SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 20 of 28 Posts

·
Registered
Joined
·
811 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Nova cia aérea abrirá no Nordeste

Fonte: Valor Econômico, 07/07/2009 (Caderno B; pag.3)



Reportagem: Roberta Campassi

Um grupo de empresários uniu-se para criar uma companhia de voos regionais no Nordeste, região do Brasil que hoje não conta com empresas locais de transporte aéreo de passageiros. Com investimento inicial de R$ 35 milhões, a Nordeste Aviação Regional (Noar) está em processo de certificação na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e tentará iniciar os voos até o fim do ano.

O projeto é encabeçado pelos empresários de Caruaru (PE) Vicente Jorge Espíndola Rodrigues e Luiz de França Leite, com 50% e 10% de participação na Noar, respectivamente. Os dois já são sócios em diferentes negócios em território nordestino, que incluem estações de rádio, a Faculdade Vale do Ipojuca, empresas do ramo imobiliário e a TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo. Os outros sócios são Mario Cesar Moreira, que também preside a aérea regional Team, com sede no Rio, e empresários cujos nomes a companhia prefere que não sejam publicados até que sejam aprovados pela Anac.

A Noar fechou contrato em junho para receber quatro turboélices novos do modelo 410 da Let, fabricante da República Tcheca. Os aviões têm capacidade para 19 passageiros. "Na primeira etapa, que vai até 2011, o investimento total na Noar vai ficar entre R$ 35 milhões e R$ 55 milhões, dependendo de qual for o crescimento da empresa", diz Rodrigues. A empresa está em processo para obtenção do certificado de companhia aérea (Cheta) e, depois, assinatura do contrato de concessão.

O plano é operar rotas de até 400 km, entre cidades pequenas e médias e destas para uma capital nordestina que será a base operacional da companhia. "O Nordeste vem crescendo muito e há necessidade de transporte aéreo onde hoje as grandes companhias não chegam", diz Rodrigues. As rotas ainda estão sendo definidas. Hoje, Gol, TAM e Oceanair são algumas das empresas que operam nas capitais nordestinas e cidades grandes como Petrolina (PE) e Campina Grande (PB). Azul e Trip têm planos de crescer na região.

O avião escolhido pela Noar é o mesmo que vem sendo usado por outras regionais, como a própria Team, a gaúcha NHT e a paranaense Sol, também em processo de certificação. Mas, para o consultor Paulo Bittencourt Sampaio, o Let é "tecnicamente bom e robusto, mas desastroso do ponto de vista econômico". Para ele, o avião tcheco tem uma autonomia limitada, que impede voar distâncias médias com todas as poltronas ocupadas.

Rodrigues, da Noar, diz que foi feito um estudo sobre o negócio e "todas as contas fecham". "A Noar é viável mesmo com o petróleo custando mais de US$ 140", diz.

A sede da Noar poderá ser em Recife, João Pessoa, Alagoas ou Aracaju. "Estamos conversando com os governos estaduais para decidir", diz Rodrigues. Entre os assuntos debatidos estão o ICMS sobre o combustível de aviação e a importação de aeronaves. Apesar de depender da Infraero, futuros espaços em aeroportos também são tratados com os governos.

Além de investidores e um plano de negócios, a Noar também já nasce com ligações políticas relevantes. Um dos sócios da companhia, que prefere não ter nome revelado, é um dos 65 conselheiros escolhidos pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), para formar o Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado. Além disso, Rodrigues e Leite dividem a sociedade na TV Asa Branca com o deputado Inocêncio Oliveira (PR), que detém um terço de participação na empresa e é aliado político de Campos e do presidente Lula.

"Temos que conviver com os políticos e ter uma boa relação com eles", diz Rodrigues. "Mas a Noar é formada estritamente por empresários, não tem político algum como sócio." Rodrigues diz que a companhia já foi criada com uma estrutura de governança para se tornar uma sociedade anônima, com conselho de acionistas, de administração e diretoria executiva. A ideia, segundo ele, também é diluir sua participação majoritária no futuro, com mais sócios
 

·
Banned
Joined
·
1,860 Posts
O LET não é o avião mais bonito do mundo, mas para a aviação regional brasileira em rotas de baixa densidade ele cai como uma luva.
 

·
Goldfinger
Joined
·
2,208 Posts
Muito boa a idéia, o nordeste como uma região grande e passagens com preços acessíveis, creio que a idéia vingaria
 

·
Paris, France.
Joined
·
15,998 Posts
Acho que há demanda para vôos entre Arapiraca e Recife e entre Arapiraca e Salvador, com aviões pequenos como os que a empresa se propõe a utilizar.
 

·
Banned
Joined
·
1,860 Posts
^^ a Itapemirim já teve uma microempresa regional no final dos anos 90, usavam um Caravan na rota Cachoeiro do Itapemirim - Itaperuna - Rio, não durou muito tempo e logo foi comprada pela TAM.
 

·
Registered
Joined
·
6,937 Posts
Empresa Aerea Noar Fará Voos Regulares em Mossoró!

--------------------------------------------------------------------------------

Até outubro Mossoró deverá receber uma linha permanente de vôos regionais, em uma rota que também terá cidades como Natal, Fortaleza e ainda ligações com Recife, Caruaru, João Pessoa, Campina Grande, Aracaju e Maceió, na primeira etapa.

A governadora Wilma de Faria recebeu os acionistas da Nordeste Aviação Regional (Noar), comandante Mário César Moreira e Vicente Jorge Espíndola. Na ocasião, eles apresentaram o projeto de operação para interligar as principais cidades nordestinas e ainda para instalar a base operacional da empresa na capital potiguar.
Pelo projeto inicial da empresa, o investimento deve ser de R$ 130 milhões para a primeira etapa para operar com 4 aeronaves com capacidade máxima para 30 passageiros. A idéia é atuar com destinos curtos, no estilo vôo de ponte aérea e baixos custos. A Noar faz parte do grupo Team Brasil, que já atua no sul e sudeste do país há nove anos, interligando principalmente as cidades do litoral carioca e região dos grandes lagos, transportando cerca de 30 mil passageiros/ano.

"O segredo do sucesso dessa modalidade regional está nas aeronaves. Não usamos grandes aviões com turbinas que consomem muito combustível. Assim, podemos baratear as passagens e assegurar a permanência dos vôos", afirmou o comandante Mário Moreira.
 
1 - 20 of 28 Posts
Status
Not open for further replies.
Top