SkyscraperCity banner

441 - 457 of 457 Posts

·
Moderator
Joined
·
161,278 Posts
Centro da cidade da Maia recebe projecto de moradias de luxo

http://www.diarioimobiliario.pt/Habitacao/Centro-da-cidade-da-Maia-recebe-projecto-de-moradias-de-luxo



O empreendimento Casas D’Avenida formado por 6 moradias de luxo, no coração da cidade da Maia, ainda não saiu da planta e já está em fase final de vendas.

“O empreendimento Casas D’Avenida foi projectado para se tornar uma referência de estilo de vida”, afirma José Oliveira, director comercial da MEDIUM na Maia, agência com responsabilidade exclusiva pela comercialização dos imóveis. A promoção do projecto é da responsabilidade da Inspace, empresa da Maia, que deverá iniciar a construção das Casas D’Avenida até ao final deste ano, de modo a poderem estar disponíveis para habitar em Janeiro de 2021.

As 6 moradias são de tipologia T4+1 e T5, distribuídas por 2 pisos com 320 m2 de área bruta de construção, estando implantadas em lotes com áreas compreendidas entre os 335,15 m2 e os 457,20m2.

Duas das moradias terão três frentes e quatro terão duas frentes. Os preços situam-se entre 430 mil euros e os 460 mil euros por moradia, dependendo do número de frentes.

De acordo com José Oliveira, estamos perante “um empreendimento ‘premium’, que se diferencia pelas linhas elegantes, pela atenção aos detalhes e principalmente pela interacção do espaço interior com o exterior formando uma atmosfera natural e dinâmica”.

O facto de estar a ser comercializadas em planta resulta numa vantagem para quem compra, uma vez que, como explica o director comercial da MEDIUM da Maia, “dá a possibilidade ao comprador de escolher os acabamentos e alterar os interiores de forma a tornar o seu espaço único, personalizado e adequado às suas necessidades”.
 

·
Moderator
Joined
·
161,278 Posts

·
Moderator
Joined
·
17,526 Posts
Maia lança obras de mobilidade sustentável no valor de 8 milhões de euros

A Câmara da Maia quer “dar prioridade à mobilidade suave” no concelho e, para tal, vai investir oito milhões de euros em empreitadas de mobilidade sustentável na cidade da Maia, Castêlo da Maia e Águas Santas.

As obras, adjudicadas pela Câmara da Maia na passada terça-feira, preveem a beneficiação e alargamento de passeios existentes, a execução de novos passeios e a implantação de ciclovias, melhorando significativamente a circulação pedonal nestes núcleos urbanizados eliminando barreiras arquitetónicas e pontos de conflito entre os diferentes modos de mobilidade, nomeadamente, o pedonal, o ciclável e o motorizado.

A autarquia pretende “dar condições e prioridade à mobilidade suave, nomeadamente, a pedonal e a ciclável, em detrimento do modo de circulação motorizado, contribuindo para a diminuição da emissão de gases nocivos para a atmosfera, designadamente de dióxido de carbono (CO2), indo ao encontro das metas definidas no acordo de Paris no âmbito das alterações climáticas”.

Os trabalhos de requalificação do espaço pedonal e ciclável decorrerão em Águas Santas Norte, no núcleo urbano da Maia e em Castêlo da Maia.

Com um prazo de execução de 13 meses e um custo de 2,995 milhões de euros, a empreitada de Castêlo da Maia vai abranger um total de 13 arruamentos. Já as obras no núcleo urbano da Maia incluem beneficiações em 14 arruamentos, têm um prazo de execução de 18 meses e um custo de 3,737 milhões de euros. A intervenção em Águas Santas Norte será feita em 10 arruamentos, num prazo de 13 meses e com um custo de 1,304 milhões de euros.

Para o presidente da Câmara, António Silva Tiago, “este é o ADN da Maia. Fazemos obra e apostamos na mobilidade sustentável e em criar cada vez mais condições para que os maiatos possam usufruir do espaço e para que a pegada ecológica do concelho seja cada vez menor”.

“Ao adjudicarmos estas empreitadas neste momento, estamos também a dar um sinal aos maiatos e às empresas. Numa altura de grande abrandamento económico provocado pela pandemia, cabe ao Poder Local um papel estratégico de revitalização da economia. Não basta ser eficaz no combate à pandemia, há também que saber dizer presente quando o tecido empresarial mais precisa de nós”, sublinha o autarca, em comunicado.
 
441 - 457 of 457 Posts
Top