SkyscraperCity banner

1 - 20 of 722 Posts

·
braaaap all day!
Joined
·
4,696 Posts
Discussion Starter #1
O Sr. Frank Ghery, que pôs Bilbau no mapa, continua a tratar do grande projecto para Lisboa ou não?

Existem algumas fotos de maquetes de volumes e do interior tb:





Sou totalmente a favor deste projecto! Aquela zona está completamente desvalorizada e além disto precisa de uma nova vida! Pah o Teatro de Revista está mais que acabado, nem vai voltar: faz parte de outro tempo! Sinseramente acho-o foleiro à brava! Mas como a cultura não é só isso, é museus, galerias,teatros, salas de espectáculos, etc não precisamos do Teatro de Revista; outros chegam e bem!!

Precisa de uma nova luz aquela zona, de um novo ritmo contemporâneo e digno do século XXI!
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
eu francamente acho que desde que se falou em reabilitar e ate os dias de hoje ja passou mto tempo, não quero ser ave agoirenta mas algo me cheira mal!! ja são mtos anos Phobos.
 

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,736 Posts
Recuperação do Parque Mayer inclui teatros, anfiteatro, clube de jazz e mediateca

Os partidos de esquerda, que detêm a maioria na Assembleia Municipal de Lisboa, já prometeram chumbar a proposta da autarquia

O Parque Mayer deverá acolher até 2012 três teatros, um anfiteatro, um clube de jazz e uma mediateca, segundo o projecto de reabilitação elaborado pelo arquitecto norte-americano Frank Gehry, que a Assembleia Municipal de Lisboa discute amanhã.

Orçado em 134 milhões de euros, o projecto de Frank Gehry abrange uma área de 18 mil metros quadrados à superfície e cinco mil metros quadrados no subsolo e deverá estar concluído em 2012.

O custo do plano a elaborar pelo arquitecto norte-americano está estabelecido em sete por cento do valor total, ou seja, 9,4 milhões de euros.

Segundo a Câmara Municipal de Lisboa (CML), o projecto de recuperação prevê a construção de um teatro - "Teatro Um" - com capacidade para 1100 espectadores, destinado a grandes produções teatrais e de dança, música ligeira e clássica ou sinfónica, que deverá ser gerido através de uma parceria entre o município e entidades privadas.

Outra valência prevista, o anfiteatro, permitirá acolher espectáculos ao ar livre, como festivais de música clássica e jazz, folclore, bandas filarmónicas, teatro de rua e festas populares, sendo a gestão associada ao "Teatro Um", mas com maior intervenção da CML.

O "Teatro Dois", com lotação de 500 lugares, será mais virado para as novas tecnologias e multimédia, acolhendo musicais e teatro de revista e comercial, sendo concedido a entidades privadas escolhidas através de concurso público.

Um outro espaço, o "Teatro Três" ou "Black Box", que será explorado pela CML (cem lugares), servirá para produções experimentais, tratando-se de "um espaço privilegiado para a apresentação de companhias já com alguma notoriedade, mas que não dispõem de espaço próprio".

O projecto inclui também um centro de exposições e mediateca, que acolherá exposições temporárias de arte contemporânea, conferências, cursos e "workshops", além de funcionar como um centro educativo para a arte contemporânea, centro de recursos, laboratório informático e audiovisual. Este espaço será gerido pela autarquia, em articulação com entidades públicas e privadas.

O "Clube/Escola de Jazz" vai ao encontro de "uma ambição já antiga do Hot Clube de Portugal (que passará a gerir este espaço), que se encontra a desenvolver a sua actividade em condições muito precárias".

O Parque Mayer acolherá ainda seis salas de ensaio, de forma a dar resposta ao "défice" deste tipo de infra-estruturas, "sentido por grande parte dos agentes culturais da cidade", afirma a autarquia.

Numa segunda fase do projecto, está planeada a criação de uma Academia de Artes do Espectáculo, inspirada na tradição anglo-saxónica de ensino integrado de teatro, cinema e vídeo.

Para a autarquia lisboeta, a recuperação do Parque Mayer vai atrair diferentes tipos de público, o que será "um factor de revitalização desta área da cidade".

"A oferta de actividades ao longo do dia e da noite contrariará a desertificação a que tem estado sujeito o centro de Lisboa", considera igualmente a CML.

A viabilização deste projecto está, no entanto, nas mãos dos partidos de esquerda, que detêm a maioria na Assembleia Municipal de Lisboa e que já prometeram chumbar a proposta da autarquia lisboeta, que consideram um "mau negócio" para o município.

Prevista está a constituição de um fundo de 50 milhões de euros, em que participam a Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL), a Parque Mayer Investimentos Imobiliários (detida pela Bragaparques, proprietária dos terrenos da Avenida da Liberdade) e a Espart, do Grupo Espírito Santo.

A EPUL entra com os terrenos da Feira Popular, em Entrecampos, e da Alta do Restelo, cabendo depois aos gestores do fundo a reabilitação do Parque Mayer e a construção de projectos imobiliários nestes terrenos, cujos dividendos, após a venda, serão repartidos pelas três entidades.

Em declarações anteriores aos jornalistas, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carmona Rodrigues, disse que a autarquia ainda não tem um plano alternativo para a recuperação do Parque Mayer, sublinhando que o projecto a discutir amanhã é "uma boa solução".

"Se esta proposta não tiver viabilidade, terá de ser apresentada outra", afirmou o autarca, garantindo que um novo plano para a recuperação do Parque Mayer poderá vir a ser aprovado ainda antes das eleições autárquicas, em Outubro.

Caso a participação de Frank Gehry seja inviabilizada, a Câmara de Lisboa "não tem qualquer compromisso para pagar uma indemnização ao arquitecto se o projecto não avançar", adiantou ainda Carmona Rodrigues.

(http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1212725&idCanal=36)
 

·
Moderator
Joined
·
17,587 Posts
Isto ja nao tinha sido chumbado ha algum tempo??
Inacreditavel que quando se quer fazer alguma coisa de jeito ha sempre uns palhacos contra com desculpas ridiculas, quando o que querem e que os outros cheguem ao fim do mandato sem ter nada feito (porque nao os deixaram!!) para que eles sejam eleitos. E tudo por interesses proprios e nunca pela cidade!!
 

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,736 Posts
Fern said:
Isto ja nao tinha sido chumbado ha algum tempo??
Pelos vistos ainda não: será chumbado amanha! :cry:

Inacreditavel que quando se quer fazer alguma coisa de jeito ha sempre uns palhacos contra com desculpas ridiculas, quando o que querem e que os outros cheguem ao fim do mandato sem ter nada feito (porque nao os deixaram!!) para que eles sejam eleitos. E tudo por interesses proprios e nunca pela cidade!!
Infelizmente é exactamente isso, sem tirar nem por! Em Portugal, poem-se primeiro os interesses pessoais, depois os do partido e por fim, se sobrar um bocadinho de espaço e tempo, logo se pensa no povo... É por isso que os outros passam por nós e nós por cá continuamos...sempre parados! :bash:
 

·
Registered
Joined
·
9,560 Posts
Amannha vamos saber se Lisboa vai continuar a viver no passado ou se alguma coisa vai mudar,mas nao arrisco muito um bom resultado para isso.
E pena,apesar do preço elevado seria algo bom para a cidade,mas e sempre assim,estes politicos atrasados sao sempre os carrascos do desenvolvimento do pais.
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
por falar nisso, a cadinho deram-me no metro o jornal "destak" (sim o destak Tekno, o metro so mo deram 1 vez e numca mais deram a nimguem:) ) la vem 1 noticia que a maioria de esquerda da Camara Municipal de Lisboa se prepara para xumbar este projecto :cry:, cambada de parasitas em que td se move por interesses politicos e nada para o bem comum do cidadão, este projecto era soberano fantastico etc etc etc, é inqualificavel a mentalidade dos nosso governantes!!
 

·
Future after Past
Joined
·
1,515 Posts
Vi na TV que o projecto foi aprovado, existem mais parques mayeres em Lisboa?
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
YESSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS :cheers1:, o meu santinho (São Tomé :D) foi forte.

:banana: :dance::dance::banana:

:nocrook::nocrook::rock:
 
1 - 20 of 722 Posts
Top