SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 20 of 33 Posts

·
Registered
Joined
·
2,593 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Geórgea Choucair - Estado de Minas

Minas Gerais vai ganhar mais oito aeroportos com capacidade para operar com aviação regular até o fim deste ano. As cidades de Capelinha, Curvelo, Divinópolis, Guaxupé, Lavras, Ouro Fino, Passos e Piumhi estão com seus aeroportos com obras em fase final de melhoria de infraestrutura, em investimento total de R$ 56 milhões do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (ProAero), da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas. A partir de agosto as obras já começam a ser entregues. Do total de 853 municípios do estado, apenas 10 (incluindo Belo Horizonte) operam atualmente com aviação regular. A falta de infraestrutura em muitas cidades limita o lançamento de rotas pelas companhias aéreas regionais que operam na capital, a Trip e a Air Minas Linhas Aéreas.

Apesar dos investimentos, a Região Noroeste de Minas ainda vai ficar sem atendimento da aviação regular. O gerente do ProAero, Marco Migliorini, explica que a meta do Proero é capacitar 30 aeroportos em Minas para a aviação regional até 2011. “Temos uma malha de 151 aeroportos de pequeno e grande porte no estado. Estamos fazendo um planejamento anual para detectar as regiões com maior potencial para os investimentos. A avaliação envolve estratégia técnica e desenvolvimento econômico das cidades”, afirma. Segundo Migliorini, o objetivo do programa não é apenas o atendimento à aviação regular, pois há a necessidade de prestação de serviço local. “É preciso ter um aeroporto em funcionamento para casos de urgência”, diz.

A primeira obra a ser entregue é a do aeroporto de Curvelo, na Região Central. O empreendimento está em fase final de acabamento do terminal de passageiros, com previsão de entrega no próximo mês. A administração das unidades vai ser feita em parceria com as prefeituras ou com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

O presidente da Air Minas Linhas Aéreas, Urubatan Helou, afirma que alguns destinos no estado, como as cidades de Pouso Alegre, Teófilo Otoni e Poços de Caldas, não são atendidas pelos voos da empresa por falta de infraestrutura dos aeroportos. “São regiões importantes. Se tivessem empreendimentos capacitados, iríamos para lá no dia seguinte”, afirma. A Air Minas opera hoje em Minas em Belo Horizonte, Ipatinga, Uberaba e Uberlândia. Em setembro, inaugura um voo para Montes Claros. Várias rotas são feitas com ligação para o estado de São Paulo. A empresa começou a voar no Aeroporto da Pampulha há três anos, com rotas de Belo Horizonte para Divinópolis e Varginha. “Deixamos de fazer a rota de Divinópolis em função do baixo fluxo. Mas se o aeroporto for reestruturado, pode ser que a demanda aumente”, observa Helou.

Assim como ocorreu com as companhias aéreas que operam voos internacionais e interestaduais, as empresas regionais sofreram queda de demanda com a crise econômica global. Na Air Minas, a taxa de ocupação atual está em 58%. “É muito baixa”, observa Helou. O presidente da Trip Linhas Aéreas, José Mario Caprioli, ressalta, no entanto, que as empresas aéreas regionais foram menos atingidas pela crise financeira. A empresa prevê faturamento de R$ 520 milhões neste ano, contra R$ 320 milhões em 2008. A Trip acabou de lançar quatro novas rotas em Belo Horizonte, que vão ligar a capital às cidades do Rio de Janeiro, (Santos Dumont), Goiânia (GO), Cuiabá (MT) e Ji-Paraná (RO). A partir de Cuiabá, serão feitas conexões imediatas com Manaus, com toda a região Centro-oeste e com o oeste do Paraná, com saídas por Confins.

No aeroporto da Pampulha, a empresa já opera nos dez destinos que têm aviação regular em Minas: Belo Horizonte, Araxá, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Montes Claros, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia e São João del-Rei. Segundo Caprioli, os voos com distâncias menores vão ser operados pelo aeroporto da Pampulha e quando o destino depender de mais de uma conexão, via Confins.

O crescimento dos voos regionais enfrenta outra barreira: os preços. De Belo Horizonte para Ipatinga ou Governador Valadares, por exemplo, a tarifa muitas vezes sais mais cara do que para outras capitais, como Rio de Janeiro e São Paulo. “Esses voos não têm concorrência, por isso não há muitas promoções”, afirma José Carlos Vieira, diretor regional e vice-presidente regional da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav).Grande parte do usuário da aviação regional (cerca de 75% do tráfego) viaja a negócios.

Saiba qual será o investimento em cada cidade

. CAPELINHA - R$ 12 milhões
As obras estão em fase de terraplenagem e início de pavimentação. A pista será ampliada, com implantação da sinalização luminosa, construção da seção contra incêndio e cercamento. A previsão de término é em novembro.

. CURVELO - R$ 5,6 milhões
Obra em fase de implantação da sinalização luminosa, construção do terminal de passageiros, seção contra-incêndio e cercamento. O aeroporto é a principal base do Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Previncêndio), responsável pelas ações de prevenção, controle e combate aos incêndios florestais em Minas Gerais. A obra deve ser entregue em agosto deste ano.

. DIVINÓPOLIS - R$ 11,5 milhões
Obra em fase de pavimentação e sinalização luminosa. Vai ter ainda a construção da seção contra-incêndio e cercamento. A previsão de término é para outubro.

. GUAXUPÉ - R$ 3,5 milhões
Serão implantados sinalização luminosa, construção do terminal de passageiros, seção contraincêndio, revitalização do pavimento existente e cercamento. A previsão de entrega é em outubro deste ano.

. LAVRAS - R$ 10,3 milhões
Vai contar com terminal de passageiros, aumento do suporte do pavimento, implantação da sinalização luminosa, de seção contraincêndio e cercamento. A previsão de conclusão é em outubro.

. PASSOS - R$ 6,1 milhões
Aeroporto em fase de pavimentação, sinalização luminosa e construção da seção contra incêndio, com previsão de entrega em outubro.

. OURO FINO - R$ 2,2 milhões
O aeroporto passou por melhoramentos com revitalização do pavimento e construção de pista de táxi e pátio de aeronaves.

. PIUMHI - R$ 6,7 milhões
A obra está em fase de pavimentação, da construção do terminal de passageiros e cercamento. Será implantada sinalização luminosa e construção da área contra incêndios e do cercamento. A previsão é de término em novembro deste ano.

Fonte: UAI/Estado de Minas
 

·
www.goianiabr.com.br
Joined
·
560 Posts
Vai ser Aeroportos mesmo ou vão ser Aeródromo??
ser for aeroportos mesmo vai ser bom...
Parabéns pra minas....
(( adoro esse estado))

Mas pelo valor acredito que seja Aeroportos mesmo....
 

·
Registered
Joined
·
2,593 Posts
Discussion Starter · #3 ·
Vai ser Aeroportos mesmo ou vão ser Aeródromo??
ser for aeroportos mesmo vai ser bom...
Parabéns pra minas....
(( adoro esse estado))

Mas pelo valor acredito que seja Aeroportos mesmo....
Acredito que sejam aeroportos, pois todas as obras são melhorias em aeródromos ou aeroportos existentes. Além disso, a principal razão das obras é permitir vôos regulares entre estas cidades e o Aeroporto da Pampulha, planejado para funcionar como hub regional do programa Pro-aero do governo estadual. O aeroporto de Divinópolis, inclusive, já chegou a contar com vôos regulares para Belo Horizonte, Varginha e São Paulo, como está citado na reportagem acima.
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
E o Aeroporto de Ituiutaba, alguém pode dizer algo!? :)
 

·
Banned
Joined
·
1,860 Posts
"No aeroporto da Pampulha, a empresa já opera nos dez destinos que têm aviação regular em Minas: Belo Horizonte, Araxá, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Montes Claros, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia e São João del-Rei."

Esqueceram de Juiz de Fora.
 

·
Registered
Joined
·
2,593 Posts
Discussion Starter · #6 ·
"No aeroporto da Pampulha, a empresa já opera nos dez destinos que têm aviação regular em Minas: Belo Horizonte, Araxá, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Montes Claros, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia e São João del-Rei."

Esqueceram de Juiz de Fora.
:eek:hno: Oops... tem razão. São 11 destinos então. Só não corrijo o texto porque senão a Geórgea Choucair vai brigar comigo... :nuts:
 

·
Registered
Joined
·
8,026 Posts
Vai ser Aeroportos mesmo ou vão ser Aeródromo??
ser for aeroportos mesmo vai ser bom...
Parabéns pra minas....
(( adoro esse estado))

Mas pelo valor acredito que seja Aeroportos mesmo....
Vão ser aeroportos, prontos para receber voos regulares.

Os valores das obras sao baixos porque, na verdade, sao obras de melhorias em aeroportos já exitentes.
 

·
Registered
Joined
·
31,796 Posts


Essa foto está no site do DER. Só não me perguntem porque está no site do DER e não no da Infraero. :nuts:
 

·
Registered
Joined
·
2,593 Posts
Discussion Starter · #13 ·
Segue a íntegra da notícia da fonte acima:

------------------

ProAero amplia aeroportos em todo o Estado

Aeroportos em várias regiões do Estado vem recebendo melhorias por meiodo Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero), da Secretaria deEstado de Transportes e Obras Públicas. Este ano, cerca de R$ 56 milhões estão sendo destinados para obras nos aeroportos em Capelinha,Curvelo, Divinópolis, Guaxupé, Lavras, Ouro Fino, Passos e Piumhi, comprevisão de conclusão ainda em 2009. Todos eles estão sendo adequadospara atender à aviação regional.
O objetivo do programa é dotar o Estado de uma rede de aeroportos depequeno e médio porte, com o objetivo de impulsionar a aviação regionale sub-regional, melhorando as condições de transporte de carga epassageiros. “Quando o programa estiver concluído, haverá a redução dadistância média da sede de um município, por meio de rodovia pavimentada, a um aeroporto, de 94 quilômetros para 46,6 quilômetros”, destacou o gerente do Proaero, Marco Migliorini.

Ritmo de obras

Os oito aeroportos que estão recebendo recursos seguem em obras. Em Capelinha, na região do Jequitinhonha, as obras estão em fase de terraplenagem e início de pavimentação. A pista será ampliada e melhorada, com pavimentação, implantação da sinalização luminosa, construção da seção de contra incêndio e cercamento. A previsão de término é em novembro.

No Sul de Minas, o aeroporto de Passos está em fase de pavimentação, sinalização luminosa e construção da seção de contra incêndio, com previsão de entrega em outubro. São obras de melhoramentos com aumento do suporte do pavimento, implantação da sinalização luminosa, construção da seção de contra-incêndio e cercamento.

Com a obra em fase de pavimentação e sinalização luminosa, o aeroporto em Divinópolis, localizado no Centro-Oeste mineiro passará por melhoramentos com aumento do suporte do pavimento, sinalização luminosa e construção da seção de contra-incêndio e cercamento. A previsão de término é para outubro.

Em Lavras, no Sul serão feitos a construção do terminal de passageiros, o aumento do suporte do pavimento, implantação da sinalização luminosa, seção de contra-incêndio e cercamento. Neste momento, a obra está em fase de pavimentação e sinalização luminosa e construção do terminal de passageiros, com previsão de conclusão em outubro.

Em Curvelo, região Central, o aeroporto recebe obras de melhoramentos, implantação da sinalização luminosa, construção do terminal de passageiros, seção de contra-incêndio e cercamento. O aeroporto é a principal base do Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Previncêndio), responsável pelas ações de prevenção, controle e combate aos incêndios florestaisl em Minas Gerais. A obra encontra-se em fase final restando apenas acabamentos no terminal de passageiros, com previsão de término para o próximo mês.

Outro aeroporto no Sul de Minas que recebeu recursos para obras, foi o de Guaxupé. Neste, serão implantados sinalização luminosa, construção do terminal de passageiros, seção de contra-incêndio, revitalização do pavimento existente e cercamento. Com previsão de entrega para outubro deste ano, a obra está em fase implantação de sinalização luminosa, construção do terminal de passageiros e seção de contra incêndio.

Em Piumhi, no Centro-Oeste serão realizadas obras de pavimentação e melhoramentos, implantação da sinalização luminosa, construção da seção de contra-incêndio e cercamento. No momento, em fase de pavimentação e construção do terminal de passageiros e cercamento e a previsão é para novembro deste ano.

Com as obras já finalizadas, o aeroporto de Ouro Fino, passou por melhoramentos com revitalização do pavimento e construção de pista de táxi e pátio de aeronaves.

A seleção dos aeroportos contemplados foi baseada na distribuição estratégica do Estado, na densidade populacional, nas melhorias previstas no Plano Aeroviário do Estado de Minas Gerais (Paemg) e nos pareceres das vistorias realizadas pelos técnicos do Comando da Aeronáutica e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em parceria com os representantes do Governo de Minas.

Desde 2003, o governo mineiro investiu cerca de R$ 210 milhões no programa, beneficiando, entre outros, os aeroportos de Frutal, Araxá, Oliveira, Poços de Caldas, São João Del Rei, Diamantina, Iturama, Manhuaçu e Ituiutaba, todos com obras já concluídas.
 

·
trinta zero zero
Joined
·
3,835 Posts
Deveria ser construído um aeroporto em Ouro Preto.
Seria bom para o turismo (acho que Tiradentes e SJ del Rey se deram bem com o aeroporto), mas tem uma área propícia na área do município, Cosmonaut?

A paisagem da cidade é tombada (desde 1937) "até onde a vista alcança", ou seja, não se pode construir nada visível nos morros em volta da cidade histórica. E acho que com aquele relevo, nem deve ter um local para uma pista! Talvez nos municípios limítrofes...
 

·
Banned
Joined
·
1,860 Posts
Sim, seria nas proximidades de Ouro Preto, não na cidade em si. Não conheço muito bem a região, mas terreno deve ter sim e quanto aos morros, nada que uma terraplanagem não resolva :)
 

·
Registered
Joined
·
2,593 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Sim, seria nas proximidades de Ouro Preto, não na cidade em si. Não conheço muito bem a região, mas terreno deve ter sim e quanto aos morros, nada que uma terraplanagem não resolva :)
Há um estudo para construção de um aeroporto no município de Ouro Preto, mais especificamente no distrito de Amarantina (aquele onde fica o Museu das Reduções), em área que não é tombada. Ele ficaria a uns 30 km de Ouro Preto e, além da demanda turística, poderia atender também à zona sul da Região Metropolitana de Belo Horizonte, pois estaria a 35 km do Alphaville Lagoa dos Ingleses.
 

·
Registered
Joined
·
31,796 Posts
Inconfidente, a infraero não administra maior parte dos aeroportos do Brasil, a maioria são municipais ou estaduais :eek:kay:
Isso eu sei. Mas é estranho não ter um órgão análogo à Infraero no âmbito estadual e terem que usar o DER. :lol:
 
1 - 20 of 33 Posts
Status
Not open for further replies.
Top