Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 44 Posts

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #1 ·
partial views of that derelict hotel that fell almost to pieces due to the war



Escondida atrás de tapumes altos, mesmo ao lado do Museu de Antropologia, está uma ruína. É testemunha de um tempo que já passou há muito. O Grande Hotel de Luanda simboliza o início do séc. XX e o optimismo da idade em que os mistérios do mundo estavam desvendados. Cada cidade tinha o seu Grande Hotel, como que mostrando a sua importância.

PROJETO DE RESTAURAÇÃO DO GRANDE HOTEL LUANDA (patrimônio federal)
Local: Luanda /Angola
projeto de restauração
Projeto de reciclagem para a Casa de Cultura do Brasil: Willer Arquitetos Associados
Contrato: Willer Arquitetos Associados





Arquitectos organizam palestra sobre o Grande Hotel de Luanda

Francisco Pedro - 17 de Abril, 2010
Diminuir tamanho de letra Aumentar tamanho de letra Tamanho da letra Enviar Enviar Imprimir Imprimir

Enviar artigo por E-Mail
Nome do remetente: E-mail do destinatário: Comentário:

O Dia Mundial de Monumentos e Sítios vai ser assinalado com um palestra em Luanda

Fotografia: Eduardo Pedro



Uma palestra sobre “O Grande Hotel de Luanda”, a ser proferida por Cristina Pinto e Ângela Mingas, vai marcar, em Luanda, o Dia Mundial dos Monumentos e Sítios que se assinala no domingo.
A palestra, que começa às 16 horas, vai decorrer no pátio do Grande Hotel de Luanda, junto ao Museu Nacional de Antropologia. Antes, os arquitectos e estudantes vão percorrer a Rua dos Mercadores, zona adjacente ao hotel que se encontra em degradação.
A palestra visa assinalar, também, o centenário do Grande Hotel de Luanda. Cristina Pinto pertence à Associação dos Naturais, Residentes e Amigos de Luanda (KALU), enquanto Ângela Mingas é arquitecta e docente da Universidade Lusíada de Angola.
Música e dança típica de Luanda, teatro e exibições de capoeira e bassula constam dos atractivos da actividade que tem um cariz de sensibilizar para a conservação do património edificado.
O chefe de Secção dos Monumentos e Sítios do Instituto Nacional do Património Cultural, Emanuel Caboco, disse, ontem, ao Jornal de Angola, que a degradação do Grande Hotel de Luanda, que se encontra vedado para obras de restauro, é uma das causas da realização da palestra que visa chamar a atenção das autoridades para a urgência do restauro do edifício.
Emanuel Caboco informou que a palestra é da responsabilidade do Núcleo de Estudos de Arte, Arquitectura, Urbanismo e Design (NEAAUD), do Departamento de Arquitectura da Universidade Lusíada de Angola, em parceria com a Associação dos Naturais, Residentes e Amigos de Luanda (KALU), e contam com o apoio do Ministério da Cultura.
O responsável pelo sector dos Monumentos e Sítios deu a conhecer que este ano o Ministério da Cultura escolheu o tema “O Papel do Arquitecto na Preservação do Património”, para que as direcções provinciais possam realizar, com base na realidade e necessidades locais, iniciativas que visam a promoção, identificação e defesa do património.

Mesa redonda adiada

Em Angola existem 220 monumentos e sítios classificados como património cultural e natural. Esse dado foi revelado, ao Jornal de Angola, por Emanuel Caboco, do Instituto Nacional do Património Cultural. Ele disse que mais de 2.000 unidades do património cultural e natural foram inventariados, fruto da Campanha de Levantamento do Património Cultural e Natural, lançada há três anos, em todo o país.
No âmbito das actividades do 18 de Abril, o Instituto Nacional do Património Cultural (INPC) vai realizar, na primeira quinzena de Maio, uma mesa redonda sob o tema “O Papel dos Arquitectos na Preservação do Património”.
Emanuel Caboco informou que a actividade estava prevista para o dia 20 deste mês, mas foi adiada devido o compromisso de arquitectos convidados, que devem se deslocar ao exterior do país afim de participar em fóruns internacionais.
A degradação dos espaços urbanos fruto do conflito armado, a requalificação das cidades que se verifica em tempo de paz, com o surgimento de novas infra-estruturas, particularmente edifícios novos e, consequentemente, a destruição do património, está na base dessa mesa redonda que vai ser organizada pelo Ministério da Cultura.
O chefe de Secção dos Monumentos e Sítios do INPC, Emanuel Caboco, disse que pretendem discutir com os arquitectos o futuro das cidades porque “são os arquitectos que trabalham os projectos de requalificação urbana”.
Segundo o responsável, o 18 de Abril serve para reflexão, de maneira especial, sobre os problemas que afectam o património no mundo. Acrescentou que, o Ministério da Cultura tem primado, nos últimos anos, pela sensibilização da sociedade no que concerne a preservação do património cultural e natural.
O desafio, adiantou Emanuel Caboco, prende-se com a sensibilização e consciencialização das comunidades para que possam dar importância do património que é um bem comum.
O Dia Mundial dos Monumentos e Sítios foi instituído a 18 de Abril de 1982 pelo ICOMOS – uma organização internacional não governamental que se consagra à conservação dos monumentos e dos sítios do Mundo. Mas, só em 1983 a data foi aprovada na Conferência Geral do Fundo das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO)

The Grande Hotel is an Angolan cultural heritage site, there are more than 220 (!!!) across the country.
 

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #14 ·
Eles também partiram edificios históricos em Luanda, o Palacio Dona Ana Joaquina, o mercado do Kinaxixi.....
sorry but also palaciao Dona Joaquina has been restored to its old splendour





very old pic



...and this happens with many many more buildings as opposed to other African countries Angolans are well aware of their heritage and they do preserve it well:cheers:
 

·
skxawng by tsu'tey
Joined
·
6,544 Posts
Eles também partiram edificios históricos em Luanda, o Palacio Dona Ana Joaquina, o mercado do Kinaxixi.....
mas o mercado do kinaxixi tinha de ser partido...pois dava um aspecto horrivel naquela zona da cidade...eu morava no kinaxixi e sei o que falo assim como o predio da lagoa e o da cuca...Luanda não tem tantas as coisas históricas quanto as cidades europeias...ao meu ver...por isso fica melhor uma cidade moderna do que ser uma cidade do passado e :blahblah: se tivesse curriculo de atenas ou roma...o caso seria outro e mesmo assim ai é MUITO LONGE...Lisboa é suficiente...não chega :eek:hno:
mas tem alguma história...
 

·
Registered
Joined
·
404 Posts
Mercado do Kinaxixi

O Mercado do Kinaxixi era um dos únicos edifícios restantes na capital que mostrava o esplendor da arquitectura puramente angolana. Era uma referência histórica e aparecia em vários livros de arquitectura contemporânea africana. Estás no teu direito de chama-lo de feio, mas digo-te uma coisa, não foi a toa que muita gente se indignou quando o mercado foi partido.
 

·
Registered
Joined
·
16 Posts
Obrigado pelo suporte de ideias, sobretudo quando se fala de matérias explosivas como o mercado do Kinaxixi e o Palacio Dona Ana Joaquina. Também morei no Kinaxixi....daí as minhas ideias e por outra. Vi com o meus próprios olhos a reconstrucao do palacio dona ana Joaquina. Existem outras possibiliadades de reconstrucao sem ter de partir tudo. Que o digam os expertos na matéria. Mas cada um livre de expressar a sua opiniao, foi o que eu tentei fazer. Nao quero atacar ninguém....
 
1 - 20 of 44 Posts
Top