SkyscraperCity banner

1 - 20 of 203 Posts

·
Moderator
Joined
·
161,201 Posts
Discussion Starter #1
O Aqueduto das Águas Livres ergue-se sobre o vale de Alcântara, na cidade de Lisboa, em Portugal.

Considerado como um dos locais mais bonitos de Lisboa na atualidade, a construção de um aqueduto para levar água à cidade deu, a D. João V (1706-1750), a oportunidade para satisfazer a sua paixão pelas construções grandiosas, uma vez que a única área de Lisboa que tinha água era o bairro da Alfama.

O projecto foi custeado com a receita de uma taxa sobre a carne, o vinho, o azeite e outros produtos alimentares. Apesar de só ter sido concluído no século XIX, em 1748 já atendia a função de forner água à cidade.

Na primeira fase da sua construção, até à chegada a Lisboa em 1748, contou com a participação de arquitectos e engenheiros militares famosos, nomeadamente António Canevari (italiano), Manoel de Azevedo Fortes, Silva Pais, Manuel da Maia, Custódio Vieira (autor da arcaria sobre o vale de Alcântara) e Carlos Mardel (húngaro). Manuel da Maia e Carlos Mardel haveriam de ter, após o grande terramoto de 1755, um papel crucial na reconstrução da Baixa Pombalina.

O caminho público por cima do aqueduto, esteve fechado desde 1853, em parte devido aos crimes praticados por Diogo Alves, um criminoso que lançava as suas vítimas do alto dos arcos e que foi o último decapitado da História de Portugal. Actualmente é possível fazer um passeio guiado por cima dos mesmos. Também é possível, ocasionalmente, visitar o reservatório da Mãe d'Água.

(Wikipedia)

Flickr:





Minhas:























 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
belo :yes: lindos tb são os fontanários associados a ele como o do Rato e o da Avenida D. Carlos I, incrivel como escapou aos efeitos do grande terramoto, pena o arco ao pe do Rato estar tão sujinho :(
 

·
Moderator
Joined
·
161,201 Posts
Discussion Starter #6
belo :yes: lindos tb são os fontanários associados a ele como o do Rato e o da Avenida D. Carlos I, incrivel como escapou aos efeitos do grande terramoto, pena o arco ao pe do Rato estar tão sujinho :(
Os fontanários estão muito mal aproveitados... sujinhos e feios :( acho que devia haver uma requalificação. Estava fechado eu queria ir lá dentro :cry:
 

·
O Prof Godin
Joined
·
6,654 Posts
Barragon; said:
O Aqueduto das Águas Livres ergue-se sobre o vale de Alcântara, na cidade de Lisboa, em Portugal.

Considerado como um dos locais mais bonitos de Lisboa na atualidade, a construção de um aqueduto para levar água à cidade deu, a D. João V ), a oportunidade para satisfazer a sua paixão pelas construções grandiosas, uma vez que a única área de Lisboa que tinha água era o bairro da Alfama.

O projecto foi custeado com a receita de uma taxa sobre a carne, o vinho, o azeite e outros produtos alimentares. Apesar de só ter sido concluído no século XIX, em 1748 já atendia a função de forner água à cidade.

Na primeira fase da sua construção, até à chegada a Lisboa em 1748, contou com a participação de arquitectos e engenheiros militares famosos, nomeadamente António Canevari (italiano), Manoel de Azevedo Fortes, Silva Pais, Manuel da Maia, Custódio Vieira (autor da arcaria sobre o vale de Alcântara) e Carlos Mardel (húngaro). Manuel da Maia e Carlos Mardel haveriam de ter, após o grande terramoto de 1755, um papel crucial na reconstrução da Baixa Pombalina.

O caminho público por cima do aqueduto, esteve fechado desde 1853, em parte devido aos crimes praticados por Diogo Alves, um criminoso que lançava as suas vítimas do alto dos arcos e que foi o último decapitado da História de Portugal. Actualmente é possível fazer um passeio guiado por cima dos mesmos. Também é possível, ocasionalmente, visitar o reservatório da Mãe d'Água.
…desconhecia a existência desse Diogo Alves…quem era?
 

·
Deam
Joined
·
72 Posts
O caminho público por cima do aqueduto, esteve fechado desde 1853, em parte devido aos crimes praticados por Diogo Alves, um criminoso que lançava as suas vítimas do alto dos arcos e que foi o último decapitado da História de Portugal. Actualmente é possível fazer um passeio guiado por cima dos mesmos. Também é possível, ocasionalmente, visitar o reservatório da Mãe d'Água.


Eu lembro.me de terem falado dele uma vez na.quela serie de livros da ...
Uma aventura (em Lisboa) ...:tongue2:


Simplesmente o aqueduto e' uma maravilha sim senhor .....
 

·
the mitty
Joined
·
10,021 Posts
Diogo Alves, espanhol nascido em Santa Gertrudes, bispado de Lugo. Veio viver para Lisboa e que de 1836 a 1839 perpetrou vários crimes hediondos, muitos deles instigado pela sua companheira Parreirinha. Foi por fim apanhado pelas autoridades e sentenciado à forca.

A história de Diogo Alves, o último condenado à morte em Portugal, em 1841, intrigou os cientistas da então Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, que resolveram aproveitar o enforcamento deste homicida para tentar perceber a origem da sua pura malvadez. A cabeça de Diogo Alves foi decepada e estudada, mas hoje já não sai de dentro de um recipiente de vidro, onde uma solução aquosa lhe tem perpetuado a imagem de homem com ar tranquilo - bem contrária ao que realmente foi. Os cientistas nunca terão conseguido explicar o que levou o facínora a arranjar uma chave falsa do Aqueduto das Águas Livres, onde se escondia, para assim descansadamente poder assaltar as pessoas que passavam, atirando-as de seguida, sem hesitar, dali abaixo. Na altura, chegou a pensar-se numa onda de suicídios inexplicáveis, e foram precisas muitas mortes - só numa família registaram-se quatro vítimas - para que se descobrisse que era tudo obra de um criminoso Diogo Alves.

Hoje já ninguém se lembra da história deste famoso assassino do aqueduto, mas a sua cabeça decepada é um dos objectos mais significativos - e sem dúvida mais horríficos - da exposição Passagens. Cem Peças para o Museu de Medicina, patente no Museu Nacional de Arte Antiga.

via wikipedia
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
Os fontanários estão muito mal aproveitados... sujinhos e feios :( acho que devia haver uma requalificação. Estava fechado eu queria ir lá dentro :cry:
o do Rato esta bem limpinho e o da D. Carlos I tb :dunno:

eu conheci essa historia numa visita k fiz em miudo ao aqueduto isto porque me intrigou estar fechado ao publoico e perguntei porque ao guarda e le contou-me k foi devido a esse crimes k o aqueduto foi fechado ao publico :yes:
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
não foi o ultimo condenado à morte em Portugal, o ultimo condenado à morte em Portugal foi o soldado José Jorge, em Bragança, sentenciado à morte em 03 de Abril de 1843 por ter sido julgado culpado num crime de homicidio, ao k consta tera emprestado a farda a um amigo k assassinou uma mulher.
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
pois lol ja levava um bom banhinho, ali na av. de Ceuta esta sujeito a poluição automovel, um flagelo para a pedra de k o aqueduto é feito :(
 

·
Moderator
Joined
·
161,201 Posts
Discussion Starter #19
Por acaso a 1a vez que ouvi falar dele foi num dos livros da colecção Uma Aventura quando era miudo
^^ :lol: yah, um dos livros passa-se no aqueduto :D
Eu lembro.me de terem falado dele uma vez na.quela serie de livros da ...
Uma aventura (em Lisboa) ...:tongue2:


Simplesmente o aqueduto e' uma maravilha sim senhor .....
Pois é... eu lembrei-me do livro quando andava lá ao pé. Devem ter fechado aquilo para evitar os suicidios :lol: :eek:hno:

o do Rato esta bem limpinho e o da D. Carlos I tb :dunno:

eu conheci essa historia numa visita k fiz em miudo ao aqueduto isto porque me intrigou estar fechado ao publoico e perguntei porque ao guarda e le contou-me k foi devido a esse crimes k o aqueduto foi fechado ao publico :yes:
A parte que vai ao longo das amoreiras está feia.
 
1 - 20 of 203 Posts
Top