SkyscraperCity banner
1 - 20 of 57 Posts

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Quarta-feira, 15 de julho de 2009

Blog Quintal - http://nossoquintal.org/

Talvez você more em São Paulo, ou próximo à capital, e saiba da obra faraônica de ampliação da Marginal Tietê. Se não sabe, pode ficar sabendo mais aqui, aqui. Talvez você conheça de perto a dificuldade de locomoção pela cidade. Talvez você pense que é preciso mesmo terminar o Rodoanel, ou que se fizermos mais pistas expressas e pontes, o trânsito fluirá melhor. Talvez você esteja errado.

Para explicar porque, preciso explicar algumas coisas. Existe uma teoria de um cientista russo que diz que uma das maneiras de resolver um problema é justamente fazer o contrário do que parece lógico. Não sei qual é a explicação que ele deu pra isso, mas do modo como eu vejo, isso tem a ver com nossa capacidade limitada de perceber os problemas. O que acontece, muitas vezes, é que os sistemas com que lidamos, como o de transportes ou o clima do planeta, são muito complexos e possuem mais variáveis do que podemos lidar. Assim, tendemos à simplificação e, dessa maneira, deixamos de lado questões importantes, que influenciam o todo de maneira inesperada.

Basicamente, ao olhar para o problema do trânsito, vemos o funil das vias. Então, a solução óbvia é aumentar a infra-estrutura viária. Exceto que isso não funciona, porque logo, motoristas que pegavam caminhos alternativos ou meios de transporte alternativos passarão a utilizar aquela via para chegar onde querem. Pode ser que novas pessoas comprem carros justamente por terem onde estacioná-los e dirigi-los, e consequentemente, teremos mais congestionamentos e, enfim, mais obras serão necessárias. Em outros casos, estamos ligando um congestionamento ao outro de forma mais eficiente. Será que deu pra entender até onde vai isso?

Anos atrás, a prefeitura de São Bernardo do Campo, notando o trânsito na região do Paço Municipal, tirou uma lasca das praças do entorno e colocou mais uma pista para os veículos. O trânsito ficou melhor, mas logo voltou a ficar ruim. Num lugar pequeno como aquele, ficava claro que não era possível fazer isso indefinidamente. Extrapolando no tempo, acabaríamos competindo com Portland (EUA) pelo menor parque do mundo.

Infraestrutura gera demanda. Se você abre uma nova via, em breve as pessoas começam a ir até esse lugar. Aconteceu em Buenos Aires, no Puerto Madeiro, aconteceu em Curitiba, com a rua XV de Novembro. Aconteceu em São Paulo, na Paulista! Com a reforma das calçadas, o fluxo de pessoas aumentou 15% em 6 meses. Não é pouca coisa, são 1,2 milhão de pessoas todos os dias caminhando, patinando, andando de skate.

De fato, nem estamos falando em gerar demanda. O que existe é uma demanda reprimida pela falta de infraestrutura. Com o IPI reduzido e a indústria automobilística em seu melhor ano, para onde você acha que irão os carros novos vendidos todos os meses? A reforma da marginal e tantas outras obras, como os túneis que serão construídos pela cidade, acabam incentivando o uso do transporte individual motorizado e deslocamentos desnecessários. Sem falar em bairros mal projetados, em que é necessário pegar o carro ou um ônibus para comprar pão pela manhã Alto de Pinheiros. Eu não sei você, mas se eu tivesse que tirar meu carro hipotético da garagem para comprar pão, não seria um lugar bom de se viver.

As questões do trânsito e da mobilidade urbana passa por duas questões que dificilmente são levadas em consideração: o que são as cidades e o que queremos delas.

Você pode me dizer que cidades são lugares em que as pessoas vivem, realizam trocas e afins. Mas aí, olhamos para o que são as cidades em que vivemos e percebemos que elas são, na prática, grandes corredores de asfalto, por onde as pessoas precisam se deslocar rapidamente. Isso nos leva à segunda pergunta: é em uma cidade assim que você quer viver? Ou você quer viver em um lugar arborizado, com parques, onde você possa apreciar seus deslocamentos e conviver com outras pessoas?

Para você, a cidade é para as pessoas ou para os automóveis?

http://www.sptrans.com.br/clipping_anteriores/2009/julho2009/clipping150709/pagina1.php#Editorial1

----------------------------------------

Ps: para quem não sabe, cliquem nos links grifados para lerem noticias e videos que dão sustentação a teoria do cientista russo.
 

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Discussion Starter · #2 ·
A solução do trânsito é tornar o trânsito um inferno!

Na década de 40, um cientista russo (na realidade nascido no Uzbequistão), Genrich Altshuller, publicou um estudo com 40 princípios da invenção. Utilizando-se um destes 40 princípios, qualquer um resolveria problemas de maneira inovadora.
.


Entre os 40 princípios de Altshuller, talvez o décimo terceiro seja o mais estapafúrdio, à primeira vista. É o princípio da Inversão: ao invés de fazer uma ação que por lógica resolve o problema, faça a ação contrária.

Nunca consegui pensar num bom exemplo para ilustrar este princípio. Nunca até agora.

Seguindo, o 13º príncipio de Altshuller (provavelmente de maneira inconsciente), algumas cidades estão resolvendo o problema do trânsito. Como? Tornando o trânsito um inferno.

Londres, Oslo, Barcelona, Paris, Bogotá entre outras cidades adotaram medidas que, a princípio, tornam a vida dos motoristas um verdadeiro suplício: eliminar milhares de vagas de estacionamento, fechar ruas, criar faixas exclusivas para ônibus, taxis e bicicletas estão entre as medidas adotadas.

Bertrand Delanoë, prefeito de Paris, foi mais longe tornando a bicicleta em um transporte público.

Na última licitação para a concessão dos direitos de exploração de publicidade no mobiliário público (pontos de ônibus, bancas de jornais, relógios, metrôs, etc), a contrapartida da empresa ganhadora foi o investimento num sistema de transporte público por bicicleta, o Velib.

O Velib é uma frota de cerca de 20 mil bicicletas públicas, que podem ser alugadas por dia, semana ou mês ou ano, com vários pontos de estacionamento por toda a cidade (aproximadamente a cada 300 metros). Em tese, basta ter um cartão de crédito e alugar esta bicicleta em um dos pontos e deixá-la em qualquer outro ponto da cidade. O aluguel diário custa apenas 1 euro, com direito a percursos de 30 minutos (ilimitados). Se você usar a bicicleta por mais de 30 minutos, será cobrada uma taxa de 1 euro por hora-extra.



O Velib é complementar ao sistema de metrô de Paris e além de ser um meio de locomoção, ajuda os Parisienses e visitantes a ser exercitarem um pouquinho. A JC Decaux (empresa que ganhou o direito de explorar a publicidade no mobiliário público) investiu mais de 12 milhões de euros no sistema e toda a receita de aluguel é da Prefeitura de Paris.

E aí? Será que algum dos novos prefeitos vai usar o 13º princípio de Altshuller ou teremos mais do mesmo: mais viadutos, mais trincheiras, mais avenidas, mais estacionamentos, mais carros e mais trânsito?

http://blog.institutoinovacao.com.b...o-do-transito-e-tornar-o-transito-um-inferno/

O uso da bicicleta como meio de transporte alternativo

É cada vez maior o número de cidades que estimulam o uso de bicicletas como meio de transporte. Paris, Amsterdã, Londres, Oslo, Berlim, Barcelona, Bogotá e Pequim seguiram esse caminho.

Assista ao video, é bem interessante....

http://video.globo.com/Videos/Playe...+DA+BICICLETA+COMO+MEIO+DE+TRANSPORTE,00.html
 

·
Registered
Joined
·
5,480 Posts
Em Brasília estão fazendo o oposto da teoria do cientista russo... Vias saturadas que antes tinham três faixas de rolamento estão sendo expandidas para 4 ou 6 pistas... E o trânsito só piora... Daqui uns anos a cidade começa a parar de vez...
 

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Discussion Starter · #4 ·
^^ Aqui o Kassab parece estar seguindo algumas dessas teorias como o corte de milhares de vagas de zona azul, restrição a fretados, caminhões e também agora com a obrigatoriedade da inspeção veicular.

Por outro lado ainda faz obras viarias e outras pra resolver gargalhos e o estado na mesma linha com a ampliação da marginal do tietê e o Rodoanel. O Rodoanel é importante por causa do transporte de cargas e a ligação direta com o porto de santos sem precisar passar pela capital, mas a ampliação da marginal tietê deveria deixar como está e usar o dinheiro na criação de transportes alternativos, e no publico.

Hoje o que mais se vê é carros com uma pessoa só.
 

·
Registered
Joined
·
2,484 Posts
O que eu vejo aqui são muitas pessoas contra o transporte individual, mesmo sabendo que o transporte público é um lixo, horrivel.
Enquanto o transporte público for péssimo, as pessoas vão usar o carro, é fato, espero que o transporte público melhore (e muito) mas por enquanto vou continuar preferindo o Carro ou o fretado, ou vocês acham que as pessoas não gostam de conforto, coisa que não existe no transporte coletivo.
 

·
Registered
Joined
·
8,986 Posts
O que eu vejo aqui são muitas pessoas contra o transporte individual, mesmo sabendo que o transporte público é um lixo, horrivel.
Enquanto o transporte público for péssimo, as pessoas vão usar o carro, é fato, espero que o transporte público melhore (e muito) mas por enquanto vou continuar preferindo o Carro ou o fretado, ou vocês acham que as pessoas não gostam de conforto, coisa que não existe no transporte coletivo.
O transporte coletivo precisa melhorar muito, mas muita gente que dispõe de acesso aos trechos bons em transporte coletivo opta por usar carro. Isso sugere uma política de desestímulto ao uso de carro nas áreas em que o transporte coletivo se destaque, mas de fato esses eixos hoje são pequenos para se fazer esse tipo de projeto.

Provavelmente o primeiro perímetro de transporte coletivo abrangente que terá essa característica é o resultado do término de L4 Fase I + L2 com novos trens + L9 com novos trens + L5 até Klabin, que trará a toda a região centro+Paulista+Faria Lima+Berrini+Granja Julieta uma excelente condição de transporte, e dentro dessa região poderia ser criado um pedágio urbano, e com ele financiar mais transporte coletivo.
 

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Discussion Starter · #7 ·
O que eu vejo aqui são muitas pessoas contra o transporte individual, mesmo sabendo que o transporte público é um lixo, horrivel.
Enquanto o transporte público for péssimo, as pessoas vão usar o carro, é fato, espero que o transporte público melhore (e muito) mas por enquanto vou continuar preferindo o Carro ou o fretado, ou vocês acham que as pessoas não gostam de conforto, coisa que não existe no transporte coletivo.
você leu o texto inteiro, e as noticias nos links das palavras grifadas pra entender bem a teoria do cientista russo? pelo visto acho que não....

Ninguém aqui é contra o transporte individual, e sim contra o uso desnecessário. Como o rkj disse, muita gente usa o carro para deslocamentos atendidos pelo metrô por simples capricho, Status, preguiça, que seja. Isso vem da cultura do brasileiro que idolatra o carro, mas reclama do transito, do stress, do alto consumo de combustivel, assaltos nos semaforos, do tempo perdido, etc....pq será hein?
 

·
Viuvo da Mediga
Joined
·
983 Posts
"Todas as obras viárias citadas podem ser consideradas ilegais, já que não atendem o que está previsto na lei 10.907. Segundo o texto, toda avenida construida ou reformada em São Paulo deveria ter ciclovia. A lei é de 1990, foi regulamentada pelo decreto 34.854, de 1995, mas jamais foi cumprida."

Pois é, ano que vem faz 15 anos e o que temos: ZERO de ciclovias ou ciclofaixas.

E, na sequencia, se lê isso:

"Para aliviar as consequências do aumento do número de motores trazidos pela nova ponte, a Prefeitura resolveu tranformar em faixa de alta velocidade um trecho de 4km de acostamento na Marginal Tietê. Ciclistas e pedestres perderam seu espaço de circulação segura e agora são obrigados a violar a lei (que não permite bicicletas em vias como a Marginal) ou fazer um longo desvio por dentro do Morumbi."

Em suma, até as pessoas são menos importantes que os carros.

Lembro que quando saiu a ideia do "Caminho Verde" (que apesar de ser uma ciclovia um tanto burra, já que liga o nada a lugar nenhum e ao lado do metrô, em vez de ser um via que o atenda, mas, enfim, antes isso que nada) um monte de gente foi contra, dizendo que seria melhor mais uma faixa para a Radial que uma ciclovia para uns poucos gatos pingados.

Eu até cheguei a usar, em partes, essa ciclovia, pq apesar de morar no Tatuapé, minha dentista ficava no Artur Alvim, no entanto, o desserviço da prefeitura é tamanho, que não tiveram a descencia de completar a ciclovia!!!

Honestamente, não sei se já terminaram ela HOJE, mas há alguns meses atrás, quando eu ainda a utilizava, ela estava incompleta, com vários trechos onde, sequer, tinha calçada ara pedreste, quem dirá ciclovia.

Ainda sim, não deixo de pensar que, se hovesse, no minimo, uma ciclofaixa para o centro, eu a utilizaria sempre (já que distancia não é grande como mostra essa ciclorota até o Pq Dom Pedro http://www.bikely.com/maps/bike-path/Ciclorota-Tatuap-Centro).

Mas esse, é um dos casos, de muitos casos. Não acredito em radicalismos, mas acredito na "invesão" das coisas. De nada adianta tirar o cano, se a agua ainda segue pro mesmo lugar.
 

·
BAHIA
Joined
·
7,665 Posts
Do jeito que está Salvador, ou se vai de carro ou não se vai, aqui não tem transporte público (tem uns cargueiros).
 

·
Registered
Joined
·
2,484 Posts
Se São Paulo, tivesse transporte de 1º mundo, talvez minha opinião fosse diferente, mas do jeito que está, não da.
 

·
Da capital do RECÔNCAVO
Joined
·
6,161 Posts
Do jeito que está Salvador, ou se vai de carro ou não se vai, aqui não tem transporte público (tem uns cargueiros).
Passou na TV Itapoa uma vez no programa de varela que Salvador daqui a 10 anos pode superar São Paulo em relação a congestionamento, por não ter para onde expandir, sendo que somo cercados pelo mar. Mais um ponto para ser construido a ponte Itaparica - Salvador, quem sabe a Ilha de Itaparica ( de uma forma organizada, claro!) não vire um novo bairro de Salvador? E com ela também desenvolvimento para o interior que deixaria de ver Salvador como o "point" de empregos.


__________________________________________________
.:: Santo Antônio de Jesus :: A capital do Recôncavo ::.
O comércio mais barato da Bahia!​
 

·
Registered
Joined
·
612 Posts
Nem sempre a coisa funciona desse jeito ...

Em tese seria muito fácil determinarmos que o cidadão, uma vez que tivesse restringidas as suas opções de uso do automóvel, desistisse e passasse a utilizar outros tipos de transporte; tal medida, inclusive, seria desejável SE ...

... SE o cidadão comum fosse uma pessoa que desejasse realmente modificar seus conceitos, ou seja, deixar o carro de lado em função de uma cidade mais humana; a verdade é que não fazemos isso porque não queremos mudar o estilo de vida, mas também porque não se colocam alternativas do jeito que a população precisa ou deseja para suas necessidades.

Com o perdão de dizer um sacrilégio aos membros do SSC, de nada adiantaria montar bicicletários e ciclovias se não achamos uma forma conveniente para o cidadão utilizá-lo; e, da mesma forma, não adianta criticarmos obras como essa Nova Marginal sem percebermos que ela é um puxadinho para resolver o problema imediato da população (que reclama bem menos da falta de praças que da falha de ruas asfaltadas, diga-se de passagem).

Se não fizerem o que o povo deseja ou se restringirem os direitos das pessoas, a grande maioria não protesta, nem faz nada: apenas se adapta, ou "dá um jeitinho", e fica tudo por isso mesmo.

Agora, quanto a mudar o estilo de vida, apenas uma palavra: ESQUEÇA!
 

·
Brasil-Belindia é aqui
Joined
·
19,231 Posts
O que eu vejo aqui são muitas pessoas contra o transporte individual, mesmo sabendo que o transporte público é um lixo, horrivel.
Enquanto o transporte público for péssimo, as pessoas vão usar o carro, é fato, espero que o transporte público melhore (e muito) mas por enquanto vou continuar preferindo o Carro ou o fretado, ou vocês acham que as pessoas não gostam de conforto, coisa que não existe no transporte coletivo.
O transporte público é um espelho dos seus usuários, que sabem dos problemas e não fazem nada para cobrar melhorias das autoridades.

O transporte público também é um lixo por causa de pessoas como você que só sabem reclamar (mesmo sem utilizar pois fugiram para o transporte individual) mas não movem um único dedo para mudar essa situação (mesmo sabendo que seus impostos vão para bancar esse sistema lixo).
 

·
Registered
Joined
·
24,528 Posts
falou tudo!! sou contra essas obras na margianl. e sim a favor de limitar a circulacao de caminhoes!!
 
1 - 20 of 57 Posts
Top