SkyscraperCity Forum banner
161 - 180 of 342 Posts

·
Skybar Mod
Joined
·
5,517 Posts
O espaço da Facim parece vazio, aliás não parece, está vazio.
Acho q da última vez que ouvi falar desse projecto eles ainda estavam a realizar alguns estudos de viabilidade visto qur a zona em que se encontra é de risco ou algo parecido..
espero que não tenham abandonado o projecti como acho que fizeram com o Maputo Towers, pois dará/daria um óptimo "look" ao nosso skyline.
 

·
Registered
Joined
·
471 Posts
“Maputo-Catembe” sofre alterações

O PROJECTO executivo da ponte ligando Maputo e Catembe determinou alterações profundas na infra-estrutura, que já não vai ter apoios sobre o mar, como forma de viabilizar a plena navegabilidade marítima no canal.

De acordo com Elias Paulo, presidente do Conselho de Administração da Empresa de Desenvolvimento de Maputo-Sul, entidade pública responsável pela obra, o projecto já está concluído e as obras praticamente já arrancaram com a realização de estudos de solos, dentre outras componentes importantes.

Elias Paulo disse recentemente ao “Notícias” que na verdade as obras já arrancaram só que, contrariamente a outras infra-estruturas, a ponte tem preliminares invisíveis para os cidadãos comuns.

A infra-estrutura, com pouco mais de três quilómetros de extensão, terá 680 metros de tabuleiro suspensos sobre a baía, com pilares numa e noutra extremidade, nomeadamente na zona do Porto de Maputo e o próximo do lado da Catembe.

Os pouco mais de 3041 metros completam-se com pouco mais de dois quilómetros de viadutos, sendo 1097 metros no norte e 1264 na parte sul.

Ao que o responsável assegurou, estão praticamente terminados os preparativos para o arranque efectivo da construção, com a movimentação de máquinas, ferro, cimento e betão.

Mas antes investiu-se na realocação da terminal auto dentro do Porto de Maputo, uma vez que onde está actualmente deverá instalar-se o estaleiro da obra, na redefinição do projecto da ponte após a decisão da retirada dos apoios no mar.

Ainda no leque dos preparativos, aquele engenheiro destacou o reassentamento dos afectados pelo traçado da ponte e acessos, tanto na zona da Malanga, no centro da cidade, bem como da parte da Catembe.

Cerca de 700 milhões de dólares norte-americanos deverão ser investidos no projecto, que além da ponte sobre a baía inclui ainda pouco mais de 200 quilómetros de estradas para a fronteira da Ponta d’Ouro e a ligação Boane-Bela Vista.

Há ainda que construir as pontes sobre os rios Maputo, Futi e Umbelúzi, esta última com pouco mais de 300 metros de extensão. Prevê, igualmente, mexidas profundas em mais três e melhorias na intercessão entre as estradas nacionais números 1 e 4.

Elias Paulo, que liderou a construção da ponte de Caia, no rio Zambeze, caracterizou o projecto agora sob sua gestão de “extremamente complexo”, pelo facto de a infra-estrutura não levar mais pilares dentro do canal.

As obras deverão terminar entre 2017 e 2018, havendo enorme expectativa em ter-se estas infra-estruturas prontas, principalmente para a exploração dos empreendimentos e áreas turísticas da parte sul da província de Maputo.

Moçambique, a província sul-africana do Kwazulu-Natal e a Suazilândia estão desde 2010 a promover uma rota turística comum, designada East 3 Route, que prevê que um turista tome, por exemplo, pequeno-almoço em Mbambane, almoce nas paradisíacas praias da Ponta d’Ouro e jante em Richards Bay, facto unicamente possível com estradas de qualidade.

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/main/11515-maputo-catembe-sofre-alteracoes
 

·
Skybar Mod
Joined
·
5,517 Posts
China Roads and Bridge Corporation inicia em breve construção da ponte Maputo-Catembe
2014/06/24 NOTÍCIAS

As obras da construção da ponte sobre a baía de Maputo ligando a baixa da capital e o distrito municipal da Catembe têm início a curto prazo, garantiu o presidente do Conselho Municipal de Maputo, David Simango, ao diário Notícias.

Simango disse que os constrangimentos que emperravam o avanço prático da construção da ponte foram ultrapassados, destacando-se o realojamento das famílias residentes no traçado tanto do lado da Malanga assim como da parte da Catembe.

Na abertura da III Sessão Ordinária da Assembleia Municipal, Simango disse ainda que outro aspecto que concorreu para o atraso na construção no prazo inicialmente previsto foi a necessidade de se introduzir alterações profundas no projecto executivo da ponte.

Nesse sentido, a infra-estrutura já não terá suportes sobre o mar, como forma de viabilizar a plena navegabilidade marítima no canal de acesso ao porto de Maputo, tal como revelou a Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul, entidade pública responsável pelas obras.

A infra-estrutura, com pouco mais de três quilómetros de extensão, terá 680 metros de tabuleiro suspensos sobre a baía, com pilares numa e noutra extremidade, nomeadamente na zona do porto de Maputo e o outro do lado da Catembe.

A empreitada foi entregue à empresa China Roads and Bridge Corporation (CRBC), a mesma que ganhou o concurso para construir a estrada circular da capital moçambicana.
 

·
Registered
Joined
·
9,968 Posts
Katembe: Arranca construção das estacas da ponte


JÁ estão em curso os trabalhos iniciais para a construção das estacas e do maciço de ancoragem da ponte sobre a baía de Maputo ligando a baixa da capital e o Distrito Municipal Ka Tembe.

As obras decorrem ainda do lado da Catembe, o que já está a mexer naquela zona residencial. Do lado de Maputo prevê-se que os trabalhos arranquem em Setembro, o que ditará o condicionamento da Rua Paulino Santos Gil e das actividades na Motorcare, Delta Trading e outras infra-estruturas de comunicação e electricidade.

Os dados foram avançados sexta-feira por Paulo Fumane, Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul, EP, durante a visita do Presidente do município de Maputo, David Simango, para se inteirar sobre o decurso das obras da ponte e da estrada que liga Catembe e Ponta d´Ouro.
 

·
Registered
Joined
·
9,968 Posts
Noticia de Ontem. quinta (04 de Setembro)


Arrancaram recentemente as obras da construção da Ponte Maputo- Katembe que vai ligar a cidade de Maputo e o Distrito Municipal KaTembe.
Os primeiros trabalhos consistem na construção das estacas e do maciço de ancoragem da ponte sobre a baia de Maputo.

Actualmente decorrem acções com vista a criar-se uma área de protecção dos pilares, através da colocação de sacos de cimento e pedra. Estas obras decorrem, numa primeira fase, somente do lado da KaTembe, estando previsto o arranque dos trabalhos do lado de Maputo, para o mês de Setembro próximo.
 

·
Skybar Mod
Joined
·
5,517 Posts
Maputo Sul vai construir 1 030 apartamentos para reassentar famílias

Os apartamentos serão construídos no distrito da Ka Tembe, cidade de Maputo

A Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul (EDMS), responsável pela construção da ponte para Ka Tembe e da Circular de Maputo, acaba de lançar um concurso público para identificar a empresa que possa elaborar um projecto executivo e os documentos que vão nortear o concurso para a construção de 1030 apartamentos para as famílias afectadas.
A EDMS diz, no concurso No 16/EDMS/2014, que as casas por construir serão para responder a umas das modalidades de compensação das famílias e serviços abrangidos pelo traçado do viaduto de acesso à ponte e das estradas Maputo-Ponta de Ouro e Boane-Bela Vista. Os apartamentos habitacionais deverão ser construídos em forma de condomínios dispostos em lotes de 100m x 100m cada, para responder à compensação por espécie.

O concurso publicado no jornal Notícias de ontem revela que os apartamentos serão construídos no distrito municipal da Ka Tembe, na cidade de Maputo, numa área de 28 hectares, prevendo-se que os edifícios sejam de quatro pisos cada.

Numa primeira fase, a empresa a que será adjudicada a empreitada deverá construir 64 apartamentos. “O contrato que se pretende celebrar é do tipo chave na mão. O âmbito dos trabalhos inclui ainda a elaboração do projecto executivo da rede viária, electricidade, abastecimento de água, drenagem e saneamento das áreas comuns dos diversos condomínios a erguer na parcela”, lê-se no concurso publicado.

Recorde-se que outras famílias abrangidas pelo traçado de construção da ponte Maputo-Ka Tembe preferiram a compensação monetária pela sua transferência, pelo que não estarão incluídas neste reassentamento programado para Ka Tembe.
http://opais.sapo.mz/index.php/econ...30-apartamentos-para-reassentar-familias.html
 

·
Registered
Joined
·
9,968 Posts
Construction of the Maputo/Catembe bridge in Mozambique begins in 2015​


Construction of the Maputo/Catembe bridge is expected to begin in the first few months of next year, said the company managing the project, ”the largest single suspended span on the African continent,” which is expected to be completed by the end of 2017.

The bridge itself will be 680 metres long, have two towers 137 metres high and two anchor blocks for suspending cables and make the project “simple” to carry out said Vicente Miranda, an EDMS engineer, noting that the two pillars of the bridge were designed for the ends of the channel, so that they do not interfere with maritime navigation in the area.

Before construction of the two structures, “about 40 storeys” high, 24 piles must be installed to a depth of 100 metres, and 2.2 meters in diameter on each of the banks on the which the towers will be erected, said Miranda, giving assurances that the original budget of US$725 million remained within initial limits.
More detailed in the link
 

·
Registered
Joined
·
9,968 Posts

As obras de construção da ponte Maputo/Catembe deverão ter início nos primeiros meses do próximo ano, anunciou recentemente a empresa gestora do projecto, que promete concluir até ao final de 2017 “o maior vão suspenso do continente africano.”
Um tabuleiro com 680 metros de comprimento, duas torres com 137 metros de altura e dois blocos de ancoragem para os cabos de suspensão são os elementos que tornam este projecto numa obra “simples” de desenvolver, segundo comentou Vicente Miranda, engenheiro da EDMS, indicando que os dois pilares da ponte foram projectados para as extremidades do canal, para que não interferissem com a navegação marítima no local.
Antes do avanço da construção das duas estruturas, que “têm a altura de um prédio de cerca de 40 andares”, terão de ser instaladas 24 estacas com 100 metros de profundidade e 2,2 metros de diâmetro em cada uma das margens, sobre as quais serão erguidas as torres, avançou Vicente Miranda, garantindo que o orçamento inicial de 725 milhões de dólares do projecto se mantém dentro dos limites inicialmente previstos.
http://www.macauhub.com.mo/pt/2014/...aputocatembe-em-mocambique-inicia-se-em-2015/
 
161 - 180 of 342 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top