Skyscraper City Forum banner
1 - 19 of 19 Posts

·
Sampa!
Joined
·
5,809 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Maior demolição do país pára trânsito e trens em Itapevi

Antiga fábrica de cimentos de Itapevi vai ao chão durante operação que vai mobilizar mais de 80 profissionais

Da redação
([email protected])

Após adiamento de quase um mês, acontece neste domingo, 19, a demolição das estruturas de concreto da antiga fábrica de cimento Cimenrita, em Itapevi. De acordo com o engenheiro Herbert Faustino, da empresa Demolidora Santos, responsável pelo serviço, será a maior demolição de uma estrutura em questão de volume de concreto no Brasil, envolvendo mais de 27 mil metros cúbicos de concreto e incluindo dois silos de 60 metros de altura e outros oito silos de 22 metros.

Serão mobilizados, para a operação, cerca de 80 profissionais de diversos níveis, entre engenheiros, ajudantes, maçariqueiros e marteleteiros.

A implosão estava prevista para 21 de junho, mas foi adiada por questões técnicas. Nesse intervalo, a empresa iniciou demolições parciais na fábrica, que está desativada. Além disso, organizou os detalhes com técnicos do DER, da CPTM e da AES Eletropaulo, além de agentes da Defesa Civil e do Demutran de Itapevi, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

A operação vai mexer como trânsito e os transportes na região. O trecho entre as paradas Santa Rita e Ambuitá da CPTM será interditado, com interrupção da circulação de trens. Além disso, o trânsito de veículos e pedestres será interrompido na avenida Leda Pantalena (altura do Jardim Sorocabano), rodovia Engenheiro Renê Benedito da Silva (entre os bairros Vila Gióia e Jardim Santa Rita) e ruas Mestre José Duarte e Roberto Duarte (na Vila Santa Rita). Os bloqueios vão acontecer das 9 às 10h30.

“Cerca de quinze minutos antes do horário previsto, às 9h45, serão feitos três disparos de sirene, de 30 segundos contínuos, com intervalos de 10 segundos. Este será o sinal para evacuação da área de detonação e de segurança, num raio de 350 metros. Às 9h58 será emitido um sinal sonoro de um minuto, precedendo a detonação dos explosivos, que terá duração de 10 segundos”, explica o engenheiro.

Nesse período, os motoristas que seguem pela rodovia Engenheiro Renê Benedito da Silva com destino ao centro e à divisa com São Roque poderão utilizar a estrada da Servidão, que liga os bairros Ambuitá e Vila Nova Itapevi.

O local a atual fábrica será dividido em lotes destinados à instalação de novas empresas e estabelecimentos comerciais.
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Bem... como a Defesa Civil aqui em Itapevi é de uma nulidade total, quem vai trabalhar por trás desta implosão será a GCM daqui, junto com o Demutran e a PM.

Pena que amanhã trabalho, mas longe do local (2km). Só vou ouvir a construção desabar. :(

Meu sonho é que seja erguido um hipermercado naquele local, mas é difícil...
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
O áudio está péssimo, mas a imagem está excelente:


Ainda sobrou uma torre... subestimaram a resistência das torres de concreto puro, que, por sinal eram as construções mais altas daqui de Itapevi...:lol:
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Era apenas a primeira indústria da cidade, que trouxe as primeiras escolas, postos de saúde, a parada de trens do bairro. . .
Na verdade a primeira indústria à se instalar aqui em Itapevi foi a Pedreira São João, fundada em 1895 pelo italiano Giulio Michaeli para a produção de paralelepípedos, que eram vendidos para a Prefeitura de São Paulo e foram usados para o calçamento da capital na 1ª metade do século XX. ^^

Essa pedreira está situada logo após a Cohab 2 e foi desativada anos antes da construção daquele conjunto habitacional. Ainda dá para ver algumas ruínas por lá.

p.s.: moradores mais antigos dizem que havia um ramal de trilhos que saía da estação de Itapevi em direção à pedreira, muito utilizada por essa indústria... hoje, no lugar dos trilhos, há uma avenida chamada Pedro Paulino. Eu mesmo, quando era criança (5, 6 anos), vi a antiga ponte ferroviária desativada que ficava junto ao que é hoje o pátio de veículos apreendidos/abandonados do Demutran.
 

·
Brasil-Belindia é aqui
Joined
·
19,369 Posts
Na verdade a primeira indústria à se instalar aqui em Itapevi foi a Pedreira São João, fundada em 1895 pelo italiano Giulio Michaeli para a produção de paralelepípedos, que eram vendidos para a Prefeitura de São Paulo e foram usados para o calçamento da capital na 1ª metade do século XX. ^^

Essa pedreira está situada logo após a Cohab 2 e foi desativada anos antes da construção daquele conjunto habitacional. Ainda dá para ver algumas ruínas por lá.

p.s.: moradores mais antigos dizem que havia um ramal de trilhos que saía da estação de Itapevi em direção à pedreira, muito utilizada por essa indústria... hoje, no lugar dos trilhos, há uma avenida chamada Pedro Paulino. Eu mesmo, quando era criança (5, 6 anos), vi a antiga ponte ferroviária desativada que ficava junto ao que é hoje o pátio de veículos apreendidos/abandonados do Demutran.
Itapevi foi emancipada em 1959, sendo que a Fábrica de Cimento Santa Rita S.A. (Cimenrita) se instalou no distrito na década de 50. A instalação da Cimenrita trouxe o progresso à região que hoje conhecemos como Santa Rita. Além disso foi dos escritórios da Cimenrita que nasceram os primerios esboços da emancipação de Itapevi, enquanto que a Pedreira São João foi uma mera empresa construída num distrito pouco povoado da cidade de Cotia.
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Itapevi foi emancipada em 1959, sendo que a Fábrica de Cimento Santa Rita S.A. (Cimenrita) se instalou no distrito na década de 50. A instalação da Cimenrita trouxe o progresso à região que hoje conhecemos como Santa Rita. Além disso foi dos escritórios da Cimenrita que nasceram os primerios esboços da emancipação de Itapevi, enquanto que a Pedreira São João foi uma mera empresa construída num distrito pouco povoado da cidade de Cotia.
Vc mesmo diz que a Cimenrita se instalou antes da emancipação de Itapevi... então, o que vale para uma também vale para a outra. ^^

Enquanto que, nos escritórios da Cimenrita, nasceram os esboços para a emancipação de Itapevi, a Pedreira São João foi a primeira empregadora do que viria a ser o atual município.

Nos arquivos do jornal local daqui, há uma foto de alunos de uma escola mista, tirada em 1919, na qual o nome da escola é "Itapevi", e desde a década de 40, antes mesmo da fábrica surgir, já havia um movimento na cidade pró-separação de Cotia, que, naquela década, conseguiram mudar o nome da estação local.
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Alguns dizem que será construido um conjunto residencial de classe média; outros dizem que será erguido um hipermercado da rede Extra; outros dizem que o terreno será dividido em vários lotes para empresas diversas (leia-se galpões). ^^

Só espero que o último ítem não se torne realidade... de galpões que empregam pouca gente e que não agregam quase nada à economia do município, Itapevi está cheio...
 

·
Brasil-Belindia é aqui
Joined
·
19,369 Posts
Alguns dizem que será construido um conjunto residencial de classe média; outros dizem que será erguido um hipermercado da rede Extra; outros dizem que o terreno será dividido em vários lotes para empresas diversas (leia-se galpões). ^^

Só espero que o último ítem não se torne realidade... de galpões que empregam pouca gente e que não agregam quase nada à economia do município, Itapevi está cheio...
Dizem até que a prefeitura cogitou construir o novo paço municipal ali. Um hipermercado ali seria pouco provável (além de agregar muito pouco à economia de Itapevi), pois a região não tem desenvolvimento suficiente para comportar um empreendimento desse porte. Só se antes do hipermercado implantassem um condomínio e um maior adensamento populacional no entorno da região, além de um desenvolvimento econômico através da instalação de indústrias na região.

Nenhuma cidade do mundo possui só grandes empresas, então por que desmerecer as pequenas empresas de Itapevi ? É da união dessas pequenas empresas que se garantem empregos para o povo e tributos para a prefeitura.

Vc mesmo diz que a Cimenrita se instalou antes da emancipação de Itapevi... então, o que vale para uma também vale para a outra. ^^

Enquanto que, nos escritórios da Cimenrita, nasceram os esboços para a emancipação de Itapevi, a Pedreira São João foi a primeira empregadora do que viria a ser o atual município.

Nos arquivos do jornal local daqui, há uma foto de alunos de uma escola mista, tirada em 1919, na qual o nome da escola é "Itapevi", e desde a década de 40, antes mesmo da fábrica surgir, já havia um movimento na cidade pró-separação de Cotia, que, naquela década, conseguiram mudar o nome da estação local.
Em questão de importância para a emancipação política e econômica de Itapevi, a Cimenrita teve uma contribuição histórica maior que qualquer outra empresa da futura cidade. Fora que a fábrica ainda poderia ser restaurada e transformada em um museu e uma pequena fábrica de blocos para a região ,empregando os moradores locais.

Mas implodir parte da história da cidade é mais simples. . .
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Dizem até que a prefeitura cogitou construir o novo paço municipal ali. Um hipermercado ali seria pouco provável (além de agregar muito pouco à economia de Itapevi), pois a região não tem desenvolvimento suficiente para comportar um empreendimento desse porte. Só se antes do hipermercado implantassem um condomínio e um maior adensamento populacional no entorno da região, além de um desenvolvimento econômico através da instalação de indústrias na região.
Discordo totalmente, ^^ e basta passar em qualquer hipermercado da região para contar o número de veículos com placas de Itapevi que, infelizmente, precisam se deslocar para outros municípios porque aqui não há um hipermercado com ampla variedade de produtos diferentes oferecidos à um preço baixo. Dos 200 mil habitantes que tem por aqui, há uma quantidade expressiva de consumidores das classes C, B e A que sentem muita falta deste tipo de serviço, e garanto que boa parte dos habitantes daí do seu município vizinho também se deslocariam para cá caso um empreendimento deste porte for feito (porém, desde que seja na região central). Outra: hipermercados empregam bastante gente e ajudam à alavancar a economia de qualquer município de médio porte.

Nenhuma cidade do mundo possui só grandes empresas, então por que desmerecer as pequenas empresas de Itapevi ? É da união dessas pequenas empresas que se garantem empregos para o povo e tributos para a prefeitura.
Galpões não pertecem necessariamente à pequenas empresas. ^^

Em questão de importância para a emancipação política e econômica de Itapevi, a Cimenrita teve uma contribuição histórica maior que qualquer outra empresa da futura cidade. Fora que a fábrica ainda poderia ser restaurada e transformada em um museu e uma pequena fábrica de blocos para a região ,empregando os moradores locais.

Mas implodir parte da história da cidade é mais simples. . .
Não vejo a antiga fábrica de cimento como um edifício histórico à ser preservado, ao contrário de algumas construções históricas que deveriam realmente ser tombadas aqui na cidade e que foram demolidas nas décadas de 80 e 90, como a antiga Câmara Municipal, que ficava exatamente no local onde hoje é o estacionamento das Casas Bahia.

Além disso, aquilo estava abandonado há mais de uma década. E, mesmo que fosse reativada hoje, a fábrica, antiquada, teria sérios problemas quanto à poluição ambiental.
 

·
Brasil-Belindia é aqui
Joined
·
19,369 Posts
Discordo totalmente, ^^ e basta passar em qualquer hipermercado da região para contar o número de veículos com placas de Itapevi que, infelizmente, precisam se deslocar para outros municípios porque aqui não há um hipermercado com ampla variedade de produtos diferentes oferecidos à um preço baixo. Dos 200 mil habitantes que tem por aqui, há uma quantidade expressiva de consumidores das classes C, B e A que sentem muita falta deste tipo de serviço, e garanto que boa parte dos habitantes daí do seu município vizinho também se deslocariam para cá caso um empreendimento deste porte for feito (porém, desde que seja na região central). Outra: hipermercados empregam bastante gente e ajudam à alavancar a economia de qualquer município de médio porte.
Itapevi e Jandira não são municípios de médio porte (mas sim de pequeno porte), logo o número de empregos (a maioria sem exigência de qualificação) que um hipermercado geraria pouco acrescentaria às cidades. Além disso não existe espaço para esse empreendimento nas cidades. A infrra-estrutura das cidades é péssima, fora que existem mercados e lojas regionais (ou filiais de grandes redes) que atendem a demanda por produtos. Itapevi possui um shopping com cinema e McDonald's (iguais aos outros shoppings da região), mas muita gente prefere se deslocar ao Alphaville/Tamboré ou Osasco (São Paulo), então a viabilidade fianceira de um hipermercado em Itapevi (ou jandira) é bem discutível. . .
 

·
Brasil-Belindia é aqui
Joined
·
19,369 Posts
Itapevi projeta polo industrial na área da antiga fábrica de cimento
Divulgação PMI

A antiga Cimenrita foi implodida no domingo

A antiga Cimenrita foi implodida no domingo
A cidade de Itapevi verá surgir novas empresas no espaço que até o último domingo, 19, era ocupado pelas instalações da antiga fábrica de cimento conhecida como Cimenrita, na altura do quilômetro 40 da CPTM. O que tinha restado da fábrica foi implodido naquela data.
Segundo o departamento de comunicação da Prefeitura de Itapevi esta foi “a maior demolição de uma estrutura de concreto no país” e o espaço que restou “dará lugar a galpões industriais ou empreendimentos comerciais, gerando novos postos de trabalho no município”. Alguns veículos paulistanos que noticiaram a implosão informaram que seriam construídas habitações nos 176.076,69 m² do local.
Segundo a prefeita itapeviense, Ruth Banholzer (PT), com a implosão da velha fábrica, Itapevi vira mais uma página de sua história. “A Cimenrita teve um grande papel na formação de nossa cidade. Assim como ela gerou muitas oportunidades de emprego no município, temos a certeza de que o mesmo acontecerá com os novos empreendimentos”, comentou a prefeita.
A implosão contou com o apoio da Defesa Civil, da Polícia Militar, da Guarda Municipal e do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito), que interditou as vias próximas durante o momento da ação.
Fábrica de cimentos Cimenrita, em Itapevi, foi implodida nesse domingo (19)

Fonte: Jornal Página Zero edição nº 886 - caderno cidades

http://www.paginazero.com.br
 
1 - 19 of 19 Posts
Top