SkyscraperCity banner

1 - 20 of 543 Posts

·
( ͠° ͟ʖ ͡°)
Joined
·
5,973 Posts
Discussion Starter #1
Câmara Municipal de Lisboa
Projeto de Requalificação da 2ª Circular


A designada 2ª circular de Lisboa constitui um eixo rodoviário formado pelas avenidas
Eusébio de Silva Ferreira (entre o IC19 e a estrada da Luz), Marechal Norton de Matos
(entre a estrada da Luz e o viaduto do Campo Grande) e Marechal Craveiro Lopes (entre
o viaduto do Campo Grande e o Prior Velho na ligação à A1).
Construída durante a década de 60, a 2ª circular de Lisboa marcava, até ao início da
década de 80, o limite da área urbana consolidada de Lisboa, ficando apenas para Norte
da 2ª Circular os núcleos de Benfica, Carnide e Lumiar.
A 2ªCircular foi projetada como uma via rápida urbana, que atravessa o Concelho de
Lisboa na direção Nascente/Poente. Atualmente o tráfego de atravessamento, ou seja, as
viagens com origem e destino fora de Lisboa, corresponde a cerca de 10% do tráfego
total que nela circula ou seja cerca de 11000 veículos por dia. Acrescem a estas viagens
cerca de 38 000 veículos que diariamente são gerados pelo aeroporto, dos quais 27000
que poderão no futuro deixar de utilizar a 2ª circular para aceder ao aeroporto.
A partir da década de 70 inicia-se a expansão urbana para Norte da 2ª Circular.
Em 2011 residiam nesta parte de Lisboa cerca de 116 000 pessoas, ou seja 21% da
população da cidade. Esta evolução acentuou o efeito de corte da 2ª Circular, cuja
transposição é dificultada pelas suas características físicas e pelos elevados volumes de
veículos que nela circulam transformando-a numa barreira que divide a cidade.
A conclusão do Eixo Norte Sul em 2007 e mais tarde da CRIL em.2011 vieram potenciar a
transferência do tráfego de atravessamento que hoje circula na 2ª circular, para estas vias
do sistema regional com características de autoestrada, permitindo, agora, alterar a
função e as caraterísticas da 2ª Circular para um grande eixo distribuidor de tráfego
interno à cidade com caracter mais urbano.
Com as obras de Requalificação da 2ª Circular pretendem-se atingir os seguintes
objetivos:
1.MAIS SEGURANÇA
A 2ª Circular é a rodovia de Lisboa com maior nível de sinistralidade.
Os estudos realizados pelo LNEC e o Plano de Acessibilidade Pedonal apontam a 2ª
Circular como o eixo rodoviário municipal com maior sinistralidade entre 2008 e 2011,
verificando-se uma concentração dos acidentes no troço entre o IC 19 e Av. Lusíada e no
troço compreendido entre a Av. Padre Cruz e o nó de Calvanas.
2. MAIS FLUIDEZ E MAIOR CAPACIDADE
O grande número de acessos (31 no somatório de entradas e saídas numa extensão de
cerca de 10km), a reduzida extensão dos entrecruzamentos, as frequentes mudanças de
faixa de rodagem praticadas pelos condutores e as altas velocidades verificadas, reduzem
o débito de veículos que podem circular na 2ª Circular e aumentam o risco de
sinistralidade.
3. MAIOR SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL
Nas atuais condições de utilização a 2ª Circular é o maior gerador de poluição atmosférica
da cidade pelas emissões de CO2 e poeiras em suspensão e, a par do Eixo N/S, o canal
rodoviário mais geradora de ruído.
PARA AUMENTAR A SEGURANÇA RODOVIÁRIA, AUMENTAR A CAPACIDADE E
FLUIDEZ DA CIRCULAÇÃO E MELHORAR A QUALIDADE AMBIENTAL DA
ENVOLVENTE PROPÕE-SE UMA INTERVENÇÃO A DOIS NÍVEIS:
Ao nível da Infraestrutura rodoviária:
1 – Repavimentação em toda a extensão da 2ª circular com a reabilitação da fundação
nos locais mais degradados e reposição do pavimento com soluções altamente
resistentes e muito redutoras das emissões de ruído equivalentes a reduções do tráfego
para cerca de metade.
2 – Reabilitação do sistema de drenagem quer pela regularização da faixa de rodagem
quer pela substituição dos órgãos de drenagem.
3 – Substituição do sistema de iluminação pública para uma solução mais eficiente do
ponto de vista da iluminância e do consumo energético que permite obter economias de
custo até 60% em relação à situação atual.
4 – Renovação do sistema de sinalização vertical e horizontal para a tornar mais visível e
compreensível.
5 – Instalação de um sistema de controlo de velocidade média nos troços mais críticos em
termos de segurança.
Ao nível das soluções de traçado e perfil
6 – Reformulação de alguns dos acessos à 2ª Circular.
Tendo em conta que uma das zonas mais problemáticas em termos de sinistralidade e de
fluidez da circulação é o trecho entre o Eixo Norte/Sul e o nó de Calvanas a proposta
apresenta uma solução que elimina dois entrecruzamentos na zona do Campo Grande
através da eliminação da ligação da azinhaga das Galhardas à 2ª Circular logo que esteja
estabelecida a ligação da Av. Lusíada ao Eixo N/S (no sentido Sete Rios/Telheiras) e com
a ligação direta da 2ºCirluar à Av. Padre Cruz (no sentido aeroporto/Benfica).
7 – Reformulação dos nós de ligação ao IC19 e à A1.
A configuração dos nós da 2ª Circular com IC19 e com a A1 para além de não facilitarem
o encaminhamento do tráfego para a CRIL, são também geradores de significativos
atrasos para os movimentos de saída de Lisboa. Pretende-se que de forma faseada e em
articulação com as Infraestruturas de Portugal, reformular aqueles nós por forma a tornalo
mais adaptados aos movimentos que nele circulam e facilitarem o encaminhamento do
tráfego de atravessamento para a CRIL.
8 - Implantação de um separador central com 3,5 m de largura com árvores e arbustos ao
longo de toda a 2ª circular com exceção das zonas onde existem viadutos.
9 - Redução da largura das vias para 3,25m conduzindo a uma redução da velocidade o
que aumenta a segurança e o débito de circulação.
10. Marcação da via de rodagem mais direita como via de serviço especialmente
dedicada para os movimentos de entrada e saída, através da aplicação de um
betuminoso de coloração diferenciada.
11 - Plantação maciça de arvoredo nas áreas laterais ao longo de toda a extensão da 2ª
Circular por forma a reduzir o impacto visual do corredor rodoviário em relação às áreas
residenciais adjacentes e contribuir para a captura das emissões de CO2 e partículas em
suspensão.
12 - Montar barreiras acústicas laterais junto aos edifícios de habitação onde não existam.
13 – Estabelecimento de um planeamento e faseamento de obra que evitam a eliminação
de vias de circulação durante o dia.
14 - Utilização de processos construtivos de aumentam os rendimentos do trabalho a
realizar e diminuem o tempo de execução da obra bem como o seu custo total.
As obras de Requalificação da 2ª Circular terão uma duração de 11 meses e um custo
global estimado de 9,75 milhões de euros.
Muita informação sobre o projecto disponível por aqui:

http://www.cm-lisboa.pt/noticias/detalhe/article/intervencao-na-2a-circular-em-consulta-publica
 

·
Registered
Joined
·
425 Posts
Eu percebo que sejam bem intencionados mas isto vai gerar o caos!
Os cortes de acesso que pretendem fazer, etc, vai gerar o caos em todas as ruas adjacentes com prejuízo para o trânsito local e moradores.
A 2ª circular é por natureza e foi pensada como via rápida querer transformá-la em avenida sem quaisquer outras alternativas é absurdo.
 

·
Registered
Joined
·
8,604 Posts
60 km/hora. Limite de velocidade na Segunda Circular pode baixar

A Câmara de Lisboa discute esta quarta-feira, 23 de dezembro, um plano de remodelação para a Segunda Circular, uma das estradas mais movimentadas do país. O plano custa quase 10 milhões de euros e implicará obras durante 10 meses. No final, o objetivo é ter uma via com maior “caráter urbano”, com uma redução de velocidade para 60 quilómetros por hora.

Já no dia 15 de dezembro o Observador tinha adiantado que a Câmara de Lisboa iria avançar com um “projeto de grande ambição” para esta via. O investimento de 10 milhões de euros deve acontecer até 2018 e a proposta do executivo passa por promover alterações no tráfego e intervenções no pavimento e iluminação. O objetivo da redução da velocidade máxima (atualmente é 80 quilómetros por hora) e das outras medidas é reduzir os acidentes, melhorar o trânsito e diminuir a poluição.

Há cerca de uma semana, o presidente da autarquia, Fernando Medina, afirmou na reunião da Assembleia Municipal de Lisboa que aquela estrada “necessita de uma intervenção profunda” e que “enfrenta vários problemas severos”.

Logo nessa altura, o presidente da câmara dizia querer alterar esta situação, propondo “acentuar o caráter urbano” da estrada e negociando com o Governo formas para “que a CRIL [Circular Regional Interna de Lisboa, de Algés a Sacavém] assuma muito mais o seu papel”.

Esta é uma ambição antiga da autarquia: o antigo vereador da Mobilidade de Costa, Nunes da Silva, várias vezes chamou a atenção para o facto de a limitação da velocidade máxima a 70 km/h na CRIL ser pouco atrativa para os condutores, que podem andar a 80 km/h na Segunda Circular. Fernando Medina sugere ainda a criação de acessos diretos ao aeroporto a partir da CRIL, o que, acredita, ajudaria a reduzir o tráfego da Segunda Circular.

observador
..
 

·
Registered
Joined
·
7,807 Posts
Percebo que a intenção da CML seja diminuir os acidentes e tornar uma via rápida que todos sabemos que tem um aspecto horrível em algo pacífico e agradável, mas se querem realmente melhora-la não é pondo canteiros e faixas bus e reduzindo a velocidade que o vão conseguir.

Repavimentem-na, coloquem separadores centrais decentes, alisem o alcatrão onde passam estradas por baixo para que os carros não voem cada vez que há um viaduto, aumentem o número de vias onde é necessário (e se preciso criem faixas bus em certas zonas para melhorar o a circulação do 750, taxis e veículos de emergência), criem mais zona como a do Estádio da Luz onde os acessos se fazem por uma estrada paralela e não propriamente pela 2ª Circular em si, melhorem os nós mais problemáticos (CRIL, Eixo N-S, Aeroporto), aumentem o gradiente nas curvas de forma a que os carros não patinem e batam (como na zona da Escola de Comunicação) ou se possível eliminem algumas destas curvas com a alteração do trajecto em si (com alguma vontade era possível eliminar a curva-contra curva nesta zona e ao mesmo tempo permitir um maior fluxo entre a 2ª Circular, Radial de Benfica e CRIL).

Se ficaria uma obra dita "megalómona" e bastante cara? Claro que ficaria, mas se querem realmente mexer numa das vias lisboetas mais importantes então não deviam andar a brincar aos engenheiros mas sim fazer algo bem feito e duradouro.
 

·
Registered
Joined
·
11,796 Posts
todos os comentários e sugestões que têm a fazer, era bom que os fizessem também oficialmente na câmara. quantas mais opiniões houver, melhor.
 

·
Registered
Joined
·
2,518 Posts
Aposto que a maioria da malta que comentou nem sequer se deu ao trabalho de ler a proposta e os estudos que foram feitos...

Eu também posso dizer que se aumentarem para 7 faixas de cada lado e tirarem o autocarro 750 de la, o transito vai ser muito melhor.
Mas eu nao fiz nenhum estudo... nem sequer percebo nada de trafico urbano.

Eu vez de andarem a mandar bitaites, leiam os estudos.
E se não acreditarem nos resultados dos estudos,façam vocês os vossos estudos e apresentem os resultados na CML.
 

·
Registered
Joined
·
425 Posts
Eu estive a ler os estudo e inclusivé mandei já um mail à Câmara porque fiquei sem perceber bem se cortam um dos acessos de Telheiras à 2ª Circular o que seria péssimo para a zona.
Não se trata de mandar bitaites, mas transformar uma via rápida criada para o efeito numa bela avenida é um disparate, sem haver outro tipo de soluções. E a previsão de cortar vários acessos À 2ª circular só acentua o carácter de barreira entre a 2ª circular e as zonas da cidade envolvente.
A única coisa boa - além da platanção de árvores na envolvente - que encontro aqui é a reformulação no acesso entre a 2ª circular e a Calçada de Carriche.
 

·
Registered
Joined
·
253 Posts
Eu estive a ler os estudo e inclusivé mandei já um mail à Câmara porque fiquei sem perceber bem se cortam um dos acessos de Telheiras à 2ª Circular o que seria péssimo para a zona.
Não se trata de mandar bitaites, mas transformar uma via rápida criada para o efeito numa bela avenida é um disparate, sem haver outro tipo de soluções. E a previsão de cortar vários acessos À 2ª circular só acentua o carácter de barreira entre a 2ª circular e as zonas da cidade envolvente.
A única coisa boa - além da platanção de árvores na envolvente - que encontro aqui é a reformulação no acesso entre a 2ª circular e a Calçada de Carriche.
O que eu percebi foi que os acessos ao aeroporto passam a ser feitos através da CRIL, agora não sei se continuam os actuais acessos, ou não
 

·
Registered
Joined
·
7,737 Posts
pelo que percebi apenas querem falam em cortar 2 acessos que devem ser os menos usados
de resto... nao me parece que mutio va mudar
bem podem atenuar o impacto visual com arvores, mas nada disso reduz a barreira que é e vai continuar a ser... quanto muito se colocassem passeios em algumas zonas que atualmente nao o têm e que permitissem fazer ligacao entre diferentes bairros.. mas mesmo assim..

a repavimentacao / pintura ja devia ter sido para ontem.. incrivel como uma estrada destas nao tem riscos .. isso por si so acredito que seja fonte de grande parte dos acidentes.

quanto a reducao de velocidade, duvido muito que isso avance, pelo menos para ja.
mas lendo a noticia realmente nao tem logica a CRIL que tem condicoes completamente difieretnes da 2a circular ter zonas limitadas a 70kmh e a 2a circular com todos os problemas que tem ser 80 :lol:
mas provavelmentetem mais logica é meter a cril toda a 100kmh (qual a razao para dentro dos tuneis da cril a velocidade seja mais baixa?.. aifinal tem as mesmas 4 faixas que toda a CRIL) do que meter um limite de 60kmh na 2a circular que nao sera respeitado.. tal como o de 80kmh nao o é excepto onde ha radares



p.s. - adoro como nos renders da CML a erva que atualmente é seca e a quem ninguem naturalmente liga nenhuma subitamente passa a relvinha verde toda bonita. nao sabia que pavimentar uma estrada afetava a felicidade das ervinhas ao lado.
é que em alguns dos renders, tirando a filinha de arvores no meio é a unica diferenca que ha :lol:
 

·
Moderator
Joined
·
17,489 Posts
p.s. - adoro como nos renders da CML a erva que atualmente é seca e a quem ninguem naturalmente liga nenhuma subitamente passa a relvinha verde toda bonita. nao sabia que pavimentar uma estrada afetava a felicidade das ervinhas ao lado.
é que em alguns dos renders, tirando a filinha de arvores no meio é a unica diferenca que ha :lol:
Só é seca no Verão. Pelas copas das árvores verdejantes, os renders devem representar a Primavera :D
 

·
Registered
Joined
·
7,737 Posts
uhm.. entao suponho que as arvores que aparecem nos renders em sitios nada que ver com o separador central e que "por acaso" escondem metade da estrada tambem aparecam na primavera? :lol:
 

·
Moderator
Joined
·
17,489 Posts
O projecto contempla a plantação de árvores na envolvente, não sei se é a isso que te referes.
 

·
Moderator
Joined
·
17,489 Posts
Já houve muito mais árvores na envolvente da 2ª circular, que têm sido cortadas ao longo dos anos. O render pode estar exagerado, mas é possível criar algo do género desde que tratem das árvores nos primeiros anos de crescimento e não passem o tempo a cortá-las nos seguintes.
 
1 - 20 of 543 Posts
Top