SkyscraperCity banner

561 - 580 of 589 Posts

·
Jeito de Mato
Joined
·
14,821 Posts
Fábrica de peças para parques eólicos é inaugurada em Paulistana

O destaque do Piauí na área de energias renováveis tem atraído investimentos ao estado e movimentado a economia regional. Hoje, uma fábrica de material para parques eólicos foi inaugurada em Paulistana, cidade a 470 km de Teresina. Trata-se da empresa Rutten – Rudloff Protende Engenharia. (...)

A promessa é gerar 30 empregos diretos e produção de 230 torres por ano, sendo que cada uma leva seis cabos que podem pesar até três toneladas. A ideia é abastecer também outros estados próximos. (...)
 

·
Registered
Joined
·
16,539 Posts
Pr

Paraná recebe investimento de R$ 650 milhões da Prati-Donaduzzi



Maior fabricante de medicamentos genéricos do País, empresa vai ampliar sua unidade de Toledo (Oeste) e se tornará também maior fabricante de comprimidos da América Latina. Paraná venceu a concorrência de São Paulo, Pernambuco e Ceará.

A empresa de medicamentos Prati-Donaduzzi confirmou nesta quarta-feira (5), em evento com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, no Palácio Iguaçu, investimentos de R$ 650 milhões nos próximos três anos na ampliação da sua planta em Toledo, no Oeste do Paraná. Serão 350 novos empregos diretos. O empreendimento tem o apoio do Governo do Estado.

Paranaense, com sede em Toledo, a Prati-Donaduzzi é a maior fabricante de medicamentos genéricos do País, com capacidade produtiva de 12 bilhões de doses terapêuticas por ano. A marca estima presença em mais de 55 mil farmácias, 36 mil Unidades Básicas de Saúde e impacto diário na vida de 25 milhões de brasileiros, principalmente entre as famílias mais humildes e a população idosa.

O governador destacou que a ampliação permitirá acesso da empresa a novos mercados, geração de mais empregos na região Oeste e, ao final do processo de expansão, baratear o custo final dos medicamentos. “É uma conquista para o Estado. A empresa já gera 4,5 mil empregos diretos no Paraná e vai ampliar ainda mais esse alcance. Criamos um ambiente favorável para a atração de investimentos e geração de emprego”, afirmou Ratinho Junior.

Ele destacou que as negociações relacionadas a incentivos fiscais entre a empresa e os técnicos do Governo do Estado duraram cerca de oito meses, e que o retorno social é muito seguro para o Paraná. “É uma empresa que tem ciência, tecnologia e inovação no seu DNA, tem uma visão moderna, gera empregos com qualidade e boa remuneração. A Prati-Donaduzzi é genuinamente paranaense, um cartão de visitas do Estado, capaz de atrair outras empresas e novos empregos”, acrescentou Ratinho Junior.

CONCORRÊNCIA - Segundo Eduardo Bekin, diretor-presidente da Invest Paraná, agência estadual de atração de investimentos privados, o aporte inicial é de R$ 650 milhões, mas esse montante pode ultrapassar R$ 800 milhões nos próximos anos e atingir R$ 1 bilhão em uma década. O Estado venceu a concorrência de São Paulo, Pernambuco e Ceará por essa planta da empresa.

“Temos três grandes pilares na Invest Paraná: geração de emprego, desenvolvimento social e aumento da arrecadação. Mesmo com benefícios fiscais, fazemos contas a médio e longo prazos sobre o retorno financeiro e social para o Estado”, disse Bekin. “Nossa conta é muito criteriosa, passando pela intenção de investimento e em tecnologia aplicada no processo e chegando na contratação do primeiro funcionário. Foi uma briga muito boa com outros estados, mas dentro de parâmetros muito responsáveis”.
PRATI-DONADUZZI – A Prati-Donaduzzi é uma indústria farmacêutica especializada no desenvolvimento e na produção de medicamentos genéricos, principalmente anti-inflamatórios, antibióticos e comprimidos para combater obesidade, diabetes, pressão alta e dor. A indústria possui um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil.

Eder Fernando Maffissoni, diretor-presidente da empresa, afirmou que a ampliação fará da Prati-Donaduzzi a maior produtora de comprimidos da América Latina. “É um investimento significativo para a indústria farmacêutica. Vamos ampliar a capacidade e modernizar a estrutura atual, fazer mais uma unidade para 3,6 bilhões de doses por ano, além de um novo Centro de Distribuição em Toledo e do desenvolvimento de novos produtos, em pesquisa e desenvolvimento”, explicou.

A Prati-Donaduzzi é líder em volume de produção de medicamentos genéricos, mesmo com uma concorrência de outros 150 laboratórios farmacêuticos no País. A empresa atinge todas as cidades brasileiras e exporta nutracêuticos para o Texas (EUA), além de ter registrado crescimento de 15% e gerado 208 novos postos de trabalho no Paraná e nos centros de distribuição espalhados pelo País no ano passado.

Entre as novas iniciativas está a atuação na área de prescrição, principalmente em medicamentos indicados para tratamento de Parkinson, Alzheimer, epilepsia e epilepsia refratária, ansiedade, depressão e demência. “Esse investimento em Toledo abriga os nossos novos produtos. Para que eles consigam ser mais competitivos e também mais acessíveis para a população”, complementou Eder Maffissoni.

No ano passado a empresa participou da CPhI Worldwide, considerada a maior exposição farmacêutica do planeta, em Frankfurt, na Alemanha. A Prati-Donaduzzi apresentou um novo insumo farmacêutico ativo, o canabidiol sintético, e recebeu sondagens de mais de trinta países pela tecnologia aplicada na matéria-prima e no medicamento. Prati_Donaduzzi Investimento
 

·
Jeito de Mato
Joined
·
14,821 Posts
Equinor vai perfurar cinco poços no Brasil até 2022

A Equinor pretende perfurar cinco poços de exploração no Brasil entre 2020 e 2022, em busca de descobertas de óleo e gás de alto impacto, e avançar com uma série de novos projetos ao longo da década. Até 2026, a expectativa é iniciar a produção de dois novos projetos de produção de óleo e gás e dar início ao projeto de revitalização do campo de Roncador, na Bacia de Campos.

Em 2018, a Equinor adquiriu 25% de participação no ativo, por US$ 2,1 bilhões. Com experiência na recuperação de campos maduros do Mar do Norte, a norueguesa se comprometeu a entrar com mais US$ 550 milhões, para a revitalização do campo, que em dezembro produziu 122 mil barris por dia de petróleo, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). (...)
 

·
Registered
Joined
·
3,914 Posts
Mais investimentos pro RN nas renováveis.

Voltalia anuncia centro de operações de turbinas no RN e investimentos de R$ 1 bilhão

O presidente da empresa francesa Voltalia, Robert Klein, confirmou que a empresa realizará novos investimentos do porte de R$ 1 bilhão no Rio Grande do Norte para a construção e instalação do Centro de Operações global na cidade de Mossoró, no Oeste potiguar.

“O Centro de Operações de Mossoró vai controlar todas as plantas de geração de energia mantidas pela Voltalia no mundo, além de sediar toda a operação de estoque de peças, manutenção e operação dos parques no estado e no Brasil”

"Além disso, a empresa já indicou que pretende investir na geração de energia solar com foco em projetos no RN."
 

·
Registered
Joined
·
7,649 Posts
Noxis planeja construir refinaria em Sergipe​

A construção da primeira refinaria privada do país depois de mais de 50 anos pode sair do papel ainda neste ano. A recém-criada companhia brasileira Noxis Energy, por investidores e técnicos experientes do mercado de reno, obteve no último mês a licença ambiental prévia para a implantação de uma refinaria de pequeno porte em Sergipe. Com investimentos estimados em US$ 700 milhões, a unidade terá capacidade prevista para processar 35 mil barris/dia de petróleo.

O plano estratégico da Noxis é produzir e fornecer principalmente óleo combustível utilizado por navios, conhecido como bunker, com baixo teor de enxofre. A exigência para o uso do bunker menos poluente pelas embarcações, estipulada pela Organização Marítima Internacional (IMO, na sigla em inglês), entrou em vigor este ano. Além do bunker, a refinaria também produzirá diesel marítimo e nafta.

A Noxis busca agora fundos de investimentos interessados em aportar recursos no projeto em troca de uma participação na sociedade. Além disso, a companhia mantém conversas com três grupos de engenharia brasileiros para fechar o contrato de EPC (sigla em inglês para o modelo que inclui a construção, montagem e compra dos equipamentos) da refinaria.

Em paralelo, segundo o presidente executivo da Noxis, Gabriel Debellian, a empresa está em negociação com a multinacional de origem americana Fluor para o desenvolvimento do projeto e a construção dos módulos. Também são mantidas negociações com a Siemens para o fornecimento dos equipamentos. A ideia, de acordo com o executivo, é que a refinaria seja integralmente informatizada.

O executivo conta que a companhia já possui uma carta de intenções assinada com a Petrochina para adquirir o petróleo necessário para a refinaria, por um período de dez anos. Na outra ponta, a Noxis possui outra carta de intenções com a trading multinacional de origem dinamarquesa Bunker One para fornecer o combustível marítimo, pelo mesmo período. A demanda da Bunker One responderia por cerca de 50% da capacidade de processamento da refinaria. Debellian explica que as cartas assinadas com a Petrochina e a Bunker One são “bankable”, ou seja, podem ser consideradas para a contratação de uma linha de financiamento para a construção da refinaria.

Na etapa atual do empreendimento, a companhia deve investir entre US$ 4 milhões e US$ 5 milhões no detalhamento do projeto, enquanto busca a licença ambiental de instalação. Segundo Debellian, a licença pode ser emitida em cerca de oito meses. Até o momento, já foram investidos aproximadamente US$ 3,5 milhões no projeto.

A refinaria ocupará uma área de 500 mil metros quadrados (sendo 350 mil metros quadrados de área útil) contratada junto à Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), em Barra dos Coqueiros, na região metropolitana de Aracaju (SE). Situada em uma região portuária, a refinaria tem localização estratégica tanto para receber o petróleo quanto para fornecer o combustível. Dessa forma, explica o executivo, a companhia não fica dependente da utilização de infraestrutura logística de outras empresas.

A expectativa é que o empreendimento movimente 2,8 milhões de toneladas de petróleo e combustível por ano. Em mais longo prazo, a companhia tem planos de adquirir e refinar petróleo de pequenos produtores terrestres do país, que, por falta de opção, hoje são obrigados a vender a produção para a Petrobras, que aplica um desconto sobre o preço do produto. Nessa linha, a Noxis tem em carteira projetos para construir outras duas refinarias, no Espírito Santo e no Maranhão.

https://valor.globo.com/google/amp/empresas/noticia/2020/02/11/noxis-planeja-construir-refinaria-em-sergipe.ghtml
 

·
Registered
Joined
·
614 Posts
Nossa.. 6 bilhoes de investimentos na ponte Salvador - Itaparica!

Sabia que ia sair caro, mas estava por fora de que ia custar tudo isso.
Impressionante os chineses terem topado.. devem ter feito as contas e visto que era viável.
Os chineses nem apareceram para assinar o contrato. Sumiram. :runaway::hide:


Chineses não aparecem para assinar contrato da ponte Salvador-Itaparica



O vice-governador da Bahia, João Leão (PP), revelou que o consórcio chinês, formado pela CR20 (China Railway 20 Bureau Group Corporation) e pela CCCC (China Communications Construction) não apareceu na segunda-feira (3) para assinar contrato com o governo do Estado para a construção e gestão da ponte que ligará Salvador e Ilha de Itaparica, de acordo com a coluna de Levi Vasconcellos, do jornal A Tarde.

O motivo seria a epidemia do coronavírus que assola a China. Conforme ainda a coluna, não é bem que os chineses corram o risco de trazer o vírus para cá, mas o problema é o baque que isso está causando na economia lá.

O consórcio apresentou lance de R$ 56,21 milhões ao ano como contraproposta a ser paga pelo governo da Bahia para complementar o arrecadado com pedágio da ponte, que vai cruzar a baía de Todos-os-Santos.

Fonte
 

·
Registered
Joined
·
7,649 Posts
CSN deve investir R$1 bilhão em Sergipe​

O projeto de instalação da fábrica de cimento e mina de calcário e argila recebeu autorização da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) para sua construção na cidade sergipana de Maruim. A Licença de Instalação foi concedida à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), responsável pelo projeto, no final da noite desta terça-feira (11). A fábrica será a primeira da CSN no Nordeste e a terceira em todo o país, com investimento de mais de R$ 1 bilhão.

A estimativa da empresa é gerar 2.500 empregos diretos e outros 10 mil durante a construção da fábrica em dois anos na zona rural do município. Na produção, a previsão é que sejam gerados 500 empregos diretos e 2 mil indiretos, com capacidade de produzir por ano cerca de 4 milhões de toneladas de matéria-prima. Em uma área total de 560 hectares, no complexo está prevista a exploração de minério em 17,7 hectares por um período de estimado em dez anos.

No documento do órgão ambiental, com nove páginas, ao qual F5News teve acesso com exclusividade, a licença é válida por dois anos, vencendo em fevereiro de 2022. Foram estabelecidos prazos de 90 e 180 dias para que a companhia apresente à Adema documentos referentes ao projeto. A empresa busca agora a Licença de Operação - a última, que autoriza a exploração - que só deve ser concedida após todo o cumprimento das condicionantes da Licença de Instalação, conforme informou o presidente da Adema, Gilvan Dias.

A operação é esperada pelo Estado, que aposta no desenvolvimento da economia de Maruim e entorno, com o aumento nas atividades comerciais, de transportes, de empregos e toda a cadeia produtiva - uma "Maruim antes e depois da fábrica", como situa o secretário de Desenvolvimento, José Augusto Carvalho. Ele acrescenta que em pleno funcionamento a fábrica vai gerar um movimento de 200 carretas de cimento por dia. "Isso é maior do que em Laranjeiras na época da Fafen funcionando e significa uma enormidade na necessidade da manutenção de caminhões, abastecimento, alimentação, serviços auxiliares, aumento na procura de pensões para hospedagem. Maruim é uma região empobrecida, e isso vai ser um alento", prevê.

Segundo o secretário, a jazida de calcário existente na região é o suficiente para sustentar a planta de cimento por cem anos. A chegada de um empreendimento desse porte, na sua visão, deve também atrair pequenas indústrias que precisam do fornecimento do produto e que antes precisariam se deslocar para outras regiões. "Ou seja, fábrica de bloquinhos de revestimento para calçamento de ruas, de pátio de estacionamento, vigas de porta, lajes premoldadas, de blocos de cimento etc", exemplifica José Augusto.

Depois do fechamento de empresas do ramo em Sergipe, a expectativa ainda para o secretário é que a fábrica dê um fôlego a mais no setor. "A economia do país como um todo já está dando sinais de que vai retomar e a retomada da construção civil num estado pequeno é uma coisa decisiva", avaliou o secretário.

Outra boa notícia para o Estado foi o anúncio da possível construção da refinaria da empresa Noxis Energy na Barra dos Coqueiros, que recebeu licença ambiental prévia e agora providencia a licença de instalação. "É um evento marcante, sem dúvida, a existência de uma licença prévia é sinal para o mundo que é possível construir uma refinaria em Sergipe", pontua José Augusto.

Preocupação ambiental

Ainda conforme o documento, descumprir as obrigações estabelecidas - como a violação de normas ambientais - implica na adoção de penas previstas em lei, além de suspender ou cancelar a licença. Em situação de emergência na fase de instalação, a Adema deve ser comunicada em 24 horas com descrição das causas e providências tomadas, não isentando a empresa da aplicação das penalidades.

No anúncio feito em outubro de 2019 sobre a chegada da fábrica, a CSN informou que contratou uma empresa para identificar os impactos que poderão ser causados na região e que pretende realizar programas socioambientais, além de atividades que evitem prejuízos ao meio ambiente, como produção a seco, sem o uso de água, reduzindo poluição do ar.

https://www.f5news.com.br/economia/fabrica-recebe-autorizacao-do-governo-para-inicio-de-construcao-em-se.html
 

·
Não creio no que não vejo
Joined
·
23,364 Posts
É....definitivamente a China verá o seu "efeito Brumadinho" na economia no próximo PIB, e acho que a pancada será forte. Não duvido nada que caia fácil dos 5%.
 

·
to gulag!
Joined
·
20,691 Posts
Não sei se já foi postado pq n acompanho o thread...

Empresas russas equacionam possibilidade de fornecimento de gás ao Brasil, diz embaixador

https://br.sputniknews.com/brasil/2020021415217632-empresas-russas-equacionam-possibilidade-de-fornecimento-de-gas-ao-brasil-diz-embaixador/


Embaixador: negociações da Rússia com Brasil para construção da Angra 3 estão em 'fase ativa'

https://br.sputniknews.com/brasil/2020021415217645-embaixador-negociacoes-da-russia-com-brasil-para-construcao-da-angra-3-estao-em-fase-ativa/
 

·
Jeito de Mato
Joined
·
14,821 Posts
Mercado Livre planeja investir R$ 4 bilhões no Brasil em 2020

O Mercado Livre planeja investir 4 bilhões de reais no Brasil em 2020, como parte dos esforços para dar escala ao seu negócio de comércio eletrônico e aos serviços financeiros do Mercado Pago, disse nesta segunda-feira o vice-presidente-executivo da empresa para América Latina, Stelleo Tolda.

O valor representa um aumento de mais de 30% em relação aos 3 bilhões de reais investidos pela companhia no país no ano passado e, segundo Tolda, ajudarão o Mercado Livre a ampliar sua eficiência logística para reduzir prazos de entrega de encomendas e ampliar o cardápio de serviços financeiros. (...)


Mercado Livre: o investimento da empresa é parte dos esforços para dar escala ao seu negócio de comércio eletrônico e aos serviços financeiros do Mercado Pago (Nacho Doce/Reuters)
 

·
Jeito de Mato
Joined
·
14,821 Posts
Avery Dennison terá nova fábrica em SP para fazer “etiquetas inteligentes”

Multinacional americana aposta em crescimento acima de 20% no Brasil para etiquetas de radiofrequência, ou RFID. Fábrica vai atender a toda a América Latina

Será a quinta planta da Avery Dennison no mundo capaz de produzir material com essa tecnologia, além de Estados Unidos, México, Europa e China. A fábrica atendará a clientes de toda a América Latina e tem previsão de inauguração em 2021, segundo revelado em primeira mão a EXAME.


Nova fábrica de motores da FCA em Betim entrará em operação neste ano

Filosa antecipou também que a nova fábrica de motores 1.0 e 1.3 turbo, no Polo Automotivo de Betim, na região metropolitana de BH, entrará em funcionamento ainda neste ano.

“Teremos dois grandes momentos da FCA em Betim neste ano. O primeiro será o lançamento da nova geração da picape Strada no segundo trimestre, que é líder de mercado há mais de dez anos. A segunda grande empolgação para Betim é a nova fábrica de motores turbo, que começa a produzir no fim deste ano”, afirmou.

A nova instalação vai gerar 1.200 novos empregos no Polo Automotivo de Betim, que passará a ser a maior fábrica de powertrain da América Latina e uma das cinco maiores do mundo.

“Vamos produzir entre motores e transmissões, pouco mais de 1 milhão de unidades por ano. Das quais 300 mil serão exportadas e o resto para o mercado local. Fechamos um 2019 bem positivo e entramos em um ano que será muito melhor”, acredita Filosa.


Fábrica de cal da Fassa Bortolo sai do papel

A italiana Fassa Bortolo, indústria de insumos para a construção civil, iniciou as obras de instalação de uma fábrica de cal e derivados na cidade de Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Trata-se da primeira planta industrial da companhia fora da Europa e a previsão é que entre em operação em meados do ano que vem. Os investimentos devem chegar a R$ 150 milhões.
 

·
Jeito de Mato
Joined
·
14,821 Posts
Plano de ES e MG prevê investimento de R$ 57 bi

Os governadores de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), apresentaram ontem um conjunto de projetos que, segundo eles, pode atrair mais de R$ 50 bilhões em investimentos nos próximos anos. Na lista, estão rodovias, ferrovias, obras de saneamento e um novo gasoduto. A previsão é que os recursos venham da União, dos dois Estados e, especialmente, da iniciativa privada. Só a renovação da concessão da linha férrea Vitória-Minas – nas mãos da Vale – renderá, de acordo com o plano, investimentos de R$ 8,8 bilhões.
 

·
Registered
Joined
·
6,462 Posts
Do Bradesco Boletim de Investimentos


Na semana encerradas entre dia 12 de janeiro ao 18 de fevereiro, o valor total de investimentos anunciados foi de cerca de R$ 79,8 bilhões

O consórcio formado por Pátria Investimentos e o GIC, fundo soberano de Cingapura, foi o vencedor do leilão das Rodovias Piracicaba-Panorama. A concessão tem duração de 30 anos e prevê investimentos de R$ 14 bilhões ao longo deste período.

O Grupo Iberdrola anunciou um investimento de R$ 8,8 bilhões no Brasil até 2023, sendo R$ 2,1 bilhões para o estado de São Paulo e o restante para outras regiões. Os recursos serão usados para modernização de tecnologias da área de energia e outros.

A Rede D’Or São Luiz pretende investir R$ 8 bilhões nos próximos cinco anos. O valor será destinado à ampliação da oferta de leitos.

O Governo do Estado de São Paulo anunciou um investimento de R$ 6 bilhões no sistema de metrô do Estado. O montante contempla a ampliação de 8,3 quilômetros da Linha 2 – Verde e oito novas estações, além da interligação com outras linhas e a aquisição de 22 trens. Espera-se que as obras estejam concluídas em 2026.

O Mercado Livre pretende investir R$ 4 bilhões em 2020 no Brasil. O valor será destinado a otimização dos serviços e logística, entre outros.

A Noxis Energy pretende construir uma refinaria de pequeno porte em Barra dos Coqueiros (SE), com um investimento de US$ 700 milhões. Espera-se que a unidade produza bunker (óleo combustível utilizado por navios), além de diesel marítimo e nafta.

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) planeja investir R$ 3,1 bilhões na expansão e modernização nos sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica do Rio Grande do Sul. O montante deve ser até 2024.

O Carrefour anunciou investimentos de cerca de R$ 2 bilhões no Brasil, com expectativa de inaugurar 20 novas unidades em 2020.

O Governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou que investirá R$ 2 bilhões no bairro da Rocinha no Rio de Janeiro (RJ). O valor contempla obras de alargamento de ruas e construção de novas unidades habitacionais, bem como obras de saneamento.

A Viação Itapemirim pretende investir US$ 500 milhões principalmente na criação de uma companhia aérea. Cerca de 35 aeronaves Bombardier já foram encomendadas.

O Governo do Paraná tem a intenção de investir cerca de R$ 1,25 bilhão via Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas em diversos municípios do estado ao longo de 2020. Além disso, também pretende investir cerca de R$ 50 milhões em reformas e construção de novas escolas estaduais.

A Usiminas pretende investir R$ 1 bilhão em 2020 em diversos projetos, mas o plano detalhado do investimento não foi divulgado.

A montadora Volvo pretende investir R$ 1 bilhão em pesquisa e desenvolvimento de caminhões e ônibus no Brasil entre 2020 e 2023. o A Comper e a Fort Atacadista planejam investir R$ 1 bilhão nos próximos cinco anos. O valor será destinado à construção de dois supermercados Comper e à construção de um centro de distribuição, ambos no Distrito Federal, com expectativa de gerar 5 mil empregos diretos.

A Celulose Irani planeja investir R$ 1 bilhão. O valor será aplicado na construção de uma caldeira de recuperação, nova linha de embalagens, modernização da fábrica de Santa Luzia (MG), além da expansão da capacidade da fábrica de embalagens de Santa Catarina.

A Solar Provider Group (SGP) pretende investir US$ 250 milhões nos próximos 5 anos para ingressar no mercado solar brasileiro.

A Amazon Web Services (AWS) investirá US$ 236 milhões na ampliação de data centers em São Paulo. O valor será aplicado ao longo dos próximos dois anos. Espera-se ampliar sua oferta de serviços de computação em nuvem.

A Renner pretende inaugurar entre 25 a 30 novas unidades por ano até 2025, com foco em cidades do interior e shoppings já existentes. Apenas neste ano, estima-se que os investimentos deverão somar cerca de 910 milhões.

A mineradora Nexa Resources investirá cerca de US$ 220 milhões no projeto Aripuanã, localizado ao norte de Mato Grosso, em 2020. O valor deve ser aplicado na aquisição de bens de capital.

A empresa Seara investirá R$ 1 bilhão nos próximos dois anos no Rio Grande do Sul. Cerca de R$ 640 milhões será usado para ampliação da capacidade de produção de frango, suínos e alimentos processados, e o restante para ampliação de unidades localizadas no estado.

A Enel GO pretende investir R$ 1 bilhão na rede elétrica de Goiás, além de concluir as obras de seis novas subestações e a ampliação de outras 121 em 2020.

O Grupo A. Yoshii pretende investir R$ 1 bilhão em projetos imobiliários no Paraná em 2020.

A Bracell anunciou um investimento de R$ 1 bilhão em novos processos produtivos em sua fábrica de celulose em Lençóis Paulista (SP). Os recursos serão usados para instalação de processos de gaseificação de biomassa, sistema de distribuição de energia e outros.

A Cervejaria Império irá construir uma nova fábrica no município de Jataí (GO) com um investimento R$ 900 milhões. Espera-se que a unidade entre em funcionamento no primeiro semestre de 2022, gerando dois mil empregos diretos.

A empresa Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) pretende investir cerca de R$ 833 milhões em construção, ampliação e modernização de subestações dos sistemas de Alta, Média e Baixa Tensão em 2020.

A Prefeitura de São Paulo tem a intenção de investir R$ 800 milhões em obras para prevenção de enchentes em 2020. O plano detalhado das obras não foi divulgado.

A Prati-Donaduzzi, fabricante de medicamentos genéricos, planeja ampliar sua planta industrial de Toledo (PR) com um investimento inicial de R$ 650 milhões, nos próximos três anos. Espera-se gerar 350 empregos diretos.

O Governo da Bahia pretende investir R$ 464 milhões na construção de 17 escolas estaduais, três complexos esportivos e na ampliação e reforma de 150 unidades escolares por todo o estado.

O Governo de Espírito Santo anunciou um investimento de R$ 460 milhões. O valor será aplicado em melhoras de rodovias e escolas de 10 municípios, como Linhares e Aracruz.

A Vale planeja construir uma planta industrial de concentração magnética a seco de minérios de baixo teor de ferro com um investimento de US$ 100 milhões. A construção deve iniciar em 2022 e a planta deve ficar em Minas Gerais.

O Governo do Estado de São Paulo anunciou um investimento de R$ 446,8 milhões para obras de duplicação da SP-214. O trecho contemplado começa na estrada do M’Boi Mirim, no terminal Jardim Ângela, e vai até o km 33 da SP-214, em Itapecerica da Serra. Espera-se que as obras estejam concluídas em 24 meses, começando em maio deste ano.

A Prefeitura de Maceió (AL) planeja investir cerca de R$ 400 milhões em pacotes de obras nas áreas de pavimentação, drenagem e esgotamento sanitário em diversos bairros.

A Aurora pretende investir R$ 400 milhões durante 2020. O detalhamento do plano de investimentos não foi divulgado.

Para 2020, o Governo do Estado da Paraíba anunciou a construção de 29 escolas com investimento de R$ 141 milhões. Além disso, anunciou também R$ 178 milhões de investimento em infraestrutura rodoviária e R$ 376 milhões para recuperação da Estação de Esgoto de João Pessoa.

O Grupo Têxtil Apucarana investirá R$ 19 milhões na ampliação de sua unidade localizada no Parque Industrial Sul, no município de Apucarana (PR). Espera-se gerar 30 empregos diretos. Além disso, também anunciou a intenção de construir uma nova fábrica para a produção de tecido jeans com um investimento de US$ 100 milhões, também no município de Apucarana.

A Portonave irá investir US$ 100 milhões entre 2020 e 2024 para adaptar o terminal privado de Navegantes (SC), para que este consiga operar com navios maiores.

O Grupo Engevix planeja concluir a construção da usina hidrelétrica de São Roque (UHE), localizada em Santa Catarina, com um investimento de R$ 380 milhões. Espera-se gerar cerca de mil empregos no estado.

A empresa Syngenta anunciou US$ 80 milhões em investimentos até 2021 para ampliação da produção e suprimentos da linha de sementes NK, além de P&D direcionados a novos cultivares de soja e híbridos de milho até 2024.

A Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) pretende investir R$ 323 milhões em expansão e interligação da rede de distribuição entre 2020 e 2024.

A Ultragaz planeja investir R$ 300 milhões em 2020. O valor será aplicado no desenvolvimento de tecnologias e na expansão da empresa em cidades do interior do Brasil.

O Governo do Distrito Federal assinou a ordem de serviço para a construção de um túnel na região de Taguatinga, com um investimento de R$ 275 milhões. A previsão de conclusão da obra é de 24 meses.

O Governo de Pernambuco investirá R$ 250 milhões no transporte público nos próximos três anos. O valor será destinado à implantação de faixas exclusivas de ônibus, requalificação de 20 estações de Bus Rapid Transport (BRT), entre outros.

A MRV pretende construir um complexo de 12 condomínios no município de Contagem (MG) com investimentos de R$ 220 milhões. Espera-se que até 2028 as obras estejam finalizadas, com expectativa de que 7.500 pessoas morem no complexo.

O Governo do Rio Grande do Sul realizará pavimentação, recuperação e construção de estradas e rodovias com aportes de R$ 220 milhões em 2020.

O Governo da Paraíba investirá R$ 200 milhões em um pacote de obras de infraestrutura em 2020. O pacote contempla obras em infraestrutura viária, como pavimentação, construção de pontes e outros, em diversas cidades.

O Grupo Solar realizará aportes de R$ 200 milhões em projetos de geração de energia renovável. Espera-se que todo o consumo de energia seja de fontes renováveis até 2024. Além disso, também anunciou R$ 25 milhões em investimentos destinados à ampliação da capacidade de produção e o lançamento de um novo produto em sua fábrica de Alagoas.

A empresa de autopeças Meritor investirá R$ 200 milhões na construção de uma nova fábrica em Roseira, município de São Paulo. As obras devem iniciar em março e espera-se que elas estejam concluídas em 13 meses.

A Polimix, empresa de fabricação de cimentos, construirá uma fábrica no município de Ananindeua (PA) com um investimento de R$ 160 milhões. Espera-se gerar cerca de 80 empregos diretos e 360 indiretos.

A Sanepar investirá R$ 152 milhões nos sistemas de água e esgoto sanitário de Toledo (PR) nos próximos 5 anos. O valor contempla obras de ampliação e melhoria da rede de água e da rede coletora de esgoto, melhorias operacionais, entre outros.

A Prefeitura de Guarujá (SP) pretende investir R$ 150 milhões em obras de macrodrenagem e infraestrutura nas Bacias do Rio do Meio e Rio Santo Amaro, com a intenção de diminuir problemas causados pelas enchentes.

A Eurostars Hotels construirá um hotel no Ceará com R$ 150 milhões de investimentos. A localização exata não foi divulgada, mas acredita-se que ficará próximo a região de Jericoacoara (CE).

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) pretende investir R$ 130 milhões em 160 municípios do Piauí. Os investimentos contemplarão as áreas de abastecimento de água e pavimentação, entre outras.

O Grupo Lindal construirá uma nova fábrica em Jundiaí (SP) para a produção de válvulas e atuadores de aerossóis para pulverização. Os investimentos somam US$ 25 milhões. Esperase que a obra esteja concluída em um ano e que sejam gerados 130 empregos diretos.

A RKM Engenharia construirá quatro empreendimentos imobiliários em Minas Gerais com um investimento de R$ 125 milhões. Espera-se gerar cerca de 360 empregos diretos e indiretos.

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) pretende investir R$ 120 milhões em 2020. Os recursos serão usados na modernização da Estação de Tratamento do Guandu, localizado no município de Nova Iguaçu (RJ).

A cervejaria Dado Bier pretende investir R$ 105 milhões para a construção de uma fábrica no município de Três Cachoeiras (RS).

A Procter & Gamble (P&G) investirá R$ 100 milhões em tecnologia e inovação na sua fábrica no estado de São Paulo.

A Prefeitura de Manaus investirá R$ 100 milhões na quarta etapa do programa de reconstrução da malha viária da cidade, contemplando cerca de 165 vias e totalizando 132 quilômetros.

A empresa Órigo Energia irá investir R$ 100 milhões para a construção de fazendas solares, com o início das obras previstos para março deste ano.

A Eco101 investirá R$ 100 milhões na duplicação da BR-101, entre o trevo de Guarapari (km 335) até a Anchieta (km 357,7), ambos municípios do Espírito Santo. Espera-se gerar 500 empregos diretos e 500 indiretos, com previsão de conclusão das obras em 18 meses.

O Grupo Fricke, que atua na venda de materiais de construção, planeja investir R$ 100 milhões nos próximos 3 anos. O valor contempla a construção de Centros de Distribuição e Logística, bem como a ampliação de outras unidades.

A cervejaria Estrella Galicia planeja construir uma fábrica em Minas Gerais com um investimento de R$ 100 milhões, com expectativa de gerar 100 empregos diretos e indiretos.

A Companhia Energética de Brasília (CEB) planeja investir R$ 94 milhões em melhoras no fornecimento de energia elétrica de áreas consideradas críticas em 2020.

As empresas Rumo e Caramuru Alimentos planejam investir R$ 90 milhões em um carregador de navios no Terminal 39 no porto de Santos (SP).

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul (RS) prevê R$ 82 milhões de investimento em obras como pavimentação de ruas, ampliação do sistema de saúde, educacional e outros em 2020.

• A Samarco pretende fazer manutenção da usina quatro do complexo localizado em Anchieta (ES), com um investimento de R$ 80 milhões. Espera-se terminar a manutenção até junho de 2020 e gerar cerca de 400 vagas de emprego.

A Prefeitura de Maringá (PR) pretende dobrar a capacidade do aeroporto com um investimento de R$ 80 milhões.

A Monsanto pretende realizar aportes de R$ 80 milhões para modernizar sua unidade de Camaçari (BA).

• A Eliane Revestimentos Cerâmicos pretende ampliar e modernizar as unidades de Cocal do Sul e Criciúma, ambos municípios de Santa Catarina, com um investimento de R$ 80 milhões.

O Governo de Pernambuco assinou um convênio com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para a retomada das obras das barragens de Panelas II e a de Gatos, nos municípios de Cupira e Lagoa dos Gatos, respectivamente. O investimento total é de R$ 76 milhões, sendo R$ 46 milhões para Panelas II e R$ 29 milhões para Gatos.

A Companhia Energética de Brasília (CEB) planeja investir R$ 72 milhões em obras e manutenções no sistema elétrico do Distrito Federal em 2020.

• A rede de refeições Giraffas investirá R$ 70 milhões em 2020. O valor contempla reforma de lojas e abertura de novas unidades, com expectativa de inaugurar 40 até o fim de 2021.

O Sistema S (Sesc e o Senac, entre outros) investirá cerca de R$ 70 milhões em reformas e na construção de novas unidades na capital e no interior do estado de Sergipe.

O Governo do Estado de São Paulo anunciou que investirá cerca de R$ 69,4 milhões. Cerca de R$ 55,5 milhões serão aplicados no desassoreamento e limpeza do rio Tietê, em um trecho de 41,2 quilômetros, entre a Barragem da Penha e lago da Barragem Edgard de Souza. Espera-se que as obras estejam concluídas em 12 meses. O restante será utilizado em obras de infraestrutura e saneamento em Itupeva, no recapeamento de vias, construção de uma ponte e ampliação da coleta de esgotos.

A empresa alemã ME-LE irá investir cerca de R$ 60 milhões para a construção de uma usina de produção de biogás no Biopark de Toledo (PR).

A PGR construirá três prédios residências com um investimento de R$ 60 milhões, nos municípios de Gramado e Canela, ambos do Rio Grande do Sul. A previsão de entrega é entre janeiro de 2023 e janeiro de 2024.

A Yazaki instalará uma fábrica para produção de peças automotivas no município de Bonito (PE) com um investimento de R$ 60 milhões. As obras serão iniciadas em fevereiro deste ano, com previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2021.

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) anunciou investimentos de R$ 50 milhões em obras em Santa Cruz do Sul (RS). O objetivo é reforçar o abastecimento de água do município. Espera-se que todas as obras estejam concluídas até o final de 2023.

A Prefeitura de Maringá (PR) irá investir R$ 50 milhões na revitalização do Eixo Monumental, no centro da cidade. O projeto inclui instalação de mobiliário urbano, ciclovias e praças, entre outros.

A Prefeitura de Canoas (RS) realizará a revitalização 50 quilômetros de vias com um investimento de R$ 36 milhões.

A Prefeitura de Recife (PE) anunciou que investirá R$ 30 milhões no recapeamento de 50 vias do município.

A Steam Cloud Kitchens, empresa especializada na construção e operação de cozinhas profissionais voltadas ao delivery, anunciou aportes de R$ 30 milhões na criação de hubs, pontos de atendimento de restaurantes. Para 2020, estão previstos a inauguração de três hubs nos bairros de Tatuapé, Brooklin e Santana, na cidade de São Paulo, e outros dois em Santo André e São Bernardo do Campo, ambos municípios no estado de São Paulo.

A rede Louvre Hotels Group investirá R$ 30 milhões no hotel Royal Tulip Brasília para obras de modernização, que deve ser finalizada até o segundo semestre de 2021.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) irá investir R$ 28 milhões na construção de uma nova avenida na região administrativa de Pôr do Sol/Sol Nascente.

A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás) irá investir R$ 26,4 milhões para a construção de uma rede de distribuição de gás natural em Gramado (RS), nos próximos quatro anos.

A Prefeitura de Niterói (RJ) investirá R$ 25 milhões para obras contenção de encostas no morro de Boa Esperança.

A Mallory, empresa de eletroportáteis, planeja investir R$ 25 milhões para ampliar sua participação no mercado, destinando o valor para inovação na linha de manufaturados de ventiladores e em novos canais de venda, com foco para o e-commerce, em 2020.

A empresa Renovabilis Solar construirá usinas solares no município de Coivaras (PI) com aportes inicias de R$ 20 milhões.

A Compostec planeja construir uma usina de produção de biogás no Biopark de Toledo (PR) com um investimento de R$ 20 milhões.

A Ikê Assistência investirá R$ 20 milhões em tecnologia, inteligência artificial e robotização de processos no Brasil.

O Governo do Estado de São Paulo pretende investir cerca de R$ 20 milhões em projetos de drenagem em rios e córregos na Região Metropolitana de São Paulo.

O Governo do Amazonas investirá R$ 19,5 milhões na recuperação dos sistemas viários de Maués e Tefé, ambos municípios do estado. Cerca de R$ 4,8 milhões serão usados na pavimentação e recapeamento de vias de Maués e o restante em obras de terraplanagem, pavimentação, drenagem e sinalização em Tefé.

A Prefeitura de Aquidauana (MS) realizará a pavimentação e drenagem de 136 vias do bairro Nova Aquidauana com um investimento de R$ 17 milhões.

A Freeway Artefatos de Couro planeja ampliar a produção da sua fábrica de Jacobina (BA) com um investimento de R$ 15 milhões. Espera-se gerar 70 empregos diretos.

O Governo do Estado de São Paulo investirá R$ 15 milhões em educação no município de Bertioga. O montante contempla reformas e melhorias de várias escolas, além da construção de uma nova creche.

A Prefeitura de São Bernardo (SP) planeja investir R$ 15 milhões em recapeamento de vias de diversas regiões da cidade em 2020.

A Cooperativa Bom Jesus construirá uma unidade com um investimento de R$ 15 milhões, no município de Mafra (SC). A unidade será destinada a recepção e beneficiamento de cereais e outros produtos.

A Sabesp planeja ampliar o sistema de abastecimento de água no município de Santo André (SP) com um investimento de R$ 15 milhões.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico fará um investimento de R$ 14 milhões no Polo JK, localizado na Região Administrativa de Santa Maria (DF) em obras de pavimentação asfáltica.

A Prefeitura de Salvador (BA) retomará as obras de conjunto habitacional em Paripe. As obras devem ser concluídas em 10 meses e terão investimento de R$ 14 milhões.

O Governo do Ceará fará a restauração de 22,3 quilômetros da CE-397 entre o distrito Poço do Pau (CE) e Brejo Santo (CE) com investimento de R$ 13,5 milhões. A restauração contempla obras de pavimentação, drenagem, proteção ambiental e outros.

O Governo do Pará investirá R$ 13 milhões em obras de drenagem, pavimentação, urbanização e iluminação pública no município de Castanhal. Espera-se que as obras estejam concluídas em 8 meses.

O Governo de Goiás irá investir R$ 13 milhões na construção da policlínica no município de Campos Belos. Espera-se que a unidade entre em funcionamento em 2021.

A Prefeitura de Santa Rosa (RS) irá investir R$ 12 milhões para construção de ginásio poliesportivo, que terá capacidade de 5 mil pessoas.

A União Casings, empresa do ramo de frigorífico, planeja adquirir uma fábrica no município de Colmeia (TO) e investir cerca de R$ 12 milhões para ampliar a sua produção, com expectativa de gerar cerca de 600 empregos diretos.

O Grupo Philus planeja investir cerca de R$ 12 milhões para a construção de uma nova unidade em Ponta Grossa (PR), que será destinada à fabricação de embalagens, copos e canudos sustentáveis. As obras têm conclusão prevista para janeiro de 2022.

A Friboi investirá R$ 11 milhões para ampliar a capacidade de produção em sua unidade de Lins (SP). Com a criação de 150 postos de trabalho na cidade, pretende-se usar a produção adicional para exportação.

A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) anunciou um investimento de R$ 11 milhões no município de Nioaque (MS). Os recursos serão destinados à extensão da rede e construção de nova estação de tratamento de esgoto.

A Prefeitura de Toledo (PR) planeja investir R$ 10 milhões na pavimentação de diversas vias do município.

O Governo de Goiás planeja investir R$ 10 milhões em fornecimento de água, obras de infraestrutura e na retomada de obras do anel viário, no Distrito Agroindustrial do município de Anápolis.

 

·
Registered
Joined
·
6,462 Posts
Do Bradesco Boletim de Investimentos


Cerca de R$ 15,1 bilhões em investimentos foram anunciados na semana encerrada no dia 23 de fevereiro

A Latam investirá US$ 1 bilhão em melhorias em seus produtos, tecnologia e cabines.

• O grupo CCR venceu o leilão de trecho de 220,4 quilômetros BR-101/SC, entre Paulo Lopes (SC) e São João do Sul (SC), e investirá R$ 3,38 bilhões em obras na mesma nos próximos 30 anos.

A Raízen estima investir cerca de R$ 3 bilhões na safra de 2020/21. Deste montante, aproximadamente R$ 2 bilhões será destinado para a renovação e manutenção de canaviais.

A Multiplan, administradora de shopping centers, pretende investir cerca de R$ 1,1 bilhão em 2020. Estão incluídas neste montante a aquisição do Shopping Santa Úrsula, Park Shopping, Ribeirão Shopping e DiamondMall, cujo valor total está entre R$ 471 e R$ 561 milhões, bem como projetos de expansão e modernização.

O supermercadista Assaí pretende inaugurar 20 unidades e investir mais de R$ 1 bilhão em 2020. As lojas serão abertas em 11 estados do país, com destaque para o Rio de Janeiro, com 5 novas lojas, e o Nordeste.

• A Ômega Energia pretende construir um novo parque eólico no município de Ilha Grande (PI) com um investimento de R$ 1 bilhão.

A Randon planeja investir R$ 220 milhões em 2020. O detalhamento do plano de investimento não foi divulgado.

A Iguatemi pretende investir entre R$ 170 milhões e R$ 220 milhões em projetos de expansão e modernização de shoppings centers em 2020.

A JBS Biodiesel planeja investir R$ 180 milhões na construção de uma nova usina de biodiesel em Mafra (SC), e cerca de R$ 13 milhões para a ampliação das unidades de Lins (SP) e Campo Verde (MT), totalizando R$ 193 milhões em investimento em 2020.

A Sada Transportes, operador logístico do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), planeja investir R$ 110 milhões na construção de um novo terminal logístico e uma usina de geração de energia solar em Goiana (PE). Espera-se que as obras estejam concluídas até dezembro de 2020.

• O grupo Elea Digital anunciou um investimento de R$ 100 milhões para a implantação de um Data Center em Fortaleza (CE).

A Primato Cooperativa Agroindustrial investirá R$ 100 milhões entre 2020 e 2025. O valor será destinado à construção de novos supermercados, ampliação e construção de beneficiadoras de cereais, todos em Toledo (PR).

• A Hipermix Cimentos planeja construir uma fábrica de cimento e argamassa no município de Montenegro (RS) com um investimento de R$ 100 milhões. Espera-se que as obras estejam concluídas até o início de 2021.

O Governo do Estado de São Paulo investirá R$ 52 milhões em projetos de melhorias dos recursos hídricos de 72 municípios. O valor contempla ações de combate a perdas de água, macrodrenagem urbana, entre outros.

O Governo de Santa Catarina planeja investir R$ 25 milhões para a pavimentação do Contorno Viário Extremo Oeste, em Chapecó, que irá ligar a SC-283 com a BR-282. Espera-se que as obras estejam concluídas em dois anos.

A rede Tatu Bola Bar pretende inaugurar de cinco a oito unidades com um investimento de R$ 24 milhões nos próximos anos, com a meta de possuir 30 unidades até 2025.

O Governo Federal pretende investir R$ 20 milhões para a continuidade das obras de drenagem da bacia do Rio Lenheiros em Santos (SP).

A Prefeitura de Novo Hamburgo (RS) investirá cerca de R$ 17,7 milhões para ampliar o Hospital Municipal de Novo Hamburgo em 5,1 mil metros quadrados. As obras devem iniciar em março e durarem cerca de 18 meses.

A Odontoclinic pretende abrir 30 unidades em sistema de franquia no Espírito Santo, nos próximos três anos. O investimento será de aproximadamente R$ 16 milhões e espera-se gerar 800 empregos.

A CTG Brasil, geradora privada de energia elétrica, pretende investir R$ 14,4 milhões para a implantação de uma rota de postos de carregamento de veículos elétricos entre as usinas de Jupiá (MS) e Ilha Solteira (SP), bem como na criação de uma plataforma digital de comercialização de energia elétrica para postos de recarga de veículos.

O grupo empresarial Buaiz investirá R$ 12 milhões para revitalização de uma área de 16 mil metros quadrados no entorno do Shopping Vitória, localizado em Vitória (ES). O valor será destinado à iluminação, praças arborizadas, ciclovias e ruas de pedestres, entre outros. Espera-se que as obras estejam finalizadas até setembro de 2020 e gerar cerca de 110 empregos diretos e indiretos.

A Audi investirá R$ 10 milhões para a instalação de 200 eletropostos em dez estados do Brasil.

 

·
Jeito de Mato
Joined
·
14,821 Posts
Projeto Sirius se prepara para inaugurar estações de pesquisa

O Projeto Sirius - o maior acelerador de elétrons do mundo - deve inaugurar o funcionamento das primeiras 13 estações de pesquisa ainda neste semestre. A Agência Brasil visitou as instalações do imenso laboratório para compreender as atividades desenvolvidas com o uso da luz síncrotron - um espectro de luz especial que só pode ser obtida através da aceleração de elétrons a uma velocidade que beira a velocidade da luz.

Engenheiros, físicos, matemáticos, biólogos e uma equipe massiva de entusiastas de ciência estão envolvidos no comissionamento do Projeto Sirius. Localizado em Campinas, no interior do estado de São Paulo, o projeto representa um investimento de R$ 1,8 bilhão, e pode mudar a forma como a comunidade científica encara o Brasil. As pesquisas são feitas nas áreas de saúde, combustíveis, materiais, energia, química, física e em incontáveis experimentos de equipes altamente especializadas que criam propostas de estudo com a tecnologia de ponta aplicada no laboratório.

“O Brasil tem todo o potencial para ocupar uma posição na ciência bastante respeitada. O país precisa da atividade científica, isso deve ser prioridade. No Sirius, pesquisadores, físicos teóricos, engenheiros e técnicos desenham e projetam conhecimento que transborda para todas as áreas da ciência. Estamos dominando um conjunto de técnicas e soluções extremamente avançadas”, afirmou Antônio José Roque da Silva, diretor do projeto Sirius.



O Projeto Sirius, em Campinas (SP), é o maior investimento já realizado em ciência e pesquisa no Brasil e deve funcionar integralmente em 2020." - Rovena Rosa/Agência Brasil

Confira o especial:

 

·
Parahyba
Joined
·
11,584 Posts
Construção de parque aquático em Lucena, Litoral da PB, prevê investimento de R$ 100 milhões

Um parque aquático vai ser construído em Lucena, Litoral Norte da Paraíba, durante os próximos dois anos. O empreendimento deve ter investimento de R$ 100 milhões e gerar até 600 empregos diretos na região, segundo a assessoria comercial informou ao G1 nesta sexta-feira (28).

O terreno, com uma área de 300 mil m², foi adquirido por dois investidores paraibanos e um carioca, que pretendem construir no espaço também um pólo hoteleiro. A previsão de valor investido envolve as instalações e atrações do local.

Ainda conforme a assessoria comercial do parque, uma equipe analisou características do Litoral da Paraíba que resultaram na escolha do município para instalação do “Sun Park”. Entre elas, estão as condições climáticas favoráveis da região, número de habitantes e turistas que se deslocam para outros estados brasileiros à procura de locais com propostas semelhantes.

https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2020/02/28/construcao-de-parque-aquatico-em-lucena-litoral-da-pb-preve-investimento-de-r-100-milhoes.ghtml
 

·
Marquês do Seridó
Joined
·
11,960 Posts
Projeto Sirius se prepara para inaugurar estações de pesquisa

O Projeto Sirius - o maior acelerador de elétrons do mundo - deve inaugurar o funcionamento das primeiras 13 estações de pesquisa ainda neste semestre. A Agência Brasil visitou as instalações do imenso laboratório para compreender as atividades desenvolvidas com o uso da luz síncrotron - um espectro de luz especial que só pode ser obtida através da aceleração de elétrons a uma velocidade que beira a velocidade da luz.

Engenheiros, físicos, matemáticos, biólogos e uma equipe massiva de entusiastas de ciência estão envolvidos no comissionamento do Projeto Sirius. Localizado em Campinas, no interior do estado de São Paulo, o projeto representa um investimento de R$ 1,8 bilhão, e pode mudar a forma como a comunidade científica encara o Brasil. As pesquisas são feitas nas áreas de saúde, combustíveis, materiais, energia, química, física e em incontáveis experimentos de equipes altamente especializadas que criam propostas de estudo com a tecnologia de ponta aplicada no laboratório.

“O Brasil tem todo o potencial para ocupar uma posição na ciência bastante respeitada. O país precisa da atividade científica, isso deve ser prioridade. No Sirius, pesquisadores, físicos teóricos, engenheiros e técnicos desenham e projetam conhecimento que transborda para todas as áreas da ciência. Estamos dominando um conjunto de técnicas e soluções extremamente avançadas”, afirmou Antônio José Roque da Silva, diretor do projeto Sirius.



O Projeto Sirius, em Campinas (SP), é o maior investimento já realizado em ciência e pesquisa no Brasil e deve funcionar integralmente em 2020." - Rovena Rosa/Agência Brasil

Confira o especial:

1 bilhãozinho bem aplicado vai revolucionar a ciência no Brasil.

Enquanto isso a Rouanet arrecada 1 bilhão por ano. Every fuc|king year.

É urgente um PL que inclua entre os destinos da Rouanet investimentos na ciência e pesquisa.

Hoje eu posso destinar 4% do meu IRPJ (ou 6% do IRPF) para um show de Luan Santana ou um filme do Lucas Netto, mas não posso destinar a um acelerador de elétrons.

Alô, Bolsonaro! Me ajuda aí!
 

·
Visitante desde 2002
Joined
·
2,879 Posts
Investimentos estão saindo por todo o Brasil e isso comprova que a nossa economia está indo pra frente! :eek:kay:
 
561 - 580 of 589 Posts
Top