Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 41 Posts

·
Registered
Joined
·
789 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Thread Temático do Projeto Intervales
Logística Integrada da União dos Vales

O Novo Polo de Logística do Triângulo Mineiro encontra-se entre as cidades de Uberaba e Uberlândia, nas proximidades do Terminal Integrador da VLI, às margens da BR-050.

Cabe ressaltar que o Aeroporto Internacional de Cargas e todo o Complexo estarão 100% localizados na Área Territorial do Município de Uberaba.

Tal projeto tem o objetivo de desenvolver e transformar a região no maior pólo logístico do país, unindo economicamente as 02 (duas) maiores do Triângulo Mineiro.

Fonte: Canal Turismo Uberaba (YouTube).​
 

·
Registered
Joined
·
789 Posts
Discussion Starter · #3 ·
Minas tem novo projeto de aeroporto de cargas

Grupo de prefeitos do Triângulo e Alto Paranaíba busca parceiros na iniciativa privada e apoio governamental

[...] "Já batizado de Projeto Intervales, o complexo promete um novo ciclo de desenvolvimento e oportunidades de negócios estratégicos não só para as regiões, mas também para Minas Gerais e todo o País" [...].

Notícia Completa em: Jornal Diário do Comércio.
 

·
Civil Engineer
Joined
·
311 Posts
É um projeto arrojado, que propõe o desenvolvimento de toda uma região, e que certamente beneficiaria também o estado e o país.

O Brasil precisa de mais iniciativas como essa, porém, que sejam efetivamente realizadas. Caso contrário, seria mais um "grande projeto" a ser engavetado.
 

·
Ives Accosta
Joined
·
2,357 Posts
Algumas noticias de 2017

Prefeito de Uberaba assina outorga para construção do aeroporto de cargas e passageiros na BR-050

prefeito de Uberaba, Paulo Piau, assinou nesta terça-feira (7), em Brasília, o convênio de outorga entre o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, para exploração do Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba a ser construído as margens da BR-050, entre Uberaba e Uberlândia.

Na ocasião da assinatura estiveram presentes o secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, o diretor do Departamento de Outorgas e Patrimônio da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Ronei Saggioro Galnzmann, o deputado Federal Aelton Freitas e o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Renato Gomes.

De acordo com Paulo Piau, o aeroporto já estava sendo discutido regionalmente, não sendo um assunto exclusivo de Uberaba. Ele pontuou que será um aeroporto que envolverá a região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, comum aos 70 municípios, para que eles recebam também os benefícios. “Sem egoísmo, pois é um projeto que precisa de todos para dar certo”, comentou.

Segundo o prefeito, o primeiro passo foi dado. "Esse é um grande projeto, de longa duração, que envolve a iniciativa privada na construção do aeroporto, e será o segundo aeroporto estruturado, de grande porte de Minas Gerais. O governo federal, pela Secretaria de Aviação Civil, reconheceu a importância do projeto para a região e demos passo significativo e muito importante”, afirmou o prefeito Paulo Piau.

Ainda segundo o chefe do Executivo, não haverá investimento público na construção e nem na operação, sendo a modelagem de negócio com participação da iniciativa privada.

Piau revelou que o projeto vinha sendo elaborado e discutido há meses e contou com a parceria do deputado federal Aelton Freitas junto ao Governo Federal, em especial junto a Secretaria Nacional de Aviação Civil e Ministério dos Transportes, ação considerada pelo prefeito como fundamental para a concessão da outorga.

A área para implantação do aeroporto fica na rodovia BR-050, próximo ao km 116, ao lado do Terminal Integrador da VLI.

https://g1.globo.com/minas-gerais/t...porto-de-cargas-e-passageiros-na-br-050.ghtml

Diário do Comércio:
http://diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=projeto_de_aeroporto_em_uberaba_avanca&id=187672
 

·
Ives Accosta
Joined
·
2,357 Posts
Projeto Intervales pode transformar área em torno da VLi em urbana


Projeto Intervales será discutido em audiência pública este mês. O evento está marcado para 20 de dezembro e abordará o plano diretor do núcleo de Desenvolvimento Econômico, que será estabelecido entre Uberaba e Uberlândia, no entorno do terminal de integração da VLi.

O superintendente de Planejamento Urbano, arquiteto e urbanista, Daniel Rodrigues, explica que um projeto de lei para criação do plano diretor do complexo logístico está sendo desenvolvido. Segundo ele, a área hoje é considerada zona rural, mas será incluída no perímetro urbano de Uberaba.

Além do terminal integrador da VLi e do aeroporto internacional, Rodrigues explica que a proposta é também destinar áreas no local para empreendimentos do setor comercial e industrial. Conforme dados da Prefeitura, 762 lotes estão previstos na área para receber novas empresas.

O projeto de lei visa definir estratégias para fomentar a logística rodo/ferro/aeroviária integrada e viabilizar a implantação do aeroporto internacional, bem como incentivar investimentos nacionais e internacionais no local, regulamentar o uso e ocupação do solo e ordenar o processo de adensamento para viabilizar a instalação de novas empresas no local.

Além disso, também são objetivos definir o sistema viário principal a ser implantado, garantir a preservação e a proteção das áreas naturais existentes, definir as diretrizes para implantação de equipamentos de indústrias, comércio e serviços, e a integração intermodal de transportes.

A minuta do projeto de lei do plano diretor do complexo logístico está disponível no site da Prefeitura. “Todas as pessoas interessadas poderão ter conhecimento prévio do conteúdo a ser debatido e, assim, ficar bem informadas para participação na audiência de forma positiva”, completa o superintendente.

http://www.jmonline.com.br/novo/?noticias,6,POLITICA,150374

Em Uberaba, prefeitos discutem desenvolvimento econômico do Triângulo e Alto Paranaíba

G70, grupo que reúne prefeitos de cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, realizou nova reunião nesta sexta-feira (8), no Terminal Integrador da VLI, na BR-050, em Uberaba. Questões ligadas ao desenvolvimento econômico das duas regiões foram discutidas.

Prefeitos de 23 cidades participaram desse segundo encontro, além de representantes de associações. Os participantes deram início ao processo de criação da Agência Regional de Desenvolvimento Econômico. Técnicos do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) explicaram a importância de uma instituição como essa.

Outro assunto discutido no encontro foi o Projeto Intervales, que visa expandir a possibilidade logística e econômica da região. Dentro desse projeto estão previstas a criação de uma zona empresarial e a construção do Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, às margens da BR-050.

https://g1.globo.com/mg/triangulo-m...economico-do-triangulo-e-alto-paranaiba.ghtml
 

·
Registered
Joined
·
789 Posts
Discussion Starter · #11 ·
Matéria de O Jornal de Uberlândia - 05 de janeiro de 2018

Projeto Intervales busca a integração aero-rodo-ferroviária na região para atender à logística nacional e à internacional

Idealizador de um projeto de grande magnitude divulgado em vídeo recentemente, o prefeito de Uberaba, Paulo Piau, destaca as ações do Intervales, que visa atender em termos de logística aos 70 municípios da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, oferecendo soluções em transporte nos setores aeroviário, ferroviário e rodoviário. O primeiro passo aconteceu com a outorga em novembro de 2017, junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil, para a implantação de um aeroporto de cargas, inicialmente previsto na BR-050, próximo ao km 116, ao lado do Terminal Integrador da VLI Valor da Logística Integrada, com recursos da iniciativa privada.

[...]

Conteúdo completo em: O Jornal de Uberlândia.
 

·
Registered
Joined
·
789 Posts
Discussion Starter · #12 ·
Notícias como essa reforçam a viabilização de um Novo Aeroporto Internacional de Cargas entre os dois municípios.

Comércio Exterior Importação e exportação de Uberaba movimenta US$ 600 milhões a mais que Uberlândia

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, a movimentação de importação e exportação total do município, que vai além do Porto Seco, chegou a US$ 1.1 bilhão e Uberlândia a US$ 508 milhões. Ou seja, mais que o dobro da cidade vizinha. Os dados são de 2017. O Mdic também apresentou o comparativo da movimentação total de importação e exportação de Uberaba de 2016 e 2017, sendo, respectivamente, US$ 1.007.193.000,00 e US$ 1.116.262.000,00, o que demonstra um aumento significativo de um ano para o outro na cidade. Já Uberlândia em 2016, movimentou US$ 549.214.000,00 e em 2017 US$ 508.225.000,00, apresentando uma queda na movimentação.

De acordo com as informações da Receita Federal, o Porto Seco de Uberaba movimentou em 2017, US$ 785.814.980,96. Por sua vez, o Porto Seco de Uberlândia movimentou no mesmo ano US$ 57.583.660,10, ou seja, aproximadamente US$ 728 milhões a menos que Uberaba.

Para o secretário José Renato, os números são extremamente positivos. “As movimentações no que tangem a comércio exterior de modo geral, já começaram a se recuperar do período mais tenebroso da crise. Fechamos 2016 com movimentação de um bilhão de dólares e em 2017 com um bilhão e cem milhões. Esses 100 milhões de dólares a mais, já são um bom indicativo. E acredito que para 2018 vamos melhorar ainda mais nossa performance e chegar a valores como de anos anteriores que antecederam a crise, quando alcançamos o patamar de mais de 1,5 bilhão de dólares de movimentação”, avaliou.

O secretário avalia ainda, que os dados demonstram claramente o potencial do Triângulo Mineiro no que tange a logística e desembaraço aduaneiro.

Fonte: Folha Uberaba.
 

·
Ives Accosta
Joined
·
2,357 Posts
Investimento de peso
Já está circulando a versão em inglês do bem elaborado vídeo sobre o projeto Intervales, capitaneado por Uberaba, tendo no aeroporto internacional de cargas no Cinquentão seu principal atrativo nesse momento. Projeto ganhou tamanha projeção que causou verdadeiro desespero em alguns políticos de Uberlândia, como amplamente divulgado desde o desabafo do deputado estadual Felipe Atiê. A verdade é que o projeto vem despertando interesse inclusive de investidores estrangeiros, em especial no aeroporto.

"Jus sperneandi"
Aliás, se o prefeito de Uberlândia ou algum representante seu tivesse comparecido à apresentação do projeto Intervales no encontro em dezembro, na VLI, não passaria esse “carão” que o deputado Felipe Atiê trouxe à tona. Naquele encontro foi ressaltado com todas as letras que o intuito era unir e não competir. Embora a iniciativa seja de Uberaba, o projeto beneficiará toda a região. Deu no que deu. Uberlândia desdenhou do projeto por ser de Uberaba e agora está esperneando e querendo puxar o nosso tapete, a qualquer custo!

http://www.jmonline.com.br/novo/?colunas,19,ALTERNATIVA,09/01/2018
 

·
Ives Accosta
Joined
·
2,357 Posts
Prefeitura de Uberaba encaminha à Câmara de Vereadores projeto sobre o Plano Diretor do 'Intervales'
A expectativa é que a proposta seja votada em fevereiro. MGTV teve acesso aos detalhes do projeto.

Prefeitura de Uberaba já encaminhou à Câmara de Vereadores o projeto de lei complementar que institui o Plano Diretor do Núcleo de Desenvolvimento Econômico Intervales. A expectativa é que a proposta seja votada logo em fevereiro. O MGTV teve acesso ao documento e mostra alguns detalhes do projeto.

A área para implantação do Intervales fica na rodovia BR-050, próximo ao km- 116. A área já foi declarada como utilidade pública. O espaço também teve autorização do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil para ser explorado. A localização escolhida, que fica entre Uberaba e Uberlândia, é estratégica, pois o polo ficará também próximo das principais capitais do país.

"Um interesse muito forte de Minas Gerais que terá a oportunidade de ter um aeroporto bem estruturado. Um interesse também do nosso país, pela localização geográfica, pela estrutura existente e e pelo o que é hoje o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba", comentou o prefeito de Uberaba, Paulo Piau.

O espaço quer abrigar o Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, além de empresas, com investimentos da iniciativa privada. Não será permitida a construção de imóveis para fins de residência e deve ser garantida a preservação das áreas naturais. O documento enviado â Câmara mostra as regras para o funcionamento e instalação de empresas. No Intervales serão estabelecidos cinco zonas urbanas:

Zona Aeroportuária (Zarp): espaço onde o Aeroporto Internacional de Passageiros e Cargas será construído e onde funcionará o terminal da alfândega;
Zona Ferroviária (ZFR): será o local reservado pro transporte de trens, nessa área será possível ser feita a ampliação do Terminal Integrador de grãos da VLI;
Zona de Uso Misto (Zumi): localizada bem às margens da BR-050, o terreno será reservado pra instalação de empresas de comércio, serviços e indústrias de pequeno porte;
Zona de Transição 1 (ZTA 1): espaço onde serão implantadas empresas e indústrias de médio e grande porte;
Zona Empresarial 6C (Zemp 6C): neste local ficarão as empresas do segmento voltado pro agronegócio.

"O plano diretor é exatamente a segurança jurídica que as empresas exigem para que elas envistam. Então aí é disciplinar se ele pode colocar uma indústria, ou serviço e onde colocar para amanhã não ter conflito", explicou Piau.

A expectativa é que o empreendimento atinja o ponto máximo de ocupação até 2027.

"Já foi concebido pela iniciativa privada. Os aeroportos estão sendo concebidos ou privatizados no Brasil, então não dá para não ir na mesma direção, então já nasce privado. Portanto, não tem dinheiro público a não ser a função propícia do poder público para dar respaldo a um emprendimento desta natureza, mas a responsabilidade financeira primária é na iniciativa privada", contou o prefeito de Uberaba.

Além do Triângulo Mineiro, outras regiões, como o Alto Paranaíba, devem ser impactadas com o novo polo logístico.

"Nós temos aqui por exemplo, Uberlândia, Uberaba, Patos de Minas, Araxá, Ituiutaba, que são cidades maiores, mas também não podemos desconhecer a força dos pequenos municípios", disse o prefeito de Patos de Minas, José Eustáquio Alves.

Apesar das promessas de ganhos para toda região, nas últimas semanas, um debate intenso ocorreu nos bastidores políticos sobre o projeto. Para o deputado estadual, Felipe Attiê, com domicílio em Uberlândia, atividades econômicas na região proporcionam desenvolvimento para todo o Triângulo Mineiro, mas este projeto precisa ser mais discutido.

"Cada cidade tem uma determinada especialização, as economias não são concorrentes e sim complementares. Nós somos um centro logístico, por isso estamos em uma maior discussão de algo que nos afeta diretamente, pois estamos a frente de todos os municípios do Triângulo Mineiro", comentou o deputado estadual Felipe Attiê.

Para o prefeito de Uberaba este é o momento de unir forças.

"Se começar a disputa entre dois municípios o projeto morre. Ninguém ganha. Nós temosque estar juntos. A iniciativa é privada e o dinheiro vai ser colocado onde o estudo técnico apontar. Nós temos que estar unidos, os 70 municípios. Não vai ser o prefeito de Uberaba que definará e sim os municípios juntos, o Estado de Minas Gerais e o país", finalizou Piau.

O plano diretor traz, ainda, algumas exigências quanto a infraestrutura do local: as ruas devem ser asfaltadas, os lotes de terrenos deverão ser demarcados com concreto no solo.

Deverá ser implementado um sistema de tratamento de esgotos, rede de abastecimento de água, de energia elétrica e iluminação pública. Além de construção de abrigos de ônibus, banheiros públicos, lixeiras e placas de sinalização.

https://g1.globo.com/mg/triangulo-m...eto-sobre-o-plano-diretor-do-intervales.ghtml
 

·
Registered
Joined
·
789 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Aportes - Aeroporto Internacional de Cargas

Aportes: Em artigo publicado no Diário do Comércio na última sexta-feira (12), o economista José Eloy dos Santos Cardoso fala sobre a proposta do aeroporto-indústria de Uberaba, denominado de Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Diz ele que, de acordo com o prefeito Paulo Piau, não haverá investimento público na construção e nem na operação, sendo a modelagem do negócio feita com a participação da iniciativa privada e já existem vários parceiros interessados no projeto. O trabalho político regional já teria recebido aportes de R$250 milhões, bem como outros R$30 milhões que seriam investidos em breve por uma empresa da área de serviços. Somente o aeroporto internacional deverá atrair outros R$500 milhões em aportes financeiros particulares.

Fonte: Jornal da Manhã. Coluna Cá Entre Nós, 14/01/2018.
 

·
Registered
Joined
·
6,698 Posts
Vai colocar o que dentro dos aviõezinhos de carga? Soja? Cana? Vaquinha? Material genético de gado? Até agora tá muita fofoca política e nada de concreto mostrando uma viabilização de logística para produtos de alto valor agregado (coisa que o TM não produz) e muito menos uma estratégia de concorrência rápida com aeroportos de carga consolidados que estão menos de 1h de voo da região. Aliás, a única e sensata justificativa (no chute) para um investimento como esse seria a distribuição dos produtos da linha brancos da Zona Franca vindo direto de Manaus. E esse entreposto está onde? Então.
 
1 - 20 of 41 Posts
Top