Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 20 of 4987 Posts

·
Toda hora é hora do show
Joined
·
14,147 Posts
Parece que foi ontem que foi criado o Notícias III :nuts:


Sério mesmo que os calçadões mataram o Centro? Pra mim foram os terminais de ônibus, as avenidas enormes e os viadutos.
 

·
Registered
Joined
·
11,496 Posts
Os calçadões não mataram o Centro. O crescimento da cidade para outros vetores, com o surgimento de centralidades concorrentes e a permissividade excessiva do poder público foram fatores que alteraram o protagonismo do Centro.
Era possível crescer para outros vetores sem a região se degradar.
 

·
UFABC User
Joined
·
5,628 Posts
Que avenida enorme matou o Centro? Fiquei curioso..
Bom... o Minhocão passa pelo Centro e... bem... digamos que o resultado não foi exatamente louvável. Nem a chegada da Linha 3, com estações como Marechal Deodoro, conseguiu reverter o dano.

Era possível crescer para outros vetores sem a região se degradar.
Não com a permissividade que se observou. Diretrizes eram claras: o crescimento se daria a Leste, não numa certa região periférica que demorou anos e anos para ter uma única ligação ferroviária realmente funcional (Linha 9, estou falando de você). Não foi o que aconteceu, muito dinheiro foi gasto em locais como a Faria Lima, outros locais surgiram pelas mãos do ente privado sem controle algum (Berrini), uma centralidade nova quase sucumbiu (Avenida Paulista) e o Centro Histórico continua resistindo, a despeito da perda de protagonismo (já enfrentou épocas piores, eu diria).
 

·
Registered
Joined
·
21,610 Posts
Calçadão não degrada uma região, muito pelo contrário ele valoriza e embeleza a cidade, sobre o centro o grande problema não só dele, mas como da cidade toda é o crescimento desordenado, infelizmente nossa cultura é reativa, só pensamos em algo depois que ocorre.

Isso sem falar nas diretrizes e projetos que mudam a cada gestão.
 

·
Registered
Joined
·
21,610 Posts
Sempre tem meia dúzia para reclamar, de qualquer mudança, é difícil fazer uma sem imputar ninguém.

As pessoas não ligam de andar 400 - 800 metros para chegar a uma loja, nos shoppings ou na região de grandes comércios elas já andam isso, o problema é restringir o transito de veículos de maneira abrupta sem ações de mitigação do impacto.
 

·
Registered
Joined
·
694 Posts
^^ O Miss SP teve uma candidata mt bonita, candidata fácil ao posto de Miss Universo, a Miss Analândia que, no entanto, ao chegar na fase das perguntas, escorregou na resposta e saiu como segunda colocada. Quando perguntada sobre qual qualidade mais destacava em alguém, ela saiu um pouco de órbita e ainda finalizou dizendo que as pessoas deveriam ser "carentes" com as outras... (carentes ou caridosas??)

Mas, ainda houve outra, a única loira das cinco, que não apenas escorregou, mas foi ridícula: Ao ser perguntada, sobre o que faria caso tivesse a oportunidade de ficar invisível, a surpreendente resposta: "Eu gostaria de virar um fantasma e assustar os meus amigos!! (???? :eek:)
 

·
Registered
Joined
·
21,610 Posts
E aos poucos as pessoas vão se acostumando a ciclovia.

Bicicletas de carga dominam nova ciclovia no centro de São Paulo

A nova ciclovia do centro de São Paulo passa por pontos turísticos como a Estação da Luz e a Sala São Paulo, mas se engana quem pensar que ela é uma via de passeio. Carga pesada é o forte em seus cerca de 6 quilômetros.

Em uma pedalada de "reconhecimento" feita pela reportagem na sexta-feira (8), os ciclistas que entregam de pãozinho a frango na região da Luz e de Santa Cecília eram maioria.

A via exclusiva para bikes da região central começou a ser implantada no começo de julho. Na última segunda (4), o prefeito Fernando Haddad anunciou que vai criar 10 km de ciclovias por semana até alcançar o total de 400 km.

Neste sábado (9), a área ganhou mais 2,4 km, que ligam a região da avenida Pacaembu à Sala São Paulo.

Fabio Braga/Folhapress
Ciclistas dizem estar mais seguros com a implantação de vias exclusivas pela cidade
Ciclistas dizem estar mais seguros com a implantação de vias exclusivas pela cidade
Enquanto o Conselho de Segurança de Santa Cecília protesta contra a novidade, os ciclistas de carga estão se sentindo mais seguros.

"Estão respeitando mais, mas falta nas principais", diz Rodrigo Freitas, 27, que faz entregas de bike na região desde 2010. Ele se refere às avenidas Ipiranga e São João.

Atualmente, Freitas, que já sofreu quatro acidentes no ofício, leva frango do Mercadão para diversos restaurantes da região, como o Riconcito Peruano, na rua Aurora.

Do percurso percorrido em cerca de 30 viagens diárias, Rodrigo diz que "uns 40%" são feitos pela ciclovia.

Embora a sensação seja de que faltam mais trechos, ao pedalar por onde a via já existe a sensação é de segurança semelhante à das ciclovias de Berlim e Estocolmo.

As pistas têm duas mãos separadas e largura mais que suficiente para trafegar sem esbarrar em quem vem no outro sentido. Mas as faixas que ficam próximas à calçada são mais difíceis, porque uma parte da largura fica em sarjetas inclinadas e irregulares.

Há problemas na sinalização. Ao sair da avenida Duque de Caxias, fui direcionada para um pedaço de ciclovia na contramão da São João, que leva para o largo do Arouche.

Fora o trecho que passa pela praça Júlio Prestes e leva para dentro da cracolândia, aquela foi a única parte do percurso que deu medo.

O semáforo do ciclista, por estar bem ao lado da faixa que sinaliza onde a bicicleta deve parar, acaba ficando invisível.

Enquanto os carros passavam raspando a frente da bike, notando a faixa só quando estavam muito perto, eu me perguntava: como faço pra saber quando atravessar?

Depois de dois ciclos de faróis, percebi um intervalo entre o verde para a rua General Osório e o verde para a São João. Um microintervalo de cinco segundos. Mal dá tempo de cruzar antes de o semáforo abrir de novo.

A CET afirma que está fazendo ajustes na sinalização.
 

·
edson
Joined
·
1,934 Posts
andreslferraz said:
As cidades desses rankings estão principalmente na Austrália, Canadá e Europa e lá o carro tem um papel bem menor (mas ainda muito significativo) nos deslocamentos cotidianos. O transporte público também precisa melhorar muito por aqui mas isso não impede que se faça uma rede de cliclovias por preço de banana (quando se compara com uma linha de metrô), uma coisa não exclui a outra.
Na realidade as cidades da Austrália e da NZ são até mais carrocêntricas que as dos EUA, com o carro tipicamente representando 80-90% dos deslocamentos diários (em São Paulo é cerca de 30%).

Mas deixa pra lá... o meu ponto era apenas que esses rankings de qualidade de vida são péssimos em avaliar outros aspectos, como sustentabilidade. Por ex., quantos % da Mata Atlântica São Paulo precisaria destruir para ter a mesma densidade de Sydney?
 

·
Registered Offender
Joined
·
3,359 Posts
No final das contas a lei das calçadas ficou só no papel mesmo? Estou até hoje esperando a prefeitura vir aqui multar o meu predio pra fazer o sindico bundão finalmente priorizar a reforma da nossa calçada nojenta.
 

·
Toda hora é hora do show
Joined
·
14,147 Posts
No fim da gestão Kassab eles diziam que multavam. Agora, a mídia já esqueceu do assunto, então não sei como está. Mas na real não sei de ninguém multado e nunca vi ninguém arrumar calçada por causa da lei.
 

·
Registered
Joined
·
698 Posts
É aquela coisa. Se realmente começar a multar, terá que multar a cidade toda.

Sinceramente, eu acho que seria mais válido a prefeitura fazer uma força-tarefa e ajudar as pessoas a dar manutenção, até porque estamos tão acostumados a calçadas desniveladas / quebradas, que tomar multa por isso, geraria um efeito ruim.
 
1 - 20 of 4987 Posts
Status
Not open for further replies.
Top