Skyscraper City Forum banner
1 - 5 of 5 Posts

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
Discussion Starter · #1 ·
O quesito gastronomia da cidade foi brindado na noite de ontem, no Tropical Hotel, com a entrega do prêmio “O melhor da cidade”, promovido pela revista Veja, da editora Abril. Em sua terceira edição, o evento contou com empresários e chefs de cozinhas dos melhores restaurantes de Manaus e premiou 28 estabelecimentos em três categorias – comidinhas, bares e restaurante.
Entre as vencedoras estava a empresária Mary Benoliel, proprietária da tradicional Beth Balanço, lanchonete localizada na rua Paraíba, há mais de 30 anos, que disse ter ficado surpresa com o prêmio. “Estava concorrendo com grandes nomes da cidade e foram mais de sete locais escolhidos. Fiquei muito feliz com o prêmio. Isso só demonstra o nosso empenho de tantos anos”.
O prêmio, chef do ano, ficou com o novato Antony Carvalho, da cantina Don Domenico. Bastante emocionado, ele chorou ao receber o prêmio no palco. “Estou apenas há dois anos no mercado e não esperava nem chegar à final, mas tenho que admitir que essa vitória seja de toda uma equipe”, revelou.
Além de entrar no rol dos melhores estabelecimentos de Manaus, cada local premiado ganhou uma placa comemorativa e entrou na edição especial da Revista Veja produzida especialmente para mostrar o que Manaus tem de melhor.

Os premiados
Quesito Comidinhas - Café Regional: Joelza; Cafeteria: Lê Café; Doceria: Tortas e Tortas; Padaria: Pão e Companhia; Salgado: Cat’s; Sanduíche: Beth Balanço e Pão e Companhia; Sorvete: Glacial; Suco: Skina dos Sucos; Tacacá: Tacacá da Gisela; Tapioca: Elisa
Quesito Melhores Bares - Boteco: Bar do Armando; Choperia: Piccolino; Fim de noite: Porão do Alemão; Happy Hour: Mercato Brasil; Música ao vivo: Chão de Estrelas; Para dançar: Café Cancun; Para ir a dois: Bistrô Anamã; Para paquerar: Café Cancun; Para petiscar: Galvez
Quesito melhores restaurantes - Brasileiro regional: Choupana; Melhor carne: Barbacoa; Melhor Cantina: Cantina Dom Domenico; Melhor Oriental: Shin Suzuran; Melhor pescado: Choupana; Melhor pizzaria: Távola Redonda; Variado: Village; Carta de vinhos: Bernardino’s; Chef do ano: Antony Carvalho; Melhor restaurante: Village


http://www.emtempo.com.br/portal/index.php/Ultimas/Revista-Veja-premia-os-melhores.html
 

·
Banned
Joined
·
3,705 Posts
Novos restaurantes, esse ano!!!
:banana:

Manaus tá cheio de restaurantes chiques!!! O Barbacoa arrasa!!!
 

·
Perfil
Joined
·
5,549 Posts
Escutei pela CBN, tomei muito café da manhã naquele retaurante da 174, uma coisa que sinto falta em Manaus é daqueles café regional nas barrinhas, no domingo cedo.
 

·
Banned
Joined
·
3,705 Posts
^^

Sobre isso aí!!!




Servindo pelas beiradas

Euzivaldo Queiroz



‘Cafés’ movimentam cerca de R$ 30 milhões
anualmente, estima a Semaga



Isac Weckner
Especial para A CRÍTICA


Os tradicionais pontos de café regional – incluindo as banquinhas instaladas em beira de rua, “agarradas” a muros cidade afora – caíram de vez no gosto do manauense. Segundo dados obtidos pela reportagem junto à Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semaga), essa atividade apresentou crescimento de 25% em 2007 no comparativo com o ano anterior.

Ao todo, diz a Semaga, os estabelecimentos que comercializam o tradicional café regional - café (preto ou com leite), pão (com manteiga, queijo de coalha ou tucumã), banana frita, tapioca, macaxeira (cozida ou frita), entre outros acompanhamentos – movimentam aproximadamente R$ 30 milhões anualmente e representam cerca de 5% dos principais trabalhos avulsos da cidade.

Costume

De acordo com o coordenador de Mercados e Feiras da Semaga, Perseverando da Trindade Garcia Filho, o lanche da manhã fora de casa é um costume que já dura décadas e vem se diversificando com o passar do tempo. “Partiu, se lembrarmos bem, do mingau de mugunzá e banana. Mas hoje, além disso, encontramos uma variedade de outros produtos, como a tapioca recheada inclusive com bifes de filé mignon”, disse.

Carga horária

Dados levantados pela Semaga, segundo Perseverando, indicam que as pessoas envolvidas na atividade de venda de café regional dedicam a ela 30 horas semanais, em média, e, dependo da localização do ponto de venda, o faturamento pode chegar a até R$ 6 mil por mês.

Ele estima que em toda a cidade estejam funcionando aproximadamente 500 estabelecimentos do gênero, mas, destes, apenas 72 são cadastrados na secretaria. “Não há como controlar a atividade devido ao grande fluxo de pessoas que entram na cidade todos os anos e que infelizmente não são absorvidas pelo mercado de trabalho”, afirmou.
 
1 - 5 of 5 Posts
Top