SkyscraperCity banner
1 - 10 of 10 Posts

·
.
Joined
·
13,730 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Excluída a questão de custo e estrutura dos imóveis, qual a diferença entre o Conjunto Vera Cruz e o Setor Oeste? Para o arquiteto Augusto Valério Medeiros, mestre pela Universidade de Brasília (UNB), eles estão nos dois extremos quando o assunto é facilidade de deslocamento. De acordo com Augusto, o Vera Cruz é o pior bairro para se chegar de qualquer ponto da cidade entre uma lista de 25 bairros, enquanto o Setor Oeste é o mais fácil.

O resultado é parte do estudo “Urbis brasiliae ou sobre cidades do Brasil: inserindo assentamentos urbanos do país em investigações configuracionais comparativas”, que lhe conferiu o título de doutor. O arquiteto chegou ao ranking após criar um índice que levou em consideração os traçados de todos os trajetos possíveis de se fazer na cidade. As informações foram inseridas em um programa de computador que fez os cálculos de matrizes matemáticas, gerando o índice. Enquanto o Setor Oeste apresentou um índice de 0,806, o Conjunto Vera Cruz apresenta quase a metade disso, 0,491. “O índice aponta qual é o mais acessível. É tentar descobrir qual é mais fácil de se chegar ao setor saindo de qualquer lado da cidade”, comenta.

Quando se observa o mapa de Goiânia, fica fácil perceber a diferença de locomoção entre os dois bairros. Enquanto o Vera Cruz é um ponto isolado do mapa, com acesso apenas pela GO-060, o Setor Oeste é cortado por uma série de avenidas, como a T-7, Anhanguera, entre outras. A dificuldade de locomoção para o Setor Vera Cruz, assim como os demais mal colocados, pode ser explicada por questões da história recente da cidade como de todo o País. “Isso pode ser explicado pelo processo de crescimento dos anos 60 e 70, que gerou a ampliação da mancha urbana, que cresceu sem planejamento. São conjuntos habitacionais que crescem sem conexão com a cidade antecedente”.

A explicação do arquiteto se encaixa no caso do Conjunto Vera Cruz, que foi criado às margens da GO-60, distante então da “cidade”. Além do Vera Cruz, estão na lista dos mais difíceis acessos o Setor Itaipu (0,565), Setor Guanabara (0,566), Jardim Curitiba (0,575), Finsocial (0,577) e Jardim Novo Mundo (0,579). Na outra ponta do ranking, além do Setor Oeste, estão Campinas (0,799), Setor Aeroporto (0,795), Setor Bueno (0,794) e Setor Coimbra (0,792).

Um ponto citado por Augusto é a questão do público alvo de cada bairro. “Acaba entrando na questão financeira. Os mais ricos têm mais acessibilidade. Isso acaba se tornando um bem privado, já que esses valores tendem a ter um valor mais alto, porque se perde menos tempo, se gasta menos com transporte, além de uma série de fatores”.

O mecânico Ecivaldo Alves Ferreira, morador do Conjunto Vera Cruz, vive todo dia essa realidade. Ele concorda que o bairro é de difícil acesso, mas ressalta que com um transporte coletivo de qualidade, a vida dos moradores ficaria mais fácil. “O transporte é muito precário. Por causa disso, temos que usar o carro, e, por ficar longe (do centro), fica mais caro”. Já o técnico em informática Edílson Silva ressalta que existem bairros mais difíceis que o Vera Cruz. “Existem outros bairros, como o Dona Iris e Eldorado, que são mais difíceis. O maior problema aqui é a distância, mas como a gente vai de carro, vem mais rápido que de ônibus.”

O presidente da Agência Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (AMT), Miguel Tiago, diz que é preciso avaliar seriamente os fundamentos da pesquisa, mais ressalta que de fato a cidade tem problemas de mobilidade. “Não conheço os trabalhos desse estudioso. A pesquisa teria de passar por uma análise criteriosa, mas concordo que a cidade não foi planejada como um todo. Cada bairro cria seu loteamento”.

Além disso, ele cita uma série de fatores que ajudaram o crescimento desenfreado da cidade. “Ela não estava preparada para esse crescimento, para ser vizinha de Brasília, além de uma série de ações que fugiram do controle de todos”.

Miguel ressalta ainda que não se pode responsabilizar agora a AMT pela dificuldade de locomoção. Apesar disso, ele comenta que a agência está fazendo o possível para evitar os problemas. “Em vez de pensar na questão do planejamento que não foi feito, temos que arrumar alternativas e isso estamos fazendo, como o escalonamento de horários, a onda verde, transporte solidário e a criação de transporte público de qualidade, para fazer as pessoas largarem o transporte individual.”

O secretário de Planejamento de Goiânia, Luiz Alberto Gomes de Oliveira, foi procurado pela reportagem, mas por causa de problemas de agenda não pôde dar entrevista sobre o tema.

http://www.hojenoticia.com.br/editoria_materia.php?id=25014
 

·
Registered
Joined
·
2,372 Posts
Enquanto o Vera Cruz é um ponto isolado do mapa, com acesso apenas pela GO-060 :eek:hno:

não concordo, o bairro vera cruz tem acesso tanto pela GO 060 quanto por uma avenida vinda do bairro goya, não quero dizer que ele seja um exemplo de acessibilidade, porém existem bairros em goiânia como o jardim novo mundo que também foi pesquisado e tem um acesso muito mais dificil do que este e por que não dizer dependendo da circustancia que ocorrer o bairro fica praticamente isolado
 

·
.
Joined
·
13,730 Posts
Discussion Starter · #3 ·
^^

Mas esta avenida que vem do Bairro Goyá não leva a região Central de Goiânia, ela liga a regiões Oeste à Sul e divisa de Aparecida de Goiânia.

Outra ligação que o Vera Cruz tem é a avenida Trindade, que sai da região noroeste de Goiânia proximo de Goianira atravessa Trindade II e chega ao bairro cruzando a rodovia.
 

·
Registered
Joined
·
2,372 Posts
^^

Mas esta avenida que vem do Bairro Goyá não leva a região Central de Goiânia, ela liga a regiões Oeste à Sul e divisa de Aparecida de Goiânia.

Outra ligação que o Vera Cruz tem é a avenida Trindade, que sai da região noroeste de Goiânia proximo de Goianira atravessa Trindade II e chega ao bairro cruzando a rodovia.
ela liga sim, você seguindo nela vai até a avenida consolação e de la pega a castelo branco e ..... até chegar na região centraol
 

·
Marcelo Alves
Joined
·
639 Posts
Não adianta pesquisar, para que servem os estudos afinal, se na hora da destinação das verbas para as obras necessárias o prefeito vai escolher, por conveniência própria, locais que chamem bastante atenção do eleitorado para as suas obras de arte metalizadas.

Funcionalidade, acessibilidade, mobilidade, eficiência, etc... não estão no dicionário dos administradores goianienses.

Mais uma pesquisa a ser devidamente engavetada.
 

·
Registered
Joined
·
18,253 Posts
Olha, não quero ser chato e nem desmerecer o trabalho alheio, que não conheço em profundidade.

No entanto, aparentemente o professor pegou o mapa de Goiânia e enumerou os bairros centrais na categoria de "bom acesso" e os afastados como na de "difícil acesso". E o que é pior, ignorou a existência da RM. Depois o pessoal reclama das minhas listas...
 

·
.
Joined
·
13,730 Posts
Discussion Starter · #7 ·
^^

Sim, o Vera Cruz, por exemplo, juntamente com o Maysa são os 2 centros da região Oeste de Goiânia e Leste de Trindade que são totalmente conurbadas.
 

·
Rondinelli
Joined
·
46 Posts
^^

Sim, o Vera Cruz, por exemplo, juntamente com o Maysa são os 2 centros da região Oeste de Goiânia e Leste de Trindade que são totalmente conurbadas.

Bem, não sei que sentido de centro você colocou, más se for em questão de serviços e comércio, acredito que Bairro Goiá, até mesmo Goiânia Viva se caracterizam melhor como centros da Região Oeste-Mendanha.
 

·
.
Joined
·
13,730 Posts
Discussion Starter · #9 ·
^^

Não creio, o Vera Cruz forma um sub-centro muito dominante na região, e influencia muitos bairros tais como o Vera Cruz II, Eldorado, Tempo Novo, Maysa Extensão... sem falar que em breve será o único bairro com um terminal de transporte Coletivo na região, já que o do Goiânia Viva será fechado.
 

·
Rondinelli
Joined
·
46 Posts
Que merda hein, se tirarem o terminal do Goiânia viva, não vai ter uma ligação para o Terminal das Bandeiras, e se colocarem linhas pelo Terminal do Vera Cruz, serão lotados... Mas de qualquer forma, ainda acho o Goya mais funcional que o Vera Cruz, em questão de Saúde, Comércio agora quanto a transporte ele fica em último na região.
 
1 - 10 of 10 Posts
Top