Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 20 of 31 Posts

·
Registered
Joined
·
86 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Pessoal, boa noite. Acompanho o fórum de vez em quando. Olhando os comentários de vocês e com a atual conjuntura econômica e de infraestrutura me vem a seguinte pergunta: o Brasil suportaria o nascimento de uma nova empresa aérea do tamanho da Gol, TAM ou Azul? Se sim, quais seriam os possíveis hubs? Se não, o que deveria ser feito para possibilitar crescimento? Algum de vocês já esboçou algum plano sobre isso?
 

·
Christopher
Joined
·
17,531 Posts
No que contar com demanda, sem dúvidas, há capacidade para uma nova TAM/Gol ou 3 ou 4 "Aviancas" espalhadas em hubs pelo Brasil.

A privatização abriu o mercado de aeroportos e a criação de hubs será a meta das concessionárias.
 

·
Registered
Joined
·
3,464 Posts
Sim, aos poucos estamos vendo isso acontecer.

Creio que num futuro próximo teremos três "gigantes" com 25%-30% do mercado e mais uma mediana...

Teremos no mercado aéreo algo similar do que temos hoje na telefonia celular.
 

·
Christopher
Joined
·
17,531 Posts
Eu já aposto em uma cia com hub em BSB e mini hub em VCP.

Também acho que a iniciativa de inserir novatas em CGH pode fazer com que novas empresas surjam no cenário, operando Embraer e ATR.



Creio que num futuro próximo teremos três "gigantes" com 25%-30% do mercado e mais uma mediana...
Esse cenário é o de hoje: TAM - Gol - Azul - Avianca. A única diferença é que a Azul não encostou no ex-duopólio ainda.
 

·
Registered
Joined
·
10,737 Posts
O problema é que as "novatas" têm todas sido devoradas rapidamente pelas maiores. A "nova Varig e a Webjet foram incorporadas pela Gol, a Pantanal pela Azul...

E outra, se os aeroportos do interior não se renovarem, não vejo muita chance de aumento da quantidade de voos pelo interior. E o nosso mercado internacional é tão pouco competitivo, em decorrência dos impostos praticados, que duvido que alguma nacional vá conseguir o domínio e amplitude que a Varig já teve.
 

·
Registered
Joined
·
12,853 Posts
A Pantanal foi comprada pela TAM, a Trip pela AZul, a Passaredo não vai durar muito tempo... Infelizmente no mercado atual qualquer "pequena" que comece ou ameaçe incomodar as "grandes" são "engolidas" mesmo...
 

·
Our home and native land
Joined
·
2,301 Posts
Se é possível ou não, mas faria muito bem num país enorme, que padece em mobilidade.
A aviação brasileira precisa de uma revolução, em aeroportos, em oferta de voos, em qualidade de serviços. Temos provavelmente um dos maiores potenciais, num setor que não é bem aproveitado.
 

·
Registered
Joined
·
18,241 Posts
Nos ultimos 20 anos vimos quebrar Varig, Vasp e Transbrasil. Nos últimos 10 anos vimos Tam e Gol crescerem meteoricamente e dominarem o mercado, nos últimos 5, a Azul. É um mercado muito dinamico, que além de comportar mais cias aéreas, há espaço para as atuais crescerem.
A TAM é muito conservadora. Ela voa pra onde ja existe destino consolidado. Duvido muito que eles voariam pra Ft. Lauderdale.
 

·
Christopher
Joined
·
17,531 Posts
Lembrando que a nova regra de distribuição de slots em CGH inviabiliza o uso dos ATRs, já que os voos devem ser operados com aeronaves com no mínimo 90 lugares.
Sim, mas me referi no caso de uma nova companhia com Embraer+ATR, com operação em CGH exclusivamente com o Embraer.

Além de ser novata, a companhia que quer entrar em CGH tem que ter share no mercado regional, por isso o ATR.
 

·
Registered
Joined
·
10,737 Posts
Acho que operar com ATR, em CGH, é perda de dinheiro em 90% dos casos, só nas rotas muito curtas vale a pena. Por isso poderia ser mais interessante ter CGH como estadual, GRU como nacional/África/América do Sul e Central e VCP ou um novo aeroporto para internacional de longa distância (América do Norte, Ásia, Europa etc.), todos muito bem ligadinhos à rede metroferroviária!

Opa, acordei.
 

·
Registered
Joined
·
199 Posts
Creio que BSB seria um HUB ideal para uma novata(pode ser uma grande do segmento regional, como a Azul)...

Visto que a própria estrutura "econômica" da cidade a favorece, por ser nossa capital política seus vôos devem ser muitos rentáveis... Para diversos destinos do país, visto que muitos deles não devem ser planejados ou agendados, provavelmente, ou seja o fator preço não deve ser a condicionante principal da compra de passagens trazendo uma maior rentabilidade volume/pax, diferente de um mercado com foco no turismo onde o fator custo/prazo é preponderante.
 

·
Christopher
Joined
·
17,531 Posts
Penso que o hub BSB se sustenta somente para conectar os voos do Sul e Sudeste ao Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

Acho que operar com ATR, em CGH, é perda de dinheiro em 90% dos casos, só nas rotas muito curtas vale a pena. Por isso poderia ser mais interessante ter CGH como estadual, GRU como nacional/África/América do Sul e Central e VCP ou um novo aeroporto para internacional de longa distância (América do Norte, Ásia, Europa etc.), todos muito bem ligadinhos à rede metroferroviária!

Opa, acordei.
Hoje é difícil fixar esse tipo de voos, já que os aeroportos se tornaram livres.

VCP e GRU tem que concorrerem entre si no mercado internacional. CGH deve se manter com os tipos de operações propostos pela SAC.
 

·
Registered
Joined
·
199 Posts
^^ Pois é ... BSB tem tudo para se tornar o 'ATL - Brasileiro', inclusive na sua posição geográfica.

E a cidade com menos de 60 anos já ocupa a segunda posição de PAX nacional, segundo os últimos dados já divulgados pela infraero.
 

·
Registered
Joined
·
266 Posts
^^ Pois é ... BSB tem tudo para se tornar o 'ATL - Brasileiro', inclusive na sua posição geográfica.

E a cidade com menos de 60 anos já ocupa a segunda posição de PAX nacional, segundo os últimos dados já divulgados pela infraero.
Eu acredito que BSB e VCP serão, no futuro, grandes hubs, devido às suas posições estratégicas. E aposto que, se uma grande empresa vier a nascer, ela apostará no GIG, com VCP e BSB como focus city.
 

·
Registered
Joined
·
199 Posts
Eu acredito que BSB e VCP serão, no futuro, grandes hubs, devido às suas posições estratégicas. E aposto que, se uma grande empresa vier a nascer, ela apostará no GIG, com VCP e BSB como focus city.
Eu já não creio tanto em uma nova "Airlines" em VCP, irá concorrer diretamente com a AZUL, fora que a meu ver o aumento de demanda de VCP foi mais em decorrência da gestão ineficiente da infraero nos aeroportos da capital, e decorrente também da excelente visão negocial de David neleeman onde conseguiu enxergar uma grande demanda reprimida (a rica região de campinas), que não estava bem atendida...

Creio que a Grande Campinas, já está bem atendida, e o aumento para VCP, vai decorrer de mais de fatores externos; Que serão de como será a expansão de GRU, e de se em algum momento será liberada a construção do NASP.

E BSB, como todos indicadores demonstram poderá um dia ser um HUB, em minha visão, que poderá rivalizar com GRU na questão de vôos nacionais.
 
1 - 20 of 31 Posts
Status
Not open for further replies.
Top