SkyscraperCity banner
1 - 20 of 168 Posts

·
Moderator
Joined
·
29,945 Posts
Discussion Starter · #1 ·
A cidade universitária de Luanda

A cidade Universitária é mais um dos projectos do governo angolano, cujo o objectivo visa relançar o ensino em Angola. Com um espaço de 2 mil hectares, a mesma vai privilegiar cerca de 17 mil estudantes vindos das 18 províncias do país e será elaborado em três fases, prevendo a construção de 9 faculdades, a da Arquitectura e Belas Artes, Economia, Educação, Engenharia, Direito, Ciências Médicas, Petróleos, Ciências e Ciências Sociais, bem como uma Escola secundária para 250 alunos ligados à Faculdade de Educação, um Museu geológico para a Faculdade de Ciências e uma oficina de engenharia para a faculdade de Engenharia.

Outras dependências da Cidade Universitária

Para já, várias estruturas de apoio estão a ser construídas. No local, vai nascer também um Hospital universitário com capacidade para 350 camas (metade da capacidade do Josina Machel e três vezes a do recém inaugurado Hospital provincial de Luanda), Será também erguido um parque de investigação, um jardim botânico, herbário, centro de estudo avançado e investigação, centro de ensino e investigação em população, um centro nacional de recursos fitogenéticos, complexo desportivo, sala de conferências, teatro universitário com capacidade para 500 pessoas, um hotel para 100 hóspedes, restaurantes VIP e espaços cerimoniais.

A moderna Cidade Universitária

A ideia da implantação da moderna Cidade Universitária visa antecipar a expansão da área metropolitana de Luanda, que caminha rápido rumo a Sul. A intenção é que o empreendimento funcione, também, como um elemento catalisador do futuro desenvolvimento da capital.

Estrutura moderna, com uma vasta extensão de espaços verdes, a Cidade Universitária terá toda a gama de infra-estruturas próprias de uma verdadeira metrópole. Além de redes de telefones, sistema de tratamento de água (potável e residuais) e vias rápidas, a cidade vai consumir 25, um quarto da capacidade que Luanda consome actualmente.

As infra-estruturas aí existentes poderiam ser aproveitadas para dinamizar o surgimento de bairros urbanizados. Aliás, esta foi a ideia inicial. Só que em vez da metrópole.


Alguns renders






 

·
Moderator
Joined
·
29,945 Posts
Discussion Starter · #3 ·
It's Huge. Skytrax you should have put some information in English.. maybe in the titles.

Nice work :eek:kay:
Os titulos talves... Mas tambem nem sempre tenho tido tempo pra tar a traduzir tudo, mas vou tentar. De qualquer forma quem nao entende, não custa nada copiar o testo para um tradutor online tipo Google Traducer e ja ficam a perceber no minimo 60%. Nada mal :)
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
O pólo universitário, uau... quantos alunos terá a universidade de Luanda?
Faculdade de petróleos... :) E porque não de energia no total?
 

·
Registered
Joined
·
40,879 Posts
O pólo universitário, uau... quantos alunos terá a universidade de Luanda?
Faculdade de petróleos... E porque não de energia no total?
It will have all the faculties of a modern country....not just petrol studies like you say:)

Phase I of the project is already completed posted it on the General African forum some months ago. I need to find it again.
 

·
Registered
Joined
·
299 Posts
Biblioteca da Universidade Agostinho Neto




Localização: Camama - Luanda

Tipo de Obra: Construção Civil, Industrial e Urbanística

Descrição Geral: Construção de biblioteca do novo Campús Universitário e Praça Central do mesmo, incluindo acabamentos. O Edifício é constituido por 4 pisos elevados com 350 m2 e uma cave com 15000 m2. O quarto piso tem uma área de 900 m2 e a laje é pré-esforçada para vencer um vão livre de 35 ml.

Principais Quantidades : Movimento de terras: 185.000,00 m³, pavimentos: 18.000,00 m², betão: 20.000,00 m³, cofragem: 100.000,00 m², aço: 3.200,00 Ton, caixilharia: 2.500,00 Un, actividade: 3.000,00 Un.

Dono da Obra: Ministério das Obras Públicas de Angola


http://www.somague.pt/site2005/pt/index.asp?tema=imobi&cont=areas_negocio/imobiliario/imobiliario
 

·
Registered
Joined
·
40,879 Posts
Luanda - Cidade Universitária - $500 million investment

EFES investe USD 500 milhões em condomínio de média e baixa renda

ADÉRITO VELOSO

22/09/2009

Cerca de USD 500 milhões foram investidos pela empresa EFES – Empreendimentos, Lda (ligada à construção civil e ao mercado imobiliário) para a construção do projecto “Cidade - Universitária”, localizado na Comuna da Camama, município do Kilamba Kiaxi, em Luanda. Apesar do nome, o projecto não é um alojamento para estudantes de grandes dimensões, mas foi baptizado desta maneira devido a sua proximidade do campus da Universidade Agostinho Neto.

O acto de lançamento de vendas do projecto está marcado para esta terça-feira, 22, e é uma parceria entre a empresa EFES e o Ministério das Obras Públicas (Minop). Serão ocupados 23 hectares de terreno, contemplando cerca de 69 edifícios de diferentes tipologias.

Programa do governo

O mesmo enquadra-se no programa habitacional do governo angolano, (2009/2012) que visa fundamentalmente abranger cidadãos de média e baixa renda. As obras do projecto habitacional contemplam um universo de cerca de 3 mil fogos e terão um período de execução de dois anos.

“O projecto terá edifícios habitacionais, uma creche, um posto de polícia, posto de saúde e um hotel, além de áreas comerciais”, informou ao JE a directora-geral da empresa, Elisabete Teixeira Monteiro.

A responsável anunciou por outro lado que, os edifícios compreendem moradias de Baixa Renda Social, conhecidos por BRS (baixa renda social), bem como edifícios de Média Renda Social (MRS), que por sua vez também terão várias tipologias de diferente configuração.
Preços

Preços praticados

A directora-geral da empresa EFES - Empreendimentos anunciou que os preços estipulados para as unidades habitacionais serão competitivos, a julgar pela política do governo de conceder casas sociais de qualidade a custo menor.

“Este projecto vem no quadro da construção de um milhão de fogos, pelo que o objectivo é minorar o problema habitacional que vivemos, e não a construção massiva de empreendimentos de luxo. O preço mínimo de um apartamento neste projecto é USD 50 mil, para unidades de pequena dimensão. O máximo é USD 200 mil, para um apartamento T3 “, sublinhou Elisabete Monteiro.

Processo de aquisição

Para candidatar-se à aquisição de habitações no projecto, os interessados deverão comparecer à sede da empresa, no Talatona, e apresentar os documentos identificativos, o justificativo dos seus rendimentos (declaração do salário), por formas a não ter pessoas com uma taxa de esforço superior daquela que podem suportar. A responsável disse que vão ser criadas parcerias no processo de vendas com instituições financeiras angolanas, como os casos do BPC e o BAI.

Elisabeth Monteiro salientou também que as instituições interessadas na aquisição de apartamentos para o seu efectivo poderão apresentar a sua lista de necessidades.

Expansão às províncias
A empresa EFES - Empreendimentos pretende também levar projectos similares a outras províncias do país, com destaque ao Huambo, Malanje, Kuando Kubango.

Mão-de-obra angolana
Presente no mercado da construção civil e imobiliário do país há já 10 anos, a empresa EFES – Empreendimentos de capital angolano, conta com uma força de trabalho nacional, tendo também, subcontratado outras empresas ligadas ao sector, de modo a tornar mais célere a implementação dos seus projectos.

“A nossa actividade desenvolveu-se de forma efectiva nos últimos três anos. Temos grande parte da mão-de-obra nacional, composta por engenheiros, arquitectos, agentes de fiscalização de obras e pessoal operário. Mas também temos parceiros expatriados subcontratados, por formas a levarmos avante os nossos projectos”, afirmou a directora-geral da empresa.

Aposta na diversificação
À empresa EFES – Empreendimentos também foram atribuídas responsabilidades, na parceria que o MINOP está a encetar com as empresas nacionais com o intuito de se construírem fábricas em diversas províncias. “A nossa empresa, bem como outras empresas identificadas pelo Minop têm a responsabilidade de construir as chamadas bases fabris bem como a implementação das respectivas fabricas em diversas áreas, como a metalo-mecânica, carpintarias, entre outras. As mesmas serão implantadas nas diferentes províncias do país, o que vai promover o desenvolvimento”, realçou.

OUTROS PROJECTOS HABITACIONAIS
A par do MINOP, a empresa EFES – Empreendimentos possui também uma parceria com o Ministério da Juventude e Desportos. Desta parceria a empresa está a levar a cabo um projecto habitacional “Casas para Jovens”, na Comuna da Camama, município de Kilamba Kiaxi, em Luanda.
O projecto faz parte da política do Ministério de tutela e contempla cerca de 500 unidades habitacionais com uma tipologia de dois pisos. O acto de apresentação do projecto também acontece nesta terça.
Com tipologia T3 com uma suíte em lotes de no mínimo 500 metros quadrados, a residência possui ainda cerca de 128,70 metros quadrados da área construída, mais 10,80 metros quadrdos de varanda e mais de 15,75 metros quadrados de garagem.

Como aderir
Os jovens com idade compreendida entre os 25 e 35 anos podem candidatar-se, desde que tenham uma ocupação remunerada capaz de assegurar o reembolso do crédito. Este reembolso terá o tempo de 20 anos, mediante a assinatura de um contrato com o banco credor. O interessado deve dirigir-se ao Ministério da Juventude e Desporto, e procurar os responsáveis pelo programa “Angola Jovem”.

“Não são casas de dimensão muito grande, mas são muito confortáveis. Este é um projecto direccionado à camada jovem da sociedade”, disse a directora.

A empresa poderá fazer o acompanhamento do processo de vendas sob aquilo que for orientado pelo dono da obra (Minjud).

Além deste projecto, segundo revelou a directora-geral da empresa, outro está em curso. O “Bom Sossego I” já está em fase de conclusão e totalmente vendido, tendo-se erguido cerca de 207 casas com cerca de 500 metros quadrados de terreno.
http://www.jornaldeeconomia.com/index.php?t=Modulo&action=view&modulo_id=1&id=244&table=noticia&pg=1
 

·
Registered
Joined
·
681 Posts
Unfortunately the pictures are not good enough, but its what I could get from where I was....Pictures taken on November 22, 2009



 

·
Garante da ordem publica
Joined
·
612 Posts
Enauguracao e adiada ano apos ano! Este e o exemplo tipico de projecto perpetuo!:colgate:
 

·
skxawng by tsu'tey
Joined
·
6,544 Posts
mo's wi ta zebrado...solução é matarem todos pobres e so os ricos ficarem...infelizmente os nossos governantes são uma cambada de incopetentes...em luanda o melhor estudo está nos colégios quem tiver guita tass sebem e quem não tiver tem de robar pa viver...eu quero ver quando essa tal dita universidade abrir...so os preços...ai meu DEUS:bash::gaah::mad2:
 
1 - 20 of 168 Posts
Top