SkyscraperCity banner
1 - 20 of 55 Posts

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #1 ·
MT e MS - Dois Estados Irmãos​

Bom pessoal, eu e o Michel (MMichelN) tivemos a idéia de fazer este thread para apresentar-lhes dois Estados brasileiros que cultuam uma das maiores belezas do mundo: O Pantanal.

Este thread irá mostrar que não é apenas o Pantanal q surge como uma ponte unindo esses dois lugares, mas que há muita coisa que faz desses dois estados especiais e que assemelham-os, mesmo qdo enxergamos algo diferente entre eles!!!

O Thread terá duas partes... esta primeira irá mostrar a História, Belezas Naturais e suas Principais Cidades, já a segunda parte apresentará a Economia, Cultura, Eventos e Gastronomia (segunda página).

Enfim... pedimos licença e paciência (Thread Pesado)...​

...e sejam Bem-Vindos ao Brasil dos Mato Grosso´s​


HISTÓRIA

Mato Grosso em 1789

@mapasbrasil.com

O que hoje conhecemos como Mato Grosso já foi território espanhol, levando-se em conta os limites estabelecidos pelo Tratado de Tordesilhas - pelo qual o Brasil teria menos que 30% de seu atual território. As primeiras incursões no território do Mato Grosso datam de 1525, quando Pedro Aleixo Garcia vai em direção à Bolívia, seguindo as águas dos rios Paraná e Paraguai.

Posteriormente, portugueses e espanhóis são atraídos à região, devido aos rumores de que haveria muita riqueza naquelas terras ainda não devidamente exploradas. Também vieram jesuítas espanhóis, que criaram Missões entre os rios Paraná e Paraguai, com o objetivo de assegurar os limites de Portugal, já que as terras estavam nos limites da Espanha.

Em 1718, o bandeirante Pascoal Moreira Cabral Leme subiu pelo rio Coxipó e descobriu enormes jazidas de ouro, dando início à corrida do ouro, fato que ajudou a povoar a região. No ano seguinte foi fundado o Arraial de Cuiabá. Em 1726, o Arraial de Cuiabá recebeu novo nome: Vila Real do Senhor Bom Jesus do Cuiabá. Em 1748, foi criada a capitania de Cuiabá, concedendo a coroa portuguesa isenções e privilégios a quem ali quisesse se instalar. Foram feitas diversas expedições, entre elas entradas e bandeiras. As entradas eram financiadas por Portugal partiam de qualquer lugar do Brasil e não ultrapassavam o Tratado de Tordesilhas. As bandeiras foram financiadas pelos paulistas. Somente eles foram ao oeste, ultrapassando a linha de Tordesilhas.
Os motivos pelos quais ocorreram as expedições para o oeste do Brasil são diversos. A coroa portuguesa precisava ocupar as terras a oeste para se defender da ocupação espanhola de oeste para leste e preservar o Tratado de Tordesilhas. As expedições feitas pelos paulistas foram de caráter principalmente econômico: procura por mão de obra escrava indígena e exploração de ouro e pedras preciosas. As monções em 1722 foram realizadas com o fim de realizar trocas de mercadorias de consumo por ouro nas áreas de mineração.

Durante as bandeiras, uma expedição chegou ao Rio Coxipó em busca dos índios Coxiponés e logo descobriu ouro nas margens do rio, alterando assim o objetivo da expedição. Em 08 de abril de 1719, foi fundado o Arraial da Forquilha às margens dos rios dos Peixes, Coxipó e Mutuca. O nome "forquilha" vem do fato de que, neste ponto de encontro dos rios, era formado o desenho de uma forquilha. Esse núcleo deu origem à atual cidade de Cuiabá. A região de Mato Grosso era subordinada à Capitania de São Paulo governada por Rodrigo César de Meneses para fiscalizar a exploração do ouro e da renda. O governador da capitania mudou-se para o arraial e logo a elevou à categoria de vila chamando-a de Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá.

@http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_de_Mato_Grosso


Seleção Cuiabá Antiga - Vila Real do Senhor Bom Jesus do Cuiabá

1-Panorâmica de Cuiabá em 1943 / 2-Ponte de Ferro sobre o Rio Coxipó em 1955/ 3-Igreja N. Sra. do Rosário na Colina do Rosário / 4-Cuiabá / 5-Barco à vapor no Rio Cuiabá em 1960 / 6-Colina do Arsenal em 1940
@Arquivo Histórico do MT - Montagem: Roberto Barrich


Guerra do Paraguai​
Os governos se sucederam sem acontecimentos de maior relevo até a guerra do Paraguai. Uma guarda defensiva montada em 1850 no morro do Pão de Açúcar pelo governador João José da Costa Pimentel irritou o governo paraguaio. Pimentel então recuou ante gestões diplomáticas realizadas em Assunção. Foi substituído pelo capitão-de-fragata Augusto João Manuel Leverger, barão de Melgaço, cujo primeiro governo durou de 1851 a 1857.
Leverger recebeu ordem de concentrar toda a força militar da província no baixo Paraguai, para esperar os navios que deveriam subir o rio com ou sem licença de Solano López. Mudou-se então para o forte de Coimbra, onde permaneceu cerca de dois anos.

O coronel Frederico Carneiro de Campos, nomeado presidente provincial em 1864, subia o rio Paraguai para assumir o posto quando seu navio — o Marquês de Olinda — foi atacado e aprisionado por uma belonave paraguaia. Logo que o Paraguai rompeu as hostilidades, revelou-se a fraqueza do sistema defensivo brasileiro no Mato Grosso, prevista por Leverger. Caiu logo Coimbra, após dois dias de resistência. Em seguida, foi a vez de Corumbá e da colônia de Dourados. A guerra seguiu seu curso, marcada por episódios como a retirada de Laguna, a retomada e subsequente abandono de Corumbá. Dessa cidade, as tropas brasileiras trouxeram para Cuiabá uma epidemia de varíola que teve efeitos devastadores. Para o povo, 1867 seria o "ano das bexigas", mais que da retomada de Corumbá.

Os últimos anos do império registraram um lento desenvolvimento da província, governada de outubro de 1884 a novembro de 1885 pelo general Floriano Peixoto. Em 9 de agosto de 1889, assumiu a presidência o coronel Ernesto Augusto da Cunha Matos, sob cujo governo se realizou a eleição de que saíram vitoriosos os liberais — triunfo celebrado em Cuiabá com um pomposo baile em 7 de dezembro, pouco antes de chegar à cidade a notícia da queda da monarquia.​


1.Corumbá e Rio Paraguai / 2.Forte Coimbra / 3.Fazenda Jacobina em Cáceres / 4.Prédio do Arsenal de Guerra, em Cuiabá, construído em 1865 / 5.Canhão de Guerra em Porto Murtinho / 6.Estação de Trem em Porto Murtinho em 1940
@Arquivo Histórico do MT/Site História da Guerra do Paraguai - Montagem: Roberto Barrich

A Divisão​
Já na década de 1950, era inquestionável o aumento da importância do leste do estado, uma vez que o Bolsão Sul-Matogrossense já começava a exercer influência política ao nível estadual, tanto no norte, quanto no sul. Essas demonstrações de poder que se iniciaram com a candidatura de Filadelfo Garcia à Câmara dos Deputados do Brasil se confirmaram com a eleição de Pedro Pedrossian ao governo de Mato Grosso em 1965.

O governo federal com base na lei complementar nº 20, estabeleceu, em 1974, a legislação básica do período da ditadura militar para a criação dos estados e territórios brasileiros, reascendendo, assim, a campanha pela autonomia do sul matogrossense.

De fato, em 11 de outubro de 1977, o presidente Ernesto Geisel assinou a Lei Complementar 31, que criou o Estado de Mato Grosso do Sul, em área desmembrada do estado de Mato Grosso. Já em 1 de janeiro de 1979, tomaram posse os deputados eleitos, em 15 de novembro de 1978, para a Assembléia Legislativa e Constituinte de Mato Grosso do Sul, conforme previsto na LC 31. O primeiro governador, o engenheiro gaúcho Harry Amorim Costa, servidor público do Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS), autarquia federal hoje extinta, foi nomeado pelo presidente Geisel, de acordo com a mesma Lei Complementar.

http://pt.wikipedia.org/wiki/História_de_Mato_Grosso_do_Sul



3.Comemoração Popular nas Ruas de Campo Grande / 5.Idem 3 / 5.Presidente Ernesto Geisel e Governador Harry Amorim
@Arquivo Histórico do MS/http://www.news.com.br/fotoespecial/historiams.jpg - Montagem: Roberto Barrich


---------------XXXX---------------

BELEZAS NATURAIS

Chapada dos Guimarães/MT


Créditos: Paulina/João JL/Frank Faporti/PM Chapada dos Guimarães​

Serra do Amolar/MS


Créditos: Zebedias/PM Corumbá/Alan Ericksson/Instituto Homem Pantaneiro​

Lago de Manso/MT


Créditos: Leandro Melo/PM Cuiabá/Hotel Fazenda Manso/PM Chapada dos Guimarães​

Serra da Bodoquena/MS


Créditos: Crisval Tur/viarural.com/hotelfazendadobetione.tur.br/Rodrigo Sotolani​

Corredeiras de Jaciara - Cachoeira da Fumaça/MT


Créditos: PM Jaciara/Marina/O Mochileiro​

Serra do Maracaju/MS


Créditos: Simoni Lopes/Alan Eriksson/Autores Desconhecidos​

Nobres/MT


Créditos: GuDiachio/Secom-MT/Marcelo Moura


Créditos: GuDiachio/Secom-MT​

Bonito/MS


Créditos: Vantopi/CityTourMS/PM Bonito/Autores Desconhecidos


Créditos: PM Bonito/Gov. MS​

Campos Amazônicos e Parque do Cristalino/MT


Créditos: Mateu Umberte/Ibama​

Parque Salto do Sucurí/MS


Créditos: PM Costa Rica/automotivos.com/O Mochileiro​

Parque da Serra Azul/MT


Créditos: PM Primavera do Leste/Roberto Barrich/Secom-MT/O Mochileiro​

Buraco das Araras/MS


Créditos: goscraps/ecoviagem/Gov. do MS/Mateus Fitorrini​

Rio Sepotuba e Salto das Nuvens/MT


Créditos:O Mochileiro/João Francisco/Guilherme N/Fábio Resende​

Cachoeira Boca da Onça/MS


Créditos: Lucas_d/Gov. do MS/Lipe​

Rio Sacre e Chapada dos Parecis/MT


Créditos:Secom-MT/Mariano/Neilor/Cavallari​

Rio Miranda/MS


Créditos: Aroldo Palo Jr/Fazenda São Francisco/PM Miranda - Paulo Albuquerque Filho​

Rio Araguaia/MT


Créditos: Baiano GFN/JJG Maciel/SAS​

Cascatas do Rio Mimoso/MS


Créditos: Estância Mimosa/Fazenda Rosa Rosê/4 Rodas/Rafael Goes​

Serra do Roncador/MT


Créditos: Pedro Aguiar/Patrícia Mello/Spagnollo/Araguaia.Net​

Gruta de Sâo Miguel/MS


Créditos: Atratur/grutasdesaomiguel.com.br​

Rio Apiacás/MT


Créditos: Pitu/PM Apiacás/Cabelogo/​


...Pantanal...


O Complexo do Pantanal, ou simplesmente Pantanal, é um bioma constituído principalmente por uma savana estépica, alagada em sua maior parte, com 250 mil km² de extensão, altitude média de 100 metros, situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, ambos Estados do Brasil, além de também englobar o norte do Paraguai e leste da Bolívia (que é chamado de chaco boliviano), considerado pela UNESCO Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, localizado na região o Parque Nacional do Pantanal. Em que pese o nome, há um reduzido número de áreas pantanosas na região pantaneira. Além disso, tem poucas montanhas o que facilita o alagamento.​


Créditos: PM Corumbá/IBAMA/Caio LG/Marinho/Susy Pantanal​


Créditos: Governo do MS/Secom-MT/Corumbáphoto/Ibama​


Créditos: PM Cáceres/IBAMA/Talugo/Marinho/Hotel Veredas​


Créditos: Giovan/titin/PM Cáceres/Secom-MT​


Créditos: O Mochileiro/SedTur-MT/Gov. de MS/PM Porto Murtinho​


Créditos: FEMA-MT/Gov MS/Ibama/Rodrigo Manuel​


Créditos: O Mochileiro/SedTur-MT/Gov. de MS/PM Porto Murtinho​


Créditos: Roberto Alisson/Estância Pantanal/Ibama/Secom-MT​


Créditos: O Mochileiro/SedTur-MT/Gov. de MS/PM Porto Murtinho​


---------------XXXX---------------

CIDADES MAIS IMPORTANTES

Campo Grande/MS​


Créditos: Desconhecido

Campo Grande é um município brasileiro da região Centro-Oeste, capital do estado de Mato Grosso do Sul. Ocupa a 14º posição das maiores áreas urbanas do Brasil. Reduto histórico de divisionistas entre o sul e o norte, Campo Grande foi fundada há mais de 111 anos por colonizadores mineiros, que vieram aproveitar os campos de pastagens nativas e as águas cristalinas da região dos cerrados.

A cidade foi planejada em meio a uma vasta área verde, com ruas e avenidas largas. Relativamente arborizada e com diversos jardins por entre as suas vias, apresenta, ainda nos dias de hoje, forte relação com a cultura indígena e suas raízes históricas. Por causa da cor de sua terra (roxa ou vermelha), recebeu a alcunha de Cidade Morena. A cidade está localizada em uma região de planalto, em que é possível ver os limites da linha do horizonte ao fundo de qualquer paisagem. O aquífero Guarani passa por baixo da cidade.

Campo Grande está localizada no centro do estado e equidistante dos extremos norte, sul, leste e oeste de Mato Grosso do Sul, fator que facilitou a construção das primeiras estradas da região, contribuindo para que se tornasse a grande encruzilhada ou polo de desenvolvimento de uma vasta área. É considerado o mais importante centro impulsionador de toda a atividade econômica e social do estado, posicionando-se como o de maior expressão e influência cultural, sendo também o polo mais importante de toda a região do antigo estado, desmembrado em 1977. Em 1950, o município concentrava 16,3% do total das empresas comerciais de Mato Grosso do Sul; em 1980, este número subiu para 24,3% e, em 1997, a 34,85%. Também registrou crescimento populacional acima da média nacional nos anos 1960, 70 e 80. Hoje, a cidade possui dimensões e características próximos aos de uma metrópole, com uma população próxima de 800 mil de habitantes, sendo considerada uma das cidades mais desenvolvidas da região Centro-Oeste do Brasil. Segundo pesquisa feita em 2006 pela revista Exame, Campo Grande é a 28ª melhor cidade do Brasil em infraestrutura, fator decisivo na atração de investimentos.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_Grande


Créditos: PM Campo Grande/CampoGrandenews/CarlosIU/Portal Campo Grande​


Créditos:Gutemberg/PM Campo Grande​


Cuiabá/MT​


Créditos: Claudenir Rondon

Cuiabá é um município brasileiro e a capital do estado brasileiro do Mato Grosso. O município está situado na margem esquerda do rio de mesmo nome e forma uma conurbação com o município de Várzea Grande. Segundo a estimativa realizada para 2009 pelo IBGE, a população de Cuiabá é de 550.562 habitantes, enquanto que a população da conurbação ultrapassa os 780 mil habitantes; a sua região metropolitana possui 823.966 habitantes.

Fundada em 1719, ficou praticamente estagnada desde o fim das jazidas de ouro até o início do século XX. Desde então, apresentou um crescimento populacional acima da média nacional, atingindo seu auge nas décadas de 1970 e 1980.

Nos últimos 15 anos, o crescimento diminuiu, acompanhando a queda que ocorreu na maior parte do país. Hoje, além das funções político-administrativas, é o polo industrial, comercial e de serviços do estado. É conhecida como "cidade verde", por causa da grande arborização.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cuiabá


Créditos: PM Cuiabá/Secom-MT/Ponce Photografias/Josenir Arruda​


Créditos: PM Cuiabá/Secom-MT​

Dourados/MS​


Créditos: Silvano Luiz

Dourados é um município brasileiro da região Centro-Oeste, localizado no estado de Mato Grosso do Sul. Fundada em 1935, Dourados teve desenvolvimento lento até a segunda metade do século XX, por causa das deficiências de meios de transporte e vias de comunicação, principalmente com Campo Grande. A partir dos anos 1950, com a abertura de rodovias, acelerou-se seu desenvolvimento e Dourados tornou-se importante centro agropecuário e de serviços, especialmente a partir dos anos 1970. Nos anos 1990, além do crescimento da agropecuária, o desenvolvimento comercial e de serviços na zona urbana foi decisivo para que Dourados se consolidasse como pólo regional, de serviços e agropecuário para uma região com quase 1 milhão de pessoas, incluindo parte do Paraguai, o que lhe confere o merecido título de Portal do Mercosul.

Com aproximadamente 190 mil habitantes, é a segunda cidade do Estado de Mato Grosso do Sul em população, uma metrópole sendo servida por linhas regulares de transporte aéreo e rodoviário aos principais centros do país, possuindo também um notável desenvolvimento comercial e de serviços. Com o PIB de cerca de R$ 2,4 bi, segundo o IBGE, o município ficou em segundo lugar no estado, logo atrás da capital. No Brasil ficou entre os 165 maiores PIBs nacionais.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dourados


Créditos: Silvano Luiz/Rudiero/Fabricio163/PM Dourados​


Créditos: Silvano Luiz/Rudiero/DOUFlickr​

Várzea Grande/MT​


Créditos: Secom-MT

Várzea Grande é um município brasileiro do estado de Mato Grosso que forma uma conurbação com a capital do estado Cuiabá, sendo as duas cidades separadas apenas pelo rio que empresta o seu nome à capital, o Rio Cuiabá (as duas somam mais de 850 mil habitantes). População quase que totalmente na área urbana, são 230 mil habitantes, de acordo com estimativas para 2007.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Várzea_Grande_(Mato_Grosso)


Créditos: Paulo Ass/Secom-MT​


Créditos: Secom-MT/João Firoz​

Três Lagoas/MS​


Créditos: Desconhecido

Três Lagoas é um município brasileiro da região Centro-Oeste, localizado no estado de Mato Grosso do Sul. Trata-se da quarta cidade mais populosa e importante desse estado e do 25º município mais dinâmico do Brasil. Fundada em 1915, sua colonização iniciou-se na década de 1880 por Luís Correia Neves Filho, Antônio Trajano dos Santos e Protásio Garcia Leal. Seu nome origina-se das três lagoas que existem na região.

A cidade apresenta uma razoável distribuição de renda e não possui bolsões de pobreza. Trata-se de um centro regional e tem todas as amenidades necessárias em um centro urbano, além de fornecer a seus cidadãos alta qualidade de vida.

Situada em um entroncamento das malhas viária, fluvial e ferroviária do Brasil, possui acesso privilegiado às regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país e a países da América do Sul. Devido a isto, à disposição de energia, água, matéria-prima e mão-de-obra, a cidade no momento passa por uma fase de transição econômica e rápida industrialização. Apresenta, ainda, grande potencial turístico.

Três Lagoas tem recebido bilhões de dólares em investimentos e é esperado que até 2011 se torne a segunda cidade, em termos econômicos e políticos, de Mato Grosso do Sul.[11] Também foi apontada pela Revista Exame como um dos mais promissores pólos de desenvolvimento do Brasil.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Três_Lagoas


Créditos: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=156079 /Prefeitura de Três lagoas/Governo do MS​


Créditos: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=156079 /Prefeitura de Três lagoas/Governo do MS​

Rondonópolis/MT​


Créditos: lluciano

Rondonópolis é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.
Localiza-se a uma latitude 16º28'15" sul e a uma longitude 54º38'08" oeste, estando a uma altitude de 227 metros. Sua população em 2009 é estimada em 182.000 mil habitantes. Possui uma área de 4.165 km².

A economia é baseada no agronegócio, no comércio e na prestação de serviços. As lavouras de algodão e soja e o gado de corte e de leite são destaque. A cidade também é um importante polo comercial, além de ser considerada "capital regional", por sua importância. A edição de Janeiro/2010 da Revista "Pequenas Empresas Grandes Negócios", mostra estudo exclusivo, feito pela consultoria paulistana Geografia de Mercado que deu origem à lista de 25 cidades boas para se empreender e Rondonópolis está no 7º lugar da lista das cidades, entre 100 e 200 mil habitantes.

Rondonópolis agora volta seus ideais para a industria. A Cervejaria Petrópolis (Crystal), a TBM Têxtil, a Santana Textiles, Nortox Agrotóxicos, Bunge Alimentos, ADM, e outras são exemplo dessa industrialização. Hoje, Rondonópolis conta com o Rondon Plaza Shopping, uma instalação moderna, porém, relativamente pequena e com pouquíssimos atrativos para o porte deste município. Para isso, estão sendo criados 2 novos centros comerciais, um na Avenida Bandeirantes próximo à Antiga Rodoviária (não há confirmação desse empreendimento) e outro na Rua Rio Branco.

Como quase todas cidades do estado, Rondonópolis cresceu muito de 1960 até os dias de hoje. De 22.554 habitantes em 1960 passou a 62.551 em 1970, 82.293 em 1980, 126.082 em 1991,150.227 em 2000 e mais de 181.902 em Ibge 2009.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rondonópolis


Créditos: Secom-MT/llucinao/PM de Rondonópolis/Carlos D​


Créditos: Secom-MT/llucinao/PM de Rondonópolis/Carlos D​

Corumbá/MS​


Créditos: fernando

Corumbá é um município brasileiro da região Centro-Oeste, localizado no estado de Mato Grosso do Sul. Situada na margem esquerda do rio Paraguai e também na fronteira entre o Brasil, o Paraguai e a Bolívia, Corumbá é considerada o primeiro pólo de desenvolvimento da região, e por abrigar 60% do território pantaneiro, recebeu o apelido Capital do Pantanal, além de ser a principal e mais importante zona urbana da região alagada. Também é o maior município em extensão territorial do estado e o mais populoso centro urbano fronteiriço de todo o Norte e Centro-Oeste do Brasil.

A cidade sempre foi muito estratégica regionalmente para a entrada das mercadorias européias e sua localização, após a serra de Albuquerque (que finaliza o Pantanal ao sul), no último trecho facilmente navegável do Rio Paraguai para embarcações de maior calado e a beira do Pantanal, lhe garantiu um rápido e rico crescimento entre o final do século 19 e começo do século 20, quando a borracha da Amazônia passou também a ser exportada por ali. Era também um importante entreposto fluvial de Cuiabá e Cáceres, ambas importantes centros fluviais da região numa época em que só se chegava a Corumbá pelo rio, o que fez com que fosse centralizado temporariamente ali o parlamento estadual (nessa época por pouco Corumbá não foi a capital do estado). As disputas por território entre portugueses e espanhóis estão na origem da cidade cujo primeiro vilarejo surgiu em 1778, com o nome de Vila de Nossa Senhora da Conceição de Albuquerque. Corumbá é conhecida como cidade branca pela cor clara de sua terra, pois está assentada sobre uma formação de calcário, que dá a cor clara as terras locais.

É a segunda cidade mais importante do estado em termos econômicos (depois da capital), a primeira em cultura e a terceira em população, depois de Campo Grande e Dourados. Constitui o mais importante porto do estado de Mato Grosso do Sul e um dos mais importantes portos fluviais do Brasil e do mundo. Existe uma conurbação de Corumbá com mais 3 cidades: Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro. Com isso existe uma rede urbana de cerca de 150 000 pessoas, sendo atendida por dois aeroportos: Corumbá e Puerto Suárez.
Principal exportador de Mato Grosso do Sul em 2008, o município de Corumbá atingiu a condição de cidade mais dinâmica do Estado e 86ª dentre as 300 mais dinâmicas de todo o País, conforme o "Atlas do Mercado Brasileiro 2008", divulgado em junho pela Gazeta Mercantil. Segundo o IBGE, Corumbá possui um PIB de pouco mais de R$ 2bi. Com isso, o município ficou em terceiro lugar no estado, logo atrás da capital e Dourados. No Brasil ficou entre os 200 primeiros colocados. A cidade também ficou com o 324º maior potencial de consumo (IPC Target) entre todas as cidades brasileiras. Além disso, 95% dos professores municipais tem ensino superior.[14]

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Corumbá


Créditos: ionhalfman/fernando/carbalinni/monumeta​


Créditos: ionhalfman/erichsacco/fernando/MTCorumbá​

Cáceres/MT​


Créditos: O Mochileiro

Cáceres é um município do estado brasileiro de Mato Grosso localizado na mesorregião Centro-Sul do estado e na microrregião do Alto Pantanal. Tem uma população de 86.805 segundo o IBGE em 2008, faz fronteira com a Bolívia.
O município tem grande importância para o Pantanal (disputa com Aquidauana-MS a segunda colocação em importância na região; a primeira é Corumbá, que é considerada a Capital do Pantanal), pois serve de acesso terrestre a região.

A pecuária é a principal atividade econômica da cidade, que possui um dos maiores rebanhos de gado bovino do Brasil. Cáceres possui o único frigorífico de jacaré da América Latina, a COOCRIJAPAN. A estrutura conta com 3 criatórios comerciais, um frigorífico e um curtume. Com o apoio do Sebrae em Mato Grosso por meio do Projeto Animais Silvestres, objetivos vêm sendo obtidos para o desenvolvimento dessa atividade. O projeto iniciado em 2006, além de fomentar a atividade, tem capacitado os produtores, implementando novas tecnologias e principalmente a preservação do meio ambiente. Cáceres possui ainda indústrias de couro (abate diário de cinco mil cabeças de gado bovino em cinco frigoríficos, quinze laticínios e três curtumes), cana-de-açúcar (duas usinas com produção de oitenta e cinco milhões de litros de álcool), madeira (vinte e três mil hectares com plantação de teka e extração de borracha) e mineral (calcário e brita).

ZPE-MT (Zona de Processamento e Exportação)

A ZPE de Cáceres é vista como uma das mais importantes do país, e consequentemente de Mato Grosso. As Zonas de Processamento de Exportação são consideradas áreas de livre comércio destinadas à instalação de empresas industriais voltadas à produção de bens cujos produtos são comercializados exclusivamente no mercado externo; 20% da produção da área pode ser comercializada no mercado interno, e esses produtos passam por encargos e taxas tributárias como qualquer outro importado para o Brasil.
Com a implantação da ZPE no município, empresas poderão instalar-se isentas de qualquer tipo de imposto convencional às indústrias. A área doada destinada à ZPE possui 247 hectares no distrito industrial, e já conta com a instalação de empresas no ramo de: couro, cana-de-açúcar, madeira e mineral. Segundo o Sebrae, são esperados cerca de 10.500 postos de trabalho diretos e indiretos com a implantação da ZPE. A ZPE de Cáceres, além de proporcionar a atração de investimentos estrangeiros (e andinos), irá atender o critério de desenvolvimento regional.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cáceres_(Mato_Grosso)


Créditos: PM Cáceres/Sedtur-MT/Secom-MT/Rafael Barrichguella​


Créditos: Elon César/O Mochileiro/Secom-MT​

Ponta Porã/MS​


Créditos: Fernando

Ponta Porã é um município brasileiro localizado no sudoeste do estado de Mato Grosso do Sul. Constitui uma área conurbada internacional com a cidade Pedro Juan Caballero, capital do departamento de Amambay, no Paraguai.

Ponta Porã está distante 350 quilômetros da cidade de Campo Grande, capital do Estado. Ligada por meio de Rodovia Federal, que também dá acesso aos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso.

A população do município é de aproximadamente 80 mil habitantes. A cidade que foi capital do extinto Território Federal do mesmo nome (1943-1946) está situada ao sudoeste do Estado e possui clima temperado com temperatura de 30°. A cidade possui uma boa rede hoteleira, tanto do lado brasileiro como do paraguaio.

A economia do município está voltada para a agricultura e pecuária. A lavoura é uma das pujantes do território nacional produzindo, principalmente, soja, trigo e milho.

Ponta Porã é a capital brasileira do tereré e capital regional da erva-mate, tanto que o símbolo da cidade é uma cuia de chimarrão e outra de tereré.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponta_Porã


Créditos: Fernando/PM Ponta Porã/Jr-Roberto​


Créditos: Fernando/PM Ponta Porã/Jr-Roberto/Gov. do MS​

Sinop/MT​


Créditos: Pablo Tabille

Sinop é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.

Sua principal atividade econômica é a prestação de serviços com grande destaque também para o setor agropecuário, cultivo de grãos e indústria madeireira. O acesso ao município é feito, por via terrestre, pela rodovia BR-163 e por via aérea, pelo aeroporto de Sinop. Destaque também para a soja que fortalece a economia da cidade.

Estando sempre aberta as novas possibilidades de investimento e buscando melhorar a economia, após a crise madeireira a economia vem sendo direcionada à prestação de serviços em geral, tornando-se assim o município-polo da região norte de Mato Grosso.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sinop


Créditos: Ademir Jr/Secom-MT/Pablo Tabille​


Créditos: Ademir Jr/Secom-MT/Pablo Tabille​

Paranaíba/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Paranaíba

Paranaíba é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul.

Paranaíba localiza-se estrategicamente numa região de integração das economias do Brasil (Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Goiás) situação que começa a ser explorada mais intensivamente com a construção do gasoduto e o fortalecimento das relações comerciais dentro do Mercosul.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Paranaíba


Créditos: Prefeitura de Paranaíba​


Créditos: Prefeitura de Paranaíba​

Barra do Garças/MT​


Créditos: Araguaia.net

Barra do Garças é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 15º53'24" sul e a uma longitude 52º15'24" oeste, estando a uma altitude de 318 metros. Sua população estimada em 2008 era de 55.120 habitantes. Possui uma área de 9.142,008 km².

Encravado aos pés da Serra Azul, um braço da Serra do Roncador, o município é banhado pelos Rios Araguaia e Garças. Das Serras que o circundam brotam vários córregos, que em sua descida para o rio, vêm criando dezenas de cachoeiras de beleza incontestável. Barra localiza-se no centro geodésico do Brasil e também é conhecida como Portal da Amazônia onde se inicia o paralelo 16.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Barra_do_Garças


Créditos: Ademir Jr/Secom-MT/Pablo Tabille/Roberto Okamura​


Créditos: Claudio Aguiar/Secom-MT/JoãoFGV/Pablo Tabille​

Chapadão do Sul/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Chapadão do Sul

Chapadão do Sul é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul.

Localiza-se a uma latitude 18º47'39" sul e a uma longitude 52º37'22" oeste, estando a uma altitude de 905 metros em sua sede. Sua população estimada é de 21 mil habitantes. Possui uma área de 3862,41 km²

A cidade dispõe de toda infra-estrutura moderna, como escolas públicas, escolas particulares e faculdade de excelente qualidade, bem como a Universidade Federal de Mato Groso Do Sul - UFMS, quatro instituições bancárias (Sicredi, Bradesdo, HSBC e Banco do Brasil), hospital municipal, empresas para assistência do setor agronômico, rádios, jornais, provedores de internet, empresas multinacionais ligadas ao campo, comércio amplo e diversificado e prestadores de serviços nas mais diversas áreas.
Na área urbana, casas modernas em estilo arrojado demonstram a riqueza da região e o nível cultural dos seus habitantes.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Chapadão_do_Sul


Créditos: Prefeitura Municipal de Chapadão do Sul​

Sorriso/MT​


Créditos: Prefeitura Municipal de Sorriso

Sorriso é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 12º32'43" sul e a uma longitude 55º42'41" oeste, estando a uma altitude de 365 metros. Sua população em 2007 era de 55.134 habitantes.

A economia do município está diretamente relacionada ao agronegócio, sendo o cultivo da soja a principal atividade. Atualmente é considerado o maior produtor de soja do país. Também destaca-se a produção de algodão e milho. É o município que, individualmente, mais produz grãos no Brasil: 3% da produção nacional e 17% da produção estadual. Em seus 600.000 hectares, agricultáveis, produz mais de 1,8 milhão de toneladas de grãos, além de 26,4 mil toneladas de pluma de algodão. A soja é a principal cultura, atingindo quase 84% da produção.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sorriso


Créditos: Prefeitura Municipal de Sorriso​

Mundo Novo/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Mundo Novo

Mundo Novo é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. Este município faz divisa com Guaira no Paraná, e ambos estão ligados, por via rodoviária, através da moderna ponte Ayrton Senna, sobre o Rio Paraná. Faz divisa também com a cidade paraguaia de Salto del Guayrá, um proeminente centro de compras.

Nos 170 quilômetros de extensão, entre Foz do Iguaçu e Guaíra, o Reservatório de Itaipu atinge áreas de 16 municípios, dos quais 15 no Paraná e um no Mato Grosso do Sul. Como compensação, Itaipu paga royalties a esses municípios, proporcionalmente à área de terra alagada. Desde 1985, a Itaipu pagou ao Brasil mais de US$ 3,35 bilhões em royalties.
No Paraguai, a compensação é repassada integralmente ao Tesouro Nacional. No Brasil, 45% da compensação é repassada aos Estados, 45% aos municípios e 10% para órgãos federais, de acordo com a Lei dos Royalties, em vigor desde 1991.
A tabela abaixo informa o valor acumulado da compensação de cada município.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mundo_Novo_(Mato_Grosso_do_Sul)


Créditos: Prefeitura Municipal de Mundo Novo​

Primavera do Leste/MT​


Créditos: Prefeitura Municipal de Primavera do Leste

Primavera do Leste é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 15º33'32" sul e a uma longitude 54º17'46" oeste, estando a uma altitude de 636 metros.

A principal fonte econômica é a agricultura tendo como destaque soja, algodão, milho, milheto, sorgo, arroz, feijão e uva. Emancipada politicamente em 13 de maio de 1986, é a quinta economia do estado. Localizada na Rodovia BR 070 no entroncamento com a Rodovia MT 130, a aproximadamente 240 km a leste de Cuiabá.

Primavera do Leste já atraiu muita gente pela sua prosperidade. Segundo jornais locais a cidade tem em torno de 80 mil habitantes, mas isso foi desmentido pelo Censo de 2007.

Em 2008 iniciou-se acelerado processo de industrialização no município, com o início da instalação de uma indústria esmagadora e refinadora de soja da multinacional Cargill, que vai industrializar grande parte da produção regional de soja, e colocar no mercado o óleo de soja Liza. Também a empresa paranaense BigFrango, de Rolândia, prometeu iniciar em breve a construção de uma unidade processadora de aves, com capacidade de abater 500 mil frangos por dia. A empresa mineira Granja Mantiqueira, uma das maiores do país na produção de ovos, também ja se instalou no município, produz mais de 1.000.000 ovos/dia e quando totalmente concluida processará mais de 3 milhões de ovos/dia.

O aquecimento da economia local provocada pela rápida industrialização já começa a refletir-se na falta de mão-de-obra capacitada e técnica e na alta dos preços de materiais de construção, terrenos e demais imóveis, bem como nos aluguéis.

Aliás a especulação imobiliária barra um maior crescimento populacional, uma vez que apenas 3 ou 4 grupos privados possuem todas as áreas de terras apropriadaas para o crescimento habitacional urbano do municipio.
Ainda há uma grave falta de investimento em desenvolvimento de material humano capacitado por parte do poder público no municipio. Atrela-se a isso a excessiva migração de pessoas sem qualificação profissional causada pela "propaganda" que as recentes industrias criaram, atraindo principalmente pessoas despreparadas para as funções criadas, e gerando um preocupante e cada dia mais inchado bolsão de miséria nos entornos do município.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Primavera_do_Leste


Créditos: Prefeitura Municipal de Primavera do Leste​

Coxim/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Coxim

Coxim é um município brasileiro situado no norte do estado de Mato Grosso do Sul. É um centro econômico e turístico regional, sendo nacionalmente conhecida como "Capital do Peixe" e "Terra do Pé de Cedro". Abriga diversos ícones paisagísticos, como as cachoeiras Salto, Palmeiras e os Rios Taquari e Coxim. É o maior municipio da região norte de Mato Grosso do Sul, sendo o mais populoso da região e um dos unicos conhecidos nacionalmente.

Representa o 17º PIB do estado, estimado em cerca de R$ 300 milhões em 2006 (segundo o IBGE), e possui um dos maiores rebanhos de bovinos do estado. Contemplada por considerável número de hotéis, ranchos e pousadas, é um dos principais pontos de pesca do país. Vem se tornando um pólo universitário, sendo que nos últimos anos foram estabelecidas na cidade as Universidades Federal e Estadual de Mato Grosso do Sul.

Sua natureza exuberante, importância histórica, cultura popular, infra-estrutura em equipamentos e serviços, além de seus maravilhosos produtos ecoturísticos fazem de Coxim não apenas uma rota alternativa no Centro-Oeste Brasileiro, mas também um dos maiores centros de visitação e ecoturismo de Mato Grosso do Sul. Tudo isso faz com que o ecoturismo seja uma das mais importantes fontes de renda do município. Em seus rios encontram-se peixes como o pacu, o pintado, o dourado, o cachara, piaus, piraputangas e curimbas entre outros. Possui hotéis que vão desde simples estruturas familiares até os de padrão 3 estrelas, com sauna, piscina, salão de jogos, etc.

Com mais de quatrocentos ranchos de pesca, entre hotéis pesqueiros e áreas para camping, a cidade possui um dos maiores complexos pesqueiros do centro-oeste do Brasil e um dos maiores pólos ecoturísticos do pantanal. São dezenas de hotéis, pousadas rurais, fazendas, restaurantes, bares, lanchonetes, boates e clubes à disposição do turista, além de uma imensa variedade em artes e artesanato regional. A gastronomia local também é uma atração à parte, toda a base de peixes e especiarias do pantanal e cerrado.
Turismo: Pousada Amaralina, Fazenda Cachoeira das Palmeiras, Balneário Santa Teresa, Balneário 1° de maior, Balneário Fortaleza, hoteis, Rio Taquari, Rio Coxim, , Sito Arqueológico "Furna do Retrato" Pantanal do Taquari, Pantanal de Paiaguás, Rota das Monções, Vila dos Diamantes.

Cultura: Casa do Artesão (Rua Antônio de Albuquerque, 100 - Centro), Museu Histórico e Arqueológico (Rua João Pessoa, 210 - Centro) e Sito Arqueológico "Furna do Retrato".

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Coxim


Créditos: Prefeitura Municipal de Coxim/Manzão/Felipe_OGH​

Alta Floresta/MT​


Créditos: Prefeitura Municipal de Alta Florest

Alta Floresta é um município do estado de Mato Grosso.

No início da década de 70, durante a intensa atividade seringueira na Amazônia, o empresário Ariosto da Riva adquiriu uma grande área no norte de Mato Grosso, com a intenção de instalar um novo projeto de colonização.
Abrir caminhos no meio da floresta tropical foi uma árdua missão, porém, em um processo arrojado e com a força e determinação de famílias vindas em sua maioria do sul do País, no dia 19 de maio de 1976 fundou-se a município de Alta Floresta com o propósito de ter uma economia baseada na agricultura. A emancipação político-administrativa se deu em 18 de Dezembro de 1979.

No entanto, com a febre do ouro, nos anos 80, a economia do município volta-se para a atividade garimpeira, sofrendo um grande revés com a posterior queda do valor do metal.

Atualmente, a comunidade, através de seus segmentos organizados, as instituições públicas e outras lideranças, buscam alternativas para a consolidação econômica do município, retomando-se a agricultura, a pecuária e o desenvolvimento do turismo.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Alta_Floresta


Créditos: Prefeitura Municipal de Alta Floresta/Secom-MT/Patrício Alencar​

Aquidauana/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Aquidauana

Aquidauana é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. Situada na Serra de Maracaju a 139 km de capital de Mato Grosso do Sul, e 203 km de Bonito, a cidade de Aquidauana compreende a área norte do Estado, desde o Morrinho do Pimentel, na divisa com Corumbá e Rio Verde até Anastácio, ao sul. Sob a proteção de Nossa Senhora da Conceição, o município, que na época da fundação tinha cerca de quarenta pessoas, hoje beira os cinquenta mil habitantes, sendo o 6ª maior centro urbano do estado. Conecta-se ainda com o município de Anastácio através da Ponte da Amizade que cruza o Rio Aquidauana. Juntas, as duas cidades somam mais de 72 mil habitantes. Seu nome no idioma Guaicuru significa "Rio Estreito".

A cidade tem grande importância para o Pantanal (disputa com Cáceres (Mato Grosso) a segunda colocação em importância na região, pois a primeira é Corumbá, que é considerada a Capital do Pantanal), pois serve de acesso terrestre a região. Por ser o início do pantanal, possui variada biodiversidade.

Com a chegada dos trilhos da ferrovia, Aquidauana iniciou um acelerado processo de desenvolvimento. Com isso foi por alguns anos foi a cidade mais desenvolvida do sul do antigo Mato Grosso. Depois que houve a instalação das ferrovias, tornou-se uma cidade mais aberta e receptiva e com um grande mercado de trabalho para as pessoas que vinham de outras regiões e se estabeleciam ali. Mas em 1917 as oficinas acabaram sendo transferidas para Três Lagoas, o que fez a cidade declinar como centro ferroviário.

Aquidauana também foi o primeiro município do antigo Mato Grosso a possuir serviço de energia elétrica, inaugurado em maio de 1928, além do primeiro cinema com tela panorâmica. Em 1948 tornou-se cidade e em 1977 o município passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Aquidauana


Créditos: Prefeitura Municipal de Aquidauana/Juarez/Felipe_OGH​

Tangará da Serra/MT​


Créditos: Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Tangará da Serra é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.

No período 1991-2000, o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Tangará da Serra cresceu 14,87%, passando de 0,679 em 1991 para 0,780 em 2000. A dimensão que mais contribuiu para este crescimento foi a Educação, com 41,3%, seguida pela Longevidade, com 34,7% e pela Renda, com 24,1%. Neste período, o hiato de desenvolvimento humano (a distância entre o IDH do município e o limite máximo do IDH, ou seja, 1 - IDH) foi reduzido em 31,5%.

Se mantivesse esta taxa de crescimento do IDH-M, o município levaria 10,2 anos para alcançar São Caetano do Sul (SP), o município com o melhor IDH-M do Brasil (0,919), e 3,4 anos para alcançar Sorriso (MT), o município com o melhor IDH-M do estado (0,824).

Em 2000, o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal de Tangará da Serra é 0,780. Segundo a classificação do PNUD, o município está entre as regiões consideradas de médio desenvolvimento humano (IDH entre 0,5 e 0,8).
Em relação aos outros municípios do Brasil, Tangará da Serra apresenta uma situação boa: ocupa a 1040ª posição, sendo que 1039 municípios (18,9%) estão em situação melhor e 4467 municípios (81,1%) estão em situação pior ou igual.

Em relação aos outros municípios do Estado, Tangará da Serra apresenta uma situação boa: ocupa a 23ª posição, sendo que 22 municípios (17,5%) estão em situação melhor e 103 municípios (82,5%) estão em situação pior ou igual.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tangará_da_Serra


Créditos: Prefeitura Municipal de Tangará da Serra/Paulo_VCT/TulioGranny​

Nova Andradina/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Nova Andradina

Nova Andradina é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. Sexta maior cidade e quinto maior PIB do Estado, sendo o principal centro urbano e econômico da região sudeste de Mato Grosso do Sul.

Popularmente denominada de "Capital do Vale do Ivinhema", a cidade tem como destaque principal a criação e abate de bovinos, o que também lhe rendeu o título de capital do boi, pela importância de ser um dos principais pólos pecuários do Brasil.

De intensa atividade comercial, principalmente nos meses de novembro e dezembro, a cidade recebe neste período pessoas oriundas de todas as cidades vizinhas (Batayporã/MS, Taquarussu/MS, Ivinhema/MS, Angélica/MS, Anaurilândia/MS, Novo Horizonte do Sul/MS, Deodápolis/MS, Bataguassu/MS, Primavera/SP e Rosana/SP), tornando-se o mais importante centro de consumo da região, o que a faz ser conhecida como "Capital do Vale do Ivinhema".

Esses consumidores são atraídos pelo comércio novaandradinense, em razão da cidade possuir grandes lojas de rede como Magazine Luiza, Móveis Gazin, Romera, Ponto Certo, Lojas Floraí, O Boticário, Veronezi Tintas, Rede Farmais, Sertão Materiais para Construção, Cacau Show, MULT Tech Informática ,Caiado Pneus, Rede Econômica de Supermercados, Rede Smart de Supermercados,Gebon Sorvetes, entre outras. Concessionárias de Veículos: Automóveis: Ford, Chevrolet e Fiat; Motos: Sundown, Suzuki, Honda e Yamaha.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nova_Andradina


Créditos: Prefeitura Municipal de Nova Andradina/Autores Desconhecidos​

Lucas do Rio Verde/MT​


Créditos: Secom-MT

Lucas do Rio Verde é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 13º03'01" sul e a uma longitude 55º54'40" oeste, estando a uma altitude de 390 metros. Sua população em 2010 era de 50.000 habitantes.

O município precisa avançar agora no tratamento do lixo, saneamento, nas políticas públicas de cultura, no transporte público urbano e na recuperação das áreas de reserva legal. No Cerrado, a legislação ambiental exige 35% de preservação da vegetação nativa.

Na área da comunicação a cidade conta com as rádios Alternativa FM, a Rádio Regional FM, a rádio Atitude AM, a TV Rio Verde(Rede Record) canal 8 e TV Conquista (SBT) canal 5, e os Sites MT Agora, CidadeVIP(Pioneiro), Tosabendo.com(PIONEIRO), ExpressoMT e Luverdense.com. Além disso há os jornais impressos Folha Verde, Portal de Noticias e O Luverdense. Conta ainda com informativos de entidades sociais do município.

Com uma localização geográfica privilegiada, Lucas do Rio Verde desponta como um dos principais pólos de desenvolvimento agrícola do Estado. Na década de 70, migrantes do Sul do Brasil resolveram instalar-se no centro de Mato Grosso. É considerado o primeiro município a colher soja no país e maior produtor de milho safrinha do Brasil.

Embora a distribuição de ecossistemas definida pelo IBGE considere a região como área de tensão ecológica entre a Floresta Amazônica e o Cerrado a predominância florística corresponde à Floresta Amazônica.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lucas_do_Rio_Verde


Créditos: Prefeitura Municipal de Lucas do Rio Verde/Secom-MT/Simone_fgt​

Sidrolândia/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Sidrolândia

Sidrolândia é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul.

Nos últimos dez anos houve um grande crescimento do município, devido à instalação de várias indústrias, principalmente do setor têxtil e alimentício e pelo grande número de assentamentos instalados, Sidrolândia é o campeão do estado em número de assentamentos rurais, onze, e têm outros em regularização. Esse crescimento trouxe para o município um grande número de migrantes que vem em busca de emprego tentando garantir melhores condições de vida.

Hoje Sidrolândia é um lugar de oportunidades. A terra fértil que atraiu os pioneiros, ainda é o alicerce deste pólo de desenvolvimento que conta hoje com indústrias de alimentos que exportam os frutos do nosso trabalho para o mundo.

Sidrolândia é hoje um dos municípios que mais cresce em Mato Grosso do Sul devido a seu enorme potencial de produção agropastoril resultante da associação entre clima favorável, solo produtivo, infra-estrutura de armazenagem e escoamento, além de tradição na utilização de tecnologias de ponta em pesquisa, plantio e colheita de grãos e incentivos que trazem indústrias gerando emprego e renda.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sidrolândia


Créditos: Prefeitura Municipal de Sidrolândia/guto-gabriel/Autores Desconhecidos​

Pontes e Lacerda/MT​


Créditos: Secom-MT

Pontes e Lacerda é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a 450 km de Cuiabá, a uma latitude 15º13'34" sul e a uma longitude 59º20'07" oeste, estando a uma altitude de 254 metros. Sua população estimada em 2006 era de 42.429 habitantes. Possui uma área de 8.423 km².

A economia de Pontes e Lacerda no principio da colonização, esteve ligada à extração da poaia e pele de animais silvestres. A partir do final da década de 60 e durante as décadas de 70 e 80 do século XX, a extração e desdobramento da madeira foi o principal fator de renda da população, principalmente das essencias mogno e cerejeira cuja região era abundadante, quando alguns madeireiros se tornaram ricos proprietarios de terras, bovinos e prédios comerciais e residenciais. Ainda no final da década de 80 e principios da década de 90 do século passado, o garimpo do ouro foi muito fluente no município, aquecendo sobremaneira a economia local e movimentando toda a região.

Hoje, a economia está baseada na produção de bovinos de leite e de corte, se colocando em quarto lugar no Estado de Mato Grosso, com mais de 700.000 cabeças, é um dos maiores exportadores de carne do estado, sendo detentor das primeiras colocações no ranking de qualidade genética do Brasil, e de produção de látex de seringueira (heveicultura), com processamento do produto in natura. No município possuem 02 frigorificos para abate de bovinos, 03 laticinios em pleno funcionamento e uma usina de biodiesel a ser implantada. A ovinocultura também é fator preponderante da economia Pontes-lacerdense seguida da piscicultura.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pontes_e_Lacerda


Créditos: Prefeitura Municipal de Pontes e Lacerda/Secom-MT/Alan​

Maracaju/MS​


Créditos: Prefeitura Municipal de Maracaju

Maracaju é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul.

Localiza-se a uma latitude 21º36'52" sul e a uma longitude 55º10'06" oeste, estando a uma altitude de 384 metros. Situa-se a 160 quilômetros de distância da capital do estado. Sua população estimada em 2007 em de 30.734 habitantes.

A única cidade no estado com seu perímetro urbano totalmente asfaltado, 8ª em qualidade de vida no Mato Grosso do Sul, uma cidade com toda estrutura para receber investimentos e empreendimentos.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Maracaju


Créditos: Prefeitura Municipal de Maracaju/Autores Desconhecidos​

Juína/MT​


Créditos: O Mochileiro

Juína é um município brasileiro do estado de Mato Grosso, na divisa com Rondônia. Situa-se inteiramente dentro do bioma Amazônia.

A emancipação política de Juína aconteceu no dia 9 de maio de 1982, sendo eleito o seu primeiro prefeito o professor Orlando Pereira. Seus sucessores continuam, por vezes, buscando superar as dificuldades econômicas, sociais e culturais vivenciadas pela população juinense ao longo dos 24 anos de emancipação.

A população atual é de aproximadamente 39.064 habitantes distribuidos na zona rural e urbana. Seu clima é tropical com duas estações climáticas bem definidas - período das chuvas e período da seca.

A economia do município de Juína tem sofrido várias transformações mas prevalece a exploração industrial extrativista e agropecuarista.

Prioritariamente a economia se baseou no extrativismo vegetal - extração de madeiras nobres da região; extrativismo mineral com exploração de diamantes e agricultura de subsistência. A pecuária também tem grande importância no desenvolvimento econômico de Juína e região, com numeroso rebanho bovino.
Mesmo com tantas dificuldades encontra formas agradáveis para o lazer como: festival de pesca nas margens do Rio Juruena (Fontanilhas), Festa e Exposição Agropecuária - EXPOJU, Cantinho da Viola - Pesque e Pague São Francisco, Clube de Campo Dourado, Carnaval de Rua, Baile Preto e Branco, Bar da Mineira, Danceteria Zero Grau e tantas outras festividades promovidas no município.

Juína possui com uma população jovem com mais de 10.000 estudantes no ensino fundamental e médio. Atualmente estão sendo oferecidos cursos superiores da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) está presente neste município e oferece uma diversidade de cursos de aprendizagem, aperfeiçoamento, qualificação, habilitação e serviços técnicos e tecnológicos. Atualmente está oferecendo curso Técnico em Gestão Administrativa, com a participação de 37 alunos.

O setor esportivo tem feito história destacado-se em diversas modalidades: handebol, futsal, volei, atletismo, etc. Este ano sediou os Jogos Regionais Estudantis e Adultos

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Juína


Créditos: Prefeitura Municipal de Juína/Secom-MT/O Mochileiro​

Miranda/MS​


Créditos: O Mochileiro

Miranda é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul.

Na região de Miranda predomina o clima tropical. O período da seca dura de três meses a quatro meses, com precipitações que variam entre 1200 e 1700 mm anuais. As temperaturas médias ficam entre 20 e 24°C, e variam conforme as estações do ano, podendo atingir a mínima de 10°C e a máxima de 35°C no verão em média.

As suas principais atividades econômicas são a agropecuária, indústrias de cerâmica, turismo de pesca e ecoturismo.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Miranda_(Mato_Grosso_do_Sul)


Créditos: Prefeitura Municipal de Miranda/Gov. MS/Autores Desconhecidos​

Juara/MT​


Créditos: O Mochileiro

Juara é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.

Localiza-se a uma latitude 11º15'18" sul e a uma longitude 57º31'11" oeste, estando a uma altitude de 292 metros. Sua população estimada em 2004 era de 34.510 habitantes.

Juara tem sua economia baseada em três áreas: Extração de madeira, pecuária e agricultura, sendo que a primeira figura como a atividade principal, uma vez que agrega maior mão-de-obra da população local para sua extração e beneficiamento.

Situada a 730 km da capital Cuiabá ,sendo as rodovias de acesso Br 163, MT 338 Juara a Cuiabá e MT 220 ligando Juara a Sinop, com uma extensão territorial de 21.430Km2, 3.000Km de estradas públicas, com média de uma ponte a cada 3 km e um número de habitantes de 34.510 onde 3.848 são menores de cinco anos e 17.224 são eleitores.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Juína


Créditos: Prefeitura Municipal de Juara/Paulina/Secom-MT/O Mochileiro​

Naviraí/MS​


Créditos: Governo do Estado de MS

Naviraí é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. Localiza-se a uma latitude 23º03'54" sul e a uma longitude 54º11'26" oeste.

A Economia está sustentada no setor produtivo. Naviraí possui várias empresas e cooperativas de grande porte que conta com o apoio da Administração Municipal tais como: Usinavi (Açúcar e Álcool) e a Copasul (Algodão, Soja, Milho); as industrias Frigoríficas do Grupo Bertin e Vima; Navimix Suplementos Mineirais e a Fiação Copasul Mundialmente reconhecida pela qualidade de seu fio de Algodão e as Fecularias Naviraí e Salto Pilão.
O destaque fica para malharias Kriswill e Lênix, a Fábrica de Bicicletas Colli Byke (Grupo Gazin), Café Naviraí, Erva Mate Campanário, Reciplast e Coalho Brasil (Única da região Centro-Oeste).

A Associação de Comercial e Industrial de Naviraí possui mais de 400 lojas conveniadas. Várias Empresas vêem em Naviraí um campo Favorável para a Instalação de suas Fábricas pois o Município é um grande celeiro de matéria–prima, o que significa um baixo custo de produção. Dispõe até de um shopping center com uma sala de cinema.

A Usina Santa Adélia de Jaboticabal (SP) é uma das empresas que está trazendo mais uma Usina de Álcool do Grupo para o Município. Dentro de um contínuo desenvolvimento, Naviraí implantou um Aeroporto com capacidade para aeronaves de médio porte e está reestruturando e ampliação do aeroporto que hoje possui 800 metros, passará a possuir 1200 metros com iluminação, permitindo pousos noturnos. Bancos: Naviraí tem 5 agência sendo Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC e uma agência de crédito cooperativo - SICRED

A cidade também possui uma TV por assinatura local TV MAIS que usa o sistema de transmissão MMDS onde disponibiliza 16 canais tendo um canal local o Nah! TV, com uma estrutura completa de estúdio de TV e programas produzidos para o entretenimento e informação para a cidade.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Naviraí


Créditos: Prefeitura Municipal de Naviraí/Gov. MS/Autores Desconhecidos​

Poconé/MT​


Créditos: Secom-MT

Poconé é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.

Poconé foi fundada por Luiz de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, em 1777, após ouro ter sido descoberto. Seu primeiro nome foi Beripoconé, nome proveniente de uma tribo indígena que habitava a região. Em 21 de janeiro de 1781, sob ordens de Luíz de Albuquerque de Mello Pereira e Cáceres, Antonio José Pinto de Figueiredo criou a Ata de fundação do Arraial de São Pedro d’El Rey. O nome Arraial de Beripoconé não foi usado pelo gentílico ser considerado bárbaro, derivando do gentio "habitou nesta paragem".

Em 25 de outubro de 1831, o Decreto Geral do governo regencial criou o município, junto com seus limites políticos atuais, de Villa de Poconé, o último nome sendo uma modificação do nome original.

O, de de 1831, criou o município, com a denominação de Villa de Poconé, voltando o nome antigo, pouco modificado. Neste decreto, ocorreu pela primeira vez a designação de limites em ato de criação de município em Mato Grosso. Em 1 de julho de 1863, Poconé recebu o estatuto de cidade via Lei Provincial.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Poconé


Créditos: Prefeitura Municipal de Poconé/Suizana/Secom-MT/O Mochileiro/Autor Desconhecido​

São Gabriel do Oeste/MS​


Créditos: Governo do Estado de MS

São Gabriel do Oeste é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul.

Localiza-se a uma latitude 19º23'43" sul e a uma longitude 54º33'59" oeste, estando a uma altitude de 658 metros. Possui uma área de 3866,15 km². De acordo com a pesquisa promovida pelo IBGE em 2007, a população do município atigiu 21.053 habitantes.

Uma grande característica local é a variação do solo, já que parte do município é formada é região de planalto, com um grande plano onde a agricultura predomina e as regiões circundantes são de arenito, com grande formação de erosão e assoreamento.

São Gabriel do Oeste é o maior produtor de suínos e avestruzes do Estado de Mato Grosso do Sul. São mais de 105 mil leitões e 5 mil cabeças de avestruz.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/São_Gabriel_do_Oeste


Créditos: Prefeitura Municipal de São Gabriel do Oeste/Fábio_SgO​

Nova Mutum/MT​


Créditos: Secom-MT

Nova Mutum é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 13º49'44" sul e a uma longitude 56º04'56" oeste, estando a uma altitude de 460 metros. Sua população levantada pelo IBGE em 2009 era de 26.874 habitantes.Em 2010 sua população ultrapassa os 36.000 habitantes.
Considerado um dos municípios com maior índice dedesenvolvimento humano(IDH)em 3° lugar e consequente crescimento da economia local, Nova Mutum vem se destacando, dentre as 141 cidades de Mato Grosso, também pelo ritmo acelerado da construção civil e loteamentos.

Com cerca de 36 mil habitantes, Nova Mutum tem um crescimento médio populacional e econômico de 20%. O PIB fica em torno dos R$ 28 milhões, a renda per capita é de R$ 36 mil e o orçamento da prefeitura para este ano é de R$ 85 milhões. As principais fontes da economia são agricultura, com enfoque para produção de soja, milho e algodão, além de frigoríficos e indústrias, como esmagadora de soja, biodiesel e processamento de milho. Apesar de ter uma economia essencialmente primária, também há investimentos na transformação da matéria-prima em produtos.
Nova Mutum é conhecida por sediar etapas do campeonato matogrossense de arrancadão e também por realizar uma das maiores feiras agropecuárias do estado, a EXPOMUTUM, com grandiosos shows nacionais, negócios e demonstrações de produtos.

Grande parte da sua economia é voltada para a agricultura, fazendo do município um dos maiores produtores de soja do Estado de Mato Grosso e do Brasil. Possui uma área de 9.538 km².
Diversas indústrias ligadas ao agronegócio têm se instalado em Nova Mutum, dentre elas destacam-se o frigorífico de suínos que produz os produtos da marca Excelência, o frigorífico de aves da Perdigão e a indústria de sucos de uva Melina.

No ensino o município se destaca por contar com a única instituição municipal de ensino superior do Estado de Mato Grosso, a Uninova, que oferece cursos de Administração, Agronomia, Letras, Pedagogia e Tecnologia de Sistemas de Informação.

É um município em grande crescimento, com a construção civil em ritmo acelerado, assim como o ramo de loteamentos. O crescimento na construção civil, comparando-se com o ano de 2006 para 2007 já ultrapassa mais de 150% de acréscimo na atividade, segundo dados da Prefeitura Municipal.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nova_Mutum


Créditos: Prefeitura Municipal de Nova Mutum/Secom-MT/O Mochileiro/Autor Desconhecido​

Bonito/MS​


Créditos: Alisson Buzinnani

Bonito é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. É a principal cidade turística da região da Serra da Bodoquena.

Pólo do ecoturismo em nível mundial, suas principais atrações são as paisagens naturais, os mergulhos em rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas, cavernas e dolinas. É a principal atividade da região[6] há muito tempo, além de estar em constante evolução buscando a interferência mínima na natureza. Bonito reúne um conjunto de equipes, empresas, ONGs e órgãos governamentais que buscam organizar e coordenar o ecoturismo, visando sempre a sustentabilidade local e a conservação da natureza. A cidade tem seu próprio gestor de turismo, o Bonito Convention & Visitors Bureau.

As agências da cidade organizam passeios para todo tipo de público, como o mergulho da superfície ou flutuação, rapel, passeios a pé e a cavalo, que permitem conhecer suas atrações naturais e o cotidiano das fazendas. Nos roteiros culturais, conhece-se as lendas, músicas e costumes regionais

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bonito_(Mato_Grosso_do_Sul)


Créditos: Prefeitura Municipal de Bonito/Autores Desconhecidos​

Campo Verde/MT​


Créditos: Secom-MT

Campo Verde é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 15º32'48" sul e a uma longitude 55º10'08" oeste, estando a uma altitude de 736 metros. Sua população estimada em 2007 era de 25.924 habitantes. Possui uma área de 4811,71 km².

O crescimento econômico de Campo Verde está acima da média nacional. Das 100 cidades com maior Valor Adicionado Bruto (VAB) da agropecuária em 2007, 22 são de Mato Grosso. Campo Verde aparece com a segunda melhor posição no ranking nacional, perdendo apenas para São Desidério, na Bahia.

Entre os 15 primeiros da lista, oito cidades são mato-grossenses e além de Campo Verde aparecem Sapezal (3º lugar), Sorriso (4º), Primavera do Leste (7º), Campo Novo do Parecis (8º), Diamantino (10º), Nova Mutum (12º) e Lucas do Rio Verde (15º). As cidades estaduais tiveram um VAB de R$ 5,8 bilhões naquele ano. A lista consta no estudo sobre o Produto Interno Bruto dos Municípios (2003 a 2007), divulgado no dia 16 de dezembro de 2009, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O VAB é a medida econômica para mensurar o Produto Interno Bruto (PIB). A participação das cidades mato-grossenses nesta lista mostra uma demonstração da força do agronegócio local, que vem proporcionando o desenvolvimento de várias regiões do Estado. Campo Verde cresce em ritmo acelerado, impulsionado pela atividade agropecuária e implantação de novas empresas.

O município mostra contornos cada vez maiores de desenvolvimento e modernidade, destacando-se entre as principais cidades do Mato Grosso. Sua qualidade de vida é compatível com as melhores cidades do país. Campo Verde é o maior produtor de algodão em pluma do Brasil e tem uma atividade rural diversificada. Além de algodão, são produzidos no município soja, milho, ovos, peixes, frangos, perus, suínos, bovinos, eucalipto e biodiesel a partir do caroço de algodão. Além dos assentamentos da agricultura familiar que produzem leite e quase 40% das hortaliças consumidas em Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis, entre outros municípios menores, que somam mais de 2 milhões de pessoas.

A pecuária leiteira recebe incentivos do poder público municipal que visam melhorar a qualidade genética do rebanho aumentando com isso a produção diária de leite. Em Campo Verde existem todas as condições para novos investimentos, além dos incentivos da administração municipal, o empreendedor encontra aqui localização estratégica, energia elétrica em abundância, rodovias pavimentadas e bem conservadas como a BR 070, MT 344 e MT 140. Uma excelente estrutura de armazenamento garante tranqüilidade aos proprietários rurais na hora de estocar a produção agrícola.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_Verde


Créditos: Prefeitura Municipal de Campo Verde/Secom-MT/O Mochileiro/Autor Desconhecido​
 

·
Jeito de Mato
Joined
·
19,675 Posts
Parabéns Roberto nosso thread ficou excelente espero que todos gostem também... :D
Lindas fotos dos nossos belos estados que em muito se parecem na história o planejamento de Naviraí e Juara, Bonito e Nobres, Corumbá e Cáceres, Rondonópolis e Dourados, Campo Grande e Cuiabá todas cidades lindas e são ligados pela "PONTE" Pantanal, maior planície alagada da terra, gostei bastante da forma e o capricho com que montou o trédi deve ter dado um trabalhão, mais uma vez parabéns... :applause:
 

·
Moderator
Joined
·
33,710 Posts
MT e MS unem natureza, desenvolvimento, história e modernidade, contribuem enormemente para o crescimento do Brasil. Parabéns, Roberto e MMichelN, thread completaço. :applause::applause::applause:.
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Parabéns Roberto nosso thread ficou excelente espero que todos gostem também... :D
Lindas fotos dos nossos belos estados que em muito se parecem na história o planejamento de Naviraí e Juara, Bonito e Nobres, Corumbá e Cáceres, Rondonópolis e Dourados, Campo Grande e Cuiabá todas cidades lindas e são ligados pela "PONTE" Pantanal, maior planície alagada da terra, gostei bastante da forma e o capricho com que montou o trédi deve ter dado um trabalhão, mais uma vez parabéns... :applause:
E que trabalho... uahauhauhaua.. uma semana inteirinha até a publicação dessa primeira parte...

Mas conseguimos!!! :D:D:D:D:D:D

Agora começar a criar a segunda... que será mais fácil, acredito eu!!!

MT e MS unem natureza, desenvolvimento, história e modernidade, contribuem enormemente para o crescimento do Brasil. Parabéns, Roberto e MMichelN, thread completaço. :applause::applause::applause:.
Valeu a presença aí Santista!!! Realmente são dois estados Ricos e Belos por NATUREZA!!!

:eek:kay:
 

·
Eu sou de Cuiabá/MT
Joined
·
3,602 Posts
Caramba!!!
Vocês juntaram os dois pedaços do meu coração, que estava partido ao meio.
Parabéns Roberto e Parabéns Michel.
É como se aqui (neste thread) os nossos Estados fossem unos novamente.
Separados geograficamente e unidos por tanta beleza.
Valeu mesmo!!!
 

·
CGr / MS / C-O / BR
Joined
·
19,024 Posts
Parabéns pelo trabalho rapaziada, ficou muito bom mesmo. :applause:

Aguardemos a duplicação da BR-163 para que esses laços se fortaleçam ainda mais.
 

·
do mundo
Joined
·
5,870 Posts
:applause::applause: Nossa são lindos esses Estados, que belezas possuem, algo único!!!! Parabéns pelothread, muito bem montado e com bastante conteúdo. Destaco Naviraí, que charme de cidade, bem arborizada, com um traço urbano interessante.

Show de thread!!!!
 

·
Banned
Joined
·
1,576 Posts
RB26 e MMichelN, trabalho fodástico, muito bom!. Bom não, ficou do c.aralho mesmo, deve ter demorado bastante!!!!!! Parabéns aos dois.
Agora que terminaram, podem sair da caverna, ver a luz do sol, tomar banho, se barbear e procurar uma mulher pra tirar o atraso!!!:banana:

:lol::lol::lol::lol::lol:
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #15 ·
Caramba!!!
Vocês juntaram os dois pedaços do meu coração, que estava partido ao meio.
Parabéns Roberto e Parabéns Michel.
É como se aqui (neste thread) os nossos Estados fossem unos novamente.
Separados geograficamente e unidos por tanta beleza.
Valeu mesmo!!!
:D:D:D:D

Isso aê... JUNTOS, jamais segregados... :p

Valeu a visita guri

:applause::applause::applause:

Thread ESPETACULAR!!!!

Parabéns Roberto e Michel!!
:eek:kay:

parabens...
Valeu

Parabéns pelo trabalho rapaziada, ficou muito bom mesmo. :applause:

Aguardemos a duplicação da BR-163 para que esses laços se fortaleçam ainda mais.
Isso Aê.. que venha a duplicação...

Valeu a presença Campograndense

Excelente thread, completo e conciso. Me impressionei muito com Nobres e Lago de Manso, no MT, não conhecia.
Q bom q gostaste guri!!!

:applause::applause: Nossa são lindos esses Estados, que belezas possuem, algo único!!!! Parabéns pelothread, muito bem montado e com bastante conteúdo. Destaco Naviraí, que charme de cidade, bem arborizada, com um traço urbano interessante.

Show de thread!!!!
Naviraí é um charme de cidade mesmo.. tbém adorei-a

Valeu a visita!!!

quero mto conhecer os dois estados
Vá mesmo.. não se arrependerás, em nenhum dos casos... :D:D:D:D

Belas fotos e viva o MS e MT.... Que Deus continue iluminado e abrindo caminhos para o desenvolvimento desse dois belos estados.....
Amém... e que nossos governos continuem olhando por esse estados!!

Valeu pela visita!!!

RB26 e MMichelN, trabalho fodástico, muito bom!. Bom não, ficou do c.aralho mesmo, deve ter demorado bastante!!!!!! Parabéns aos dois.
Agora que terminaram, podem sair da caverna, ver a luz do sol, tomar banho, se barbear e procurar uma mulher pra tirar o atraso!!!:banana:

:lol::lol::lol::lol::lol:
Aff.. nem fala.. viu q minha participação no SSC meio q diminuiu de Quinta passada até ontem né!?

Mas ainda vem a segunda parte... :p

Valeu a visita guri

Mais que idéia fantástica essa. Gostei muito das fotos e por saber um pouco da grande história desses dois estados.
Parabéns!!
Eu que agradeço a visita ao thread piá!!!

:eek:kay:

.
 

·
O Rei vem vindo...
Joined
·
1,527 Posts
belíssimo thread, otima iniciativa, 2 estados q possuem mta coisa em comum e q são bem dizer "unidos" até hj tanto pela população qto pela cultura pantaneira!
mto lindo msm as imagens trazem consigo a natureza eo desenvolvimento das cidades.
parabéns ao Zé e ao Michel!
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Excelente thread!

MT e MS são dois estados que eu admiro e pelos quais tenho grande simpatia. Vejo ambos como os melhores exemplos a serem seguidos por Rondônia. São estados que sabem conciliar sua enorme produção agropecuária e sua crescente industrialização com a preservação e valorização de seu patrimônio natural (Pantanal, Cerrado e Amazônia) e histórico, proporcionando uma boa qualidade de vida a seus habitantes, com uma economia forte e um baixo grau de dependência em relação ao setor público, além de terem um povo educado, simpático e acolhedor, que sabe valorizar suas raízes e ao mesmo tempo receber e assimilar a cultura dos imigrantes, formando uma cultura regional rica e pautada na diversidade.

Parabéns aos dois estados e aos foristas Roberto e Michael! :applause:
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Discussion Starter · #20 ·
Parabens pelo trabalho dos dois foristas!:applause:
Muito lindas as cidade e paisagens!!!
MT e MS incluo RO tbm são estados irmaos!
:D:D:D:D

RO é o irmão do meio revoltado q se afugentou lá no Norte... estamos de mal de RO :tongue:

auhauhauhauahua

Valeu a visita guri!!!

belíssimo thread, otima iniciativa, 2 estados q possuem mta coisa em comum e q são bem dizer "unidos" até hj tanto pela população qto pela cultura pantaneira!
mto lindo msm as imagens trazem consigo a natureza eo desenvolvimento das cidades.
parabéns ao Zé e ao Michel!
Zé é o C*r*lho!!! :soapbox::soapbox::soapbox:

Valeu a visita DUKA´S :D:D:D:D:D

Valeu gente, obrigado a todos pela visita...
Segunda parte vem ai, aguardem MT e MS tem muito a mostrar ainda... :eek:kay:
Acho q sairá só no fds piá.. tô numa correria tão grande esses dias.. :p

Mas q vai sair!? Isso vai... :D:D:D

PS.: recebi seus links!!!

Excelente thread!

MT e MS são dois estados que eu admiro e pelos quais tenho grande simpatia. Vejo ambos como os melhores exemplos a serem seguidos por Rondônia. São estados que sabem conciliar sua enorme produção agropecuária e sua crescente industrialização com a preservação e valorização de seu patrimônio natural (Pantanal, Cerrado e Amazônia) e histórico, proporcionando uma boa qualidade de vida a seus habitantes, com uma economia forte e um baixo grau de dependência em relação ao setor público, além de terem um povo educado, simpático e acolhedor, que sabe valorizar suas raízes e ao mesmo tempo receber e assimilar a cultura dos imigrantes, formando uma cultura regional rica e pautada na diversidade.

Parabéns aos dois estados e aos foristas Roberto e Michael! :applause:
é isso aê... disse tudooooooooooooooooooooooooooo

Valeu a presença BR...

:D:D:D:D
 
1 - 20 of 55 Posts
Top