SkyscraperCity banner
1 - 3 of 3 Posts

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #1 ·
SAFRAS (30) - O Grupo Marfrig anunciou, nessa segunda-feira (29), investimento de R$ 128 milhões para a construção de mais uma unidade de abate de suínos e fabricação de produtos industrializados em Mato Grosso. O empreendimento renova a esperança de uma vida melhor à população de Rosário Oeste (128 km ao Norte de Cuiabá) e dos municípios da região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.

Pelo menos 1.200 empregos diretos e três mil indiretos deverão ser gerados com a ativação do complexo industrial a ser construído num terreno de 200 hectares na MT-010, doado pelo município.

O Governo do Estado assinou com o Marfrig um termo de acordo concedendo isenção fiscal para o grupo consolidar o projeto. Esse sempre foi o desejo do Governo para a Baixada Cuiabana (região Metropolitana), de trazer as grandes oportunidades que o Médio-Norte, Norte e Sul têm. Então, a partir de hoje é uma realidade, um novo período para a população que mora nessa região, declarou o governador de Mato Grosso, Blairo Maggi.

O presidente Geral da Mabella/Marfrig, Mayr Bonassi, a previsão do grupo é concluir a obra em 18 meses e até final de 2010 estarmos operando com contingente maior de empregados. Na primeira fase, serão abatidos dois mil suínos por dia e numa segunda, três mil. O aquecimento da economia no município será gradual, mas de imediato. Já temos o projeto pronto, uma licença prévia da Sema (Secretaria de Estado de Meio Ambiente), todas as definições em relação ao projeto, completou Bonassi.

Para ele, o governo é muito inteligente em ofertar atração de investimento para o Estado de Mato Grosso, com a isenção fiscal que dá (ao empresário) um certo período de pagamento menor de impostos dentro do que a legislação permite, que depois, num dado momento, esse investimento passa a gerar importantes impostos para a região. O presidente da Mabella lembrou que a ideia é industrializar em torno de 80% dos animais abatidos, para agregação de valor e mão-de-obra.

Na industrialização serão produzidos presunto, apresuntado, linguiças, salgados, defumados e outros produtos, inclusive alguns vendidos in natura.

Bonassi acrescentou que apesar das características de exportador do grupo com cerca de 40% a 50%, esta planta aproveitará o potencial de consumo que o Mato Grosso tem, atendendo exclusivamente o mercado interno regional.

SISTEMA INTEGRADO - Uma parceria com o pequeno produtor da região é proposta pela empresa, onde o Marfrig cria os leitões em Diamantino e o entrega para ser engordado pelo criador. O produtor investe no galpão, o grupo oferece as características técnicas para ele, além da ração, medicamentos, assistência técnica e treinamento. Ao final, dependendo da performance do lote é que vai ser a renda dele, uma parte do lote é dele.

"Esse rendimento poderá ser maior ou menor dependendo da mortalidade, conversão alimentar e dos cuidados que esse produtor teve com desenvolvimento do lote. Ele recebe o leitão, engorda, cria e no devolve. Quanto melhor for o criador mais ele vai ganhar, quanto mais cuidados mais vai ganhar, explicou o presidente Geral da Mabella/Marfrig, Mayr Bonassi. As informações são da SECOM/MT.

Fonte: Último Segundo
 

·
Veni, vidi, vici
Joined
·
2,769 Posts
Otima noticia,para a cidade de rosario oeste,excelente investimento na cidade :nuts:
 
1 - 3 of 3 Posts
Top