Skyscraper City Forum banner
1 - 16 of 16 Posts

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #1 ·














O terreno sobre o qual se situará o edifício corresponde a uma parcela localizada em Lubango, Avenida Agostinho Neto. De forma rectangular, encontra-se situada nas imediações de uma área desportiva, limitando a fachada Norte com um campo de futebol denominado Mandume, próximo do Liceu com o mesmo nome, apresentando uma dimensão aproximada de 122,58 m. Delimitada na sua lateral Sul pela via Avenida Agostinho Neto, faz frente com um comprimento de 120,45m e tem por vizinhos na sua lateral Este o liceu de Mandume e o ISCED (traçado de 81,36m). Na face Oeste, encontra-se uma via rodoviária bastante transitada, com um comprimento de 70,75m.

Em frente à parcela na lateral Sudeste, do outro lado da Avenida Agostinho Neto situa-se um edifício de obras públicas. Actualmente a parcela dispõe de um vala perímetral que a separa das parcelas que a rodeiam.

Também vale a pena destacar a localização da cafetaria, que lhe permite funcionar de forma independente do restante edifício, e com ligação possível ao liceu e ao instituto, como a sua relação directa com o vestíbulo da mediateca, que potencia a possibilidade de realizar cocktails dentro do equipamento.

As zonas privadas e públicas encontram-se perfeitamente delimitadas e cotadas (a primeira situa-se no volume regular exposto), realizando-se as ligações precisas sem provocar a interrupção ou interferência das diferentes circulações: pública, privada, mercadorias, acontecimentos “fora de horários” de abertura da mediateca, crianças, adultos… Desta forma, toda a parte pública do programa encontra-se voltada para a praça verde situada ao redor do edifício, levando luz ao interior do edifício e oferecendo espaços de qualidade à mediateca.


Informação Adicional

* Área (m2): 2309
* Número de Salas: 30
* Ligação à internet: Satélite
* Localização: Lubango


A apresentação das três mediatecas, projectadas pela Impulso Portugal e pela Impulso Angola, foi efectuada pelo Director de Engenharia e Arquitectura, arq. Jorge Suárez, no passado dia 30 de Setembro numa acção convocada pela Associação REMA (Rede de Mediatecas de Angola) sob a direcção do Vice-ministro Pedro S. Teta e perante mais de 70 pessoas, entre autoridades nacionais e regionais (Ministros, Vice-ministros, Governadores, Vice-governadores, Secretaria do Presidente da República para os Assuntos Sociais) e meios de comunicação social nacionais e internacionais, para além dos principais responsáveis da Impulso e Impulso Angola.



Na apresentação dos seus projectos, Jorge Suárez abordou o tema das mediatecas e o seu significado desde o ponto de vista tecnológico, social e cultural numa primeira aproximação de carácter filosófico e conceptual passando a descrever cada uma delas e suas características principais. Colocou especial ênfase na identidade das mediatecas como local no qual se inserem tendo em conta os condicionalismos ambientais, geográficos e culturais.



Posteriormente, em colóquio aberto, o Director de Engenharia e Arquitectura de Impulso teve a oportunidade de prestar esclarecimentos quanto a temas respeitantes a acessibilidades, fachadas, sustentabilidade, número de pontos de informação, capacidade e questões ambientais em geral.

Name: Mediateca de Lubango

Status: Approved

City/Country: Lubango/Angola

Location: Avenida Agostinho Neto

Developer: Lusimpulso (Angola/Portugal)
 

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #4 ·
update...it is u/c since May 2011



Mediateca de Lubango: lançamento da 1.ª pedra




Foi lançada, a 4 de Maio, a primeira pedra da Mediateca de Lubango, na província de Huíla. O edifício, que estará pronto, de acordo as previsões, dentro de 12 meses, fica junta da Universidade Mandume ya Ndemofayo. O espaço terá uma área total de 3.135 metros quadrados.

Para visualizar as imagens da cerimónia, abra a




Mediateca no Lubango
Domingos Mucuta | Lubango - 06 de Maio, 2011
PartilharPartilhar


Rosa Pacavira coloca a primeira pedra para a construção do empreendimento que facilita o acesso à informação

Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango

A secretária para os Assuntos Sociais da Presidência da República, Rosa Pacavira, colocou na quarta-feira, no Lubango, a primeira pedra para a construção da Mediateca provincial da Huíla.
O projecto está localizado junto à Universidade Mandume ya Ndemofayo, numa área total de 3.135 metros quadrados. As obras, avaliadas em quatro milhões de dólares, estão a cargo de uma empresa chinesa e vão durar 12 meses.
O empreendimento vai ter várias zonas distintas: administrativa, logística e armazenamento, multimédia, salas de reuniões e conferências. A mediateca vai dispor de espaços exclusivamente para crianças, com o objectivo de estimular o hábito de leitura e de estudo aos menores, além de salas para actividades com idosos e pessoas com deficiência física, salão para exposições, bar e restaurante.
Num mundo cada vez mais globalizado, frisou a secretária para os Assuntos Sociais da Presidência da República, o Executivo pretende, com as mediatecas, facilitar o acesso às Tecnologias de Informação.
Rosa Pacavira anunciou a abertura, em breve, de um concurso público para a selecção de 25 jovens que devem trabalhar nas mediatecas, começando o processo em Junho. Os seleccionados vão receber formação a ser ministrada por professores cubanos e das universidades locais, na cidade do Lubango.
O coordenador da Rede de Mediatecas de Angola, Pedro Teta, explicou que a estrutura da Huíla consta de um conjunto de seis, programadas pelo Executivo para a primeira fase. As outras cinco vão ser erguidas nas províncias de Benguela, Huambo, Lunda-Sul, Zaire e Luanda.
As mediatecas vão estar ligadas à Internet de banda larga, para facilitar o acesso à base de dados, onde estudantes e demais cidadãos podem armazenar e descarregar documentos de interesse científico, cultural e outros.



Geração do conhecimento

O engenheiro Pedro Teta acredita que a Rede de Mediatecas de Angola vai contribuir para o aumento de conhecimentos e como complemento do potencial de capital humano. O coordenador disse que as mediatecas vão envolver os agentes do país com o intuito de fortalecer o conhecimento, cultivar a criatividade e inovação em todas a áreas, tanto do ponto de vista político, como educacional, científico, cultural e económico. “Elas vão facilitar o acesso à informação em diferentes formatos e disponibilizar à população os recursos tecnológicos, humanos e documentais que, de outra maneira, pelo seu custo, seriam de difícil acesso”, disse.
Pedro Teta afirmou que, através da rede, é possível fomentar a criação artística e cultural. “As mediatecas focalizam a educação, a dinamização da economia, ciência e tecnologia, cultura e arte”, frisou.
Com o projecto Rede de Mediatecas de Angola pretende-se, segundo explicou, fortalecer os sistemas educacionais de Angola, aumentando as possibilidades de acesso aos processos e conteúdos educacionais e de formação, o que vai reforçar o ensino e a aprendizagem.
Apontou como factores críticos de sucesso os modelos organizacionais baseados no trabalho em rede, as sinergias e colaboração das partes envolvidas, serviços e actividades centradas na comunidade e motivação de capital humano.
O governador da província da Huíla, Isaac dos Anjos, espera que as mediatecas contribuam para reunir as memórias do conhecimento colectivo angolano e para o renascimento do arquivo histórico nacional, disperso por causa da guerra.

Por dentro

O programa de construção da Rede de Mediatecas de Angola (REMA) foi lançado pelo Presidente da República no dia 11 de Novembro do ano passado. Já existe em vários países de língua oficial portuguesa e constitui uma ferramenta essencial para o desenvolvimento do ensino, facilitando o acesso de estudantes do ensino médio e superior à literatura e investigação científica. A Rede de Mediatecas surge como resposta à necessidade de acompanhar o avanço da sociedade de informação, através da implantação de infra-estruturas divididas em núcleos específicos: Fonoteca, Videoteca, Imagoteca, Testoteca e Arquivos Electrónicos.
O usuário pode aceder aos mais variados conteúdos informativos e pelos mais diversificados meios, através de equipamentos informáticos, audiovisuais e acústicos, tais como ecrãs de visualização de vídeos, CD e DVD, locais de audição de CD e computadores.
Além da diversificação dos meios de comunicação, as Mediatecas também desenvolvem actividades culturais, respondendo de forma mais abrangente à ideia de uma biblioteca aberta e mais abrangente, disponibilizando documentos em diferentes suportes e para todos os públicos, diversificando as actividades de informação e lazer.
 

·
Moderator
Joined
·
29,966 Posts
Obras de construção terminam em Junho


As obras de construção da Mediateca do Lubango terminam em Junho, disse ontem, no Lubango, o vice-ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação. Pedro Teta, que fez o anúncio no final de uma visita de trabalho, referiu que o edifício tem 2.500 metros quadrados e que foram assinados acordos com a Universidade de São Paulo para a cedência de 300 mil conteúdos em formato digital para a mediateca. O Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, afirmou, está em conversações com a Porto Editora, de Portugal, e com congéneres de Espanha e de Cuba para a cedência de conteúdos didácticos em formato digital e electrónico. O vice-ministro teve, no Lubango, um encontro com técnicos que receberam formação para trabalharem na Mediateca.

A primeira fase da construção da Rede de Mediatecas de Angola começou nas províncias de Luanda, Benguela, Huambo, Lubango, Saurimo e Zaire. As Mediatecas são locais de pesquisa, cujo principal objectivo é gerir e difundir informação técnica, pedagógica, didáctica e científica de suporte a várias actividades, como ensino, aprendizagem e investigação. O vice-ministro para a Área de Tecnologia de Informação, Pedro Teta, reconheceu, recentemente, estarem criadas todas as condições para o arranque, em Março próximo, das obras de construção de uma mediateca na cidade de Saurimo. Durante uma visita de algumas horas à província da Lunda-Sul, Pedro Teta garantiu que as obras de construção da mediateca devem durar nove meses.

Quando estiver concluído, o edifício, projectado em padrões modernos, vai possuir 200 computadores e um acervo de oito mil livros, num espaço de 2.100 metros quadrados, com áreas de lazer e um anfiteatro. As obras, que devem durar cerca de nove meses, estão orçadas em 6,5 milhões de dólares. O vice-ministro Pedro Teta reconheceu que o mérito da criação das mediatecas é do Presidente da República, que inaugurou o primeiro projecto de construção da mediateca nacional, em Luanda. Pedro Teta indicou que, numa primeira fase, estão a ser erguidas mediatecas em cinco províncias. O projecto, tutelado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, programou formações, dentro e fora do país, do pessoal que vai trabalhar no projecto, além de firmar parcerias com instituições congéneres para a aquisição de acervo bibliográfico, respectiva catalogação e indexação.
A governadora provincial, Cândida Narciso, enalteceu a iniciativa de instalação de uma mediateca na Lunda-Sul e manifestou o desejo que o projecto seja sustentado com infra-estruturas e recursos humanos qualificados. O projecto nacional de construção de Mediatecas foi lançado em Luanda pelo Ministério da Ciência e Teconologias de Informação.
JA
 

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #12 ·
a video of the new public library for Lubango upon completition..from the outside and the inside it is very nice...and top-notch technology inside...for those intereted watch the video from start to finish with music on


 

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #13 ·
Inauguration...the project has been completed as planned on time


24-08-2012 14:45

Huíla
Presidente da República inaugura Mediateca do Lubango



Mediateca comporta dez mil livros físicos e electrónicos, publicações científicas, jornais electrónicos e DVDs

Lubango – O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, inaugurou hoje, sexta-feira, a Mediateca do Lubango, um edifício construído de raiz e com capacidade de atender 250 pessoas em simultâneo.


Após a inauguração, o Chefe de Estado visitou demoradamente as dependências da instituição.

Trata-se de um majestoso edifício situado na avenida Agostinho Neto, centro da cidade do Lubango, que custou aos cofres públicos mais de 40 milhões de dólares:cheers: e que vai albergar espaços e equipamentos para pesquisa de documentos, livros, além de programas informáticos integrados, registos de vídeo, áudio, fotografias, entre outros.

Para o seu funcionamento, foram estabelecidos acordos com a Universidade de São Paulo, para a cedência de trezentos mil conteúdos em formato digital, enquanto a parte media vai ocupar uma área de 60 porcento, e a biblioteca de 40 porcento.

Destes conteúdos, constam cerca de dez mil livros físicos, livros electrónicos, publicações científicas, jornais electrónicos e mais de cinco mil DVD, acervo que pode ser utilizado em simultâneo por 250 pessoas.

Existem igualmente zonas privadas e públicas que se encontram delimitadas e cotadas, realizando-se as ligações precisas sem provocar a interrupção ou interferência das diferentes circulações: pública, privada, mercadorias, acontecimentos “fora de horários” de abertura da mediateca.

Este projecto contempla a construção de um total de 25 mediatecas de forma faseada, tem como objectivo a inclusão social e digital das pessoas, daí que o Ministério da Ciência e Tecnologia construiu as mediatecas de Luanda, Benguela e do Lubango (Huíla), já concluídas e que serão inauguradas todas este mês.
http://www.portalangop.co.ao/motix/...ngo,79eddd1b-065f-4503-93ce-ba844412207c.html

Currently there are 6 u/c and 3 of them have been completed ...25 ultra-modern and highly equipped public libraries/mediateques will be across Angola .....
 

·
Registered
Joined
·
40,884 Posts
Discussion Starter · #16 ·
What a sheer delight to my eye! Let´s bear in mind that 25 of these
are set to open across Angola. Very well done! It could be anywhere in the modern world but it is in Africa! It needn´t hide or stand back. Superb!
 
1 - 16 of 16 Posts
Top