SkyscraperCity Forum banner

Não é para desfazer São Paulo, mas...

17210 Views 199 Replies 52 Participants Last post by  DMA Brasil
... a Emurb, onde a Ana Carolina trabalha combateu o projeto do Shopping Cidade Jardim - e com toda razão:

Somente o Shopping com seus 75m de altura é gigantesco e exagerado. Ele corresponde por um terço da altura do projeto total, que é de 205,3m (com as pontas em alguns dos campaniles será 223,7m) até o topo dos edifícios residenciais. Quer dizer que os 10 edifícios mais altos do país e da cidade são residencias de milionários e shopping destinado a eles. É pura exclusão social, e um desderdício horrendo. Difícil imaginar alguém que não se sente humilhado por essas torres: Dois andares do Shopping terão mais de 10m de pé direito!!! O portal (não as portas) terá 35m. Haverá mais um andar do Shopping com 8m. No térreo dos residenciais (que seria no topo do shopping), terá salas de lazer e salões de festa com pé-direito de mais de 5m. As coberturas dúplex terão 2 vezes 4,9m! E o resto dos apartamentos terá pé-direito de mais ou menos 4,4m! E a explicação é ridícula: claro que com central de ar-condicionado não dá para ter menos de 3,4m de pé -direito, mas essas têm que ter um metro a mais para colocar os lustres!!! Eu sou a favor de edifícios altos em Sampa. Mas um tal projeto não deveria ter mais do 150m. Dizem que ele não terá impacto na imagem da cidade. Com 205,3m não, mas sim pelo significado. É um projeto de luxúria de classe alta, que exclui 98% da população da cidade. Não vai atrair nenhum cliente de classe média, por que ninguém vai se sentir bem naquele shopping! E todo mundo vai se sentir humilhado por esse projeto de dimensões enormes. Infelizmente, ele foi aprovado, e podem começar ainda este ano.

Não sou patético nem invejoso: Mas nem cidades do 1º Mundo tem coisas assim, até parece que São Paulo precisa! :bash:
A Emurb é muito a favor de verticalização, e conseguiram até um novo padrão para o Brás, Cambuci, Pari, Belém e Barra Funda, para terem até arranha-céus de grande porte. Mas esse tal de Cidade Jardim é um pecado - a Marta Suplicy o recusou! Agora ele foi aprovado... :bash: :bash: :bash: :bash: :bash: :bash: :runaway:
Festejam se quiserem, mas eu acho isso uma vergonha! Muito mais na região onde será construido. Mesmo eles tendo pago um montão para construir Cingapuras!
See less
... a Emurb, onde a Ana Carolina trabalha combateu o projeto do Shopping Cidade Jardim - e com toda razão:

Somente o Shopping com seus 75m de altura é gigantesco e exagerado. Ele corresponde por um terço da altura do projeto total, que é de 205,3m (com as pontas em alguns dos campaniles será 223,7m) até o topo dos edifícios residenciais. Quer dizer que os 10 edifícios mais altos do país e da cidade são residencias de milionários e shopping destinado a eles. É pura exclusão social, e um...
See more
1 - 5 of 5 Posts
O projeto é horrível! É anacrônico: uma mistura de neo-clássico com qualquer coisa pós-moderna... que coisa kitsch, uma vergonha para a arquitetura da cidade mesmo se tivesse 20m de altura...
Estamos no século XXI! Campanilles, frontões e ordens gregas não pertencem a seu tempo. Esta febre de edifícios "neo-clássicos franceses" em São Paulo é uma vergonha para a cidade (vejam http://www.arcoweb.com.br/debate/debate65.asp)! O pior que este lixo está sendo exportado para outras cidades (vejam também http://www.arcoweb.com.br/memoria/memoria59.asp).
O problema não é a sua altura, nem se é feito para pobres ou ricos, mas seu "estilo"... seria anacrônico construir algo assim até no mais rico país do mundo (ou... por que não se constroem coisas assim na França?).
See less
O projeto é horrível! É anacrônico: uma mistura de neo-clássico com qualquer coisa pós-moderna... que coisa kitsch, uma vergonha para a arquitetura da cidade mesmo se tivesse 20m de altura...
Estamos no século XXI! Campanilles, frontões e ordens gregas não pertencem a seu tempo. Esta febre de edifícios "neo-clássicos franceses" em São Paulo é uma vergonha para a cidade (vejam http://www.arcoweb.com.br/debate/debate65.asp)! O pior que este lixo está sendo exportado para outras cidades (vejam...
See more
Sou arquiteto e acho que vc não deve ter raiva de todos os arquitetos, não são eles que moldam as cidades, mas sim os exploradores do solo urbano, os especuladores imobiliários, políticos que desprezam o planejamento e gente desta laia, que transforma nossas cidades em aglomerações feias e injustas. As cidades na América Latina sofrem com sua pobreza, até os mais ricos sofrem com a pobreza em que estão imersos. Sobre os arquitetos que projetam prédios assim... bem, fazem-no porque são (bem) pagos para isso e não dão a mínima para a teoria e a história que aprenderam em bancos de escola. São, sim, elitistas e ignorantes, mas entre eles, garanto, não estão os maiores nomes da arquitetura de São Paulo e do Brasil. O fenômeno é tipicamente paulista, torno a dizer (como foi a febre de construção de prédios em estilo "mediterrâneo" no final da década de 70 e início dos anos 80), como moda, espero que passe logo.
Amantes de prédios - como eu - altos torcem para que esta monstruosidade seja construída... São Paulo tem tantas outras propostas de prédios altos, dignos, louvar iniciativas como estas ridículas torres não se faz necessário. E o Maharishi Tower, com elementos hindus(!) em suas fachadas? Vcs já se esqueceram? Ou torciam para que aquela monstruosidade (que até cidades indianas rejeitaram!) fosse construída?
See less
Sou arquiteto e acho que vc não deve ter raiva de todos os arquitetos, não são eles que moldam as cidades, mas sim os exploradores do solo urbano, os especuladores imobiliários, políticos que desprezam o planejamento e gente desta laia, que transforma nossas cidades em aglomerações feias e injustas. As cidades na América Latina sofrem com sua pobreza, até os mais ricos sofrem com a pobreza em que estão imersos. Sobre os arquitetos que projetam prédios assim... bem, fazem-no porque são (bem)...
See more
Veja só o que vc diz, GRGM...
"E essa segunda parte em negrito também é patética, qualquer lançamento residencial é assim em São Paulo, com altos muros, sem espaços semi-públicos, e mesmo os prédios mais antigos, que antes foram construídos assim, hoje já são cercados por portões... ou seja, o cara quer falar mal dos neo-ecléticos e é oporunista, fazendo uma crítica que é comum a todos os tipos de arquitetura de uma grande cidade brasileira, tsc tsc..."
Criticar os neo-qualquer-coisa é criticar o conformismo de muitos profissionais... será que não há alternativa para as grades, portões e a negação do público pelo privado? Qualquer lançamento é assim e pronto, tudo bem? Nada pode ser melhor? Não há melhor arquitetura para São Paulo do que esta bobagem? Claro que há! Se há uma geração de arquitetos que mandou às favas os princípios de urbanidade, há aqueles que lutam contra o caos, contra a ditadura do marketing e da especulação imobiliária e sonha com uma cidade em que as pessoas sejam de fato livres para exercer sua cidadania, em espaços adequados para isto.
A crítica é para a valorização que se dá àquilo que, de fato, não torna a cidade melhor, como vcs estão fazendo defendendo um projeto como este da Cidade Jardim (aliás, algum de vcs sabe o que é uma cidade-jardim de verdade?)
See less
Veja só o que vc diz, GRGM...
"E essa segunda parte em negrito também é patética, qualquer lançamento residencial é assim em São Paulo, com altos muros, sem espaços semi-públicos, e mesmo os prédios mais antigos, que antes foram construídos assim, hoje já são cercados por portões... ou seja, o cara quer falar mal dos neo-ecléticos e é oporunista, fazendo uma crítica que é comum a todos os tipos de arquitetura de uma grande cidade brasileira, tsc tsc..."
Criticar os neo-qualquer-coisa é...
See more
Gente, quando disse que era arquiteto não foi de cara, já havia postado minha opinião em uma outra oprtunidade sem dizer o que era. Eu justifico minha opinião contrária ao projeto COMO ARQUITETO, como qualquer pessoa pode justificar a sua como economista, como banqueiro, como médico etc, a sua formação justifica a sua opinião, é óbvio. Assim, não quis desmerecer a opinião de ninguém...

O que quero dizer, de fato, é que estamos no século XXI, e não no século XIX, cada época possui uma linguagem estética, que se relaciona com a tecnologia, que se relaciona com o modo de vida e os valores das pessoas: o estilo é anacrônico (e quem diz que é anacrônico dizer que é anacrônico que ande nas praias do Rio de Janeiro vestido de esquimó - é adequado? Se a pessoa acha uma coisa assim, seja coerente... vista um paletozão xadrez e use calça de tergal boca de sino e saia na rua...)

Outra coisa que me preocupa é o pensamento de alguns de derrubar tudo para se fazer tudo novo... imaginem se os urbanistas de tantas cidades européias pensassem como vcs. Há patrimônio histórico a ser preservado: o que seria de SP sem o Pátio do Colégio, o Mosteiro de São Bento, a Estação da Luz, o COPAN, o edifício Esther, ícones da arquitetura de tantos estilos diferentes FEITOS CADA UM À SUA ÉPOCA. Não é preciso derrubar, pode-se adequar, reformar... mas, é claro que 80% do que foi construído em São Paulo pode vir abaixo, mas tudo, não...

O meu juízo, chamado de estético, não é só estético: falo de uma linguagem adequada à tecnologia de seu tempo, não é só uma questão de achar bonito ou feio. Lembrem-se do que vcs pensaram a respeito do Maharishi Tower e sejam coerentes...

Será que não lhes agradam mais - e ao povo - as obras de Zanettini, de Gasperini, de Rino Levi Arquitetos Associados, de Ruy Ohtake...
See less
Gente, quando disse que era arquiteto não foi de cara, já havia postado minha opinião em uma outra oprtunidade sem dizer o que era. Eu justifico minha opinião contrária ao projeto COMO ARQUITETO, como qualquer pessoa pode justificar a sua como economista, como banqueiro, como médico etc, a sua formação justifica a sua opinião, é óbvio. Assim, não quis desmerecer a opinião de ninguém...

O que quero dizer, de fato, é que estamos no século XXI, e não no século XIX, cada época possui uma...
See more
Seu tom se alterou, GRGM... vc é um dos melhores foristas, sem duvida, mas esse tom lhe é estranho, relaxa... a comparação entre roupas, costumes, hábitos, tecnologia e arquitetura não é descabida, tudo se relaciona, arquitetura, história e tecnologia se comunicam entre si, o argumento não merece comentários? Estranho.
Todos os arquitetos merecem críticas, até os bons arquitetos, eu, particularmente, acho a carambola do Ruy Ohtake ridícula: ele já foi melhor arquiteto. Mas é um bom arquiteto, projeto para e pelo seu tempo, não o vemos copiar estilos do passado...
Um neo-eclético usa tecnologia de nosso tempo para ser erguido? Sim, claro, e aí esta´o seu maior pecado! Vc acha adequado utilizar materiais e máquinas modernas para executar cornijas e capitéis que eram feitos de madeira e pedra de maneira artesanal? Será que a arquitetura contemporânea não possui uma linguagem estética e técnica própria? Sobre o patrimônio de São Paulo, vc acha que os edifícios que eu citei não têm valor histórico? Tudo bem, não sou eu nem é vc que pode ter uma opinião segura a respeito disto, existem técnicos, existe a sociedade, a determinação do valor histórico de um edificio é complicada, mas a seu significado como emblema de uma época é um dos critérios adotados.
Desculpe, GRGM, meu tom professoral, mas sou assim, não sabia que havia regras neste sentido...
Eu não estou escapando de discutir com outros foristas... escrevi a todos meu último comentário, indidtintamente, tanto que não não utilizei a ferramenta apropriada para responder a alguém especificamente.
Amo arranha-céus, amo arquitetura, urbanismo e amo São Paulo... e gosto de vcs todos tb, porque possuem afinidades comigo, mas nossas opiniões divergem, é normal.
Aliás, se os administradores das cidades olhassem mais opiniões como as nossas, mesmo que (às vezes) divergentes, era possivel que tivéssemos cidades melhores!
See less
Seu tom se alterou, GRGM... vc é um dos melhores foristas, sem duvida, mas esse tom lhe é estranho, relaxa... a comparação entre roupas, costumes, hábitos, tecnologia e arquitetura não é descabida, tudo se relaciona, arquitetura, história e tecnologia se comunicam entre si, o argumento não merece comentários? Estranho.
Todos os arquitetos merecem críticas, até os bons arquitetos, eu, particularmente, acho a carambola do Ruy Ohtake ridícula: ele já foi melhor arquiteto. Mas é um bom...
See more
1 - 5 of 5 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top