Skyscraper City Forum banner
1 - 17 of 17 Posts

·
You may call me Lamp...
Joined
·
11,734 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Martinho fecha em Dezembro se trânsito não mudar
por RUI PEDRO ANTUNES

Novo modelo de trânsito imposto pela autarquia afastou clientes do Martinho da Arcada, o café de Fernando Pessoa. Proprietário disse ao DN que, se situação não mudar, fechará as portas.

"Se o trânsito continuar assim o Martinho da Arcada fecha portas até ao final do ano. "O desabafo é de António Sousa, proprietário do histórico café da Praça do Comércio, onde amanhã haverá uma conferência de imprensa que incidirá sobre esta possível "morte anunciada".

A menos de um metro de distância da mesa onde habitualmente se sentava Fernando Pessoa, António Sousa explica que "a crise piorou o negócio e novo modelo de trânsito da Baixa veio dar a machadada final". O proprietário do mítico café acrescenta que "os clientes já não conseguem estar na esplanada com a poluição e o ruído dos 150 autocarros, por hora, que aqui passam".

António Sousa garante que o apelo que vai ser dado na conferência de imprensa de amanhã não é fingidor, como o poeta. "Isto não é uma ameaça, o Martinho corre o risco real de fechar e não voltará a abrir", lamenta o comerciante (ver entrevista na última).

Nos promotores da iniciativa que se realiza amanhã está Luís Machado, autor do livro Era uma vez um café, que relata a história do Martinho da Arcada. Luís Machado não quer abrir o jogo para "não queimar a conferência", mas revela que serão apresentados depoimentos de "grandes vultos da cultura."

Luís Machado quer evitar a todo o custo que este "local mítico de Lisboa" feche. O escritor faz um apelo: "não podemos deixar que o Martinho acabe".

Lembrando os danos que a passagem dos autocarros tem no número de clientes da esplanada, Luís Machado acusa a Carris de "sacudir a água do capote", ao ter dito publicamente que nada pode fazer por não ser a entidade que regula o trânsito.

Os defensores e proprietário do Martinho da Arcada têm feito reptos sucessivos junto da autarquia para esta situação. António Sousa foi mesmo à Assembleia Municipal expor a situação. Porém, segundo conta: "O presidente António Costa estava lá, eu questionei-o e ele ainda se riu, dizendo que ia tentar pôr todos os autocarros movidos a gás."

O proprietário do Martinho da Arcada lamenta ainda que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa nunca tenha ido ao estabelecimento nessa qualidade. "Ele tinha a obrigação de conhecer o Martinho", adverte.

No entanto, António Sousa diz que o café "não faz qualquer discriminações partidárias" e tem "amigos" de várias forças políticas.

Enquanto falava com o DN, o proprietário foi mostrando aos turistas o espólio de Fernando de Pessoa, como se fosse um guia de um museu. "Faço isto de borla, nunca cobrei nada porque acho que é um dever, mas se ficar sem clientes não aguento."

Apesar das divergências quanto ao modelo de trânsito, as portas do Martinho da Arcada estão também abertas para a António Costa, a quem António Sousa terá todo o gosto de "pagar um café".

Tal como alerta Luís Machado, seria um "escândalo nacional" o Martinho fechar. O promotor da conferência de imprensa espera que um rol de personalidades se insurja contra o encerramento.

Luís Machado lembra que um edifício com a história do Martinho da Arcada (ver caixa) tem "muitos amigos", como se pode comprovar pelo livro de visitas.

Desde figuras nacionais como José Saramago e Manoel de Oliveira (que têm mesa reservada no café), passando pelos últimos quatro presidentes da República (de Ramalho Eanes a Cavaco Silva), até figuras estrangeiras como o ex-chanceler alemão Gerhard Schröder ou o escritor Antonio Tabucchi, todos passaram no espaço. A estes junta-se um infindável lista de nomes da cultura de onde certamente sairão apelos para que o Martinho da Arcada não feche as portas.

A história do espaço poderá ser preponderante numa altura em que o seu futuro é incerto, assentando, tristemente, na última citação atribuída a Pessoa:"I know not what tomorrow will bring" ("Não sei o que o amanhã trará").

in: http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1319177
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Então o Costa não tem 150 "intelectuais" a apoiá-lo??? Será que esses senhores ditos "defensores da cultura" não se juntam e salvam a tasca que o Costa sem querer vai encerrar??? Há cada ironia.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Esse António Costa... em Coimbra também fecharam o Arcádia, a Brasileira e o Central... :eek:hno: e o nosso património vai-se perdendo... metam os eléctricos a passar ali. E acabem com a vergonha que se passa no Terreiro do Paço, que nunca está em condições para receber os turistas que visitam Lisboa. Em vez de a tornarem numa verdadeira Praça, qualquer dia é mais uma rotunda importada do Kosovo ou do Afeganistão...
 

·
Registered
Joined
·
2,174 Posts
Sinceramente estas notícias irritam-me um pouco. Contam a história mal para ver se o pessoal vai na cantiga.

Querem saber uma das razões porque o Martinho da Arcada está em dificuldades??? Eu este fim de semana estava a mostrar a cidade a uns amigos estrangeiros. Passavamos pela baixa e estava cheia de turistas e lisboetas a aproveitar o bom tempo. Como estava calor, o pessoal estava todo a refugiar-se nas sombras e nos cafés.
Tive a bela ideia de irmos ao Martinho da Arcada para lhes mostrar o sítio. ESTAVA FECHADO. COMO É QUE É POSSÌVEL. Fomos a outro sítio claro. Todos os outros cafés abertos estavam cheios de cheios e facturar imenso. No campo das cebolas estavam pessoas nas esplanadas quase a cair para cima da estrada de tanta gente que era. E o Martinho (que tem um bom sítio de esplanada) fechado.

Depois queixam-se que não fazem negócio. Aquela hora (14h30 de um fds) certamente que a culpa não era dos autocarros. É que para fazer negócio é preciso estar aberto. E é preciso estar aberto principalmente quando as pessoas querem lá ir.

Desculpem mas isto tudo soa-me que o que estão a fazer é a atirar as culpas para cima de outros porque ficaram chateados de retirarem os popós. Façam as contas. 150 bus por hora (já li que eram 140 na verdade) é pouco mais de 1 bus por minuto em cada sentido. Nem sequer há paragens ali em frente (são no Terreiro) por isso nem são autocarros a deixar pessoas e a acelerar ou desacelerar(que é quando fazem mais barulho). Eles refilam porque em média existe um autocarro por minuto (em cada sentido) a circular em velocidade de cruzeiro.:|

Enfim. Façam o que têm de fazer para minimizar os efeitos, mas acho que esta alteração é pelo melhor. Continuar como se estava é que não. E retirar transportes publicos nem pensar.
metam os eléctricos a passar ali.
Mas eles já lá passam Lino. O Terreiro do Paço é o local onde passam mais eléctricos em Lisboa.:dunno: Existem no total 6 carreiras de eléctricos. 4 delas passam pelo Terreiro e as outras 2 passam numa paralela a uns 100 metros dali. E um dos objectivos destas alterações é aumentar a eficácia dos eléctricos havendo planos para incorporar mais linhas na parte ribeirinha. O grande problema dos eléctricos são os carros mal estacionados, e a bloquear passagem. Basta ires ao google earth e verás exemplos do estacionamento que ali havia (já não há) . Fechando estas ruas chave a tudo menos transportes publicos, deixa de haver esse problema e pode-se reintroduzir mais eléctricos.
E acabem com a vergonha que se passa no Terreiro do Paço, que nunca está em condições para receber os turistas que visitam Lisboa. Em vez de a tornarem numa verdadeira Praça, qualquer dia é mais uma rotunda importada do Kosovo ou do Afeganistão...
Curioso que tenhas essa opinião. É que transforma-la numa rotunda desse género é EXACTAMENTE o que o dono do Martinho da Arcada quer. ;)
O que ele (e não só) está a refilar é contra as alterações de trânsito que fecharam as laterais do terreiro do paço ao trânsito (agora é zona pedonal). Refila contra o impedimento da passagem de automóveis particulares em frente ao café (já não podem estacionar o seu popó em frente). Agora só passam transportes públicos (algo que incomoda muita gente). O que eles pedem é a retoma da função do Terreiro do Paço como rotunda. Eles já antes das alterações da carris refilavam contra o retirar carros da zona. A questão é que eles têm a triste ideia que se as pessoas não poderem ir de popó até às suas lojas, ninguem vai. Todos os exemplos estrangeiros (e também os poucos nacionais) mostram o contrário, mas eles acham que sim.
 

·
You may call me Lamp...
Joined
·
11,734 Posts
Discussion Starter · #6 ·
Sou da opinião que ali só circulariam electricos. Autocarros, taxis e demais viaturas ligeiras não colocavam lá os pneus.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
É isso o que eu queria dizer. Terreiro do Paço só para eléctricos, os autocarros iriam pelas ruas circundantes... quando lá estive havia mais carros que sei lá o quê... e o Terreiro sempre em obras, que horror... se não é do cú é das calças....
E isso de chegar com amigos a um sítio e vê-lo fechado irrita-me... ou está fechado, ou em obras, ou se paga...
Queria levar amigos ao Portugal dos Pequenitos e vimos que se tinha que pagar 7€...
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
:( pena deixarem ir abaixo, logo agora que o fim das obras estão por meses e depois das obras podia-se fazer dali aquilo que aquele café é, um marco da Lisboa antiga...
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Espero que o encerramento não seja definitivo... senão Lisboa perde mais da sua história e do seu carácter e torna-se ainda mais igual a tantas outras....
 

·
Registered
Joined
·
2,174 Posts
^^ A própria rua vai ser intervencionada nos proximos tempos o que diminuirá o ruído. Mesmo que este proprietário feche portas, certamente que alguém aproveitará aquilo. Não se preocupem.

Por um lado, e sem querer dizer mal do senhor que tem aquilo actualmente, até pode ser pelo melhor.

Honestamente acho que o que aquilo é agora é um pouco incoerente. Por um lado classificam-se como café de charme e tal. Os preços são certamente a acompanhar essa tendência (cada prato são cerca de 20 € e uma refeição fica por uns 30€). Os empregados estão vestidos a preceito.

Por outro lado, os guardanapos de papel saiem daquelas garrafas de plástico a fazer anuncio à Compal, as mesas cá fora usam toalhas de papel e têm lá a omnipresente televisão. Isto é um ambiente mais de tasca que outra coisa.:nuts:

Na entrevista que o proprietário deu ele até deixou escapar mesmo o que o preocupa. É que a praça agora vai ter mais cafés (até agora era só ele ali). Ele está é com medo da concorrência.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
20€ por um prato? Vou ali a outro sítio na baixa e pago 6€ e tal por um bitoque e uma cerveja... :)
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
^^ A própria rua vai ser intervencionada nos proximos tempos o que diminuirá o ruído. Mesmo que este proprietário feche portas, certamente que alguém aproveitará aquilo. Não se preocupem.

Por um lado, e sem querer dizer mal do senhor que tem aquilo actualmente, até pode ser pelo melhor.

Honestamente acho que o que aquilo é agora é um pouco incoerente. Por um lado classificam-se como café de charme e tal. Os preços são certamente a acompanhar essa tendência (cada prato são cerca de 20 € e uma refeição fica por uns 30€). Os empregados estão vestidos a preceito.

Por outro lado, os guardanapos de papel saiem daquelas garrafas de plástico a fazer anuncio à Compal, as mesas cá fora usam toalhas de papel e têm lá a omnipresente televisão. Isto é um ambiente mais de tasca que outra coisa.:nuts:

Na entrevista que o proprietário deu ele até deixou escapar mesmo o que o preocupa. É que a praça agora vai ter mais cafés (até agora era só ele ali). Ele está é com medo da concorrência.
ya pode ser que alguem compre o café entretanto :yes::cheers:
 

·
Portugal
Joined
·
13,718 Posts
Sou da opinião que ali só circulariam electricos. Autocarros, taxis e demais viaturas ligeiras não colocavam lá os pneus.
O problema é que a camara proibiu de circularem junto ao rio obrigando os a seguir do Cais Sodré pela Rua dos Bacalhoeiros, e Rua do Arsenal até ao Campo das Cebolas!

A Carris tambem preferia o percurso antigo que era muito mais rápido!
 

·
Registered
Joined
·
11,873 Posts
Eu acho que o problema do martinho da arcada não é bem os autocarros mas sim os preços exorbitantes que lá se praticam!
 

·
Banned
Joined
·
623 Posts
^^Não acho assim tão caro...
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Desde que se cumpram certas cerimónias ou se respeitem certas fórmulas, não vejo onde ser caro possa ser um problema. É um café exclusivo. Não pode ser um café para pé descalços armados em letrados.
 
1 - 17 of 17 Posts
Top