SkyscraperCity banner

1 - 20 of 244 Posts

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
Discussion Starter #3
Notícia do 4.05.2017...

Lisboa vai ter nova zona de lazer junto ao rio em Marvila



Em causa está a criação do Parque Ribeirinho Oriente, que visa reconverter a área da Matinha, Braço de Prata e Doca do Poço do Bispo em zonas de lazer.

A cidade de Lisboa vai ter, a partir da primavera de 2018, um novo parque verde e de lazer junto ao rio Tejo em Marvila, cuja construção já está a provocar alterações no trânsito, informou hoje a Câmara Municipal.

"A ideia é que o parque comece a ser construído no outono deste ano para estar pronto na primavera do próximo", disse à agência Lusa o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado.

De acordo com o responsável, a partir dessa altura "os munícipes já vão poder usufruir do parque", apesar de estar apenas concluída uma das fases de construção, com dimensão "maior do que o Jardim da Estrela".

"Não há muitos parques nas margens do rio e, de facto, faz todo o sentido, porque Marvila tem uma frente de rio pronta para ser usufruída", vincou Manuel Salgado.

Em causa está a criação do Parque Ribeirinho Oriente, que visa reconverter a área da Matinha, Braço de Prata e Doca do Poço do Bispo em zonas de lazer.

Em janeiro de 2015, o executivo municipal (de maioria socialista) aprovou, por unanimidade, o lançamento de um concurso de ideias para projeção deste parque.

O concurso acabou por ser anulado devido a "questões formais" relacionadas com as candidaturas, mas lançou-se um novo procedimento e, neste momento, "o projeto está pronto para ser executado", assinalou Manuel Salgado.

Segundo a proposta aprovada há dois anos, o objetivo é "reconverter uma vasta área de território marcada pelos usos de caráter industrial e portuário, resgatando-a para fruição do público em geral como zona de lazer, atividade desportiva e de enquadramento paisagístico".

O documento acrescentava que o parque se insere numa "nova área urbana definida pelo loteamento dos Jardins de Braço de Prata e pelo Plano de Pormenor da Matinha, dando continuidade à regeneração iniciada pela realização da Expo98 e da criação do Parque das Nações".

A intervenção incide, assim, sobre a frente ribeirinha junto aos Jardins de Braço de Prata e ao edifício Tabaqueira (fase 1) e sobre a frente ribeirinha contígua ao Plano de Pormenor da Matinha (fase 2), numa área de 86 mil metros quadrados.

Ao todo, o projeto está orçado em 3.850.000 euros.

Manuel Salgado explicou à Lusa que, para já, apenas avança a primeira fase, que será concretizada pelo promotor do loteamento dos Jardins de Braço de Prata.

"O promotor assumiu o compromisso de executar essa fase e decidiu contratar a equipa que tinha selecionada no concurso de ideias", referiu.

No que toca à segunda fase, que deveria ser depois concretizada pelo promotor da Matinha, a autarquia está "em negociações para ser esse promotor a executá-la ou a transferir a verba para a Câmara fazer", precisou Manuel Salgado.

Paralelamente, haverá uma "reformulação do sistema de circulação viária" na zona do Braço de Prata, de forma a possibilitar este novo espaço verde e de lazer, apontou, recordando o corte provisório -- já em curso -- num troço da Rua da Cintura do Porto de Lisboa, entre a Praça 25 de Abril e a Rua 3 da Matinha.

O vereador adiantou que "só depois disso se iniciará a criação do parque", com a modelação do terreno, a plantação de árvores e a criação de zonas de estadia e de recreio.

Fonte: http://www.dn.pt/sociedade/interior/lisboa-vai-ter-nova-zona-de-lazer-junto-ao-rio-em-marvila-em-2018----camara-7204414.html
 

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
Discussion Starter #8 (Edited)

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
Discussion Starter #13
No Braço de Prata vai surgir em breve um dos maiores jardins de Lisboa

Novo espaço verde começa a ser construído em frente ao empreendimento que Renzo Piano desenhou em 1998. O projecto prevê áreas relvadas, uma ciclovia, esplanadas e até uma biblioteca.

Há 20 anos que está previsto nascer um grande empreendimento no Braço de Prata, mas só recentemente é que as obras de construção dos 499 apartamentos foram retomadas em força, originando uma pequena revolução viária na zona oriental de Lisboa. A reboque desse investimento privado (estimado, há pouco tempo, em cerca de 450 milhões de euros), começa brevemente a ganhar forma o Parque Ribeirinho Oriente, um jardim que terá quase 90 mil metros quadrados.

A câmara municipal adjudicou a construção da primeira fase do parque no fim de Dezembro. Os trabalhos iniciam-se em frente ao local onde estão a ser erguidos os 12 edifícios projectados em 1998 pelo arquitecto italiano Renzo Piano e alargar-se-ão um dia, ainda não se sabe quando, à zona da Matinha. No final, o jardim terá uma extensão de 1,3 quilómetros à beira rio, desde a Doca do Poço do Bispo até à marina do Parque das Nações, que também será intervencionada.

O projecto das arquitectas paisagistas Filipa Cardoso de Menezes e Catarina Assis Pacheco, cujo atelier f/c ganhou o concurso de ideias promovido há dois anos, prevê grandes áreas relvadas, uma ciclovia, uma pista de manutenção, esplanadas e até uma biblioteca. Mas, sobretudo, lê-se na memória descritiva que o parque quer aproveitar a “simbiose primordial entre a cidade e o Tejo”, que naquela zona teve, no passado, a forma portuária e industrial. É por isso que se vão manter “os pontões, alguns armazéns, o traçado da antiga linha férrea” – transformada em circuito de manutenção “ao longo do qual surgem elementos escultóricos interactivos”.

Ainda a querer trazer a memória portuária para o novo espaço, as projectistas propõem que os vários equipamentos (cafés, casas de banho, biblioteca, espaços de aluguer de bicicletas) resultem da “conversão de contentores marítimos”, espalhados pelo jardim. “À medida que se percorre o parque para norte, sucedem-se vários ambientes, uns de carácter mais activo, dotados de algum tipo de equipamento, outros mais simples e despojados, vocacionados para a contemplação e descanso”, diz a memória descritiva.

O primeiro concurso público para a concepção deste parque foi lançado em 2015, mas acabou por ser anulado. Seguiu-se novo concurso, de que Renzo Piano foi um dos jurados. A proposta do vereador do Urbanismo que levou à criação do parque manifestava a intenção de “resgatar” a zona “para fruição do público em geral”. Previa-se inicialmente que o jardim pudesse abrir algures em 2016, mas Manuel Salgado estimou no ano passado isso ocorresse na Primavera de 2018. Já não será tão cedo: as obras da primeira fase têm a duração estimada de oito meses.

Segue-se depois a segunda fase, com quase 43 mil metros quadrados, associada ao arranque das operações urbanísticas previstas no Plano de Pormenor da Matinha, que vai mudar radicalmente o aspecto daquele local da cidade. Para essa zona, o projecto prevê que o parque “integre uma extensa área desportiva informal, um núcleo de armazéns revitalizados e uma última área essencialmente lúdica e contemplativa, centrada num grande lago, no anfiteatro que se funde a montante com o Parque Interior da Matinha e num sistema de bancadas panorâmicas a implantar ao longo do molhe da marina do Parque das Nações”.

No total, a intervenção está orçada em 3,85 milhões de euros.

Fonte e fotos aqui: https://www.publico.pt/2018/01/13/local/noticia/no-braco-de-prata-vai-surgir-em-breve-um-dos-maiores-jardins-de-lisboa-1799176
 

·
Registered
Joined
·
2,419 Posts
Por acaso era para referir isto, que estava bastante atrasado e jamais estaria pronto nesta primavera.
Para a semana já confirmo o andamento destas obras...
 

·
Registered
Joined
·
11,988 Posts
Ora para a complexidade da obra e projecto isso faz-se rápido, meia dúzia de relvados aqui e a li, umas árvores e plantas e já está, até o piso vai manter-se o actual :nuts:
 

·
Registered
Joined
·
1,837 Posts
Grande parte das imagens supra fazem parte da 2ª fase fase do projeto e não avança para já. Por outro lado a conclusão da primeira fase passou do final da primavera para o inicio do outono.
 

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
Discussion Starter #18
Parque Ribeirinho Oriente: obra arranca em Fevereiro



Se correr como planeado, arrancam em Fevereiro as obras do Parque Ribeirinho Oriente, um espaço verde entre o Braço de Prata e a Matinha.

Lisboa tem uma relação com o rio Tejo de aproximadamente 20 km de extensão, embora o namoro tenha dado um tempo em algumas zonas. É o caso da área entre o Braço de Prata e a Matinha que vai começar a mudar de look já em Fevereiro, após a Câmara Municipal de Lisboa ter adjudicado a obra em Dezembro passado. O projecto é do atelier f/c, das arquitectas paisagistas Catarina Assis Pacheco e Filipa Cardoso de Menezes, e até ao final do ano ficará concluída a primeira fase, que abrange uma área de 38 950 m2 entre o edifício da Tabaqueira e o empreendimento dos Jardins Braço de Prata – que agora se chama Prata Living Concept, o projecto desenhado pelo famoso arquitecto Renzo Piano que viu a primeira pedra lançada em 1998 e que está a ser agora erguido.

Até ao final do ano, Lisboa vai ganhar assim um novo espaço verde que irá preservar a identidade portuária e industrial desta zona. Na memória descritiva do projecto do atelier f/c lê-se que "a lógica arquitectónica proposta recorre à memória do lugar para a instalação dos vários apoios do parque", como é o caso de cafetarias, casas de banho, aluguer de bicicletas ou mesmo uma biblioteca, que poderão ser instalados em contentores marítimos adaptados a diferentes utilizações. Outro exemplo é o circuito de manutenção que será rasgado sobre o traçado da antiga via férrea, pontuado por elementos escultóricos interactivos e pavimentado por "um material contínuo de cor férrea e aspecto natural".

Fonte: https://www.timeout.pt/lisboa/pt/noticias/parque-ribeirinho-oriente-obra-arranca-em-fevereiro-012518
 

·
Registered
Joined
·
11,988 Posts
Mas o que é que não está atrasado em Lisboa?
Só o despejo dos moradores em zonas históricas.. :lol:

Se fosse num grande país já tínhamos o BdP acabado à anos!
 
1 - 20 of 244 Posts
Top