SkyscraperCity banner
1 - 20 of 1348 Posts

·
Registered
Joined
·
5,095 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
CENSOS 2011 : Top 28 dos Municipios mais populosos e Portugal
Posição nos Censos e (previsões) : Censos 2011 ; Variação Absoluta desde 2001 ; Variação Relativa desde 2001 ; Diferença Censos 2011 e Previsões 2010
#Portugal: 10.555.853; +199.736(10.356.117); +1,9% ; -81.126(10.636.979)
*1(1)-Lisboa: 545.245 ; -19.322(564.567); -3,4% ; +75.736 (469.509) AML
*2(2)-Sintra: 377.249 ; +13.500(363.749); +3,7% ; -84.732(461.981) AML
*3(3)-VN Gaia: 302.092 ; +14.177(287.975); +4,9% ; -15.619(317.711) AMP
*4(4)-Porto: 237.559 ; -25.572(263.131); -9,7% ; +32.771(204.788)AMP
*5(5)-Loures: 205.577 ; +6.518(199.059); +3,3% ; +13.406(192.171)AML
*6(6)-Cascais: 205.117 ; +34.434(170.683); +20,2% ; +14.492(190.625)AML
*7(8)-Braga: 181.819 ; +17.627(164.192); +10,7% ; +3.879(177.940) Quad
*8(11)-Amadora: 175.558 ; -314(175.872); -0,2% ; +6.083(169.475)AML
*9(12)-Matosinhos: 174.931 ; +7.905(167.026); +4,7% ; +5.703(169.228)AMP
*10(13)-Almada: 173.298 ; +12.473(160.825); +7,8% ; +7.540(165.758)AML
*11(10)-Oeiras: 172.063 ; +9.935(162.128); +6,1% ; -885(172.948)AML
*12(9)-Gondomar: 168.205 ; +4.109(164.096); +2,5%; -7.420(175.625)AMP
*13(14)-Guimarães: 158.108 ; -1.468(159.576); -0,9% ; -4.205(162.313)Quad
*14(7)-Seixal: 157.981 ; +7.710(150.271); +5,1% -22.760(180.741)AML
*15(15)-Odivelas: 143.755 ; +9.908(133.847); +7,4% ; -14.388(158.143) AML
*16(20)-Coimbra: 143.052 ; -5.391(148.443); -3,6% ; +11.606(131.446)
*17(16)-SM da Feira[/B]: 139.393 ; +3.429(135.964); +2,5% ; -9.944(149.337)AMP
*18(17)-VF de Xira: 136.510 ; +13.602(122.908); +11,1% ; -9.542(146.052)AML
*19(18)-Maia: 135.049 ; +14.898(120.151); +12,4% ; -10.742(145.791)AMP
*20(19)-VN Famalicão: 133.804 ; +6.237(127.567); +4,9% ; -2.155(135.959)Quad
*21(21)-Leiria: 127.468 ; +7.621(119.847); +6.4% ; -2.277(129.745)
*22(22)-Setúbal: 120.791 ; +6.857(113.934); +6,0% ; -5.222(126.013)AML
*23(23)-Barcelos: 120.492 ; -1.604(122.096); -1,3% ; -3.903(124.395)Quad
*24(26)-Funchal: 112.015 ; +8.054(103.961); +7,7% ; +13.472(98.543)
*25(25)-Viseu: 99.593 ; +6.092(93.501); +6,5% ; -144(99.737)
*26(24)-Valongo: 93.753 ; +7.748(86.005); +9,0% ; -6.099(99.852) AMP
*27(27)-Viana Castelo: 88.767 ; +136(88.631); +0,2% ; -2.552(91.319)
*28(28)Paredes: 86.992 ; +3.559(83.433); +4,3% ; -640(87.632)


Para verem as freguesias é clicar aqui e seleccionarem as que desejam.!



Deixo aqui o TOP 27 dos municipios mais populosos actualmente, e a sua evolução nas previsões desde 2001! (Todos com mais de 90.000)

Posição- População 2009 ; Variação Absoluta desde 2001 ; Variação Relativa desde 2001 ; Variação Absoluta 2008 a 2009
#Portugal: 10.637.713; +281.596(10.356.117); +2,7% ; +10.463(10.627.250)
1-Lisboa: 479.884 ; -84.683(564.567); -15,0% ; -9.678 (489.562) AML
2-Sintra: 454.188 ; +90.439(363.749); +24,9% ; +8.316(445.872) AML
3-VN Gaia: 315.382 ; +27.407(287.975); +9,5% ; +2.640(312.742) AMP
4-Porto: 210.558 ; -52.573(263.131); -20,0% ; -5.522(216.080)AMP
5-Loures: 193.630 ; -5.429(199.059); -2,7% ; -1.405(195.035)AML
6-Cascais: 189.606 ; +17.561(170.683); +11,1% ; +1.362(188.244)AML
7-Seixal: 178.332 ; +28.061(150.271); +18,7% +2.495(175.837)AML
8-Braga: 177.183 ; +12.991(164.192); +7,9% ; +1.029(176.154) Quad
9-Gondomar: 174.878 ; +10.782(164.096); +6,6%; +968(173.910)AMP
10-Oeiras: 172.609 ; +10.481(162.128); +6,5% ; +588(172.021)AML
11-Amadora: 170.828 ; -5.044(175.872); -2,1% ; -1.282(172.110)AML
12-Matosinhos: 169.303 ; ; +2.235(167.026); +1,4% ; +42(169.261)AMP
13-Almada: 165.991 ; +5.166(160.825); +3,2% ; -112(166.103)AML
14-Guimarães: 162.592 ; +3.016(159.576); +1,9% ; -44(162.636)Quad
15-Odivelas: 155.827 ; +21.980(133.847); +16,4% ; +2.243(153.584) AML
16-SM da Feira: 148.449 ; +12.485(135.964); +9,2% ; +1.043(147.406)AMP
17-VF de Xira: 144.123 ; +21.215(122.908); +17,3% ; +1.960(142.163)AML
18-Maia: 143.371 ; +23.220(120.151); +19,3% ; +2.512(140.859)AMP
19-VN Famalicão: 135.536 ; ; +7.969(127.567); +6,2% ; +567(134.969)Quad
20-Coimbra: 133.426 ; -15.017(148.443); -10,1% ; -1.888(135.314)
21-Leiria: 129.191 ; +9.344(119.847); +7,8% ; +654(128.537)
22-Setúbal: 125.293 ; +11.359(113.934); +10,0% ; +834(124.459)AML
23-Barcelos: 124.576 ; +2.459(122.096); + 2,0% ; +21(124.555)Quad
24-Viseu: 99.470 ; +5.969(93.501); +6,4% ; +454(99.016)
25-Funchal: 97.793 ; -6.168(103.961); -5,2% ; -790(98.583)
26-Valongo: 98.522 ; +12.517(86.005); +14,6% ; +1.384(97.138) AMP
27-Viana Castelo: 91.460 ; +2.829(88.631); +3,2% ; +98(91.362)

O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza os principais resultados relativos às estimativas da população residente relativas ao ano de
2009, assim como os principais indicadores de natalidade e mortalidade de 2009.
As estimativas pós-censitárias agora divulgadas, de carácter provisório até à realização de um novo recenseamento e aferidas aos resultados
definitivos dos Censos 2001, reportam-se a 31 de Dezembro de 2009, foram obtidas pelo método do seguimento demográfico e incorporam no
seu saldo natural os dados, relativos a nados vivos e óbitos, apurados com base na informação registada nas Conservatórias do Registo Civil
até Abril de 2010. Quanto aos saldos migratórios, tanto a nível nacional como regional, face à inexistência de fontes de informação detalhadas
e adequadas ao detalhe geográfico exigido, são incorporados os valores estimados com base em diversas fontes de informação externas,
como sejam o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e o Ministério dos Negócios Estrangeiros, e internas, como sejam o Inquérito ao Emprego,
o Inquérito aos Movimentos Migratórios de Saída (IMMS), bem como a informação censitária mais recente (censos 2001). Os resultados
obtidos a nível dos saldos migratórios reveste-se assim de particular fragilidade, devendo sublinhar-se o carácter provisório das estimativas de população residente, que deverão ser revistas após a realização de um novo recenseamento (censos 2011).

Dados relativos a 2008

Portugal
2001: 10.356.117 2006: 10.599.436 2007: 10.617.575 2008: 10.627.250

Posição- População 2008 - Variação Absoluta desde 2001- Variação Relativa 2001
1-Lisboa: 489.562; -75.095(564.567); -13,3% AML
2-Sintra: 445.872; +82.123(363.749); +22,6% AML
3-VN Gaia: 312.742; +24.767(287.975); +8,6% AMP
4-Porto: 216.080; -47.051(263.131); -17,9% AMP
5-Loures: 195.035; -4.024(199.059); -2,0% AML
6-Cascais: 188.244; +17.561(170.683); +10,3% AML
7-Braga: 176.154; +11.962(164.192); +7,3% Quad
8-Seixal: 175.837; +25.566(150.271); +17,0% AML
9-Gondomar: 173.910; +9.814(164.096); +6,0%; AMP
10-Amadora: 172.110; -3.762(175.872); -2,1% AML
11-Oeiras: 172.021; +9.893(162.128); +6,1% AML
12-Matosinhos: 169.261; +2.235(167.026); +1,3% AMP
13-Almada: 166.103; +5.278(160.825); +3,3% AML
14-Guimarães: 162.636; +3.060(159.576); +1,9% Quad
15-Odivelas: 153.584; +19.737(133.847); +14,7% AML
16-SM da Feira: 147.406; +11.442(135.964); +8,4% AMP
17-VF de Xira: 142.163; +19.255(122.908); +15,7% AML
18-Maia: 140.859; +20.708(120.151); +17,2% AMP
19-Coimbra: 135.314; -13.129(148.443); -8,8%
20-VN Famalicão: 134.969; +7.402(127.567); +5,8% Quad
21-Leiria: 128.537; +8.690(119.847); +7,3%
22-Barcelos: 124.555; +2.459(122.096); + 2,0% Quad
23-Setúbal: 124.459; +10.525(113.934); +9,2% AML
24-Viseu: 99.016; +5.515(93.501); +5,9%
25-Funchal: 98.583; -5.378(103.961); -5,2%
26-Valongo: 97.138; +11.133(86.005); +12,9% AMP
27-Viana Castelo: 91.362; +2.731(88.631); +3,1%

O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza os principais resultados relativos às estimativas da população residente relativas ao ano de
2008, assim como os principais indicadores de natalidade e mortalidade de 2008.
As estimativas pós-censitárias agora divulgadas, de carácter provisório até à realização de um novo recenseamento e aferidas aos resultados
definitivos dos Censos 2001, reportam-se a 31 de Dezembro de 2008, foram obtidas pelo método do seguimento demográfico e incorporam no
seu saldo natural os dados, relativos a nados vivos e óbitos, apurados com base na informação registada nas Conservatórias do Registo Civil
até Abril de 2009. Quanto aos saldos migratórios, tanto a nível nacional como regional, face à inexistência de fontes de informação detalhadas
e adequadas ao detalhe geográfico exigido, são incorporados os valores estimados com base em diversas fontes de informação externas,
como sejam o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e o Ministério dos Negócios Estrangeiros, e internas, como sejam o Inquérito ao Emprego,
o Inquérito aos Movimentos Migratórios de Saída (IMMS), bem como a informação censitária mais recente (censos 2001). Os resultados
obtidos a nível dos saldos migratórios reveste-se assim de particular fragilidade, devendo sublinhar-se o carácter provisório das estimativas de
população residente, que deverão ser revistas após a realização de um novo recenseamento (censos 2011).


Dados relativos a 2007

Foram lançados os novos dados do INE, quanto à População Residente, para o ano de 2007! São previsões apenas. (Dados definitivos só teremos após serem realizados os censos de 2011).
http://www.ine.pt/portal/page/porta...s?DESTAQUESdest_boui=11056416&DESTAQUESmodo=2

Portugal
2001: 10.356.117 2006: 10.599.436 2007: 10.617.575

Deixo aqui o TOP 27 dos municipios mais populosos actualmente, e a sua evolução desde 2001! (Todos com mais de 90.000)

Posição- População 2007 - Variação Absoluta desde 2001- Variação Relativa 2001
1-Lisboa: 499.700; -64.957; -11,5% AML
2-Sintra: 437.471; +73.722; +20,3% AML
3-VN Gaia: 310.086; +22.111; +7,7% AMP
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7% AMP
5-Loures: 196.467; -2.592; -1,3% AML
6-Cascais: 186.947; +16.264; +9.5% AML
7-Braga: 175.063; +10.871; +6,6% Quad
8-Amadora: 173.413; -2.459; -1,4% AML
9-Seixal: 173.406; +23.135; +15,4% AML
10-Gondomar: 172.904; +8.808; +5,4%; AMP
11-Oeiras: 171.472; +9.344; +5.8% AML
12-Matosinhos: 169.122; +2.096; +1,3% AMP
13-Almada: 166.148; +5.323; +3,3% AML
14-Guimarães: 162.618; +3.042; +1,9% Quad
15-Odivelas: 151.358; +17.511; +13,1% AML
16-SM da Feira: 146.347; +10.383; +7,6% AMP
17-VF de Xira: 140.091; +17.183; +14,0% AML
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1% AMP
19-Coimbra: 137.212; -11.231; -7.6%
20-VN Famalicão: 134.336; +6.769; +5,3% Quad
21-Leiria: 127.919; +8.072; +6,7%
22-Barcelos: 124.498; +2.402; + 2,0% Quad
23-Setúbal: 123.564; +9.630; +6,4% AML
24-Funchal: 99.214; -4.747; -4,6%
25-Viseu: 98.619; +5.118; +5,5%
26-Valongo: 95.706; +9.701; +11,3% AMP
27-Viana Castelo: 91.390; +2.759; +3,1%

O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza os principais resultados relativos às estimativas da população residente relativas ao ano de
2007, assim como os principais indicadores de natalidade e mortalidade de 2007.
As estimativas pós-censitárias agora divulgadas, de carácter provisório até à realização de um novo recenseamento e aferidas aos resultados
definitivos dos Censos 2001, reportam-se a 31 de Dezembro de 2007, foram obtidas pelo método do seguimento demográfico e incorporam no
seu saldo natural os dados, relativos a nados vivos e óbitos, apurados com base na informação registada nas Conservatórias do Registo Civil
até Abril de 2008. Quanto aos saldos migratórios, tanto a nível nacional como regional, face à inexistência de fontes de informação detalhadas
e adequadas ao detalhe geográfico exigido, são incorporados os valores estimados com base em diversas fontes de informação externas,
como sejam o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e o Ministério dos Negócios Estrangeiros, e internas, como sejam o Inquérito ao Emprego,
o Inquérito aos Movimentos Migratórios de Saída (IMMS), bem como a informação censitária mais recente (censos 2001). Os resultados
obtidos a nível dos saldos migratórios reveste-se assim de particular fragilidade, devendo sublinhar-se o carácter provisório das estimativas de
população residente, que deverão ser revistas após a realização de um novo recenseamento (censos 2011).

Update com os dados parciais apresentados pelo INE em Janeiro de 2009.
Agora os 27 mais, analisados pela população dos 0-24 anos.

Deixo aqui o TOP 27 dos municipios mais populosos actualmente, e a sua evolução desde 2001! (Todos com mais de 90.000)

Posição- População 2007 (0 aos 24 anos) - Dif. para Ranking Global
1-Sintra: 126.701 : +1 AML
2-Lisboa: 112.761 : -1 AML
3-VN Gaia: 85.019 : 0 AMP
4-Braga: 53.258 : +3 Quad
5-Loures: 52.559 : 0 AML
6-Porto: 51.737 : -2 AMP
7-Cascais: 50.911 : -1 AML
8-Guimarães: 49.772 : +5 Quad
9-Seixal: 48.102 : 0 AML
10-Gondomar: 47.415 : 0 AMP
11-Matosinhos: 44.980: +1 AMP
12-Amadora: 44.692 : -4 AML
13-Oeiras: 42.825 : -2 AML
14-Almada: 42.473 : -1 AML
15-SM da Feira: 42.097 : +1 AMP
16-VN Famalicão: 39.589 : +4 Quad
17-Maia: 39.265 : +1 AMP
18-Barcelos: 39.091 : +4 Quad
19-VF de Xira: 38.782 : -2 AML
20-Odivelas: 38.619 : -5 AML
21-Leiria: 36.111 : 0
22-Setúbal: 33.403 : +1 AML
23-Coimbra: 32.873 : -4
24-Funchal: 29.174 : 0
25-Viseu: 28.107 : 0
26-Valongo: 27.457 : 0 AMP
27-Viana Castelo: 24.076 : 0

Destaques!

O excelente "desempenho" do Quadrilatero onde os 4 municipios sobem vários lugares.
Sintra que já é o mais populoso neste escalão 0-24anos.
Gaia que se assume como o terceiro municipio, já próximo de Lisboa!

As descidas de Coimbra, Odivelas, Amadora.
 

·
Registered
Joined
·
487 Posts
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1%
19-Coimbra: 137.212; -11.231; -7.6%


A maia vai ter mais q coimbra?? tou estupido:bash:

As gentes de coimbra tem que combater este decrescimo pois o capital humano e peça essencial na força de uma cidade, são as pessoas que constroem a cidade...

Coimbra como cidade mitica tem que respirar n pode deixar morrer usar o seu trunfo universidade...

Contudo penso que a universidade de coimbra ja foi mais apelativa para os estudantes... nada que umas boas campanhas de marketing n resolavam:)
 

·
Banned
Joined
·
5,848 Posts
Não sei qual o espanto relativo á Maia.

é por causa disto
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7%
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1%

Apenas 5% da Maia será saldo natural (o que alias é bastante bom), segundo uns dados que vi há uns tempos, é quase tudo migratório.

o que é espantoso é isto:
16-SM da Feira: 146.347; +10.383; +7,6%
19-Coimbra: 137.212; -11.231; -7.6%
20-VN Famalicão: 134.336; +6.769; +5,3%

concelhos sem relação demográfica com o Porto ou Lisboa. Ou seja, nao sao populações suburbanas que apenas dormem fora...

O que se passa no c entro, é que é o centro que está a perder população e a puxar para baixo o saldo natural a par do alentejo e o norte está quase proximo de 0%.

A demografia em portugal se não fosse a imigração era como a de um país de leste, pelas ruas da miséria.
 

·
Registered
Joined
·
5,095 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Não sei qual o espanto relativo á Maia.

é por causa disto
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7%
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1%

Apenas 5% da Maia será saldo natural (o que alias é bastante bom), segundo uns dados que vi há uns tempos, é quase tudo migratório.

o que é espantoso é isto:
16-SM da Feira: 146.347; +10.383; +7,6%
19-Coimbra: 137.212; -11.231; -7.6%
20-VN Famalicão: 134.336; +6.769; +5,3%

concelhos sem relação demográfica com o Porto ou Lisboa. Ou seja, nao sao populações suburbanas que apenas dormem fora...

O que se passa no c entro, é que é o centro que está a perder população e a puxar para baixo o saldo natural a par do alentejo e o norte está quase proximo de 0%.

A demografia em portugal se não fosse a imigração era como a de um país de leste, pelas ruas da miséria.
E isto:
7-Braga: 175.063; +10.871; +6,6%
? :)
 

·
Registered
Joined
·
487 Posts
Não sei qual o espanto relativo á Maia.

é por causa disto
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7%
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1%

Apenas 5% da Maia será saldo natural (o que alias é bastante bom), segundo uns dados que vi há uns tempos, é quase tudo migratório.

o que é espantoso é isto:
16-SM da Feira: 146.347; +10.383; +7,6%
19-Coimbra: 137.212; -11.231; -7.6%
20-VN Famalicão: 134.336; +6.769; +5,3%

concelhos sem relação demográfica com o Porto ou Lisboa. Ou seja, nao sao populações suburbanas que apenas dormem fora...

O que se passa no c entro, é que é o centro que está a perder população e a puxar para baixo o saldo natural a par do alentejo e o norte está quase proximo de 0%.

A demografia em portugal se não fosse a imigração era como a de um país de leste, pelas ruas da miséria.
Certo mas ve

3-VN Gaia: 310.086; +22.111; +7,7% AMP
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7% AMP
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1% AMP
12-Matosinhos: 169.122; +2.096; +1,3% AMP
26-Valongo: 95.706; +9.701; +11,3% AMP
10-Gondomar: 172.904; +8.808; +5,4%; AMP
16-SM da Feira: 146.347; +10.383; +7,6% AMP

Saldo 29883 aproximadamente 30 mil pessoas... saiu muita gente do Porto mas nao acredito que eles so escolham a maia para viver.... vendo que a maia foi a que teve a maior taxa de crescimento...Tem que haver algum factor que explique o grande volume de crescimento da maia...!

Não estao aqui contabilizados nem espinho nem povoa e vila do conde... ou trofa....
 

·
Registered
Joined
·
4,279 Posts
coimbra está a perder pop para alguns concelhos limitrofes, como condeixa e lousã. de resto esses dados confirmam as tendencias das ultimas decadas, perda das areas centrais das cidades, crescimento dos concelhos perifericos, esvaziamente do interior
 

·
Nobre. Leal. Invicto.
Joined
·
1,539 Posts
(...)Tem que haver algum factor que explique o grande volume de crescimento da maia...!(...)
É muito simples. Pensa nos concelhos limítrofes da Maia:

Gondomar;
Matosinhos;
Porto;
Trofa;
Valongo;
Vila do Conde.

Como futuro comprador de uma habitação, pensemos:

• Gondomar: é um concelho com habitações de preços acessíveis mas completamente caótico e com um tráfego absurdo.

• Matosinhos: estupidamente caro!

• Porto: está a perder população para "fora da cidade". Nem precisa de explicação.

• Trofa: já fica bastante longe do Porto e com más acessibilidades ao centro da AMP.

• Valongo: Um bom sítio mas um pouco mal organizado e já está um pouco afastado. Sofre um pouco de dois síndromes: o de Gondomar e o da Trofa.

• Vila do Conde: Não é propriamente barato nem é muito acessível. Só para quem tem viatura própria.

Quanto à Maia, é um concelho atractivo em termos de condições habitacionais (preços e qualidade de construção na generalidade). É um concelho "novo" e com boas acessibilidades (Via Norte; A41; A3; A4 e Metro).

Parece-me um concelho lógico para morar, para quem quer uma boa relação preço/qualidade junto ao "coração" da AMP.

...É claro que eu prefiro morar no meu! :D
 

·
President and CEO
Joined
·
17,578 Posts
Gondomar é que tem tido um grande crescimento nós últimos 10/20 anos devido aos preços mais baixos.
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
coimbra está a perder pop para alguns concelhos limitrofes, como condeixa e lousã. de resto esses dados confirmam as tendencias das ultimas decadas, perda das areas centrais das cidades, crescimento dos concelhos perifericos, esvaziamente do interior
nada de novo, apenas se agrava o problema... ja' aqui ha' um ano tinha postado este problema e a sua explicacao:

Originally Posted by fernao
estava aqui a ver o site do INE e descobri as estatisticas de 2005 e confirmei uma ideia que ja' tinha - Coimbra esta' a perder populacao aceleradamente!

Nos censos de 2001 tinha 148.000 residentes (157.000 presentes) e agora 140.000 residentes - So' no ano de 2005 perdeu 1% da sua populacao - vejam a tabela do INE:

Concelho - Populacao - % crescimento total - % crescimento natural - % crescimento migratorio
(a cor esta' o crescimento migratorio)

Coimbra 140 840 -1,07 -0,07 -1,0

ou seja, 1400 pessoas sairam de Coimbra em um so' ano...

Se a taxa de crescimento natural nao me surpreende, uma vez que a natalidade esta' em baixo em todo o pais, e -0.07 nao e' mau no contexto nacional, ja' o crescimento migratorio e' preocupante!!!

Nada que nao estivesse 'a espera... olhando para os saldos migratorios dos concelho que fazem limite com Coimbra percebemos o que se passa - pequenos concelhos aparentemente pouco atrantes afinal sao todos altamente atractivos!...

Montemor-o-Velho 25 027 -0,19 -0,42 0,2
Penacova 16 905 0,36 -0,33 0,7
Soure 20 684 -0,02 -0,60 0,6

Condeixa-a-Nova 16 759 1,67 -0,16 1,8
Mealhada 21 724 1,03 0,05 1,0
Cantanhede 38 789 0,54 -0,26 0,8

e os que tem comboio suburbano
Lousã 17 750 2,57 0,19 2,4 em um ano so'!
Miranda do Corvo 13 499 0,73 -0,28 1,0
Vila Nova de Poiares 7 380 1,17 0,00 1,2

So' estes seis ultimos concelhos ganharam mais de 1400 pessoas... provavelmente os mesmos que sairam de Coimbra!

Os precos das casas em Coimbra sao proibitivos - e' um problema grave, as casas em outras cidades medias como Braga ou Leiria custam metade!! As vezes sao mais baratas na cidade que nas vilas 'a volta, atraindo activamente as faixas etarias com menor poder de compra, ou seja, os jovens, enquanto Coimbra os expulsa para cidades concorrentes.

Conheco varios casos de casais que sairam de Coimbra para a periferia ou que prefiriram ir trabalhar para outras cidades precisamente por isso, conseguem la' muito melhores condicoes de vida!


O efeito e' este:
Figueira da Foz 63 307 0,29 -0,23 0,5
Leiria 125 949 1,01 0,26 0,8
Viseu 97 601 0,84 0,18 0,7

ate' quando vamos aceitar este roubo das imobiliarias/construtoras?

pior so' mesmo o Porto e Lisboa:

Porto 233 465 -2,42 (5600 pessoas num ano)-0,33 -2,1
Maia 133 048 1,99 0,59 1,4
Valongo 92 819 1,60 0,50 1,1
Vila Nova de Gaia 304 274 1,11 0,32 0,8

Lisboa 519 795 -1,86 (9700 pessoas num ano)-0,35 -1,5
e ainda isto:


"De acordo com as estatísticas Imométrica/lardoceLar.com, o valor médio de oferta/m2 na região Centro era de 1.058 euros. A região Centro representa uma realidade bastante heterogénea, com valores médios de oferta/m2 a variarem entre um mínimo de 475 euros em Meda, na Beira Interior Norte, e um máximo de 1.461 euros em Coimbra. De uma forma geral, a região do Beira
Interior Norte era a que apresentava valores/m2 mais baixos, enquanto os mais elevados se situavam no Oeste, devido à proximidade com a AM Lisboa.

Numa análise limitada aos concelhos com maior stock de alojamentos
em oferta e às capitais de distrito, constata-se que a Guarda é o município onde é mais barato comprar casa, com o valor/m2 da oferta a situar-se
nos 875 euros. Também com valores de oferta/m2 abaixo dos 1.000 euros encontram-se Leiria, Viseu e Castelo Branco. Aveiro, sendo a principal bolsa de oferta imobiliária do Centro, tem um valor médio/m2 nos 1.100
euros. Alenquer, Caldas de Rainha, Torres Vedras, Santarém e Ílhavo registaram valores de oferta muito semelhantes,
todos rondando os 1.100 euros/m2.

Coimbra e Figueira da Foz são os concelhos mais caros do Centro,
com valores de oferta/m2 de 1.461 e 1.348 euros, respectivamente.
Região Centro valoriza 2,2% O Índice Confidencial Imobiliário relativo à região Centro mostra que desde Setembro passado o mercado habitacional desta região tem vindo a registar uma evolução positiva, invertendo uma fase de correcção em baixa que se havia sentido nos meses de Verão. Em Janeiro de 2007, a taxa de valorização média dos últimos 12 meses, face aos 12 meses anteriores, foi de 2,2%. Face ao mês anterior, a taxa de valorização foi de 0,4%, dando continuidade àquela série de evoluções positivas. Na realidade, desde o fim Verão tal tendência somente foi interrompida no mês de Outubro. Assim, o relançamento deste mercado após Setembro veio permitir que o índice registasse de novo taxas de variação homóloga positivas atingindo 0,7%, no mês de Janeiro de 2007."

:eek:hno: :eek:hno: :eek:hno:

Penso que este tem sido um problema gravissimo no desenvolvimento de Coimbra. A cidade e' demasiado cara e isso afugenta casais jovens que em Aveiro ou Leiria ou Viseu conseguem comprar casas muito mais baratas, ja' para nao falar na fuga para os arredores: Condeixa, Cantanhede, Lousa...

Nao me parece que esta tendencia venha a melhorar, pois os locais de construcao na cidade de Coimbra estao a ficar todos ocupados e depois so' ha' serras 'a volta! A limitacao que existe no concelho a que os novos predios tenham no maximo 7 andares faz com que os contrutores carreguem no uso de superficie e tentem maximizar ganhos faznedo predios "de luxo" (supostamente) para poderem cobrar mais.
é uma estupidez, eu ando à procura de casa em coimbra e só encontro ou casas velhas ou casas caras.. 30 e tal mil por um T2 é um roubo.
tou a pensar seriamente ir viver para fora do limite urbano :eek:hno:
Acredito Hugo e ate' tenho visto precos muito mais caros do que o q falas, tenho amigos meus compraram que T0 a 110.000 euros em Celas e outros que compraram T3 a mais de 300.000 euros na Solum... os jardins do Mondego tinham apartamentos a mais de 500.000 euros! O que e' certo e' que os venderam todos... Mas parece-me um roubo e alguem mete muito ao bolso - construtores, imobiliarias, etc...

Sinceramente, como isto esta' acho que nao vale a pena fazer grandes emprestimos para comprara casas acrissimas. Os juros subiram quase 60% em ano e meio e vao continuar a subir, por isso e' preciso cuidado.

Nao ando a comprar casa, mas a zona de Condeixa parece-me uma optima opcao para quem nao pode gastar muito dinheiro, jovens etc, a zona e' muito agradavel, tem bons acessos (estrada, embora nao tenha quaisquer trasnportes publicos para Coimbra), e um T3 decente (120m2) compra-se por 100.000-120.000 euros...
continuando a seguir os artigos do Publico sobre habitacao, agora sairam os dados do Norte, excepto AMP.

"O valor médio de oferta por metro quadrado na região Norte1, dado pelas estatísticas Imométrica/LardoceLar.com, era de 898 euros, sendo os valores unitários de oferta de alojamentos familiares novos muito semelhantes aos dos usados, nomeadamente 893 e 901 euros/m2. De uma forma geral, os concelhos da região Minho-Lima eram os mais caros, com valores por m2 a variarem entre os 719 euros em Melgaço e os 1.426 euros em Vila Nova de Cerveira, e os do Alto Trás-os-Montes os mais baratos, com a oferta por m2 a oscilar entre os 555 euros em Vila Pouca de Aguiar e os 990 euros em Bragança.

A região do Ave era aquela que registava maior variabilidade dos valores de oferta entre concelhos, com uma amplitude de 1.023 euros/m2 entre o mínimo de Vizela (593 €/m2) e o máximo de Vieira do Minho (1.616 €/m2).

Em Braga, a principal bolsa de oferta habitacional do Norte, com 21% do volume total, o valor médio/m2 foi de 876 euros. Santa Maria da Feira, S. João da Madeira e Oliveira de Azeméis, que em conjunto representavam 35% dos alojamentos em oferta do Norte, registaram valores médios/ m2 entre os 788 e os 838 euros. Norte recupera em termos homólogos.

O mercado habitacional da região Norte tem vindo a recuperar de uma fase de retracção por que passou de Novembro de 2005 a Abril de 2006. Durante esse período a evolução dos valores médios de oferta, dada pelo Índice Confi dencial Imobiliário, foi descendente. Desde Maio esse comportamento foi invertido, iniciandose um movimento de valorização só pontualmente interrompido. A evolução positiva do índice nesta última fase trouxe a taxa de variação média dos últimos 12 meses face aos 12 meses anteriores para 0,9%. Sendo uma taxa de valorização ainda em terreno negativo, tende a aproxima-se de valores positivos, tendo subido aproximadamente 0,5 pontos percentuais em cada um dos últimos três meses. De certa forma, esta é uma região em contra-ciclo face às outras regiões, onde a taxa de variação média
dos últimos 12 meses é positiva, mas em desaceleração.
A região Norte corresponde à NUTS II Norte, excluindo os concelhos da Área Metropolitana do Porto."
Muito surpreendente o baixo preco das casas em Braga: 876 euros/m2!!!

Os precos das casas numa cidade de dimensoes semelhantes, por exemplo Coimbra, sao 67% mais elevados: 1461 euros/m2. Penso que isto pode explicar em parte a grande atractividade que Braga parece ter, especialmente para casais jovens.

Dando uma olhada por sites de imobiliarias pude confirmar que e' verdade, com muitos apartamentos abaixo dos 50.000 euros!!!

Aveiro: 1111 euros/m2
Leiria: 915
Viseu: 942

Encaro isto como uma vantagem estrategica para Braga, pois impulsiona a atracao de casais jovens, que teriam de gastar o dobro na compra de casa para viverem em Coimbra, sendo que a habitacao e' uma das principais despesas dos casais jovens. No contexto regional do Centro, Coimbra e' 50% mais cara e logo menos atractiva na habitacao do que Aveiro, Leiria ou Viseu. No Norte, Braga consegue ser mais barata que Vila Real, Viana do Castelo e mesmo que outros concelhos vizinhos, sendo a maior cidade do Norte consegue ter precos mais baixos que a media da regiao, podendo atrair pessoas mesmo de concelhos rurais enquanto Coimbra afugenta os seus jovens para a periferia.
isto e' porreiro... ao fim de uns anos de SSC, os temas estao sempre a repetir-se... entao um gajo ja' tem as mesmas respostas sp que aparecem as questoes :lol::lol:
 

·
Registered
Joined
·
487 Posts
coimbra está a perder pop para alguns concelhos limitrofes, como condeixa e lousã. de resto esses dados confirmam as tendencias das ultimas decadas, perda das areas centrais das cidades, crescimento dos concelhos perifericos, esvaziamente do interior
Epa n sei como coimbra esta a perder habitantes para outros concelhos se o proprio concelho de coimbra inda n esta totalmente urbanizado
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Epa n sei como coimbra esta a perder habitantes para outros concelhos se o proprio concelho de coimbra inda n esta totalmente urbanizado
le o testamento que eu escrevi, esta' la' explicado :cheers:

num outro post ha' muito tempo noutro thread explicava o resto das razoes - Coimbra nunca sera' totalmente urbanizado, pois uns 50% da area do concelho nao podem ser urbanizados pois pertencem a reserva agricola nacional (alagadicos dos campos do Mondego) e montanhas com enormes declives que fazem parte da reserva florestal.
 

·
Registered
Joined
·
5,095 Posts
Discussion Starter · #16 · (Edited)
le o testamento que eu escrevi, esta' la' explicado :cheers:

num outro post ha' muito tempo noutro thread explicava o resto das razoes - Coimbra nunca sera' totalmente urbanizado, pois uns 50% da area do concelho nao podem ser urbanizados pois pertencem a reserva agricola nacional (alagadicos dos campos do Mondego) e montanhas com enormes declives que fazem parte da reserva florestal.
Eu acho que Coimbra sofre de um "grave" problema local, que se resume em 4 pontos:
A- O que referiste, grande área do concelho não pode ser urbanizada.
B- Por outro lado, as restrições que a zona histórica impõe.
C- E por fim a limitação da contrução densa que se verifica nas novas áreas, e que podem ser urbanizadas. (Densa, não implica não ter áreas verdes, e de lazer... os expert portugas devem confundir um pouco isto)
D- A agravar os 3 pontos anteriores, está o facto de existirem melhores ligações a àreas com casas mais baratas.

Isto explica o facto de Coimbra concelho não ter preços de mercado acessíves... com as casas muito caras.
Mas penso sinceramente que o problema de Coimbra não se resume apenas a isto. Penso que a região em que Coimbra está inserida não está a conseguir atrair população, uma vez que o crescimento natural cessou... Há vários motivos, como o facto de existirem zonas mais pujantes no país e com ligações aos portos, aeroportos internacionais mais eficazes. (Algarve, Lisboa, Porto, Aveiro, Braga...) Todo o Litoral Norte apesar de afectado por uma crise económica e com PIB per capita baixo, grande desorganização urbana... consegue atrair empresas, população, etc...

P.S. O polis à portuguesa... manda a baixo predios altos e faz-se casinhas e mini prédios onde se ocupam grandes áreas sem qualquer noção de cidade... onde os metros e as grandes infraestruturas públicas de transporte se deixam de aplicar... porque abrangem sempre pouca população...
Por exemplo qual o interesse de se fazer 5 estações de metro para cobrir uma área de densidade média, quando se podia ter a mesma população numa área de densidade elevada, que podia estar servida por apenas uma estação... etc.
 

·
Banned
Joined
·
5,848 Posts
Certo mas ve

3-VN Gaia: 310.086; +22.111; +7,7% AMP
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7% AMP
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1% AMP
12-Matosinhos: 169.122; +2.096; +1,3% AMP
26-Valongo: 95.706; +9.701; +11,3% AMP
10-Gondomar: 172.904; +8.808; +5,4%; AMP
16-SM da Feira: 146.347; +10.383; +7,6% AMP

Saldo 29883 aproximadamente 30 mil pessoas... saiu muita gente do Porto mas nao acredito que eles so escolham a maia para viver.... vendo que a maia foi a que teve a maior taxa de crescimento...Tem que haver algum factor que explique o grande volume de crescimento da maia...!

Não estao aqui contabilizados nem espinho nem povoa e vila do conde... ou trofa....
estes concelhos são os que estão relacionados demograficamente com o Porto:

3-VN Gaia: 310.086; +22.111; +7,7% AMP
4-Porto: 221.800; -41.331; -15,7% AMP
18-Maia: 138.226; +18.115; +15,1% AMP
12-Matosinhos: 169.122; +2.096; +1,3% AMP
26-Valongo: 95.706; +9.701; +11,3% AMP
10-Gondomar: 172.904; +8.808; +5,4%; AMP

os outros não estão o saldo migratorio quer Porto-Povoa-Porto ou Porto-Vconde-Porto são pouco significativos e anulam-se. Já cá meti um grafico qualquer que mostrava para onde as pessoas iam. Santa Maria da Feira do mesmo modo não tem uma relação demografica directa com o Porto.

Quanto à Maia, o crescimento deve-se a casas com qualidade de construção a preços acessiveis, modelo que já está a ser seguido por outros concelhos da AMP. Tem uma grande área industrial e tem proximidade ao Porto, e efectivamente está nao so a roubar as "camas" ao porto, mas tb o trabalho. A Maia juntou muita coisa a seu favor, e o seu crescimento é notável, ainda por cima dada a sua geografia (terreno muito irregular e sem costa).

Assim no Grande Porto:
Maia: 138.226; +18.115; +15,1%
Valongo: 95.706; +9.701; +11,3%
VN Gaia: 310.086; +22.111; +7,7%
Gondomar: 172.904; +8.808; +5,4%
Póvoa de Varzim 66 463 + 2.993; +4,72%
Vila do Conde 77 052 +2.661; +3,58%
Matosinhos: 169.122; +2.096; +1,3%
Espinho 30 065 -3.636; -10,79%
Porto: 221.800; -41.331; -15,7%

E isto:
7-Braga: 175.063; +10.871; +6,6%
? :)
Braga já tinha ultrapassado Coimbra. Agora foi a vez de S.M.Feira e de Famalicão.

Ps. não me venham com a Feira é AMP. Sejam sérios.
 

·
Banned
Joined
·
5,848 Posts
Gondomar é que tem tido um grande crescimento nós últimos 10/20 anos devido aos preços mais baixos.
pois é. conheço gente de Rio Tinto, devido a ser uma zona tão cinzenta e caotica e com mas ligações ao centro do Porto por causa do transito, pergunto: Porque moras aqui? Resposta unica: preços das casas são mais baixos. E, hoje em dia isso importa muito, não tens o conforto e o estilo de vida de outras cidades da AMP, as sedes de concelho em destaque, mas sobra-te mais dinheiro ao fim-do-mes!

O mesmo acontece com Valongo (i.e. Ermesinde).
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Com a habitação de luxo a ser construída cá e apartamentos t0 a mais de 100.000 euros, é óbvio que o pessoal foge para os concelhos vizinhos ou nas povoações da periferia dentro do concelho como Antanhol, Assafarge, S. Silvestre, etc., onde, apesar de terem de fazerem a comutação de e para Coimbra no dia-a-dia, há mais qualidade de vida, melhor qualidade do ar, preços de habitação mais baixos, mais e melhores condições para constituir e fixar a família... Coimbra é carérrima... e assim se acentua o efeito donut na cidade e no concelho... :eek:hno:
 
1 - 20 of 1348 Posts
Top