SkyscraperCity banner
1 - 2 of 2 Posts

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Discussion Starter · #1 ·
RIO - A Light informou,através de nota oficial, que até esta terça-feira não recebeu nenhuma proposta de pagamento por parte da Supervia da dívida de R$ 144 milhões, referentes a 42 meses de faturas não pagas. A distribuidora afirmou na nota que caso não haja retomata dos pagamentos a população será comunicada, em breve, do corte seletivo do fornecimento de energia elétrica da rede ferroviária da Supervia. O prazo dado pela concessionária de energia vence nesta quarta-feira.

A nota afirmava que nesta terça-feira a juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro, da 1ª Vara Cível, negou mandado de segurança à SuperVia de evitar o corte no fornecimento.
Já a assessoria de imprensa da Supervia disse que "não há chances dos trens serem paralisados porque temos uma liminar na 21ª Vara Cível da Justiça do Rio de Janeiro que impede o corte de luz da Light ".
A Light culpa a Supervia por quaisquer transtornos que a população possa ter. "A paralisação dos trens será de inteira e exclusiva responsabilidade da Supervia", afirma a nota.
Rio, O Dia, 18/04/2006.

SuperVia pode perder concessão por dívida - RIO - Às vésperas de ter o fornecimento de energia elétrica cortado por falta de pagamento, a SuperVia pode perder para sempre a concessão do transporte ferroviário de 11 municípios do Rio. O aviso partiu do secretário estadual de Transportes, Albuíno de Azeredo. “Os passageiros não serão prejudicados por erros da empresa. Não podemos intervir no direito que a SuperVia tem de administrar o setor por um motivo qualquer. Mas, se ela não entrar num acordo com a Light para evitar o corte e a paralisação dos trens, faremos uma intervenção imediata para controlar a situação e poderemos pedir a suspensão definitiva desse direito”, disse.

Responsável pelo transporte de mais de 400 mil passageiros por dia, a SuperVia tem até amanhã para quitar dívida de R$ 144 milhões com a Light. Segundo a concessionária de energia, o débito é referente ao pagamento de 42 meses de consumo.
Procurada pelo DIA, a SuperVia não quis comentar as declarações do secretário. A empresa informou que vai aguardar pronunciamento da Agência Reguladora do setor, a Agetransp, que voltou a se reunir ontem para tentar encontrar uma solução para o impasse.

Contrato até 2048 - Em 2002, a SuperVia também esteve prestes a ter o fornecimento de energia elétrica interrompido por falta de pagamento. Responsável pela administração do sistema de transporte ferroviário de cinco ramais do Rio desde novembro de 1998, a concessionária tem contrato assinado com o governo estadual para controlar o serviço até novembro de 2023. No entanto, uma cláusula prevê prorrogação imediata por mais 25 anos.
Rio, Mahomed Saigg,O Dia, 18/04/2006.
 

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Discussion Starter · #2 ·
Supervia diz que não tem dinheiro para pagar dívida - RIO - O presidente da Supervia, Paulo de Souza Belo, afirmou, em coletiva nesta quarta-feira, que a empresa não tem condições de pagar os R$ 144 milhões, que deve a Light dos últimos 42 meses, e só poderá pagar as contas de luz deste ano se o estado honrar compromisso feito em 2002. A então governadora Benedita da Silva assumiu dívida de R$ 30 milhões da concessionária, segundo cálculos desta o valor corrigido chega a R$ 32 milhões. A conta de luz mensal é de R$ 3,2 milhões, assim 10 vencimentos poderiam ser pagos.
"Quando compramos a empresa não avaliamos precisamente sua situação e todos os investimentos necessários em infra-estrutura" disse Souza Belo. O presidente da empresa acredita que apesar do número de passageiros por dia ter subido 256 %, de 156 mil para 400 mil, o custo de energia " aumentou muito". Em 1998, quando a Supervia ganhou a licitação, representava 10 % do orçamento e agora está em 36%. "O valor ideal seria entre 15% e 18% ", afirmou.
O Gabinete Civil do governo do estado estuda a trocar com a Light R$ 32 milhões por títulos de ICMS. Souza Belo afirmou que a situação da empresa se equilibraria caso o pagamento dos vencimentos deste ano fosse feito.
Rio, Flávia Duarte, O Dia, 19/04/2006.

Estado deve socorrer a SuperVia - RIO - Governo pode trocar dívida da empresa com Light por créditos de ICMS e evitar corte de luz - O estado pode socorrer a SuperVia para evitar que os trens parem. O Gabinete Civil estuda a oferta de créditos de ICMS à Light em troca de parte da dívida de R$ 144 milhões da empresa ferroviária. Dessa forma, o governo garante a circulação dos vagões, que levam por dia 400 mil passageiros.
O acordo seria também forma de acertar débito de R$ 30 milhões do estado com a SuperVia, assumido em 2002 e ainda não pago. Corrigido com base na Ufir, o valor desse débito pode chegar a R$ 42 milhões.
Nesta terça, a juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro, da 1ª Vara Cível, negou mandado de segurança à SuperVia, que tentava novamente impedir o corte de energia por falta de pagamento. A empresa tem até hoje para pagar parte da dívida com a Light, mas até a noite de ontem, segundo a distribuidora de energia, nenhum depósito ou proposta de renegociação havia sido feito.
A Agetransp, agência que regula o setor, notificou a SuperVia para iniciar, imediatamente, os pagamentos deste ano e renegocie dívida de 42 meses. A agência também exigiu que o governo cumpra o acordo de 2002, apelou à Light para evitar o corte, e abriu inquérito que pode levar à perda da concessão caso o serviço pare.

Repasse milionário em jogo - O estado, até agora, não garante que o repasse acertado em 25 de junho de 2002 com a SuperVia será feito. Segundo o secretário estadual de Transportes, Albuíno Azeredo, contrato que previa os R$ 30 milhões à SuperVia e compra de novos trens está em fase final de análise e irá para avaliação da governadora Rosinha Garotinho. “O aditamento foi assinado pelo governo anterior, mas não é isso que está provocando o impasse”.
Rio, Flávia Duarte, O Dia, 19/04/2006.
 
1 - 2 of 2 Posts
Top