% da nossa matriz energética”, completa, sem revelar o valor que a carga baiana está avaliada.


Segundo Silva, a unidade baiana de concentrado de urânio possui uma capacidade instalada para produzir 400 toneladas de U3O8 por ano, volume suficiente para atender à demanda nacional de Angra 1 e 2. “Ainda assim, a INB está investindo cerca de US$20 milhões para a duplicação da produção de urânio da unidade de Caetité, no sudoeste baiano. A iniciativa visa atender em 100% a atual demanda nacional de Angra 1 e 2, além de abastecer Angra 3, cuja inauguração está prevista para 2012”, revela ele, acrescentando que a ampliação será implementada em torno de 2010.


Vinculada à Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e subordinada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), a INB está presente nos estados da Bahia, do Ceará, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro desenvolvendo projetos tecnológicos para geração de energia nucleoelétrica. Além da duplicação de Caetité, a INB também visa aumentar a exploração do depósito de Santa Quitéria, localizado a aproximadamente 250km de Fortaleza, no Ceará. “Essa iniciativa será desenvolvida em parceria com a indústria privada, cujo investimento giram em torno de UU$250 milhões”, diz Silva, informando que a INB recebeu propostas da Vale, da Bunge Fertilizantes e da Galvani Mineração para exploração em parceria da mina de Santa Quitéria, que produzirá urânio e fosfato.


Fonte:Bahia Negócios
 

·
Registered
Joined
·
2,652 Posts
Eu acho que a planta de enriquecimento de urânio deveria ser em Caetité E NÃO NO RJ!!!
Isso é uma injustiça com nosso estado, pegando só o básico aqui pra agregar valor lá, inclusive tecnologia e tudo.
Quem ganha mais, quem trabalha no centro de pesquisa ou quem pega minério na mina?
São decisões políticas que sempre privilegiam os já privilegiados, não é a toa que o IME é no RJ e ITA em SP..
 
1 - 7 of 7 Posts
Status
Not open for further replies.
Top