Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 163 Posts

·
Registered
Joined
·
2,595 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Tópico para se falar de investimentos, trading, mercados especulativos e outras aplicações financeiras que não se incluam no âmbito do tópico de Economia. Acções, obrigações, forex, matérias primas, depósitos, dinheiro do colchão, cabe tudo aqui.

(algum moderador que consiga copiar para aqui todos os posts do tópico da Crimeia, desde o nº 192... :))
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Conheces Richard Dennis? :) Se não conheces aconselho a leres umas coisas sobre ele, teve um percurso interessante, e nunca usou dados fundamentais. E como ele há muitos fundos e gestores hoje em dia, Richard Dunn, Ed Seykota, etc, etc... e investem em tudo o que mexe, incluindo forex, desde que tenha liquidez.
Há inúmeros casos assim tal como o oposto. Ocorrem-me directamente George Soros e Warren Buffet.
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Para mim a análise fundamental é imprescindivel. Mas vejo que para ti é dispensavel e com sucesso. Sem ir muito a fundo, sem análise fundamental não vejo como se consegue valorar as probabilidades de subida ou descida da taxa de juro de referência por um banco central e isto é precisamente o que mais influencia os movimentos duma moeda, a expectativa quanto à taxa de juro. Mas o que é facto é que muita gente - e eu conheço pelo menos dois - nem liga qualquer importância a nada disso e reage simplesmente conforme as coisas se apresentam e ganha dinheiro com isso. Lá está, não é por eu não entender que deixa de ser válido... mas que me faz muita confusão faz! :D
 

·
Registered
Joined
·
2,595 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Sim, esses são bons exemplos de aplicação correcta de fundamentais, especialmente o Buffet :) E a palavra chave aqui é "correcta". Muita gente lê balanços, dados económicos, relatórios, etc, e nunca passa da cepa torta. Ter as ferramentas por si só não garante um trabalho bem feito. Basicamente o mesmo com análise técnica, uma má utilização e só se podem ter maus resultados.

Resumindo, desde que a estratégia seja lucrativa e tenha lógica (comprar sempre que está céu nublado pode ser lucrativo nalguns momentos mas não tem uma base lógica e acabará por falhar), então está tudo óptimo :)

Eu já jurei pela fiabilidade de dados fundamentais em detrimento de tudo o resto, depois aprendi análise técnica e nunca mais olhei para trás, o importante é manter-se a mente aberta a todo o tipo de abordagens, e usar aquela mais compatível com a nossa personalidade.
 

·
Registered
Joined
·
2,595 Posts
Discussion Starter · #6 ·
Off-topic: Porque é que tu consegues colocar mensagens longas e eu não???

:gaah:
Outro off-topic? Vamos criar um tópico para discutir essa problemática! :lol::lol:

Não sei a resposta, nunca tive problemas... uso o Windows 7 e o Chrome. Por outro lado não consigo entrar no fórum pelo telemóvel :)
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
E a palavra chave aqui é "correcta". Muita gente lê balanços, dados económicos, relatórios, etc, e nunca passa da cepa torta. Ter as ferramentas por si só não garante um trabalho bem feito. Basicamente o mesmo com análise técnica, uma má utilização e só se podem ter maus resultados.
Como em tudo, eheheh. Se tiveres as ferramentas necessárias mas não perceberes nada de mecânica não arranjas um automovel!
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Eu já jurei pela fiabilidade de dados fundamentais em detrimento de tudo o resto, depois aprendi análise técnica e nunca mais olhei para trás, o importante é manter-se a mente aberta a todo o tipo de abordagens, e usar aquela mais compatível com a nossa personalidade.
A análise fundamental é mais do que apenas ler balanços e dados económicos. É estar a par de todo o enquadramento político e económico em que se insere o país da moeda que estás a estudar e, subindo um layer, o enquadramento e contexto mundiais. Dando um exemplo rápido, podes fazer toda a tua análise muito bem feitinha sobre o dolar neo-zelandês (uma moeda com que mexo bastante) e concluir que vai subir alegremente.
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Encantado da vida, abres um bonito longo. Mas esqueceste-te de subir um layer para o contexto regional e outro layer para o contexto mundial. Há turbulencia num ponto qualquer do mundo. Pois o NZD vai por aí abaixo despencado contra o USD por muito bonitos que sejam os fundamentais da Nova Zelândia. Porquê? Porque o USD é moeda de refugio (como o JPY) e em caso de problemas sejam onde for valoriza brutalmente e num curtissimo espaço de tempo. O NZD por contrário, como todas as high-yielders, em caso de problemas cai imensamente. É necessário analisar tudo isto em vários layers para não asnear muito. Enfim, convenhamos, quem asneia muito no mercado de divisas não asneia durante muito tempo.
 

·
Registered
Joined
·
2,595 Posts
Discussion Starter · #11 ·
A análise fundamental é mais do que apenas ler balanços e dados económicos. É estar a par de todo o enquadramento político e económico em que se insere o país da moeda que estás a estudar e, subindo um layer, o enquadramento e contexto mundiais.
Sim, sim, eu sei :)
Eu quando falo em dados económicos ou análise fundamental (em relação a moedas) já estou a meter no saco todos os factores internos e externos, directos e indirectos. Alguém que se baseie em dados fundamentais e não tenha em consideração toda a envolvente global do mercado, e não só do par em si, está condenado a levar uma lição das boas. E nos mercados estas lições podem ser bem caras.

Um bom exemplo são as moedas dos países emergentes (quase todas sem excepção mas a lira turca é a pior) que desvalorizam sempre que há bons dados económicos nos USA. Á partida pode-se achar que não há uma ligação directa entre as duas coisas, mas há e é bem forte, e certamente sabes porquê.

E ainda em relação à Turquia vou estar atento ao completo descalabro que vai ser a governação do Erdogan, e à nefasta influência que terá nas decisões do banco central turco. Nunca uma crise cambial (seguida de uma recessão económica) foi tão fácil de prever como a da Turquia, vocês vão ver, a estupidez política realmente é uma coisa que nunca irá desaparecer e torna o futuro muito previsivel...

Tendo em conta a inflação actual e o enorme deficit da conta corrente, o banco central turco vai ter de decidir a curto prazo entre uma de duas coisas: boa decisão (subir a taxa de juro ou no minimo dos minimos manter) ou má (descer). Por ingerência política vai escolher a má, quase certo. E depois no fim todos vão chorar "ai ai porque estamos em crise? os malvados dos especuladores e dos mercados". E a lira a ir por aí abaixo, logo mais inflação, menos investimento, fuga de capitais...

Atento ao par USD/TRY :yes:
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Rarissimamente me meto com exóticas. Sigo EUR, GBP, USD, JPY, AUD e NZD e nem sequer trado todos os pares entre elas. Já me dá água pela barba assim! Em todo o caso agora e há uns meses já estou em fase off. Sigo as notícias, mantenho-me a par do que me interessa mas não ando com feeling para fazer trading ultimamente. Talvez lá para o final do ano.
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Todos os países emergentes estão a começar a aterrar desde que nos US as coisas começaram a melhorar e essa tendencia irá continuar. Para quê arriscar em sítios tão volateis e com maior risco quando nos sítios seguros e tradicionais está tudo a voltar ao sítio? No Brasil começaram a sentir os efeitos de deixar de estar na moda ainda em 2013. Em África alguns países sentiram também e o Gana é um dos que está a ser afectado por essa diminuição do investimento.

Em tempos passou por aqui um forista que fazia trading de divisas full-time. Foi uma pena ter-se ido embora mas foi tão mal tratado que mandou isto às malvas e, repito, foi uma pena. Era um forista muito agradavel e com muitos conhecimentos. Talvez agora que isto anda mais calmo e tem vindo a ganhar qualidade novamente ele volte. :)
 

·
Registered
Joined
·
2,595 Posts
Discussion Starter · #14 ·
Quando os USA começarem a subir a taxa de juro directora e sairem do programa quantitative easing, vem aí um pandemónio para muitos países que andaram a viver com défices comerciais financiados com dinheiro impresso pelo Tio Sam. E as bolsas americanas vão ressentir-se também. E enquanto na Europa provavelmente acontecerá o oposto em relação a QE... poderá ser uma oportunidade para acções europeias. :)

Eu costumo andar também é pelo fórum Caldeirão de Bolsa, do Jornal de Negócios, embora quase nada escreva, sou mais de ler por ali, até porque os temas debatidos são quase sempre da bolsa de Lisboa e eu prefiro outros mercados com mais empresas e muito mais liquidez (e menos "artistas" a intervir no mercado, seja como gestores ou investidores... veja-se a banca portuguesa no seu todo). Ainda assim é bom para se estar a par do que vai acontecendo.
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
Tenho andado aqui toda a manhã de volta desta brincadeira do Saxo Bank ou, enfim, talvez uma forma brincalhona de falar de coisas eventualmente sérias. Em todo o caso terão influencia na vida de todos ao longo de 2015.

Tenho as minhas ideias sobre o futuro e a forma como o vejo mas, em todo o caso, não deixo de ler as alheias e nalguns casos reflectir sobre elas. Em todo o caso esta publicação parece-me ter interesse qb para aqui a deixar. No meio de algumas coisas a brincar há algumas que podem bem ser a sério.

Outrageous Predictions for 2015

Aquelas sobre as quais acho valer a pena pensar... o que não quer necessariamente dizer concordar mas sim incorpora-las no raciocinio de cada um:

Russia defaults again - Uma possibilidade com fortes probabilidades e, penso, é esse o objectivo último por trás dos preços de petroleo estarem a ser mantidos tão baixos pela OPEC. Há depois uns benefícios colaterais.

Draghi quits ECB - É uma possibilidade forte embora não concorde assim tanto com as consequencias e o rolar dos acontecimentos propostos pelo Saxo.

China devalues yuan - É algo a ter em consideração - os chineses nunca deixaram o yuan apreciar muito anyway - mas sobretudo as suas consequencias. Currency wars levarem a gun wars é algo comum.

Por fim o meu pior pesadelo de todas as que ali estão, a maior indecência de todas, um horror, um ultraje a qualquer cidadão civilizado :D:

Cocoa futures hit USD$5000/tonne - tragédia, uma tragédia pegada. :D

Boa leitura!
 

·
Registered
Joined
·
2,595 Posts
Discussion Starter · #17 ·
Gosto sempre de ler as previsões outrageous do Saxo, mais logo a ver se tenho tempo para ler as de 2015, mas já agora ficam aqui as de 2014, podemos ver as que foram mais ou menos realistas :)

1. EU wealth tax heralds return of Soviet-style economy

Panicking at deflation and lack of growth, the EU Commission will impose wealth taxes for anyone with savings in excess of USD or EUR 100,000 in the name of removing inequality and to secure sufficient funds to create a "crisis buffer". It will be the final move towards a totalitarian European state and the low point for individual and property rights. The obvious trade is to buy hard assets and sell inflated intangible assets.

- Tiro ao lado.

2. Anti-EU alliance will become the largest group in parliament

Following the European Parliamentary elections in May, a pan-European, anti-EU transnational alliance will become the largest group in parliament. The new European Parliament chooses an anti-EU chairman and the European heads of state and government fail to pick a president of the European Commission, sending Europe back into political and economic turmoil.

- Não é o maior grupo no parlamento europeu, mas bastantes partidos anti-EU tiveram resultados relevantes...

3. Tech's 'Fat Five' wake up to a nasty hangover in 2014

While the US information technology sector is trading about 15 percent below the current S&P 500 valuation, a small group of technology stocks are trading at a huge premium of about 700 percent above market valuation. These 'fat five' - Amazon, Netflix, Twitter, Pandora Media and Yelp - present a new bubble within an old bubble thanks to investors oversubscribing to rare growth scenarios in the aftermath of the financial crisis.

- De certo pode-se considerar certo, todas caem este ano, entre 6 e 40%.

4. Desperate BoJ to delete government debt after USDJPY goes below 80

In 2014, the global recovery runs out of gas, sending risk assets down and forcing investors back into the yen with USDJPY dropping below 80. In desperation, the Bank of Japan simply deletes all of its government debt securities, a simple but untested accounting trick and the outcome of which will see a nerve-wracking journey into complete uncertainty and potentially a disaster with unknown side effects.

- Tiro completamente ao lado, o yen já vai em 120 e tal em relação ao dólar :)

5. US deflation: coming to a town near you

Although indicators may suggest that the US economy is stronger, the housing market remains fragile and wage growth remains non-existent. With Congress scheduled to perform Act II of its "how to disrupt the US economy" charade in January, investment, employment and consumer confidence will once again suffer. This will push inflation down, not up, next year, and deflation will again top the FOMC agenda.

- A inflação está ligeiramente acima do valor do ano passado, mas o petróleo vai dar uma ajuda na baixa dos preços no final do ano, ainda assim bem longe da ameaça da deflação.

6. Quantitative easing goes all-in on mortgages

Quantitative easing in the US has pushed interest expenses down and sent risky assets to the moon, creating an artificial sense of improvement in the economy. Grave challenges remain, particularly for the housing market which is effectively on life support. The FOMC will therefore go all-in on mortgages in 2014, transforming QE3 to a 100 percent mortgage bond purchase programme and - far from tapering - will increase the scope of the programme to more than USD 100bn per month.

- Não.

7. Brent crude drops to USD 80/barrel as producers fail to respond

The global market will become awash with oil thanks to rising production from non-conventional methods and increased Saudi Arabian ouput. For the first time in years hedge funds will build a major short position, helping to drive Brent crude oil down to USD 80/barrel. Once producers finally get around to reducing production, oil will respond with a strong bounce and the industry will conclude that high prices are not a foregone conclusion.

- Ah, 80! :lol: Uma previsão outrageous que afinal foi demasiado conservadora. Mas a lógica da previsão está certa.

8. Germany in recession

Germany's sustained outperformance will end in 2014, disappointing consensus. Years of excess thrift in Germany has seen even the US turn on the euro area's largest economy and a coordinated plan by other key economies to reduce the excessive trade surplus cannot be ruled out. Add to this falling energy prices in the US, which induce German companies to move production to the West; lower competitiveness due to rising real wages; potential demands from the SPD, the new coalition partner, to improve the well-being of the lower and middle classes in Germany; and an emerging China that will focus more on domestic consumption following its recent Third Plenum.

- A recessão falhou por pouco (-0.1% no 2ºtrimestre, e crescimento de 0.1% no 3º)

9. CAC 40 drops 40% on French malaise

Equities will hit a wall and tumble sharply on the realisation that the only driver for the market is the greater fool theory. Meanwhile, the malaise in France only deepens under the mismanagement of the Hollande government. Housing prices, which never really corrected after the crisis, execute a swan dive, pummeling consumption and confidence. The CAC 40 Index falls by more than 40 percent from its 2013 highs by the end of the year as investors head for the exit.

- A maior queda que o CAC teve em relação aos máximos de 2013 foi de apenas 13%...

10. 'Fragile Five' to fall 25% against the USD

The expected tapering of quantitative easing in the US will lead to higher marginal costs of capital from rising interest rates. This will leave countries with expanding current account deficits exposed to a deteriorating risk appetite on the part of global investors, which could ultimately force a move lower in their currencies, especially against the US dollar. We have put five countries into this category - Brazil, India, South Africa, Indonesia and Turkey.

- O USD valorizou-se em relação a estas divisas, mas bem longe dos 25%.

Depois escrevo as minhas para 2015 :cool:
 

·
Registered
Joined
·
23,267 Posts
E poderia ir para lá viver sem quaisquer engulhos burocráticos. Mas não, Viriatuus. Eu gosto de comer chocolate, bolos de chocolate, brigadeiros de chocolate, fondue de chocolate e o que mais imaginares com chocolate ou, em geral, doce. Para lavrador não tenho muito jeito. Percebo muito pouco das coisas da horta.
 

·
Luis M P A N Pereira
Joined
·
11,625 Posts
Por fim o meu pior pesadelo de todas as que ali estão, a maior indecência de todas, um horror, um ultraje a qualquer cidadão civilizado :D:

Cocoa futures hit USD$5000/tonne - tragédia, uma tragédia pegada. :D
Cuida-te com os diabetes!
:yes:
 
1 - 20 of 163 Posts
Top